Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

QUASE MEU MARIDO ME PEGA COM O OUTRO NA NOSSA CAMA

Quase meu marido me pega com o outro na nossa cama.

Eu estava com ele na cama do meu quarto, eu de calcinha e sutiã lilás e ele com uma cueca apertada exibindo todo o volume que havia por baixo, era grande e eu gostava do que estava vendo... Se uma mulher disser que não gosta com certeza esta mentindo ou é frigida. Mesmo por que prazer e um pouco de dor é uma mistura perfeita.

Nossas roupas jogadas no chão e a gente pulando em cima da cama simulando uma guerra de travesseiros. __vou te tirar sua calcinha com os dentes. Eu batendo com o meu travesseiro no dele “não, não vai!”

__Vou sim você é mais fraca do que eu. “Sou putinha, mas antes você tem que casar... risos”.

Ele era um belo exemplar de homem mais de 1,80mts, moreno claro, ombros largos e fortes, as coxas grossas e nenhuma barriga e principalmente aquele cacete grande grosso e viril que parecia por baixo da cueca, perto dele ficava pequenina, era os peitos e a bunda que sobressaia nos meus 1,60mts.

Conheci-o pela net numa sala de bate-papo, trocamos email, depois telefonemas. até que fiz o convite:__Por que você não vem hoje aqui quero cuidar de você te dar papinha e te por pra nana ...risos.

__E teu marido?

__ Ta viajando sá chega amanhã.

Fui com meu carro pegá-lo...Assim que entramos em casa já começou me pegar, me enlaçava e me beijava eu tentando me desvencilhar, mas arrastando-o para o quarto... Jogo-me de costa sobre a cama arrastando ele comigo, enlaço-o pelo pescoço e nos beijamos demoradamente, o doce sabor de seu beijo e o cheiro de homem me inebria.___ quer dizer que vou te comer na cama que você dorme com o corninho. Não respondi. As roupas no chão os dois no meio do quarto, enlaçada no se pescoço pulo e prendo ele com as pernas na altura da cintura.__você vai me fazer feliz não vai? Não responde, apenas me beija e anda contra uma das paredes do quarto, minhas costas se encontra com a parede gelada, minha pernas escorrega pelo seu corpo até me apoiar no chão. Suas mãos forte prende minhas mãos contra parede, enquanto luto para sair roça seu pau contra meu corpo, procura minha boca para beijar, mas não deixo viro o rosto para um lado e para o outro sempre lutando, como não consegue procura meu pescoço e deixa uma enorme chupada, morde minha orelha e assopra fazendo eu me arrepiar toda, tenta chupar os seios mais sua altura não permitia me segurar e chupar ao mesmo tempo.__ Sabe que eu vou te comer a noite toda, não sabe “seeei” tua bucetinha, teu cuzinho, vou gozar na tua boca, Não sabe “seeei” você quer? “Queeero! Quero tudo que você pode me dar”

Relaxou um pouco, corri para a cama e peguei o travesseiro ele veio atrás e pegou o outro foi ai que a guerra de travesseiros começou!

Ele deitado na cama com as mãos espaldadas na nuca, apreciando eu de pé aos seus pés, me rebolando enquanto tirava as calcinhas, deixando que apreciasse as marca do biquíni no meu corpo, expulsando meus seios do sutiã com as mãos deixando amostra meus bicos entontecidos centro de minhas aureolas ráseas, Jogando meus cabelos para trás e pronta para me deitar sobre aquele corpo másculo. Nesse momento escuto a chave na porta... Levo um baita susto, de imediato levo o dedo a boca e faço sinal de silencio, pulo da cama e as pressas passo a mão na camisola e me visto saindo pela porta do quarto, deixando ele deitado um pouco assustado. Ainda encontro meu marido no corredor que da para os quartos terminando de amarrar a camisola na cintura._ Você a esta hora, não vinha sá amanhã!? Um beijo rápido na boca.__A reunião foi cancelada. Tentando passar por mim e ir para o quarto. Coloquei-me a sua frente. __ Não vai. Minha voz sai assustada, baixa e rouca.___Porque?

___ Não ponha nosso casamento em risco, vai até a sala e me espere. Com o olhar desconfiado olhou para a porta do quarto e voltou para sala, sentou no sofá com sua pasta executiva no colo e lá ficou.

Saímos os dois pela porta dos fundos para pegar meu carro, mas antes mais seguro e enquanto nos trocávamos fez eu dar uma chupadinha rápida no seu pau, tipo coisa de macho.

___ Vou te deixar na rodoviária e voltar rapidinha para casa.

___ E me deixar no sufoco? Nãooo! Entre no primeiro motel.

___ As coisas lá em casa vão ficar pretas, talvez meu casamento já tenha ido pro brejo. Suas mãos entraram por dentro de minha saia chegaram até a buceta, ao mesmo tempo em que dirigia abria mais as pernas separando os joelhos seus dedos afastavam minha calcinha e penetravam fundo na minha bucetinha... Sem poder continuar dirigindo parei no acostamento, abri ainda mais as pernas, joguei minha cabeça para trás e meu quadril avança em direção aos dedos dele que a essa altura já eram dois dedos me penetrando pedi o terceiro enquanto gemia... ___Isso enfia o outro... Ai que gostoso! Dobrou-se sobre o assento para alcançar o minha boca com seus lábios, procuro seu pau já para fora e punheto ele gostoso, me pega pela nuca e com um movimento brusco puxa meu rosto de encontro a seu pau.___Chupa! Dentro da boca sá cabe aquela cabeça saborosa o resto do pênis punheto com as mãos.___ Ahhh! Puta vadia como você é gostosa! Seu pau começa a pulsar, sinto que vai gosar ...prende minha cabeça para não deixar seu pau escapar da minha boca.___ Engula tudo, não quero sujar as calças sua biscate, vagabunda, faz por merecer esse pau... Seu gozo vem em jatos batendo fundo em minha garganta. Engulo o leite e limpo todo seu pau com a língua. Adoro quando você me chama por todos esses nome, fico louquinha! Viu não sujou as calças nenhuma gota, bebi tudo...Não vou deixar de provar aquele pau passo por cima do banco e sento sobre ele “face a face” rebolo sobre seu pau que começa a ganhar vida novamente, duro tenta enterrar minha calcinha para o fundo da buceta o que consegue em parte, até estourar minha calcinha e penetrar de uma vez sá, grito de dor... Seu pau bateu no fundo do útero._Quer que eu tire?___ Não sá fique quietinho deixe me acostumar.Naquele momento saiu lagrimas dos meus olhos, aos pouco comecei a me mexer sobre aquele cacete, suas mãos apertava meus seios e sua boca os chupava ora um ora o outro mordia os biquinhos deliciosamente. Era eu que me movia subindo e descendo sobre aquele cacete, o carro balançava e rangia alto em compasso com meus movimentos Também sabia xingar: __ Mete seu corno! Me fode seu viado! Deixa seu leitinho lá no fundo! Aiiiiii to gozando!!!!! Você é muito gostoso! Hummmm!!!___ Mais que seu marido?Sim, continua aiiii!!! Cai sobre seu ombro e relaxei.

___ Quero seu cu.

___ Será que aguento? Aqui dentro mal dá pra se mexer.

Saímos do carro, me debruçou sobre o capô, pediu que eu abrisse bem as pernas levantou a saia, eu apreensiva e ansiosa olhava para trás acompanhando tudo, vi quando cuspio no pau e com os polegares abriu minha bunda, com a ponta do cacete forçou meu buraquinho, um pouco mais de força a cabeça passou, dei um gritinho e ele parou.Aquele foi um momento em que ele usou ternura, mostrou carinho por mim, disse que eu era bonita, que meu corpo era lindo, que queria ficar para sempre comigo, que seria fácil amar uma mulher como eu. Quando dei por mim seu pau estava todo dentro e ele bombando.Fui a primeira a quebrar o romantismo.___mete na sua vadia, mostra que é homem e me arregaça Aiiiii!!! Hummmm gostoso! Meu macho não quero te largar nunca. Ele começou a tremer e depositar sua porra dentro de mim. Quando tirou ela pingava do meu cuzinho...

Quando cheguei ele ainda estava sentado no sofá, arrisquei agir como se nada tivesse acontecido.____ Vou tomar um banho e depois preparo seu jantar.

Ficamos frente a frente no jantar... Nenhuma palavra!Lavei a louça ele já estava deitado, quando pelada deitei ao seu lado se virou e colou seu corpo ao meu me abraçando pela cintura, meus pensamentos corriam solto: Será que ele sabe?...Será que ele é daqueles que gosta de ser corno? Seria legal, teria liberdade total. Se gosta terá coragem de se abrir? Ou eu devo forçá-lo? Merda!! Eu com medo e ele também, vamos ficar nisso por quanto tempo?



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteTirei o c***** da minha enteada Camila e Ela gozou muitoContos de cdzinha afeminada provocando com shortinhozoofilia cavalo violentos o dedãoMinha filha se ensinuava pra mim gostosaa pra mim comtoscontos eroticos arrombando a gordaContos eróticos cumendo minha tia e lambendo seu cuzinho escurinhocontos pesados de arrombamento anal de evangelicass a forcachupando pintaooocontos sem calcinha no colominha namorada se mostrando para outros contocontos de um viadinho tarado que è humilhadoconto erotico com sadomasoquista cinto de castidadecomendo o cu da sogra contocontos eroticos sexo com minha empregada de vestido curtinhorelatos comendo o cu da crente na marracom perdi minha virgindade com um policial contogeladinho queria tar na pica no meu pai conto eróticomeu cu ficou rasgado e sangrando contosContos eroticos dor no sacocontos eroticos/virgens estuprada pelo padrinhoconto erótico filhinha orgiacontos gay pai bebado suadocontos adoro um pau gostoso e tesudo de travestiolha o pezinho dela todo gozadinhovideo porno os peões da minha fazendo me foderamvelhos gordos gays contosbuceta cavala conto eroticoContos eroticos calcinha da vizinhaBuceta virgem contoscontos eróticos com mamãecontos eroticos arrombando a gordaDoberman fode contosler contos de jovens heteros iniciados por outro jovem no sexo gaycontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentedominador pé gostosopunheta na infancia com amigocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos amigos fodem maes de amigos por traicaoseduzido contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemeus dois professores contos eróticostirei o cabaço do meu irmaocomhendo ass evangelicas contos eroticosContos comi minha mae gostosa na piscinacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos pequeninacontos eroticos, meu sogro come minha esposacontos/como descabacei minhas filhasContos erpticos menininha de ruacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentepura foi dar pra cavalo e acaba com a buceta estoradaMinha prima viu-me a mastuestiquei os peitos da gostosa contoscontos eróticos vovó dando o cu para jumentocontos eroticos forçacontos eu minha namorada e mais dois garotosconto chupei a bucetinha da minha sobrinha de sete anos que ficava na minha casacontos minha esposa e as gemeascontos eroticos apanhandocontos eróticos, minha esposa putacontos eroticos da minha tia amadorascontos de coroa com novinhocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos rabudaspapai no cuzinho de mamãe contoscontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travestipadre dando o cu pro fortãocontos eroticos enrabei minha irma gostoza e casadacontos eroticos tive que dar pro homem da funerariacontos eroticos me exibi nua pra elacontos pequei minha prima com o namorado dela e chantajiei elacontos eroticos dei pro meu inquilino