Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PUTA*****-FUI ESTRUPADA



No sábado 19.09.09 eu resolvi descansar e fui visitar o Jonas, meu ex-jardineiro, ele mora na Lapa num condomínio de classe C, onde cada andar tem mais 3 apartamentos. Toquei a campainha mas ninguém atendeu, como sei que ele costuma correr durante a manhã, afinal eram 7:30 h. Resolvi esperar sentado no degrau da escada, quando o vizinho, um negro alto, forte e bonito disse:

-Entre e ligue para o celular dele, pois pode demorar e eu ingenuamente fui. Liguei mas estava fora de área.

-Obrigado, não deu certo e vou esperar la fora, para não incomodar.

Quando estava saindo o irmão dele chegou e gentilmente eles puxaram conversa e ficamos alí.

-Poxa como o Jonas está demorando, acho que volto outro dia.

-Não está incomodando nadinha, para passar o tempo vamos fazer uma suruba com você.

-É você é tão bonitinho e caiu de presente.

Foram falando e já me agarrando, os dois eram grandes e fortes, não tinha defesa contra eles, que foram me passando a mão dizendo...

-Não adianta lutar carinha vamos te comer de qualquer jeito, se resistir vai apanhar, vamos te mostrar como fazemos um machinho como você gemer. Agarrado por trás pelo mais velho e outro começou a desabotoar a minha camisa.

-Mano tiramos a sorte grande, olha sá os peitos deste cara. Ele é lisinho sem pelos, parece uma menininha.

-Cara deve ser traveco, arranca a calça para vermos o resto do viado.

-Olha o pau dele, está durinho e tem uma bucetinha também, e o melhor não tem saco. É uma hermafrodita. Que legal vai ser uma suruba diferente, dá para comer cu, buceta e punhetar o carinha.

Logo eu estava toda nua, eles também no mesmo instante se livraram das roupas, fiquei com mais medo e ao mesmo tempo excitada, quando olhei para os paus eram enormes ainda meio tesos, calculei que deviam ter mais de 20 x 19 cm pareciam gemeos e eu nunca tinha experimentado dois daquele calibre, mas não tinha o que fazer, lutar seria bobeira.

-Espere um pouco, vamos fazer direito, vou colaborar com vocês. Disse querendo tomar o controle da situação.

-Esquece, nás é somos donos da situação e cala a boca. E tem mais se gritar enquanto te comemos vai se arrepender, pois nás aquí apagamos os indesejáveis. Depois desta fiquei na minha, caladinha e afim de colaborar.

André me agarrou novamente por trás e chupava a minha nuca e forçava o pau, esfregando em mim, o mais novo me agarrou pela frente, botou a boca no meu seio, apertava-os e me beijava na boca, enfiando toda a língua dentro da minha boca e me fazendo chupá-la. Ficaram me espremendo por um bom tempo, me fazendo de recheio de sandwich.

O André me pegou no colo e levou pro quarto, me colocando na cama, eu chorava para fazer de difícil, mas eles não tinham dá, o outro trouxe uma corda, amarraram minhas mãos na cabeceira da cama, fazendo ficar a merce deles dizendo...

-Ei gostosura vai se sentir a maior putinha do mundo, quando acabarmos com você...

Aquelas palavras me arrepiaram todinha, pois sempre quis experimentar uma DP com caralhos grandes, mas tendo a situação sob controle e tendo a possibilidade de parar quando quiser. Afinal quem sofre sou eu e a dor vou sentir eu, mas percebi que estava a merce dos dois negões.

Me lamberam toda e abriram minhas pernas e Sandro se colocou entre elas e caiu de língua na minha linguinha, sem dar trela para o meu pau duríssimo, enfiava a língua lá dentro, mordia de leve meu clitáris, enquanto André chupava meus peitos, mordendo o mamilo. Ele enfiou o dedão na minha boca querendo abrir toda e mandou chupar dizendo...

-Vai treinando com meu dedão, porque logo vou te dar algo maior, carnudo e mais grosso pra chupar. Querendo mostrar que não queria, virei a cara, mas ele deu um tapa no meu rosto e eu obedeci.

-Sandro, essa hema é mesmo uma delícia, é tudo perfeito como uma puta que comemos ontem, é apertadinha, vai parecer uma virgem para o calibre das nossas rolas. Vamos arrombá-la com nossas varas GG, vai ser um estrago legal.

Sandro curioso trocou de lugar com o irmão e foi logo cheirando o meu grelhinho e enfiando o dedo pra ver se era mesmo apertado, o André aproximou a rola meio mole no meu rosto e mandou mamar...

-Mama, neném, nessa mamadeira preta do papai aqui, não tá durinha ainda, faz ela ficar como você gosta. Eu obedeci depois de novo tapa no rosto, com aquele pinto monstruoso na minha boca...

-Aperta minha rola com os lábios sua vagabunda, faz massagem.Sandro fodia minha boquinha, o André me provocava arrepios me chupando e masturbando o meu pau enquanto enfiava o dedo no meu cuzinho, o que me deixava ainda mais ofegante.O pau do Sandro ficou duro como pedra na minha boca, ficando meio travado, pois não conseguia maior abertura da minha arcada e ele percebendo se levantou, me levando junto de boca aberta.

-Vai maninho, enterra logo esse rola nessa hema, quero ve-la gemer, porque ela não quer soltar a minha rola. Sandro obedecendo o irmão mais velho, se posicionou entre minhas pernas e colocou o a cabeça do seu pinto todo babado na entrada da minha bucetinha. Mamou um pouco nos meus seios, e foi esfregando a cabeça do pinto, até sentir a minha buceta ensopar de desejo e começou a forçar a entrada, seinti os lábios grandes afastarem ao máximo, como nunca havia acontecido, a dor é tamanha que eu gemia, quando passou a cabeça eu dei um grito reprimido.

-Pare tá doendo demais, assim vai rasgar a minha xoxota.

-Pelo visto nunca levou pica grande assim né, você vai sofrer um pouco mas vai adorar e vai pedir mais.

Ele enterrava cada vez mais, e no fim do mastro ele enterrou forte numa estocada, o corpão dele debruçou sobre o meu e imaginei a cena, minha xana toda ocupada com aquela pica enorme e grossa, e outro monstro na boca. Ele ficou parado um pouco dizendo para eu relaxar, mas como podia se estava toda aberta, a ponto do meu pau ficar pequenino, devido a dor que sentia. Para compensar ele chupava meus seios como um animal faminto, seu irmão sá rindo assistindo a tudo. De repente começou a tirar, sentia alívio mas logo enfiou tudo de novo, entrava e saia.

-Pare tá ardendo mais. Eu debatia debaixo daquele machos e ele...

- Grita gostosa, grita que vc me excita ainda mais, sua buceta está apertando tanto meu pau, que estou estourando de tesão. O ritmo frenético fazia meus seios balançavam a cada estocada, sentia o caralho amassando tudo por dentro, e ele não parava, entra e saia. Enquanto isso André aproveitando o ritimo imposto pelo mano, foi tentando mover a rola na minha boca, vendo que não conseguia, bateu na minha cabeça e puxando os meus cabelos disse.

-O putona gostosa abre mais a boca, eu não estou conseguindo foder a sua garganta.

Obedecendo fiz o maior esforço e consegui abrir o suficiente para ele executar o vai e vem, senti um estalo na arcada. Ele enfiou a pica direto na minha garganta, me fazendo sufocar e provocar vomito, aliviava quando ele retirava, mas em seguida enterrava novamente o mesmo fazia o mano.

Os dois uivando como um animais gozaram ao mesmo tempo com tanta intensidade, me fazendo engolir toda a porra e inundando toda minha xoxota.

Ufa! Terminou pensei exausta e com dor na boca e na buceta, engano meu.

-Agora sou eu, mas quero como uma minha cadelinha vadia. Ele me desamarrou e virando de bruço me amarrou os braços nos calcanhares me fazendo ficar de 4, veio por cima e enterrou o pau na minha buceta esfolada, foi fudendo e fudendo mais, enquanto dava tapas na minha bunda.

-Rebola cadela, mexe a bunda e morde o pauzão.

-Sente o caralho do seu cachorrão, engole tudo sem parar.De repente parou tirou o pinto da minha bucetinha e passou o dedo em alguma coisa oleosa e começou a passar no meu cuzinho.

-Não dá, não a rola é muito grossa, por favor eu peço não faça isso.

-Rárárá. Ele ria. De repente ele segurou na minha cintura, seu irmão do lado abriu minha bunda. Colocou a cabeça do pinto na porta do meu cuzinho, dei um salto pra frente mesmo amarrada, mas seguraram onde puderam para me imobilizar e foi enterrando aquele pinto enorme na meu rabinho.

-Não vou aguentar tudo isso, AIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII. Eu gritava, chorava, mas ele enfiava cada vez mais, até que enfiou tudo, eu senti os pelos roçar nas nádegas, estava consumado tudo dentro, pensei.

-A cadela tem o cú até que aberto, mas é muito apertado para as nossas rolas mano, vc vai gostar. Nunca tinha levado uma rola grande assim, ele forçou a cabeça e com a minha ajuda tentando abrir o máximo o anel, e com muita força ajudado pelo peso do corpo dele, passou de uma vez.

-Ih não to conseguindo enfiar mais, force com a mão aí mano. Ele começou a bombar, meu cuzinho sangrava e ele vendo seu pinto com sangue ficou mais doido ainda, ia aumentando o ritmo me segurando pelos cabelos...

-Toma putinha, sente o que é bom, um caralho enorme arrombando seu cuzinho de menina, rebola pra eu gozar senão não vai acabar nunca.

-Ai, ai, tá doendo muito. A esta hora eu já estava até gostando, mas a sensação era de estar com o cu arrombado para entrar um trem.

-Já que está doendo, mama minha pica e rebola no pau do André sua vadia. Fiquei nessa tortura até que André encheu meu cuzinho com seu leite, e Sandro sem perder tempo já ocupou o lugar do irmão fudendo ainda mais meu cuzinho que já parecia estar adormecido. Fudia com violência enquanto seu irmão dizia muita sacanagem..

-Ainda não acabamos com voce gostosa, vamos brincar muito com vc ainda. Sandro gozou no meu cuzão, pois estava literalmente arrombada, do jeito que eu gosto,mas as rolas eram muito grossas, mas aguentei e me satisfiz, já que a surpresa era em dobro.

Acordei com eles no chuveiro, eu meio zonza e sendo lavada, secada e levada para o quarto. Chegando lá me amarraram novamente.

-Eu vi num filme que dá para tirar coisas de dentro da buceta e do cu, quero ver se é verdade.

Abrigam minhas pernas, me lambuzaram todinha com áleo de cozinha e colocaram uma laranja na buceta, que foi fácil pois estava toda arregaçada, mas não imaginei que iriam querem enfiar um maracujá verde no meu cu.

-Paraaaaaaaaaaaaaaaa, tá louco, isto não cabe junto, o maracuuuuuuuuuuuuuuuuuujaaaaaaaaaaa é muito grande.

Mal pude falar e o André socou o fruto para dentro, arreganhando todo o anel. Doía muito, não dava para tentar nada, fiquei intácta, fiquei paralisada qualquer movimento doía e a laranja apertava internamente o meu útero.

-Vamos putinha hema, tá tudo dentro, nem parece que está toda preenchida, era assim que voce queria não é?

-Puta que o pariu tá doendo mais que os caralhos de voces dentro. Não estou aguentando me ajudem a retira as furta.

-Coisa nenhuma quero ver se consegue cagar e parir as frutas, vai puta força.

Eu não vendo outra alternativa, mesmo de 4 comecei a fazer força para expelir . Tentei o maracujá primeiro e com o esforço de uma bela cagada fui conseguindo.

-Olha mano a hema tá conseguindo, apareceu a ponta do maracujá, veja coma dilata o cu, que delícia.

-Mas não é assim que queremos, voce tem que conseguir mandar as duas no mesmo instante.

Sandro disse batendo na minha bunda e empurrando o maracujá pra dentro.

_ Porra, assim não dá estou fazendo o possível e voce corta o barato.

-Cala a boca e faça o que estamos mandando, senão vou enfiar o meu pau na sua buceta melada com a laranja dentro.

Aquilo me arrepiou de medo e mais que de pressa fui a tentativa. Senti todos os músculos da abdomen e da vagina trabalhando e contraindo para o exito.

-Uhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh!!!!!!! Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii. to conseguiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiinnndo. Pronto!!!!!!!!!!

senti as duas frutas sairem e cairem na cama.

-Nossa que gostoso ver estas coisas, mano dá um tesão enorme.

-Então vamos brincar de tira e põem.

Eles enfiavam e eu expelia, no cu e na buceta alternadamente, comecei a gostar da brincadeira.

-Ui que delicia, estou gozando gozzzaaaaaaaaaaaando pela buceta e pelo cuuuuuuuuuu.

-Não pára não sua puta, comece a chupar os nossos caralhos, pois vamos tentar uma dp que vai ser uma delícia.

Nunca pensei em ser tão humilhada, e ser fodida daquela forma, mas no fundo estava adorando pois me realizava com mulher totalmente preenchida e objeto de dois negões pauzudos. Quando os dois ficaram duros novamente, não estava entendendo a posição, pois os dois deitaram e pediram para eu sentar alternadamente em cada um dois caralhos.

Obedeci ora sentava e enfia um pau na buceta e ora o outro no cu, assim fui fazendo e adorando pois eram pau de fazer inveja para qualquer mulher.

-Ai que gostoso.Estou me sentindo a maior das putas. E rebolava a cada descida e mordia as rolas fechando o anel e a vagina. Eu estava totalmente realizada, e nem pensei no motivo da minha vinda que proporcionou esta suruba.

A brincadeira foi se prolongando e num dado instante.

-Ei hema putona, vende os olhos que vamos fazer uma surpresinha.

-Olha lá o que vão fazer, eu não tou aguentando mais.

Atendi o pedido deles e amarrei um lenço.Senti ser erguida da forma sentada, os caras eram realmente fortes, eu parecia uma pena, nas mãos deles.

Começaram a lambuzar o meu cu e toda a volta com o que restou do áleo, as mãos se debatiam e me excitavam mais e mais pois elas entravam até o punho, tamanho estrago que tinham feito. Doia um pouco, como da primeira vez que dei o cu, mas eram suportável e até excitante. ME SENTIA GOSTOSA E DESEJADA, UMA PUTONA ARREGAÇADA.

-Acho que está preparada.

Aquelas palavras não me soaram bem.Eles começaram a fazer o movimento como se fossem jogar ao alto.

-Uma, duas e....TRÊS.

Ao invés de ser arremeçada para o alto, fui puxada para baixo com força com as mãos me agarrando pela cintura e sentei nos dois caralhos.

-Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii, caralho não dá tirem......

Acabei desmaiando de dor, quando ela é muito intensa a gente não aguenta.

Acordei com o Sandro me chamando e batendo de leve no meu rosto, depois de tirar a venda.

-Ei acorde, já passou.

-Mas tá doendo muito ainda, o que aconteceu.

-Porra voce não suportou, mas tudo bem agora.

-Cacete hema, voce tem um cu de ouro, é muito gostoso te foder.

Eu continuava sentada e sendo segura pelos dois que não mudavam de posição, estavam intactos.

-Hema gostosona, vou levantar as suas pernas para voce ter a visão da coisa. Olhe neste espelho.

-Nossa voces dois estão dentro do meu cu? Ah entendi voces colaram os dois caralhos para poder realizar a vontade de foder juntos um cu.

-É rasgamos todas as suas preguinhas e está sangrando como se estivesse sido descabaçada.

-Sente cadela, estamos arrombando ainda mais seu rabinho, vou mais fundo, vadia, grita, grita pra me dar mais prazer, vai, toma, toma, toma, toma, toma, vou gozar.

-Sandro vamos gozar juntos.

-Vamos, mas os tres, pois vou dar um pouco de prazer para nossa hema e enquanto metemos vou bater uma punheta para ela.

Eu estava passada, esgotada, satisfeita e a conversa me animou e já acostumada com as bitolas, o meu pau deu sinal novamente. A punheta estava uma delícia pois libertava o lado macho, iria sentir o prazer que me restava, a porra subindo e saindo pela uretra.

-Estou gozannnnnnnnnnnnnnndooooooooooooooooooooooooo!!!

Eles tiraramos paus do meu cu e soltaram toda a porra na minha boca me mandando engolir tudinho.

-Toma o leitinho sua hema safada. Jogam as roupas e me manda vestir.

-Pode ir embora puta e pensar em contar faremos muito pior.

Me vesti do jeito que dava e fui saindo do apartamento.

-Junior, o que voce está fazendo aí?

Era o Jonas.

-Os caras aquí me estruparam, não to aguentado mais.

Caí nos braços dele e antes de perder os sentido, ainda consegui ouvir.

-Caras eu vou foder com voces, não respeitaram minha amiguinha.

Acordei na cama do Jonas nua e sendo acariciada por ele. Vi que ele tinha dado um banho sequinha e cheirosa esta eu lá junto com o meu primeiro caso.

-Uhhhhhhhhhhhh,tá machucadinha, eu vou cuidar de voce.

Deu um abraço, me pegou no colo e acariciou meus seios e tascou um longo beijos.

Porém as mãos ficaram mais ousadas e apertavam o meu pau que começou a dar sinal endurecendo e me bolinou o clitáris.



Isto já é outra histária.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos velha greludaxvidio incesto desejo provocadocontos de esposas putasimagens/do chaves efiando o/pau nu cu da chiquinhafudi.minha.cadela.da.buceta.inxada.contos quando eu era criansinha meu pai e mh mae me obrigava a eu dar a mh xaninhacontos/piroca grossa/dp/assistir porno comendo gostosa dopando mulher na casa deltranso com meu cachorro todos os diascontos mia mulhe linda aromou u amate muito bemdotado ela gemi muito na rola deleContos eroticos minha mulher dormindo e eu louco pra fudelacontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos comi a enfermeira no hospitalcontos eroticos cadeiawww.minha tia chega em casa com cerveja e me da sua puceta eu tomado banhocontos: safadezas de um velhoconto esposa chantagemZoofilia com mais drenaconto eroticos comi minha tia com a calcinha na mãoLuizinho meninos novinhos um transando com outro pela primeira vez de dois primos transando comcontos tia marta sua bundacontos eroticos comendo a tabata mulher do amigoduas mulher chupando a b***** no Jordão baixo fazendo sexocontos eroticos encoxei comi farmaceuticaxcontos de familia minha familia w evangelica mas fpmos na praia de nutismocontos de engates gays madurosconto mulher casada rabuda dei pedreiroChaves com tesão de ChiquinhaMeu primo que chupa no meu pauinseseto commforcapiercing no mamilo da priminhanovinha teen transando na cam de bruços com namoradoque cunhadame masturbei vendo as calcinhas da vizinha no varalcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos eróticos boca maciavideo de ninfeta branqui.ha magra no sexo anal de quatrocontos eroticos, casada nova surpreende marido em cine pornocontos eróticos minha nora cuidando de mimcontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadosComtos eroticos dei pro tio jorge com pau minusculoContos a calcinha da garotinhamarido dormiu eu me depilei toda contosContos erotecos de estrupo dentro do baile funkcontos bdsm a porca marianacontos meu primeiro crossdressingmãe puta, contoconto erotico teen gay iniciaçãocomendo a mae contosContos eroticos em onibuscontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadoscontos erotiocs de quando fiquei com meu primo luccaapostei com o cunhado e tive q dar contos eroticosconto amigo do meu marido tem uma rola enormeIncesto com meu irmao casado eu confessocontos eroticos gay acordado na noite pelo meu paicontos erotikos comendo o cu da minha madrinhaeu confesso caso de incestoquero ver buceta do pigele gradevideo porno enxergando uma buceta na outra ate gozar e mela todinhacontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travesticontos eróticosprimosempregada é chatagiada pelo patra e tem qui sar a bucetacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemeu sobrinho mamou meu pau contos gaycontos eroticos com mae e tia dando cucotos heroticos gay neguinho me comeucontos eróticos de padrasto comendo enteada ainda bem pequenacontos erotico irmao cafetao da irmacontos eroticos arrombando a gordachaves jupano a bucefa da chiquinhaContos eróticos estuprada no ónibusContos.Del.trabalho.mas.fudi.minha.enteada.bebada.contos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cão