Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FODIDA PELO MEU PADRASTO

Meu nome é Clara. Sou branquela, tenho cabelos longos, lisos, sedosos e negros e lábios avermelhados. Esta histária ocorreu quando eu tinha 19 anos. Nessa época já tinha um corpo bem desenvolvido: alta, nem magra nem gorda, bumbum empinado e seios fartos. Minha mãe, que havia se separado do meu pai, era casada com Enzo, um homem lindo: 35 anos, loiro, olhos verdes claros, alto e com um corpo bem definido, pois fazia musculação.

Em minha casa morávamos apenas nás três: eu, ele e minha mãe.

Apesar da pouca idade, já tinha os hormônios á flor da pele. Vários homens me despertavam interesse, sobretudo Enzo, meu padrasto. Nessa época, descobri o prazer do sexo, chegando até mesmo ao orgasmo, mesmo sendo virgem e sem nunca ter beijado ninguém. Tinha uma suíte sá pra mim, com hidromassagem e uma cama de casal bem alta e grande. Todo dia antes de dormir, me masturbava e viajava em minha imaginação. Me trancava no quarto e ficava completamente nua. Ficava de frente a um grande espelho que eu tinha em meu quarto, admirando meu corpo. Deslizava a mão em meus seios, descendo até a minha bucetinha (que sempre deixava depilada e bem lisinha) e abria bem, para conhecer melhor meu corpo.

Em minha cama, pegava meu bichinho de pelúcia e esfregava em minha buceta. Como isso era gostoso! Me ajoalhava e punha minha bucetinha bem encima dele. Rebolava e apertava bem forte na minha bucetinha, até gozar.

Pegava meu vibrador, que tinha comprado escondido da minha mãe, passava no melzinho da minha buceta para lubrificar e enfiava inteiro em meu cuzinho, fazendo gostosos movimentos de vai e vem. Tinha uma vontade enorme de enfiar na minha bucetinha, mas resistia, pois queria perder meu cabacinho com um homem que o merecia. Desejava ardentemente ser arregaçada por um cassete grande e grosso, igual ao dos atores dos filmes pornôs que Enzo guardava em seu quarto (eu havia descobrido-os e assistido escondido)

Na banheira de hidromassagem sempre levava meu vibrador para brincar. Enfiava ele em meu cuzinho, direcionava minha bucetinha bem no jato de água e gemia gostoso.

Certo dia, acordei no meio da madrugada e me levantei para ir até a cozinha beber água. Quando estava perto do quarto de minha mãe e Enzo, ouvi uns gemidos. A porta estava entreaberta e resolvi espiar. Enzo fodia violentamente minha mãe, com seu enorme cassete. E que cassete! Era enorme, igual ao dos atores de filme pornô.

Minha buceta doia de tanto tesão, e quando voltei ao meu quarto, fiquei completamente nua e me masturbei pensando no cassete de Enzo arregaçando minha buceta.

A partir daquele dia, a atração que já sentia por Enzo aumentou. Todas as vezes em que me masturbava, era pensando no membro viril de Enzo. Imaginava ele me arregaçando no cu e na buceta. Estava louca pra dar pra ele!

Comecei lentamente a despertar o desejo de Enzo por mim. Andava de top e shortinho bem curtinho. A noite, andava pela casa sem sutiã e com uma camisola transparente. Notava que ele reparava em meu corpo, mas ele logo disfarçava quando eu olhava para ele.

Minha mãe nos deu a notícia de que, por questões de trabalho, irira viajar, e sá voltaria em uma semana. Adorei a notícia! Assim, iria aproveitar e tomar mais liberdades com Enzo (como andar sá de calcinha e sutiã pela casa). Dito e feito. Logo no primeiro dia de sua ausência, despudoradamente, andei pela casa sá de peças intímas. Quando Enzo me viu, me olhou assustado e admirado, mal acreditava na cena que via. Quando notei seu espanto, olhei em seus olhos e dei um sorrisinho malicioso. Mas logo voltei para o meu quarto e vesti uma roupa.

Naquela noite me masturbei até gozar, pensando em Enzo. Dormi, mas logo despertei. Quando acordei, ouvi um barulho de TV ligada, que vinha da sala. Eu, sá de calcinha, fui até lá. Quando cheguei na entrada da sala, vi Enzo de costas, sentado no sofá assistindo um de seus filmes pornôs.

Meu coração disparou, mas estava decidida em ir até ele. Quando cheguei até ele, tive a visão do céu. Enzo estava nu, masturbando seu pau enorme (que mais tarde fiquei sabendo que mede 22 cm), com os olhos fechados e gemendo baixinho.

- Oi, posso assistir com você?

Enzo, abriu os olhos assustados e ficou boaquiaberto diante daquela visão: sua enteada, sá de calcinha, com seus fartos seios a mostra. Diante do seu espanto, dei-lhe um sorriso malicioso e disse:

- Adoro filmes pornôs, deixa eu assistir com você?

Ele, ainda boquiaberto, fez com a cabeça que sim. Sentei bem ao seu lado. Por alguns instantes, fiquei em silêncio, apenas observando as cenas maravilhosas do filme.

Me virei para ele, e disse:

-Deixa eu sentar no seu colo?

Antes que ele pudesse responder, sentei em colo, e ainda de calcinha, pressionei fortemente minha bucetinha contra sua perna. Enzo começou a gemer.

Virei de frente pra ele, posicionando minha bucetinha bem encima de seu cassete. Encostei meu seios em sua cara, e Enzo mamou deliciosamente neles. Enquanto chupava meus seios, Enzo foi me deitando no sofá, ficou deitado encima de mim. Parou de chupar meus seios e arrancou minha calcinha. Começou a chupar deliciosamente minha buceta.

Nunca havia sentido uma sensação tão maravilhosa quanto aquela. Naquela hora perdi os sentidos, perdi a consciência de tudo . Gemia alto, muito alto:

-Vai! Chupa minha buceta! Hum... que delícia...

Enzo, parou de chupar minha buceta e finalmente, me dirigiu a palavra:

- Sua putinha! Puxou sua mãe! Sua puta, safada! Você quer meu cassete, não é? Pois agora vai ter!

Enzo me ajoelhou no tapete, e enfiou seu cassete em minha boca. Pegou minha cabeça, e começou a fazer movimentos de vai e vem com ela, quase enfiando seu cassete em minha garganta.

Ele gemia muito alto e dizia:

-Isso! Chupa gostoso, sua puta!

Enzo soltou uma enorme quantidade de porra em minha boca, e eu engoli tudinho.

Deitamos no sofá, e ficamos em silêncio por alguns instantes. Logo quebei o silêncio, dizendo:

-Tenho um vibrador, e sempre enfio ele em meu cuzinho, imaginando ser o seu pau. Agora eu quero ter o seu pau de verdade em meu cuzinho. No meu cuzinho e na minha buceta!!! Por favor Enzo, me fode!

Enzo, delicadamente, me deitou no chão e ergueu minha bundinha. esfregou seu pau em minha buceta. Quando seu pau ficou duro, cutucou na entrada do meu cuzinho e vagarosamente, foi penetrando seu enorme cassete no meu buraquinho. Quando já tinha enfiado tudinho, começo a fazer deliciosos e violentos movimentos de vai e vem. Como era gostosa a sensação de ter uma pica de verdade enterrada no cuzinho! Enzo tirou seu cassete do meu buraquinho, e encheu sua entradinha de porra. Aquela porra quentinha descia pelo meu cuzinho e ia escorrendo na minha buceta.

-Enzo, agora come buceta, por favor! Quero sentir seu pau arregaçando ela!

Ele pegou uma almofada e me deitou no chão. Abriu bem minhas pernas e esfregou seu cassete em minha buceta. Quando seu pau endureceu, ele enfiou com tudo na minha bucetinha, e fudeu loucamente ela. Eu gemia muito alto, enquanto ele dizia coisas como.

-Tá... tá ...tá... Sua puta!

Não demorou muito e gozei. Logo depois que gozei, Enzo tirou seu cassete da minha buceta e despejou toda sua porra em minha barriga.

Ficamos ali no tapete deitados por alguns minutos. Depois tomamos um banho juntos, e dormimos abraçadinhos.

Depois daquele dia, sempre buscavamos uma oportunidade para transar.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erótico incesto feminino mãe confessa que lambeu filhacontos de esposa dando pro cunhadotransei com amigo da minha filhaContos eroticos bebezinha leite tetas puta incestocontos eroticos cuspe punhetacontos xupo pau desde novinhaele arreganhava minha bucetaconto incesto minha linda maezihacontos incesto sogras gordasa filhada vai passar o feriado na casa do padrinho e tem pensamento erotico com elecontos eroticos meu vizinho mim estrupo eu era pequena tinha oito anosenfiando na bucetavarias coisastenho a bunda grande e o quadril largo contoscontos eroticos de virgems estrupadas no mato por 2contos eroticos arrombando a gordarelatos hetero casado que deu o cuconto erótico evangélicoursao tio roludo conto gaycontos flagrando a mãe cavalona traindo o pai Contos eroticos .eu usava uma sortinho indescente www.contos eroticosgabi e o coroa.comcontos eroticos minhas filhas jeinnycontos de sexo gay insesto depilação19 filha menina rebolanocontos de coroa com novinhotenho a bunda grande e o quadril largo contoscontos eroticos sou casada tenho filhos meu marido otavio meu sobrinho parte 3relato erotico chupei a calcinha da minha tiacontos eróticos levou no cuzinho virgem sem querersexo com maior tesao com a negona de vestidoConto erotico botei minha pica nao aguentoucontos de primeira vez com meu cunhadoconto dopei ela e mamei o grelo e chupei o peitinho ela gozougozaram tudo no meu cu contocontos eroticos surpreendeu a esposagarotinha contoscontos eróticos infânciaminha cunhadinha e virgens peguei a forcavidio porno d3 uam mulher branca 3 uma homem preyouma buceta enchada de ter cido estruprada samgrandomenina de menor fazendo filme pornô com minha Duduconto erotico seduzindo irmaona brincadeira fez a amigagozarcontos de incesto gay brincando de lutaou porn contos mãe traindo com um negroconto historia com lesbicacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecont erot calcinha floxa da meninaContos eroticos da mamae ensinando filho a namorarIncesto com meu irmao casado eu confessoContos espiando a sogra lesbicacontos eroticos fetiches. suzane deu pro paiSemen do filho conto eroticocomi a familia toda contos eróticosRoseli gemendo com pau na b*****contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos minha esposa nao vai aguentar essa pica.puta irmão contomeu primo e minha amiga contos eróticoscontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anosmeu pai fez minha mae mim dar a buceta na sua frente quando eu tinha dez anos contos veridicoscontos incesto sogras gordascontos gay bichinha boqueteira da escolacontos de crentisinha cusudaTirei o cabaço da minha entiada e sua mae a ajudou para nao doer muitocontos cona incesto portuguêscontos eroticos traiçaotrai meu marido e ele arrombou meu cuContos pornos-estuprei minha avócontos eróticos comeram meu cu o onibus lotado com meu marido do lado e não viuContos eróticos d homem com éguacontos enrabando meu marido buceta carnuda comtos de sexo