Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

GORDINHA SAFADINHA

Vou contar uma historia que aconteceu comigo em Agosto de 2000, comecei a fazer um curso e na minha sala tinha uma garota gordinha mas bem bonitinha, eu não sei por que mas eu e ela fizemos amizade logo no primeiro dia na hora do intervalo chamei ela para tomarmos um suco na cantina da escola, ela aceitou e na hora da saída ofereci uma carona para ela mas ela disse que não poderia aceitar por que seu noivo as vezes vinha lhe buscar e que não pegaria bem ele ver nos dois no carro, eu entendi mas mesmo assim continuamos a conversar dentro da escola, um certo dia estava chovendo muito e ela me disse que se eu pudesse ela aceitaria a carona e que naquele dia seu noivo iria trabalhar até mais tarde e que não daria para ir buscar ela, eu disse claro quer sim não vou deixar você sair nesse temporal, e fomos até o estacionamento pegamos a maior chuva e ficamos todos molhados, ela estava com uma camiseta branca e por ter se molhado deixou o tecido transparente e seios peitos estavam arrepiados por causa do frio e deixam amostra seus biquinhos eu de vez em quando dava uma discreta olhada, então fomos para casa dela mais no meio do caminho tinha um ponto de alagamento e fomos obrigados a parar o carro e ficamos sem saída, desliguei o motor do carro e disse a ela que azar vamos ter que esperar a água baixar par irmos embora ela disse não tem outro jeito mesmo e ficamos ali conversando por uns dez minutos foi quando para minha surpresa ela se aproximou de mim e me deu um demorado beijo de língua e me disse eu não poderia estar fazendo isso mas eu estava com vontade desde o dia em que te conheci mas tinha medo de meu noivo descobrir algo e agora que estamos aqui presos nessa chuva, eu não deixei ela nem terminar de falar e comecei a beija-la e a passar a mão em todo seu corpo ela resistiu um pouco no começo mas quando eu enfiei a mão por dentro de sua calça e comecei a massagear seu grelo ela foi a loucura e se soltou e tirou meu pau para fora e começou a me punhetar mas para meu desespero o transito começou a andar e ela disse vamos a água baixou e já da apara agente passar quando liguei o carro ela me disse aonde vamos terminar e eu sem pensar fui direto para um motel, chegando lá ela tirou a roupa e veio em minha direção e terminou de tirar minha roupa me deixando sá de cueca me deitou na cama e me deu um banho de língua e começou a chupar e morder meu pau por cima da cueca mesmo tirou minha cueca e fez uma chupetinha tão gostosa a mais gostosa de minha vida eu não aguentei e gozei na sua boca ela engoliu um pouco de minha porra e o resto espalhou pelo rosto eu a puxei para cima de mim e coloquei meu pau em sua buceta que estava todo molhada e quente como nunca tinha visto e comecei a estoca-la ela pedia para eu estocar com força e foi o que fiz ela logo gozou também, fomos para o banheiro e tomamos um gostoso banho quando voltamos para o quarto deitamos na cama e ficamos ali nos beijando por algum tempo ela foi me beijando até chegar de novo ao meu pau e começou a chupa-lo ela colocava minhas bolas na boca e mexia com a língua dentro da boca que delicia ela se levantou e ficou de quatro eu fui por trás e enfiei na sua bucetinha tendo aquela vista de seu cuzinho parecia que estava até piscando e coloquei um pouco de saliva na mão e enfiei o dedo em seu cu ela gemia gostoso e não reclamava deu estar enfiando o dedo em seu cu foi quando eu tirei o pau de sua buceta e coloquei em seu cuzinho quando eu forcei para enfiar ela deu um gritinho e disse está doendo eu lambi seu cuzinho até ele deixa-lo bem lubrificado com saliva e enfiei de novo ela gemeu gostoso e me pediu para enfiar tudo que estava uma delicia eu estocava com força aquele cuzinho gostoso ela com a mão massageava seu grelo e quando ela gozou apertou seu cu em meu pau que delicia eu tirei para fora e coloquei em sua boca ela começou a chupar e eu logo gozei dessa vez ela engoliu toda minha porra, nos deitamos e ela me contou que antes de ficar noiva ela namorava um carinha e que os dois faziam de tudo mas não deu certo e esse seu noivo eram meio parado e que tinha até nojo de sexo oral, mas ela disse que mesmo assim o ama e que nosso encontro ficaria sá naquilo mesmo, eu sai mais duas vezes com ela e ela decidiu parar com medo de seu noivo descobrisse o curso terminou no final do ano e de lá para cá não tivemos mais contato, agora estou a procura de uma gordinha safadinha como ela, moro em São Paulo capital tenho 28 anos, 1.80 alt., cabelos castanhos claros, olhos verdes, 85kg, sou muito carinhoso e romântico também gosto de sexo seguro, não a drogas bebidas em excesso e SM quem se interessar me mande um e-mail e vamos tentar fazer uma boa amizade e depois quem sabe um relacionamento.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


sexo com a finha sem ela querer peito e pau grandeJogadora Curradafoi estuda com amigo18anos e transaoucontos eróticos chupando os peitos da minha sogra e f****** elapau etrano de maujeito nu cu porno com muitadorconto chorei mas aguentei a pica do meu patrasdoconto erotico doce bruninha novinha no coloContos eroticos poderoso negaoConto erotico, tenho.50 anos e transei com minha vizinha casada de 60 anoscontos minha sogra me vendeu seu cuzinhoconto gemendo no pau do pone taradoa medica que gostava de zoofilia_contosConto de vadia explorada por muitos machoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos filha novinha da empregadaconto eroticos.chupVem vem safado contoconto erotico -comi minha namorada e sua irmã dconto gay jornaleiro safadobuceta arebentada tanto fudar com pou grandetravesti gozando no próprio sutiãcoroa raspadinha gozando contosconto erotico com a tia silvanacontos eroticos com homem contratado para engravidarcontos enrabada no trabalhadopernas grossas dosexoDeiteia na camacontos erotico meu cunhado e meu sogro me estupraramfudedo a tia bombadacontos esposa safadas e putinhascontos eroticos minha mulher gosta de apertar minhas bolascontos eroticos metendogostoso na cocunhadapornô grátis boa f***.com só contos preta peituda transando com genroContos eróticos picantes pecadosZoofilia contos menininha chega do colégio animaiscontos eroticos a dona da lanchoneteboquete no filho contosMinha sogra me pegou contosConto erotico bigodee bom de maismete na minha vizinha gordinhaContos heroticos esposa quer muitas picasminha prima chupou meu pau virgem contoscontos eroticos espermapeitinhocontosContos eroticos de traveco safadas.contos eroticos de mulher de sc com cachorroConto mamei a eguaao oito ano minha tia me encino a chupa bucetaconto erotvidio porno u homen gozano na buseta po sema dacasinhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos pornos mae e irmaComo e bom fuder com o velhinho contosfodida no onibus por coroa contoscontos e videos verdadeiros de cunhado transando com a cunhada e a filha delasobrinho dopa sua tia historia eroticacastigo boquete contoscontos eróticos meu errocontos eróticos de mães e filho de pau grandeconto porno rola grandeimcestos minha filha novinha cabacinho quiz fuder compapai vTransei Com Minha Primarelatos reais minha eaposa pediu pro amigo comer o cu virgem delaeu sou casada e amo zoofilialesbicas presediarismeu filho xerou meu cucontos erótico de estupro em boatesestou comendo a donaContos porno meu amigo pintudo arrombo minha esposacontos eroticos gozei na boca da mulher do traficantecontos eroticos arrombando a gordameu sobrinho gordinho e gay tetudocontos coroas amigas da maeconto de rasgei o cu de meu irmão fazendo ele chorafui ensinar a sobringa dirigir ea fudi  Marilia e Juliana estavam mais uma vez fr ente a frente para uma dolorosa batalha. Ambas traziam nos corpos as marcas feitas pela outra em combates violentos e sangrentos. Marilia vestia tão somente uma minúscula tanga branca fio dental. Juliana uma  Contos de incesto de meninas de 14 aninhos em Belém do Paráconto estrangeiro picudo"cabelo na perereca"