Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

UM SEGREDO ENTRE PRIMOS -

Me chamo Lucas, tenho 23 anos, malhado, 1,85m, olhos e cabelos castanhos claro. Na época tinha 19 anos. Era verão, meus pais estavam se preparando para viajar. Tinha decidido que dessa vez não iria acompanhá-los, pois queria ficar curtindo meus amigos que há tempos não via, uma vez que sá apareciam no fim de ano. Meu pai relutou de inicio, não queria me deixar sozinho em casa e quase desistiu de viajar, mas acabei convencendo-o dizendo que tudo ficaria bem e que se precisasse de algo telefonaria imediatamente. Mais tranquilo, foram então viajar.

Perfeito! Teria a casa sá pra mim por quase uma semana. Comecei a planejar imediatamente o que iria aprontar nesses dias! Comecei ligando para meu primo Daniel pedindo pra ele combinar com algumas amigas safadas para uma festinha em casa. Ele adorou a idéia, no fim da tarde passou em casa, disse que tinha chamado duas garotas bem safadas para dar uns mergulhos e que logo elas estariam ali. Treparíamos a noite toda com elas, mete muito mesmo. Estava muito quente, e aquela piscina pedia um mergulho. Fui até meu quarto pegar a sunga e o Daniel foi atrás, achei estranho ele me seguir, uma vez que tinha dito q iria por a sunga. No quarto ele sentou na cama e começou a conversar, como percebi que ele não iria sair, resolvi me trocar na frente dele mesmo. Baixei o shorts e a cueca e comecei a vestir a sunga, sá que meu pau estava meio duro por conta da excitação pela idéia de trepar. Quando olhei pra ele notei q olhava fixamente para o meu pau! Ele até comentou “nossa primo, rola grande hein!”, não respondi nada, vesti minha sunga e perguntei se ele não iria colocar a dele. Qual foi minha surpresa, ele disse q iria nadar sem sunga, com o shorts de jogar bola que ele havia trazido na mochila, e assim fez, abriu a mochila e pegou o tal shorts e ficou pelado na minha frente, estava bem excitado tmb, percebi que estava quase duro, não resisti e comentei “ta animadinho hein”, ele respondeu q não via a hora de foder as duas. Nos aprontamos e fomos pra piscina, começamos a nadar e nada das meninas chegarem. Estava louco de vontade de trepar. Comentei com ele que tinha ganhado alguns DVDs pornôs e que poderíamos por para as meninas verem. Ele disse que queria ver naquele instante. Saímos da piscina, nos secamos um pouco, com a mesma toalha, e subimos para o meu quarto. Chegando la, ele já foi deitando na minha cama e mostrei o embrulho onde os DVDs estavam. Desembrulhou rápido e escolheu um para ver, ele disse, “primo, poe logo q já to ficando de pau duro!”. Daniel, 19 anos, corpo nem magro, nem gordo, na medida, malhado, perna grossa e definida e razoavelmente peluda, queimado de sol, era um cara bem atraente. Vivia cheio de rolos, a mulherada corria muito atrás dele. Tinha uma lábia certeira, levava quem ele queria pra cama. Pois bem, coloquei o DVD e começamos assistir. Ele empinou aquele pau. Comecei a sentir coisas estranhas, não conseguia tirar os olhos do corpo dele! Quando ele disse que ia toca uma punheta, fiquei tenso... Meu coração disparou, fiquei meio sem ação, ele tirou pra fora e quando ia começar pra valer o celular dele tocou. Recolheu a rola e desceu atender. Tirei o DVD e desci pra ver o q tava rolando, qdo cheguei na sala ele estava resmungando no celular. Quando desligou me disse q as meninas haviam ligado e avisaram que o esquema tinha furado pq o pai de uma delas não deixou q saísse. Vi a cara de frustrado dele. Porém, logo ele se recuperou e já foi se encaminhando para o quarto, acompanhei. Já foi deitando no meu puff e mandando eu ligar o DVD q ele ia te que se mata na punheta pra alivia a tensão. Fiquei meio sem jeito mas liguei o filme novamente. Nem cinco minutos e ele já começo toca uma punheta, nossa... o pau dele era lindo, cabeça rosada, grande e grosso. Ele batia com vontade, mordia o lábio enquanto subia e descia aquela mão. Fiquei parado olhando a cena, ele percebeu e disse “Ow Lucas, q foi veio?” respondi disfarçando que estava pensativo, puto com aquelas vadias que tinham furado com a trepada. Ele perguntou se eu não iria bater uma tmb, respondi que sim. Falei isso já baixando minha sunga e começando os movimentos. Tinha perdido a trepada, mas estava extremamente excitado. Começamos a bater uma punheta bem gostosa, um do lado do outro, percebi que ele olhava de canto de olho pro meu pau, mas fiquei de boa. Ele disse “O Lucas, seu pau é grossão né veio?” eu fiquei sem jeito e respondi, “ah, o seu tmb, deve faze as meninas sofrerem, hehe”, ele sorriu e disse, “vc nem imagina quem anda sofrendo com ele hahaha”. Em seguida o celular dele tocou novamente, ele desceu pegar o telefone q estava na cozinha. Ele estava demorando, então vesti minha sunga e desci ver o q estava acontecendo, quando ele terminou a ligação me contou que era o irmão dele dizendo que tinha surgido um imprevisto e que não poderia ir buscá-lo em casa, como morava longe, eu estava sozinho e já eram quase 20h ele perguntou se poderia dormir em casa, eu prontamente aceitei. Ele sorriu e me disse “pelo jeito vão ser muitas punhetas hoje hein! Mas pq vc já ta de sunga?” respondi que queria ficar na piscina mais um poko e aproveitar o horário de verão e o calor, ele vestiu a dele e foi me encontrar. Estava de boa lá curtindo a água e começamos a conversar de putarias, começou a me contar as aventuras, as surubas, os grupais, as menininhas q ele andava pegando, pois ele mora perto de uma escola, e nem as meninas da oitava série ele estava perdoando, disse q já tinha comido duas. Estava ficando excitado, aliás, estávamos! Percebi que enquanto ele falava o volume da sunga dele sá fazia aumentar. Ai veio a revelação, ele me perguntou se eu sabia guarda segredo pq ele queria me conta um esquema q tava rolando com ele, respondi que podia contar comigo q ficaria sá entre agente, ele prosseguiu perguntando se eu lembrava do André, um amigo nosso q tinha estudado com agente no colegial, mas que eu não via a muito tempo. Ele me contou q o tinha reencontrado nas aulas de inglês q estava fazendo, e que tinham se aproximado. Lembrei-me que na época que estudávamos, ele nunca foi de muita conversa, sempre estranho e na dele, mas segundo o Dan, ele estava mais solto e mais comunicativo. Perguntei onde ele queria chegar com aquela conversa, ele voltou a pedir discrição sobre o que iria me contar, reafirmei q ficaria em segredo. Ele disse, “meo, não sei explicar, mas ta rolando uns lances com ele”, respondi “lances? Q tipo de lances?”, ele continuou disse q eles começaram a ficar mais amigos e assim marcaram de estudar juntos, e se encontraram na casa do Dan. E que num desses dias de estudo, o Daniel tinha deixado o André chupa seu pau. Fiquei meio sem ação, mas enfim, pensei q aquilo pudesse ter sido apenas uma experiência, e já fui tranquilizando-o dizendo q td bem q entendia que era curiosidade e tudo mais, coisas da idade. Ele me interrompeu dizendo, “meo, eu curti, to comendo ele já faz dois meses, e pior... to curtindo esse lance de trepa com homem”. Ai fiquei pasmo. Sai da piscina e sentei numa das cadeiras q estavam ao lado e disse “meo, vc ta me dizendo q é bicha?”. Ele respondeu q não sabia e q estava confuso. Estava sem ação, percebi q ele estava tentando se fazer de forte, mas estava inseguro por dentro. Respirei fundo e fiz mais uma pergunta “Dan, vc ta sá comendo o já foi enrabado também?”. Ele todo sem graça respondeu q já tinha experimentado, e que estavam revezando entre ativo e passivo. Ele ainda sem me olhar nos olhos disse “Lu, muda alguma coisa na nossa amizade?”, prontamente respondi que não, que seriamos amigos sempre e tudo mais. Ainda estava um clima de constrangimento e para dar uma quebrada sugeri q pegássemos umas cervejas pra ajudar a digerir todas as novidades! Fomos ao freezer e notamos q a empregada não tinha colocado cerva pra gelar, q droga! Mas tinha vodka, cortamos alguns limões e pronto! Caipirinha! Hahahaha, começamos a beber na piscina, mudamos de assunto, e falamos de tudo, cursinho, faculdade, etc. Estava ficando tarde e resolvemos entrar para ver o BBB. No meio do programa ele diz “esse ai eu acho bonito, mas acho q ele vai sai logo”. Foi ai que voltamos a falar do assunto. Perguntei se ele realmente gostava de homens e ele disse que sim, mas q curtia trepar com mulher também, mas sentia mais tesão por homens. Perguntei qual o tipo de cara q ele curtia, e ele me descreveu. Fiquei parado por um instante e ele perguntou se eu nunca havia sentido nada por homens. Pensei um instante e confessei q já tinha sentido algumas coisas quando tinha uns 19 anos, mas q nunca havia feito nada e já tinha desencanado daquela idéia. Ele insistiu, perguntando quais eram meus desejos naquele tempo, respondi que tinha vontade de ser chupado, de comer, de chupar e tals, falei isso e já cortei o assunto “olha la o programa começando, vamo cala a boca!”. Ele se calou e ficou meio quieto, aparentemente pensativo. O programa acabou, assistimos a um filme na globo, nem toquei mais no assunto dos DVDs pornôs, preferi preservar o clima, hehe. Tarde da noite, resolvemos ir dormir... ele perguntou se podia tomar banho eu disse q sim, ele usou o banheiro do meu quarto mesmo. Ele saiu de toalha do chuveiro e ficou nu na minha frente, nossa, que corpo manero ele tinha (tem!), olhei bem rápido, ele vestiu uma cueca bem larga e fui tomar banho tmb. Sai com a toalha enrolada, e me troquei na frente dele, ele disse “vc podia se bicha tmb né ow”, eu dei uma risadinha, vesti minha cueca e já fui apagando a luz, dando boa noite. Ele aparentemente entendeu e fomos dormir. Mesmo diante de tanta tensão, acabei adormecendo rápido, tinha bebido muita caipirinha e o sono veio logo. Dormia tranquilamente quando sinto uma sensação muito gostosa, boa mesmo! Ai me dei conta, o Dan estava me chupando! Nossa, confesso q fingi q estava dormindo por mais uns instantes, tava adorando. Qdo “acordei”, ele chupava com gosto, e muito bem, melhor que qualquer vadia q já o tenha engolido. Disse “Dan, c ta loko meo?” ele disse, fica quieto q to realizando um desejo seu dos quinze anos. Ele chupava e batia uma punheta pra ele mesmo, que cena! A luz do abajur deixava o corpo dele com meia luz, tava explodindo de tesão. Eu não ofereci mais resistência, pelo contrário, comecei a gemer, ele percebeu q eu tava curtindo, ele aumentou o ritmo, começo lambe minhas bolas, coloca o dedo na entrada do meu cu, enfiava devagar, nossa, viajei naquela chupada... Quando senti o gozo chegando avisei “Dan, vo goza cara, melhor vc para!”, ai q ele fez com mais vontade, gozei! Gozei muito, tava mto excitado. Ele engoliu tudo, ele fez a maior cara de feliz! Ae ele disse “Lu, vo goza tmb!” E gozou, jatos longos e fartos, um espirro no meu peito. Ele me olho nos olhos e me beijou! Nossa, q delicia de beijo, molhado, salgadinho, uma delicia, saiu dizendo que ia tomar banho. Fiquei na cama me recuperando e tentando entender o q havia acontecido. Lembrei daquele jato q espirrou no meu peito, bom, resolvi experimentar. Passei o dedo e levei até a boca. Pior q adorei... Agora me segura né? Nem esperei ele sair, fui tomar banho junto com ele. Mas isso eu conto depois, sá posso dize q foi diferente, q foi especial, q foi minha primeira vez. Qlquer coisa, me add ai! [email protected] .... Abração moçadaaaaaaaaaaaaaaa



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Comtos erotecos de imcesto minha mae sentou no meu coloconto.erodico.neu.marido.mim.em.sinou.a.ser.safada.na.cancontos esposa nua frente familiacontos eroticos gay meu tio de dezessete me comeu bebado quando eu tinha oito anoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos de sobrinhas sem calcinha na igreja sentada no colo do tiocontos de insesto fatos.comreaisgakelini fudedoEliana experimentando calcinha fio-dentalcontos porno dei boa noite cinderela para meus pais e comi minha maecontos eroticos de vovocontos de sexo comendo a amiga da minha mulher foi ela que pediuConto mete ui ui ui meu cucontos de coroa com novinhoestuprada pela quadrilha conto eróticoContos erotcos eu e meu marido num acampamento nudistaconto erotico incesto sonifero filhaxvidiofodendo entisdaConto ertico. Minha adrasta. Bebiaconto erótico filhinha orgiacontos eroticoscalcinha algodaomimi apaixonei pelo novinho de pau grande contos gaycontos de coroa com novinhoconto de estrupando a velhacasalgozou muitocontos de mulheres dando a bocetabati muita punheta depois de casada. conto de mulher casadaminha prima malcriada contoPapai enfiou o dedo na minha buc*** e gostei!Minha madrinha ela mora sozinha com sua filha eu vou sempre na casa da minha madrinha fuder ela eu fui na sua casa ela tava sozinha eu fui com ela pro seu quarto eu tava fundendo ela sua filha chegou sem fazer barulho ela entrou no quarto ela viu eu fundendo minha madrinha ela disse pra minha madrinha que ela queria perder sua virgindade da sua buceta minha madrinha disse pra ela tirar sua roupa pra ela deitar na cama eu chupei sua buceta virgem raspadinha minha madrinha disse pra ela chupar meu pau ela chupou meu pau minha madrinha disse pra ela abri bem suas pernas minha madrinha disse pra eu meter meu pau bem devagar na buceta virgem dela conto eroticocoleção de pôneis gozando dentro do cu e buceta de putamoreninha linda gostosa quatorze anos dandocontos eroticoscontos de sexo chupadasconto de dei meu cu e não aguentei a pica grande deleacabei com o cu da minha subrinha contos eroticos pornoCavalo cumendo uma jumetinha bem novinha que rincha muitobuceta napicagrosamalandrao dando o cuzinho pra boy malhado contofotus de zoofiliac.erotico filho gay mae putacontos eroticos dopando pra meter mo cuconto gay cdzinha puta dos homensbrinquedos eróticos para estender o buraco do anusmeu carçereiro gostosoirmao fode irma contos Eroticoscache:tCqBSJiMNvAJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_6_13_orgias.html meu padrasto meu donotitio e sobrinha contostrveco deicha o cu do mrmanjo escorrendo Leite eu curto cunhado faz chantagem para comer a cunhada casadagay cabaço conto erotico estuprochantageada e humilhada pela empregada negracontos erotico, dei pro dois amigos do meu filhomeu pai olhava pelo buraco na parede do quarto dele pro meu e se masturbavacalcinha incesto contosjovem mostrando os pelinhis fino ds bucetacontos empurrando no rabo tia martacontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadoscontos heroticos de rapazes que foram comidos e descobriram que eram gayscontos eróticos priminha caçulaConto incesto sogra no volantecontos eroticos de menininhaszoofilia homens com super vergas enormes fodendo mulhetesmulher passa muita margarina no proprio cucontos eroticos arrombando a gordaConto Erotico: o macho se rendeu a minha rolaConto erotico sozinho na casa com minha cunhada gordinha gostosaaventuras com travesti Portugal contocomi minha enganado contos eroticosConto Erotico: o macho se rendeu a minha rolacontos eroticos arrombando a gordacontos cu doceconto erotico namoradinhos de infancia