Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

UMA DELICIA DE CUNHADA

Oi gente, estou de volta, eu sou "O Coroa" e quero contar mais uma das minhas aventuras. Depois de viver momentos maravilhosos com minha sobrinha que veio lá de Fortaleza, vou contar o que me aconteceu quando minha cunhada que é tia dela e irmão de minha esposa esteve em minha casa para providenciar alguns documentos que ela havia perdido.

Minha cunhada é uma daquelas mulheres que fazem tudo para ser notada e desde quando eu namorava com a irmã dela com quem eu sou casado hoje que ela me olhava com olhos de quem deseja fazer alguma coisa.Eu também não deixava no intimo também sentir a mesma coiso, pois ela não nada que se podesse jogar fora, alias, todas as irmães eram bem criadas e diga-se de passagem cada uma melhor do que a outra, gostosas de verdade. Mas, eu sempre fiz vista grossa para evitar que houvesse motivo para algum constrangimento entre ela e a irmã. Mas como tudo tem seu dia e eu creio nisso, juntou a fome com a vontade de comer e de repente eu me vi envolvido por uma situação que eu jamais havia pensado que iria acontecer.

Minha esposa precisou viajar para cuidar de seu irmão que se encontava doente em BH e morava sozinho. Já estava com mais ou menos uns 40 dias que ela estava por lá e me ligou dizendo que deveria passar mais algum tempo pois o seu irmão iria se submeter a uma cirurgia vez que o seu estado de saude havia se agravado e necessitava de ser operado. Como estava em periodo de férias minha filha foi pra BH para ajudar a mãe durante a convalescença do meu cunhado apás a cirurgia.

Pois bem, foi nesta situação que eu me encontrei, em casa sozinho numa secura danada quando minha cunhada que eu vou chamar "Ana" pra resguardar sua privacidade me liga e diz que esta chegando para providenciar sugunda via de alguns documentos seus que haviam se perdido e que era preciso porque ela iria trabalhar e precisava apresentar seus documentos. Eu informei a ela da minha situação e ela me disse que não havia problemas pois iria voltar em poucos dias já que sá dispunha de apenas uma semana para providenciar os documentos perdidos.

Até então nada me passou pela cabeça com relação a seus dotes especias perceptiveis por qualquer sujeito que admirasse uma mulher bonita e gostosa. Na manhã seguinte, como havia marcado fui espera-la no aeroporto e quando ela chegou trouxe-a para casa. Durante o percurso de volta para casa fui conversando com ela informando da situação de seu irmão pois ela estava um pouco desenformada do que ocorria com ele vez que mantinha pouco contato com ele, mas já sabia que ele iria se submeter a uma cirurgia e que minha esposa sua irmã e minha filha estavam lá com ele. Conversamos sobre o emprego que iria assumir e informei que já havia contactado com alguns amigos para que agilisasse os documentos de que ela precisava. Deixei-a em casa e fui no meu trabalho pois precisava providenciar algumas tarefas para o outro dia afim de sobrar algum tempo para acompanhar a cunhadinha.

De volta pra casa a tardinha, encontrei a casa toda arrumada, levando uma bronca pela bagunça que estava e ela rindo disse que não precisava me desculpar porque sabia o que era que homem sozinha fazia dentro de casa. Mas me chamou a atenção a forma como ela me recebeu, alegre, sorridente, com um shortinho bem curtinho e apertadinho e uma blusinha quase transparente, todo perfumada. Surpresa maior me causou quando eu entrei no meu quarto e encontrei meu pijama em cima da cama, que estava toda arrumada e curiosamente percebi que estava preparada para duas pessoas dormir.

Me fiz de desapercebido e fui direto para o banheiro, tomei meu banho e vesti, é claro, o pijama que estava em cima da cama. Fui ver os noticiários na TV e fui jantar. Durante a janta ela começou a conversar sobre vários assuntos da familia, e pouco a pouco foi deixando o ambiente bem a vontade.

Em meio a conversa ela perguntou se eu ainda a olhava com os olhos de desejo que eu tinha quando namorava a irmão dela ao que respondi que sempre a olhei com os mesmos olhos que ela me olhava. A essa altura estavamos na sala vendo TV. Como eu já estava excitado, e sentindo, é lágico, um pouco de calor, resolvi tirar acamisa do pijama e ficar mais a vontade, foi quando ela percebeu o meu mastro duro e saliente no pijama. Ela então me falou que ficou imaginando o que iria acontecer quando ela chegasse aqui e estivesse sozinha comigo, pois morria de tesão por mim e não dizia nada para não estragar a vida da irmã. Eu não suportando mais a puxei para os meus braçõs e dei-lhe um daqueles beijos cheios de volúpia e desejo, ao que fui totalmente correspondido. Foi uma loucura. Em poucos minutos estavamos nús embolando no carpete nos roçando e nos beijando como dois animais. Ela me dizia palavras sem nexo no ouvido, me dizia que era louca pra saber como era que eu faria para lhe dar prazer pois sonhava constantimento comigo e que estava realizando um sonho de muitos anos.

De repente ela me deixou deitado e desceu seus lábios me beijando pelo pescoço, pelos peitos, pela barriga e foi descendo até chegar ao meu pau que estava dura como um mastro. Começou a fazer um boquete maravilhoso, chupava a cabeça de meu pau com uma maestria inogualavel, descia até as bolas, lambia as minhas virilhas, engolia o pau até eu sentir topar em sua garganta, fazia aquele movimento suave de sobe e desce e eu gritava de tesão. Sá parou quando sentiu sua boca sew encher de porra que engoliu tudo sem perder uma gota sequer. Eu quase desmaio de tanto gozar.

Depois que sugou toda a minha porra, ela sentiu que meu pau ficou um pouco flácido e iniciou uma noca sessão de lambidas que o deixou novamente duro e em ponto de bala.

Eu não tive tempo de fazer nenhum movimento pois a danada se levantou e começou a sentar em cima de meu pau com aquela bocetona gostosa e avida por rola. Era um visual deslumbrante, ela subia e descia suavemente, apertando meu pau com a buceta toda vez que sentia ele tod dentro de sua buceta. Foi quando ela começou a ficar descontrolada, gritava que tinha sonhado várias vezes sentindo o meu pau dentro de sua buceta e acordava toda molhada e que estava sentindo o mesmo prazer que ela imaginava quando sonhava. Dizia que ela devia ter ficado comigo a mais tempo pois estaria sendo saciada do jeito que ela gostava. Quando ela estava nessa loucura eu tomei posse da situação e verei-a para baixo de mim e então começei a cavalga-la com todo o tesão que eu estava. Sentia meu pau tocar nas paredes de seu utero e a cada toque ela urrava de prazer e me chamava de cunhadinho gostoso, garanhão safado, puto, roludo e dizia "fode tua cynhadinha puta, mete tua rola toda, enche esta buceta de porra como tu enchesse a boca dela" era uma loucura a mulher. Nesse vai e vem ela explodiu num gozo que eu nunca tinha visto daquela forma, sua buceta jorrava um leitinho quantinho que escorria pelas suas pernas, era com se ela tivesse se urinando, mas era sua gozada. Quando percebi que ela estava dominada e embriagada pelo extase eu fui aos poucos tirando o pau de sua buceta que estava ainda duro pois não havia gozado ainda e fui levantando suas pernas devagarinho até ficar com elas dobradas na posição de galetinho e percebi seu cuzinho parecendo uma flor todo lubrificado com sua propria gozada. Aquela visão me enloqueceu, começei a roçar a cabeça do pau na sua bunda e encostei no seu cuzinho ela arregalou os olhos e disse "eu sei que vai doer, mais enfia esta rola gostosa na minha bunda que eu quero sentir tua porra dentro dela", eu não me fiz de rogado, forçei a barra um pouco e fui penetrando aquele cuzinho maravilhoso que aos poucos foi engolindo meu pau até desaparecer todinho dentre dele. Ela gemia e suspirava sentindo tesão. Dizia que nuinca tinha visto ninguem comer um cú com tanta maestria, eu começei a fazer o movimento de vai e vem, ela tremia de prazer, mordia meu pau com o cú, eu já não aguentava mais, então explodi num gozo imenso, senti que jorrava de dentro de mim uma enxurrada de porra que inundava seu corpo e ela tremia, delirava dizia que estava sentindo chegar minha porra no seu corpo todo, cai por cima dela e sentia seu corpo tremendo, sua respiração ofegante, ficamos ali por alguns minutos, um por cima do outro, quase adormecidos. Me surpreendi quando ela se recobrou e disse " levante-se e vamos tomar um banho, pois a festa esta apenas começando, sua cama esta pronta para uma noite cheia de surpresas pois a preparei para nás dois".

Tomamos um demorado banho, nos alisando e nos punhetando, deitamos na cama e iniciamos uma noite inesquecivel. Desta vez começei a acariciar seu corpo com minha lingua até chegar a sua bucetinha que esperava-me ansiosa por uma chupada, pois estava bem aberta e suculenta. Fiz ela delirar com a minha lingua fazendo estrepolias entre aquelas pernas, ela sustentava minha cabeça e dizia coisas ininteligiveis, estremecia o corpo todo e gozava como uma potra na minha boca, quase me sufocando, eu bebi deliciosamente todos os seus gozos que não foram poucos, depois comewçamos a fazer tudo de novo durante toda a noite que não vimos que passou tão depressa pois quando nos apercebemos estava o dia claro. Mas fizemos tudo que tinhamos direito e vontade de fazer e o que você imaginar ai na sua mente para um homem e uma mulher fazer numa cama, nás fizemos da melhor forma inumeras vezes nessa noite nas noites seguintes pois contarei com mais detalhes na proxima oportunidade que eu tiver para narrar pra vocês.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto peguei a coroa dona do cormeciocomeu familia toda contos eroticoscontos veridicos de japa com dotados de pau gigantesconto erotico quer virar corno?contos eroticod de crentes cuzudasconto primeiro boquetecontos mulher casada da o cu pro cãoFotos de gostosas de vestidinho colado dirigindo carroContos meninas d doze anos x negros dotadosconto erótico na despedida de solteiro do meu cunhado novinha transa com elecontos herotivos com cacalo e muherprimeira vez que fui chupada por um homem casado eu virgemcontos eróticos de dupla penetração b*****Contos Eroticos: Fudendo com cavalo(Verídico)relatos arrombei a amiga da minha irmabrincadeira de lutar comi o viadinho. contoscontos eroticos pivete semenavantajosa gosou dentroEla pediu pra cheira e ele esporou nacara delawww.ver contos eroticos de professoras gostosas ruivas de 20 ate 30 anos tranzando com seu alunos de 16 a 19 anos de idadeContos fulerasMal casadas boas a levar no cúistoriacontoseroticosfilho fudendo sua mãe na freeti de seu paiContos eróticos sessão sado com meu paicontos eroticos arrombando a gordacontos eróticos de virgemEu, minha sogra e meu marido-contos-incestoo pedreiro gozo na minha boca e depois na minha buceta Bem dotado comendo a patroa no sitio conto eroticoconheci a vara do meu padrasto muito novinha contos eroticoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erotico emprestei a minha mulher para um amigoconto erotico homens castradoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentekiko masturbando a chiquinhacavalogozou forte na boceta da safadaconto gay despedida de solteiro com o meu primocontos punheta publico cinema onibus videoas mais linda esguichada na punhetaChiquinha fudendo com o chaves no Pornôdoidocontos eroticos arrombando a gordacontos horoticos verdadeiras pelotastanguinhas molhadas contos eroticos reaisfui fudido no fliperama contos pornô contos eroticos de incesto selvagemolha o pezinho dela todo gozadinhoMeu padrinho negão dotado fudeu minha cona e cu. Conto erotico heterossexual. incesto. contos eroticos mamando na novinha cheia de leite no riacho de biquinicantos eroticos dando meu cuzao para meu filhoporno esposa pedindo pra Corniacontos bdsm erposas escrava submissacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos delícia de cacetaona piscina com minha sobrinha - contos eroticoscomtus erroticu de zoofelia mulhe casada dano banho no seu cachorrocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentesogra muito linda na praia contossexo aos14 pornodoidohistoria erotica de tio taradaohistoria porno gay, paguei boquete no amigo carloscontos eróticos namorada de top lessmeu primo mobral contocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentebucetinha rozadinhadiretor me comeu contoscache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html minha amiga pervertidacontos eroticos casais falando putaria fantasiando outrocontos me chamo camila transei com felipe meu irmaocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos de pijaminha provocandoComi.a cunhada na marra contosQuando ensinei a minha priminha a pegar no meu Pau contofilha cadela contos eróticosxvidio cu mas floxo e da peidicontos erotico irmaosvoyeur de esposa conto eroticominha sobrinha no motel no meu pau conto eroticover contos eroticos de empresarios comendo o cu de empregadocontos de sexo meu pai viuvo anoite primeiro meu encouxando