Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA FILHA, MEU TORMENTO

Bem, gostaria de não entrar em muitos detalhes pessoais, apenas dizer que sou negro e desde 2004 tenho vivido o maior tormento de minha vida. Sou casado, sou negro, tenho 46 anos, minha esposa tem 40 anos e somos felizes. Neste relato que envio a voces é sobre nossa filha Ana que no ano citado acima completava 19 anos. Ela não que ria um presente específico e sim uma Festa para seus amigos. Mesmo contrariados eu e minha esposa aceitamos. Ana no auge de seus 19 anos tem 1,67 altura, pesava 45 kg, coxas grossas, seios pequenos e o melhor uma bundinha de dar inveja a qualquer menina de sua idade.

Ah... ela pediu que comprassemos sá para ela uma champanhe e botassemos na geladeira que ela iria tomar sozinha. Bem, chegou o grande dia, tudo pronto, liberei algumas cervejas, e aí a festa começou em nossa garagem. Eu e minha esposa ficamos confinados ao nosso quarto mas, sempre de olho em qualquer excesso. Beijinhos aqui, maozinhas ali, risinhos ao lado da garagem, as meninas comentando no banheiro. Os meninos se exibindo para Ana que aquela noite estava uma gata. Bem eu e minha esposa em nosso quarto estavamos bebendo e assistindo filmes. Lá pelas 02:00 hrs Ana aparece em nosso quarto e diz: "olha a festa tá acabando e preciso que papai leve alguns amigos em casa, pois estao bebados. Assim o fiz, peguei o carro e fui levar duas amigas e dois amiguinhos. que moravam num bairro distante. Apás entregar todos em suas casas voltei já preocupado em arrumar a bagunça que estava, mas qual minha surpresa: Ana e minha esposa estavam em estado de alccolismo total, ou melhor coma alcoolico. Pensei e agora? O que faço? Ana em nossa cama e minha esposa tbem. Chamei minha esposa insistentemente mais não obtive. Chamei Ana, mas qual nem se mexeu. Olhei ao lado da cama e lá estava a champanhe que ela havia me pedido. Aí foi que observei a roupa que ana usava naquela maldita noite, um top branco, mini saia rosa e sandalias altas. Ana esta va com suas pernas semi abertas e pude ver sua calcinha, desculpem mas fiquei excitado. Ajeitei minha esposa na cama e peguei Ana no colo e levei para seu quarto. Ela nem se mexeu. Chegando lá botei-a na cama, mas como todos nás aqui em casa temos por hábito não dormirmos com roupas de uso diario. Lembrei e agora nunca fiz isso.

Mesmo contrariando minha educação, comecei a despir minha filha, nossa que seios lindos, o top deu um pouco de trabalho para tirar. A sandalia saiu com facilidade, mas quando fui tirar mini saia, que loucura, eu não sabia que ela se depilava todinha. Excitado, mas me controlando, virei de lado para soltar sua saia melhor e vi sua calcinha melhor ainda. Que visao estonteante. Sua xaninha e maravilhosa. Sem nenhum pelinho e sua bunda é um manjar dos Deuses. Não resisti e acariciei de leve. Tentei sacudir Ana para ver se ela não acordaria, voltei ao meu quarto e ví que minha esposa dormia profundamente. Então voltei para Ana cheio de ideias. Me abaixei ao lado de sua cama e comecei a beijar sua xaninha, que sabor, meti a lingua com calma e fui explorando aquela maravilha, ma spreocupado para que eu não fosse surpprendido. Ana mexeu-se na cama e como ela dorme de bruços, imaginem qual a parte que ficou pra cima? Sim, sua bunda linda, maravilhosa, carnuda, aquelas coxas quentes. Como eu já havia baixado sua calcinha até o meio das coxas pude acariciar sua bundinha com muita calma. Cai de lingua na bunda commuita tesão e meu pau latejava dentro de minha bermuda. Fiquei dando um banho de lingua em Ana por uns 20 min. Ana balbuciou umas duas vezes algumas palavras desconexas. Meti um dedo em sua xaninha mas não me aprofundei pra não ser surpreendido. Apos tudo isto fui ao banheiro peguei um toalha e a limpei.



Bem pela manhã ela não comentou nada, apenas ela e minha esposa reclamaram com dor de cabeça e não tive mais nenhuma chance de realizar meu desejo que possuir Ana por inteiro. Agora ela arrumou um namorado e estou vendo meus desejos irem por terra, pois não tenho coragem de me aproximar dela, nem sei que tipo de artimanhas utilizar. Um amigo disse que dá sonífero pra mulher dele qdo ele quer sair pra putaria. Já pedi o nome do sonifero mas ele sempre desconversa. Amigos isto não é um conto e sim um pai desesperado que talvez esteja pecando mas, eu estou apaixonado perdidamente por minha Filha Anal.Se algum de vcs que ler meu relato e tiverem sugestão escrevam. Vou agradecer a todods vcs.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


comi minha filha pequena contosconto porno mulher gosta pau 25cmcondos erodicos comendo a mae no metrocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentevídeo de homem moreno escuro dando o cu maguinho da bundona com o nome de Pedrocontos eroticos como meu irmao me comeu o meu cudei minha bucetao mestruada e ingravidei contosmulher vemdedora de avon cucontos eróticos mulheres vadiasirmão f****** a irmã gostosa dopada gostosa bemmetendoo con vpontadi pornoesposa caseiro contoslouco pela minha prima contocontos eróticos de Poucontos de putas estradacontos eróticos cheirando a bunda de minha sograsexo e esganaçaotenns gemeno e gritanofilho fudendo sua mãe na freeti de seu paiContos de mulheres que ganhao a vida dando o cucom a spgra e a esposa nudismocarla dando a buceta ora o seu filho de 18contos xupo pau desde novinhacontos eróticos de mulheres casadas q já treparam com travestieu confesso sou puta desde novinhaFábio chupou o pau de Sáviocontos eroticos pagando divida do filhopornô doido irmão f****** irmã fortemente com pau bem grandãoconto lesbica professora dominadaconto na praia com minha mae gostosacontos eróticos ele sempre me molestavavirei putinhacontos eroticos testemunha de jeovacontos eróticos engravideiContos eroticos cumeu irma e primaputa incotrado afuder cm amante vidioBotei com força_contos heroticosContos eroticos cheirando calcinhas no banheiro da lojacontos meus amigos comeram minha maeContos eroticos adoro garotoscontos eroticos minha mulher me castiga apertando minhas bolascontos eroticos escritos incesto vovô e eu.contos de filhos chera causinhasquero uma menina cabelos longos escuros deitada na piscinacontos eroticos de como eu perdi minha virgindade aos 16contos eu durmo de saia sem calcinhaConto erotico gay de calcinha para coroasgritando e pedindo pra nao botar pois doi pra nao perde o cabacoEU TIRANDO FOTO MINHA BUNDA DI CALCINHA FETICHE OLHONDO ESELHO MINH BUNDAMeu nome é Suellen e essa aventura foi uma delícia.rnSempre nos demos bem, erámos vizinhos e amigos. Eu tinha 18 anos, ele 16. Nossas casas são práximas, tanto que a janela do quarto dele dava pra janela do meu quarto. Eu sempre gostei de provocá-lo,dar o cu para os pivetes fui arrobamda com prazer conto eróticosmostrei os meus seios webcamContos fuderam minha boquinhaamamentar o pedreiro contoscomtos eroticos humilhada e currada por molequessou casada madura mas na chacara bati uma punheta pro visinhopediu pra ver a buçeta da aniginhainiciacao putaria bi conto eroticopaizinho e filhinha contosvídeo de pornô com as moletinho as mulatinha pornô vídeos sexocontos sobre velho taradotroca de namoradas contos eroticoscontos eróticos mulher casada que mora com seus pais chegar mais a capoeiracontos eroticos apanhando p abriro pai da minha amiga é um tesão contos eróticosconto erotico novinho vizinhocontos erotico papai vai cabercontos eroticos venha ca sua puta safada,eu vou arrombar seu cu de cadelaconto erotico tapacontos eróticos gay e casal biComo da o cu usando ropa de menina curtinha gaysconto erotico viado velho humilhado por macho dominadorcontos eroticos de mulheres maduras pegandocontos dei o cu pro agricultor pauzudo