Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O COROA DO BATE PAPO!!!

O coroa do bate papo!!!

Tarde tediosa, eu Lu, casada, insatisfeita e cheia de grilos na cabeça resolvo entrar numa sala de bate papo para desabafar um pouco. Não tenho mais meus 19 anos, nem um corpinho sarado, mas tenho atributos capazes de instigar homens em todas as idades. Morena clara, olhos castanhos, boca carnuda, seios rosados e pequenos como duas maçãs, bumbum redondo e grande.

Logo que entro começo a receber elogios e convites, mas logo me agrada a conversa de alguém, seu nick, Homem 5.0, seu nome, Carlos.

Comecei a conversar com Carlos e logo trocamos e-mails. Contei a ele dos meus problemas, minhas carências e solidão, de repente já me via amiga daquele senhor simpático. Havia sá um detalhe, apesar de conversar com ele diariamente, não o via como um homem, o via como um paizão, pois ele tinha a mesma idade de meu pai e eu nunca havia sentido atração por homens mais velhos, tinha uma visão um pouco preconceituosa

Carlos começou a se mostrar interessado por mim, fazendo elogios e deixando recados carinhosos todos os dias. Isso me incomodava um pouco mas não queria ser indelicada com ele.

Certo dia chegando ao meu cursinho, uma surpresa, o Carlos estava estacionado em frente a escola. Meio sem graça, sorri mostrando surpresa ao vê-lo, me pediu desculpas, mas disse que esse era o único jeito de me levar a tomar um chopp, já que eu sempre arrumava desculpas para não aceitar o convite.

Para não ser indelicada aceite o convitei, aos poucos fui observando aquele homem de altura mediana, entre 1,65, 1,70, corpo forte na media de 80kg, calvo de cabelos nas laterais daquele fio loiro que vai se tornando grisalho, barba serrada e lindos olhos verdes, não havia antes reparado como Carlos era bonito, foi quando comecei a ficar excitada.

Percebendo a descontração do encontro, Carlos me convidou para ir num lugar que ele gostava muito. Acabei aceitando.

Carlos me levou a um mirante de onde se via toda a cidade, nunca havia estado num lugar tão bonito. As luzes da cidade lá em baixo eram nossos únicos expectadores, conversamos um pouco até que Carlos me interrompeu com um beijo meio desajeitado. Não correspondi prontamente, me esquivei, olhei pra ele por alguns segundos e acabei me abraçando em seu pescoço e o beijando longamente, logo senti ele me apertar a cintura com força, começamos uma sintonia perfeita e sem perceber ele abaixou o banco do carro e se deitou em meu corpo, pela primeira vez eu desejava e queria um homem mais velho.

Carlos levantou meu vestido e deslizava as mãos em meu corpo acariciando minha pele e olhava com tanta admiração que naquele momento tive inveja, lamentei que ele não fosse meu marido, pois o meu jamais me olhara assim...

Comecei acariciar Carlos tocando-o por cima da calça e logo senti seu cacete duro, querendo ser acariciado, neste momento ele se levantou, me tirou do interior e me levou para o capôt do automável, entrou no meio de minhas coxas e começou a me chupar de maneira que me contorcia toda e gemia feito louca, implorando pra Carlos me penetrar logo pois já me via desesperada para senti-lo dentro de mim.

Apás me deixar louca para gozar com sua língua gostosa me invadindo, ele meteu seu cacete duro em minha boca e me fez chupar freneticamente me pedindo pra mamar como uma bezerrinha, era grosso e bem rosado com aqueles nervos salientes que pareciam querer soltar sob a pele, me dizendo que o titio coroa ia me mostrar o que era capaz de fazer pra satisfazer uma moça nova. Carlos segurava seu gozo insistentemente, pois mas não queria me deixar insatisfeita, eu amei isso, pois ele me virou, alisou com carinho meu cuzinho, enchendo de carinhos com sua mão quente e grande e quando relaxei já louca de tesão aquele coroa gostosos me enterrou aquela tora no rabo. Socou forte e fundo, me chamado de bezerrinha sapeca, dizendo que me comeria sempre naquele mirante, eu já estava quase gozando mas queria sua pica dentro de mim, então ele me presenteou socando tudo na minha buceta carente e socou como um animal até urrar bem gostoso: “Seu coroa vai te encher de porra minha sapequinha”, foi quando me encheu de sua ejaculação quente...Gozamos quase que simultaneamente, pois sentindo aquele homem me possuindo me fez ter orgasmos múltiplos, debruçada, naquele momento.

Carlos gozou tanto que eu sentia os jatos dentro da minha buceta, e isso me fazia pulsar incondicionalmente sem conseguir controlar as mordidinhas que ela dava em seu pau, fiquei assim por alguns minutos, sem deixar Carlos sair de dentro dela. Depois do gozo ele quase desfaleceu em minhas costas, dando uma risada gostosa e perguntando pra mim se ainda tinha preconceito com o velhinho, rsssss...

Não troco Carlos por dois de 25 de jeito nenhum e sempre que podemos escapar vamos gozar juntos no mirante da cidade...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


história erotica garotada enrabada surubacontos eroticos "novinha" "trapos"Conto inses bebados transando.colo do velho. contoContos eroticoa transei cm um aduto na infanciaele ela tinha anos caçula cuzinho tentando relato realContos eroticos dois heteros vodkacontos porno pedreiro pica jumentoContos eroticos comendo a policialminhas sobrinhas conto eroticocontos er¨®ticos cu da estudante novinha de Fortalezatia gosta de ver pau enorme de sobrinanos 90ho classico eu gordinha arregacada por um roludo contosmulher leva enrabado de cachorrocontos erticos/meus doi primos revesaran em minconto erotico comir o cu irma em pdfmae desfilando de calcinha fio dentalCONTOSPORNO sapecaconto bi vizinha gostosaporno cunhada seio duro violadacontos de iniciação no swingcontos erotico vo netinhasconto erotico arrombei o travesti do baile funkSobrinho da Academia tia gordinha conto eroticorelatos reais minha eaposa pediu pro amigo comer o cu virgem delaminha filha me seduziuConto erotico soquei piroca na mulata casadacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto porno come o cu da minha cunhada e a amante e sua amigaconto erotico sogro na piscinacontoscomsograsOi meu nome ê marta tenho uma amiga travesti e ela micomeuconto erotico incesto baba pervertidascontos sobre velho taradoConto xupei atraz da casacontos eu minha esposa e um viadinhodeixei meu amante come minha intiada a força pá ela não mim entrega incesto contos eróticosEusouhetero e chupou o pau do meu cunhadoporno ex-namorada baixinha olhos claros da cintura da bundona gostosahistória erotica garotada enrabada surubaconto erotico de comi a amiga da minha filhavelhos cafetao fudendo casadacontos eroticos de homem contratado para engravidarContos erotico exibi meus peitos enormes pro papaiTravesti surpresa contosvidios pornu mulhe qUe gota de trasa vetida com fataziavideo porno gay de garoto com o calção com o fundo rasgado de parnas areganhada na casa do amigo tarado do pau gande e grosoprovoquei o velho e fui fudidacontos torei a amiguinha da minha filha de dez aninhosconto erotico fui arrombada depois de casadaSafadinho aaa uuumenina você já passou o dedo no cu e cheirouver história de putaria entre famíliafilhinha de papai tirando a camisola e fica nuasobrinha de calcinha na piscina contosconto erotico com crenteputinha vagabunda da familia contosminha cadelinha zoofilia contoscontosnifetas brasileiras dando cuzinho virgem pro irmao chorando de dorcom minha filhinha novinha contos eróticoscontos quis dar pra um travestiContos gays de cinta liga e fio dentalcontos abusadas em grupoMae com a mao quebrada conto incestocontos freirinhaConto de gang bang no posto de gasolinajoice cavalo deu o cuconto erótico amiga grelo línguacontos buceta arrombadacoroa 46 anos cabelo curto enroladinho dando a buceta grandecontos de incesto genro que comeu a sogra na area da praiacontos erotico dando pra nao passar fomeporno negonas da coixa grosa e budona que a dora pau enore e prra dentrodei com muito amor conto separacaocontos de traicao anal,postados no facebookconto o Pastor me comeucontos eroticos iniciada pelo pai da minha amigaconto eróticos c novinha