Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DEU TRABALHO MAS COMI A MINHA TIA DELICIOSA

Me chamo Júnior e hoje tenho 26 anos e essa histária aconteceu quando tinha 21 anos. Minha tia que se chama Edna hoje tem 47 anos e na época tinha 42 anos. Minha tia foi casada com o irmão do meu pai durante toda minha infância. Ela teve um filho, meu primo, Daniel, que é 2 anos mais novo que eu e sempre frequentei a casa dele principalmente nas férias quando dormia lá sempre. Minha tia sempre foi uma mulher mt atraente e tinha uma relação mt boa cmg. Mas ela era casada e apenas a achava gostosa e tocava varias punhetas p ela desde os 19 anos. Sempre q passava as férias na casa do meu primo ela estava sempre com shortinhos curtos e colantes que marcavam mt seu corpo, isso acabava com minhas noites por causa das punhetas q tocava pensando nela. Adorava a hora de tomar banho a noite pq ela deixava varias calcinhas penduradas no banheiro e eu, é claro, cheirava todas elas e tocava mt punheta no chuveiro pensando nela. As vezes acordava de madrugada, ia até o banheiro, pegava akela calcinha mais cheirosa e levava p cama e tocava uma punheta ali msm. Era mt bom. Até q completei 19 anos e minha tia com 39 acabou se separando do meu tio e apesar disso continuei frequentando a casa dela pois usava sempre a desculpa d ir brincar com meu primo mas a verdadeira intenção era ela. Qnd soube q ela havia se separado pensei se teria alguma chance e comecei a ser mais ousado. Ela falava abertamente de sexo na minha frente, sempre vestida com pouca roupa e nakela época eu tinha comido duas meninas e estava louco p comer uma mulher mais velha e meu desejo era somente ela porem n tinha coragem p tentar alguma coisa. Minha tia eh o tipo da mulher q qnt mais velha, fica mais gostosa. Hj, com 47 anos ela está mt gostosa, dando banho em meninas d 20 anos. Ela tem aproximadamente 1,70, eh loira artificial, tem um cabelão ate o meio das costas. Tem uma boca carnuda e bem delineada. Tem um par de peitos médios, lindos...uma bunda grande e com marquinha de bikini q ela adorava ir a praia. Mas oq me deixava mais louco era o tamanho do bucetão. Pelo bikini eu via a rachadura dela e dava p ver q era uma buceta bem carnuda. Ficava louco e me acabava nas punhetas. Como ela estava solteira vivia namorando mas nunca estava satisfeita e oq mais me deixava animado eh q soh pegava homens mais novos na faixa de 25 anos. Ela sempre conversava cmg na sala e contava os rolos dela, sempre falante e sem vergonha nos comentários. Ficava imaginando chupando akele bucetao. Ela sabia q eu a desejava e sempre usava shorts colados q marcavam akele bucetão e sempre sentava bem a vontade na minha frente, n conseguia olhar p outra coisa. Até q decidi q precisava de algo mais p melhorar a minha punheta. Decidi q ia tentar vê-la nua. Esperava ela tomar banho e qnd escutava q ela estava saindo do banheiro enrolada na toalha, corria p o segundo andar. Ela sempre trocava de roupa no quarto com a porta fechada. Porem jah havia percebido q a fechadura era consideravelmente grande e q se colasse o olho conseguiria ver algo. Na minha inteligência, enqt ela tomava banho, arranquei a chave da porta e a escondi p poder ver algo. Escutei ela saindo do banheiro e batendo a porta do quarto. Corri lá p cima e com muito medo d ser visto pelo meu primo agachei e fiquei ali na expectativa. O quarto dela eh grande e n estava conseguindo vê-la. Ate q a vi de toalha enrolada e de costas. Meu pau nakela altura jah estava estourando de duro. Ate q p minha decepção ela tirou a toalha e jah estava de calcinha. Ela estava de costas, e vi akela bunda com uma calcinha preta minúscula enfiada até lá dentro, botei meu pau p fora e comecei a tocar ali msm. Meu sonho msm era ver akele bucetao q me deixava louco mas notei q ela n tinha colocado o sutiã ainda. Fikei ali torcendo p ela virar q um peitinho nakela situação era uma vitoria. A vagabunda virou e eu n aguentei. Era um par de peitos sensacional. Eles eram médios, de pé, com um biquinho n mt grande nem mt pequeno e p completar era rosadinho...delicioso. Curti akeles minutos e toquei com mt força olhando p os peitinhos rosas até q gozei no chão msm...perdi completamente a noçao e gozei como nunca tinha gozado antes. Era mt leite no chão. Corri no banheiro peguei papel e limpei rapidamente o chão. Foi questão de segundos e ela saiu do quarto e eu jah estava trancado no banheiro. Estava feliz d ter visto os peitos dela mas n satisfeito, keria msm ver akele bucetao carnudo. Qnd completei 20 anos q td mudou. Ela jah tinha chegado aos 41 anos e estava mt mais gostosa. Mas meu plano da fechadura foi pro caralho pq ela colocou uma chave fixa na porta e acabou com a minha visão. Mas qnd menos esperava o melhor aconteceu. Meu primo estava lá embaixo na sala vendo TV e eu fikei lá em cima no computador do escritário. O quarto dela fica do lado oposto do escritário, bem na reta e nesse meio fica o banheiro. Estava tranquilamente no computador e ela tomava banho mas eu jah nem me animava pq n tinha mais como olhar. Até q ela acabou o banho, abriu a porta do banheiro e saiu. Eu, obviamente, olhei e para a minha felicidade eu a vi de costas indo p quarto dela. Soh q ela havia coberto apenas a frente com toalha e eu fikei ali sentado n acreditando nakilo q estava vendo. Ela passou no corredor, do banheiro ate o quarto, com akela bunda deliciosa descoberta. Eu fikei congelado olhando akela marquinha de bikini q entrava nakele cuzinho. Era uma bunda deliciosa e com poucas celulites p uma mulherde 41 anos. Sá q qnd ela se virou p fechar a porta do quarto o olhar dela bateu exatamente com o meu. Ela fechou a porta e eu fikei nervoso. Pensei q ela poderia ter ficado puta e poderia falar p meu primo sei lá mas ao msm tempo akilo poderia ter sido bom, ela ver q eu estava maluco ali olhando p akela bunda. Desci me cagando de medo e fikei na sala com meu primo. Qnd ela desceu eu gelei. “Ela vai falar p meu primo...pqp....to fudido”....sá q p minha surpresa ela n falou nd e agiu como se nd tivesse acontecido. Mas eu tinha certeza q ela tinha visto q eu estava olhando e akilo em intrigou: “Será q ela gostou? “. Dali em diante, minhas punhetas estavam quase completas. Já tinha visto peito e bunda e soh faltava o melhor q era o bucetao. Mas segui minha vida, passaram se 2 meses e ela n tocou no assunto. Até q num almoço em família na minha casa ela chegou e pediu p eu ajudar a pegar umas cadeiras na mala do carro dela. Fui sem imaginar nd. Até q ela me encostou no carro e mandou na lata : “Tava me espiando qnd sai do banho neh? Eu vi!”. Eu n sabia oq dizer...fikei tenso, gaguejei...mas n tinha como negar, ela tinha me visto e eu jah sabia. Então tentei me explicar: “Po tia, eu estava no computador e vc saiu, olhei normalmente para ver quem era e vc estava sem toalha, n tive como n olhar, desculpa”. Ai ela fez uma pergunta q mudou minha vida: “Bom, eu sei q olhou bastante mas me diga, gostou doq viu pelo menos?”. Ai era a minha chance de elogiar pq ela era mt vaidosa, se cuidava mt e eu n perdi tempo e respondi tentando ser educado: “ Claro tia, parabéns. Vc tem uma bunda mt bonita p sua idade.” E ela jah mandou: “Mt bonita? Pode falar no popular”. Fiz oq ela pediu e disse : “Td bem, tentei ser educado...realmente vc tem uma bunda mt gostosa e eu fikei com mt tesão”. Ai ela completou com um risinho safado: “Deve ter tocado algumas neh?”. E eu notando q ela jah estava solta cmg tb n perdi tempo e mandei: “Com certeza...no dia msm toquei umas 4, as melhores punhetas da minha vida”. Ela disse : “Serio? Mas eu nem estou tão gostosa assim”. Senti q ela keria elogio então fiz a vontade dela soh q cheio d sacanagem jah: “Q isso tia! Vc eh toda gostosa! Dah um banho em mt menina de 20 anos por ai. Se eu n fosse seu sobrinho te pegava fácil”. Ai ela falou mais uma dakelas frases q sempre kis ouvir: “ Vc n eh mais meu sobrinho, n sou mais casada com seu tio”. Ate q minha mãe chegou e interrompeu logo na melhor hora. Entendi akilo como se ela kisesse dizer q eu tinha chance de come-la. Mas passou um tempinho e p minha tristeza ela arrumou um namorado. O kra tinha uns 30 anos e ela vivia desconfiando q ele a traia e saia escondido. Ate q um dia ela me ligou e pediu minha ajuda. Ela queria q eu fosse com ela de madrugada na casa dele p ver se ele estava msm em casa. Era um pouco longe e perigoso. Fui na maldade mas sem mts esperanças. Disse a ela p me ligar qnd pudesse sair de casa pq ia busca-la p ela ir no meu carro cmg. Meu carro tem insulfilm g20 nele todo e a noite fica escurão. Qnd deu meia noite e meia ela me ligou. Sai de casa e em 19 minutos cheguei na casa dela. Liguei e ela desceu. Para minha tristeza ela estava com uma blusa pouco decotada e de calça jeans, estava mt cheirosa como sempre. Ela entrou no carro e foi falando do kra. Dizendo q ele tava sacaneando ela, q achava q ele saia dps q ela dormia, q jah tava puta e doida p botar um galho nele, q nakela noite ia resolver td. Eu jah dentro d mim, torcia p o kra n estar em casa e ela ficar puta, poderia ser minha chance. Fomos conversando e ela perguntou como estava minha vida, se eu estava comendo mt menina por ai. Respondi q sim. E ela me elogiou dizendo q p mim era fácil pq eu era mt bonito e sarado. E eu, claro, n perdi a oportunidade de elogiar ela. Disse q p ela era mais fácil ainda, linda dakele jeito, com akele corpo todo. Ate q chegamos em frente a casa do sujeito. Ela pediu p eu esperar dentro do carro q ela ia olhar dentro da garagem. Fikei ali na expectativa torcendo p o carro dele n estar ali. Qnd ela virou, pela kra dela, jah comemorava por dentro. Veio revoltada p o carro dizendo q ele era um filho da puta e q ele tava fudido q ela ia cornear mt ele. Voltamos p casa dela e no caminho ela soh falava q ele tava fudido q ia ser corno. Ela estava mt nervosa, puta. Qnd cheguei na porta da casa dela, ela ainda estava falando então estacionei o carro na calçada e ficamos ali dentro msm conversando. Já era umas 2 da manha. Ela já estava mais descontraída e ate me revelou q jah havia traído o namorado. Disse q jah estava quase certa q ele a traia e por isso n perdeu tempo. Ai comecei a jogar as indiretas. Disse q ela era mt bonita p ficar namorando. Disse q ela deveria curtir pois havia ficado casada há quase 19 anos. Ela concordou disse q estava no auge da vida sexual. Disse q estava kerendo sexo mais doq nunca. Aproveitei e revelei q sempre achei ela mt gostosa desde pequeno e q comecei a deseja-la a partir do momento q se separou. Ela ria dakilo e dizia q eu poderia pegar qlqr menina mais nova, saradinha, toda durinha. Mas eu disse q elas n estavam com nd e q meu desejo era de transar com uma mulher mais velha, mais experiente, mais completa. Ai ela mandou assim: “Pena q vc eh meu sobrinho querido...pq se n fosse eu poderia ser essa mulher mais velha.” Ai eu lembrei q no carro qnd veio me questionar sobre o dia q a vi nua ela disse q eu n era mais sobrinho dela pq n era mais casada com meu tio. Ela respondeu: “ Q nada, fiz akilo p te provocar...eu n teria essa coragem n”. Nakele momento achei q estava td perdido. Mas ai pensei rápido e disse: “Olha tia, se eu ficasse com vc pode ter certeza q ninguém ia saber, isso seria um segredo nosso”. Ela disse q n se via transando cmg. Disse q eu era bem gostoso e atraente mas q n imaginava a gente transando. Eu então pedi um beijo. Ela disse: “Isso eh um problema...se ficasse soh no beijo msm...mas sei q vc vai kerer mais alguma coisa dps e n vou fazer nd com vc”. Eu insisti: “N tia, eu kero um bj apenas...vc tem kra q sabe beijar mt bem...tem uma boca linda...n vai passar disso...” Ela me olhou com uma kra...meio q concordando...e disse: “Td bem...mas apenas um estalinho em agradecimento ao favor q fez por mim hj”. Logicamente concordei e logicamente n iria dar um estalinho nela. Estávamos no banco da frente do carro então me debrucei sobre ela e a beijei. Qnd coloquei a língua ela recuou e eu n perdi tempo, a puxei e beijamos decentemente. Foi um beijo delicioso...sentia no beijo dela q ela estava cheia d tesao mas n keria mostrar. Ela enfiava a língua toda na minha boca p eu chupar e ao msm tempo mordia meus lábios. Puxei ela mais p perto e comecei a beijar o pescoço dela, a orelha...e senti q ela ensaiava um gemido bem baixinho. Mas do nd parou e disse q jah tinha passado mt mais q o estalinho. Mas nakela altura n ia desistir fácil. Disse q jah tínhamos ficado e q beijar mais ou menos n ia fazer diferença. Então a puxei novamente e ficamos beijando por um bom tempo. Ela se mostrava bem excitada pelo beijo e jah deixava eu beijar o pescoço dela. Sentia q ela se arrepiava toda e q gemia bem baixinho. Coloquei a mão na cintura dela e subi ate os peitinhos. Vi q ela n recuou e deixou. Passei a mão nos peitos dela por cima da blusa ao msm tempo q chupava o pescoço dela. Naquele momento meu pau jah estava rasgando a bermuda. Então decidi arriscar mais. Fui beijando o pescoço e descendo até o começo dos peitos dela. Ela me empurrou. Eu insisti e ouvi apenas um “ Ai meu deus” vindo dela. Akilo era o sinal q ela estava entregue mas n keria mostrar. Então desabotoei a blusa dela e ela ficou so de sutiã. Disse p mim q n ia passar dakilo e q n ia fazer nd cmg ali. Eu n dei nem idéia, soltei o sutiã dela e tinha na minha frente akele par de peitos lindos, rosados...cai de boca...chupava akele bikinho enqt apertava o outro e ela gemia. Chupei mais um pouco o peito dela e fui descendo lambendo a barriga dela ate chegar no limite da calça jeans. Tentei passar minha língua por dentro mas estava mt apertada. Tentei desabotoar a calça e ela recuou dizendo q dali n passava. Fingi q aceitei e sugeri para q fossemos p o banco de trás pq ali na frente estava mt desconfortável. Ela disse q n iria fazer mais q akilo, q n ia mudar nd. Mas aceitou e pulamos p trás. Deitei por cima dela e enqt beijava ela, esfregava meu pau sobre a buceta dela. Então chupei o peito, desci lambendo a barriga e desabotoei os botões da calça dela. Ela tentou recuar mas eu disse q era soh p poder lamber melhor a barriga dela. Então com a língua jah sentia a calcinha dela e o cheiro dakela buceta maravilhosa e com a língua jah lambia o inicio dos pelos dela. Estava mt excitado e ela mandava eu parar. Disse q estava mt bom e q n dava p parar. Comecei a tirar a calça dela, ela puxou de volta e eu tornei a puxar dizendo q soh estava atrapalhando. Mais uma vez ela disse: “Ai meu deus...eu n vou te dar menino”. Mais uma vez nem ouvi oq ela disse. Tirei a calça e tive uma visão sensacional. Ela ali na minha frente esticada soh de calcinha. Fui logo tentando tirar a calcinha dela mas ela n deixou. Então comecei a lamber por cima, lambi os pelos dela mas n conseguia chegar na rachadura. Então comecei a lamber a coxa dela por dentro ate chegar na virilha. Ela gemia e me apertava. Puxei a calcinha dela de lado e vi oq sempre kis. Akele xoxotao na minha frente, carnudo, cheiroso, molhado. N perdi tempo e chupei a xoxota dela toda. Lambia de cima a baixo ate chegar perto do cuzinho. Ela estava mt molhada. Então procurei o clitáris dela e concentrei minha língua ali. Fikei chupando ela por uns 19 minutos. Ela disse q n estava aguentando. E me empurrou dizendo q n podíamos e q jah tínhamos abusado. Nem ouvi oq ela falou, levantei e tirei minha roupa toda. Ela então, ao ver meu pau estourando, definitivamente se entregou e disse: “Vc conseguiu, a titia aki eh toda sua...me dah esse pau aki”. E pegou meu pau e enfiou todo na boca. Era o melhor boquete da minha vida. Ela chupava a cabeça e dps engolia ele todo com uma vontade absurda. Chupou minhas bolas por mt tempo e voltou a chupar meu pau. Nakele momento senti q esta quase gozando mas preferia gozar dentro do xoxotao dela. Então pedi p ela deitar, tirei a calcinha dela e chupei mais um pouco akele xoxotao ao msm tempo q enfiava o dedo. Ela gemia mais alto e ate q pediu: “Vem cá e enfia esse pau todo logo em mim, kero te sentir dentro de mim.”. Então deitei por cima dela e afastei as suas pernas. Ela estava toda arreganhada soh esperando o meu pau entrar. Peguei e fikei passando a cabeça do meu pau na entrada da xoxota dela. Ela gritava de tesao e disse: “Come logo a sua tia porra...mete esse pau em mim logo”. Obedeci e enfiei ele todo dentro dela. Foi a melhor sensação da minha vida. Fodia ela com mt força e ela gemia. Abri mais um pouco as pernas dela e meti com mais força ainda. Cada metida era um grito. E ela falava q estava cheia d tesao p eu n parar e meter com mais força. Meti mais um pouco e decidi mudar d posição para n gozar. Sentei e falei para ela sentar no meu pau. Ela arreganhou akelas pernas, montou e sentou no meu pau com toda vontade. Ela alternava quicadas mais fortes com reboladas no meu pau. Rebolava mt a vagabunda. Disse q akela posição era a preferida dela p gozar. Então pediu para q eu enfiasse o dedo no cuzinho dela enqt ela sentava. Fikei passando o dedo na borda do cuzinho dela. Sentia q ela forçava p trás p meu dedo entrar todo no rabinho dela. Então enfiei o dedo e ela soltou um gemido delicioso e disse: “N tira esse dedo daí q kero gozar assim”. Então quicou com mais força e mais rapidamente até q gritou: “Q delicia! Vou gozar.” e gemeu deliciosamente. Gozou e disse q há mt tempo n gozava gostoso dakele jeito. Então disse q keria q eu gozasse bem gostoso dentro dela e perguntou em q posição eu keria come-la p gozar. N pensei duas vezes, a virei e botei ela de quatro. Tive a visão maravilhosa dakele bucetao e dakele cuzinho piscando. Então passei a cabeça do meu pau no cuzinho dela e ela soltou: “Ker foder o cuzinho da titia, neh seu safado?”. Enfiei a cabeça do meu pau no cuzinho dela e ela gemeu e disse p colocar com carinho q ela tinha dado o cu poucas vezes e q meu pau era grosso. Coloquei lentamente e sentia q ela tinha o cuzinho apertado. Ela gemia num misto de prazer e dor. Então decidi enfiar logo td d uma vez e ela deu um grito de dor e disse: “Ai seu safado...assim vc estoura o cu da titia...mas mete com carinho q esse cuzinho eh todinho seu.” Mas n consiguia meter com carinho nakela situação. Keria arrombar akela vaca. Então meti com mais força, ela reclamava e eu n parava. Ate q ela n aguentou e pediu p parar e enfiar na buceta dela. Então arreganhei akele bucetao q estava fervendo e meti com toda força possível. Ela dizia: “Vai safado, enche a buceta da titia de porra...kero toda sua porra dentro de mim.” Akele pedido foi td p mim. Deu uns 5 minutos e gozei com mt tesao dentro dela. Era uma sensação maravilhosa. Sentia q nunca tinha gozado tanto e q a porra jah escorria pelas pernas dela. Estava tão bom q msm dps de gozar fikei comendo ela por mais um tempo. Ate q ela pediu: “Tira esse pau de dentro de mim e enfia na minha boca. Kero sentir o gostinho da sua porra e chupar ela toda.” Ela era mt safada e isso me excitava demais. Tirei meu pau pingando de dentro dela e ela o enfiou todo na boca. Lambia como se estivesse sedenta por leite. Ela limpou meu pau todinho e engolia td igual uma puta. Até q percebemos q já era quase 5 horas da manha, nos despedimos com um beijo bem gostoso e ela se foi. Hj, minha tia continua gostosa e nás fudemos toda semana.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos er meacordei com o pinto na bucetacontoseroticos mulher casada leva negao pra casacontos porno meu marido me obrigou a dar o cu pro amigopai da minha amiguinha mostrou o paucontos seduzi minha mãe com o tamanho do meu pauconto chantageada suruba engoliGozei na buceta da minha prima e ela engravidou historiasproctologista me comeu gaycontos eróticos, eu, minha esposa puta e nossos vizinhosContos eroticos com irmãs caçulas fodidasrelatos de cornos meu tio Rui comeu minha esposa na minha frenteconto de sexo com casada com eletricistavideos zoofilia cavalos gozando na bucta epenetrandocontos eroticos arrombando a gordameu cu ficou rasgado e sangrando contoscontos zoofila casada abandona marido e filhos por um cachorroincesto com a titia praser abesoluto contos tomou calmante e tomou no cu contogostosas com mini calsinha saindo o beisinho da buseta de ladacontos eroticos menagecontos eroticos pai estupra filha com amigoscontos eroticos de como eu perdi minha virgindade aos 16encarei 30cm contoscasa dos contos tia 22cmcontos eroticos sou casada realizei o desejo do meu sobrinholeke comendo a casada contocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteNo cu da minha namorada amigo contos relatos lady jane( zoofilia )contos de uma novinha q aprendeu a dar a bundinhaconto erótico penha SC praiaconto erótico gay taxista manaustransei com minha filha conto eróticocontos eroticosamigo se veste de mulher para dar o c* para o amigonelma putinha rabudaConto erotico levantaram minha microsaia e me comeram gostosocontos eroticos grupal baile funkconto erotico de porno gay com o policialConto erotico comi a coroa negra amiga da minha maecontos eróticos eu minha irmã fizemos sexo com faxineiro do condomínio.Contos de sexo en onibuscontos eroticos morena gostosa malhadacontos eroticos arrombando a gordaokinawa-ufa.rupesquisar saístes da putaria lésbicas como fazer sexo com uma menina virgem e quebrar seu cabassoconto erotico travesti novinha vira faxineira do coroa dominadorcontos eroticos sodomizadoContos porno filho esfregando cu da mae com pau escorega pra dentro meu sogro isasiavel comtomassagem video contos punhetaContos eróticos no cu não amorcontos fui brincar amoite de esconde esconde e dei o cu pra todos mulequesviadinho e o andarilho velho negro contos eroticoscontos erotico esposa propoe proLóira safada narra conto metendo na coberturabronzeamento com a amiga greluda contoNamoradinha gozada contosmae coroa mechama pra viaga com ela e durmo com ela insexto gostosa pornopone encaxa tudo na morenaConto erotico zoofilia o menino e a porcacontos manaConto eróticos de novinhas 2006dei o cu no campig homoxesuaiscarlão socando ate as bolas no cu da vadiabuceta carnuda comtos de sexoconto erotico gay adotivoContos eroticos selvagenscontos eroticos xongando.e batendo.na putaConto erotico negao casada loiraxvidio incesto desejo provocadotroca troca de homens adultos contos