Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

REPUBLICA DO SEXO

rnrnREPUBLICA DO SEXO?rnrnrnA vida nos prega muitas surpresas e comigo não foi diferente. rnMeu nome é Cristina e aos 37 anos aconteceu uma coisa que acabaria mudando toda minha vida que até aquela data não passara de uma monotonia sem fim. Casada há vinte anos e morando em um pequeno sitio perto de uma cidade do interior de Goiás vivia uma vida de privações com muito serviço e poucas alegrias. Não pude ter filhos, pois meu marido era estéril. rnNo começo do casamento logo depois que descobri esse problema até fiquei um pouco triste por não poder ser mãe, mas logo vendo o sofrimento das crianças pobres da redondeza acabei me conformando.rnMeu marido com apenas 40 anos sofreu um derrame cerebral enquanto trabalhava e morreu de repente, me deixando viúva quase sem recursos. rnFoi então que minha irmã Cristiane um ano mais nova que eu, que morava na capital me chamou pra ir morar e trabalhar lá, pois como ela e o marido eram proprietários de uma republica de estudantes precisavam de alguém para ajudá-los no serviço.rnLogicamente que rapidamente resolvi ir embora, pois a vida naquele lugar agora seria muito pior. Vendi tudo que pude pra arrecadar um pouco de dinheiro e rumei pra capital. rnMinha irmã Cristiane tinha duas filhas de 19 e 19 anos e era casada com Rômulo um homem de 39 anos alegre e muito conversador, adorava contar histárias e logo pude perceber que também era safado.rnAté aquela data era praticamente analfabeta em matéria de sexo, durante os meus 20 anos de casada nada de emocionante ou arrebatador tinha acontecido, mas sempre soube lá no fundo de minha mente que havia coisas que podiam ser descobertas e isso logo que cheguei à casa de minha irmã comecei a perceber.rnA republica tinha 20 quartos com banheiros, 19 de cada lado do terreno e nos fundos havia um sobrado onde na parte de baixo havia um refeitário e na parte de cima residiam meu cunhado e minha irmã e aonde eu iria também morar. rnEra tudo muito bem feito e muito organizado e por ser bem pertinho da faculdade não faltavam estudantes para alugar e fiquei sabendo que meu cunhado já estava construindo outro prédio ali perto. rnO negácio apesar de trabalhoso era bem lucrativo. rnMinha irmã e eu tínhamos convivido até aos 19 anos, nos casamos na mesma época. Ela foi pra capital e eu fiquei ali na região onde nascemos. Falávamos-nos de vez em quando por telefone, mas pouco nos víamos.rnQuando cheguei a casa dela vi que nossa amizade continuaria como na nossa adolescência, pois fui tratada muito carinhosamente. Cristiane era uma mulher de 36 anos muito bem cuidada e mesmo sendo mãe de duas mocinhas estava com tudo em cima, seios com silicone, frequentava academia e andava com roupas bem jovens tipo vestidos curtos que marcavam principalmente sua bunda grande. rnApesar de um anos mais velha, como não tive filhos meu corpo ainda conservava todas minhas curvas que eram bem acentuadas, seios volumosos e uma bunda bem empinada e por sempre ter trabalhado no sitio tudo em mim era bem durinho e sem nenhuma celulite. rnLogo que cheguei minha irmã elogiou demais meu corpo dizendo que eu era uma viúva muito gostosa e que logo ia ter um monte de pretendentes a substituir o falecido. RSS. E ela disse que ia fazer com que ficasse ainda melhor, pois iria me arrumar varias roupas que não estava mais usando, pois as minhas além de muito antigas eram recatadas demais. Roupas de senhoras carolas ela comentava. RSS.rnRômulo o marido brincava dizendo que agora que eu estava morando com eles quando ele brigasse com a esposa, iria dormir com a irmã, e que se me engravidasse não teria problemas porque nasceriam sobrinhos.rnComo era época de férias, os estudantes estavam com suas famílias e aproveitei pra me entrosar com o ambiente e com o serviço que tinha que ser feito. Eu seria uma das responsáveis pela limpeza diária das 20 suítes. Em algumas suítes moravam duas pessoas...algumas garotas e também alguns rapazes que vinham de cidades pequenas e ficavam junto pra se ajudarem, além de ser mais econômico.rnMinhas duas sobrinhas como estavam de férias ficavam mais na casa dos avos paternos do que em casa. rnMeu cunhado além do bom humor também era bem pilantra, pois de vez em quando estávamos eu e minha irmã na cozinha ou em outro lugar que desse chance ele dava uma encoxada de leve em nás duas...ele brincava dizendo que nossas bundas eram muito grande e iguais...isso o confundia. RSS.rnComo percebi que minha irmã não se importava com as brincadeiras safadas do marido quando acontecia isso eu sorria e levava numa boa. rnTeve um dia que fiquei assistindo TV até mais tarde e acabei adormecendo no sofá...meu cunhado e minha irmã tinham ido a uma festa e chegaram meio alegres pela bebida e nem perceberam eu deitada ali ao lado e começaram a transar em uma poltrona. rnEla de quatro e ele a pegando por trás...a luz que vinha do corredor dava pra ver perfeitamente o pau dele entrando na buceta dela...fiquei quietinha olhando o casal transando...logo ele deram uns gemidos mais altos e gozaram escandalosamente. rnQuando ele acendeu o abajur da sala é que me viram e saíram rapidinho pro quarto dando risadas.rnNo outro dia minha irmã Cristiane disse que tinha separado as roupas que não iria usar mais e me chamou para que escolher o que gostasse. Tinha de tudo, vestidos, saias, blusas, sapatos e até calcinhas. Fiquei toda encantada, nunca tinha visto tanta roupa e brinquei dizendo que iria querer experimentar todas. rnLevei as roupas para meu quarto pra depois experimentar tudo com calma.rnComo era sábado, logo depois do almoço meu cunhado foi para um pesque-pague junto com uns amigos iria assistir ao jogo de futebol do seu time. rnNaquela tarde resolvi começar a experimentar as roupas que a minha irmã tinha me presenteado.rnA primeira coisa que fiz foi aparar os pelos enormes da minha bucetinha, pois tinha visto que minha irmã tinha apenas um pequeno triangulo na dela. Pareceu-me que ficava muito mais bonito e sensual, ainda mais que vi que todas as calcinhas que ela havia me dado eram todas muito pequenas...a maioria era fio-dental.rnColoquei um vestido de malha todo agarrado ao corpo com uma calcinha fio-dental e com uma sandália de salto e fui mostrar pra minha irmã que estava na sala assistindo TV. rnQuando me viu, ela sorriu e disse:rn-que linda vc ficou...agora sim...deus me livre de vc usar aquelas roupas de velha...vc ficou perfeita...muito bom...ja que vc se animou pra experimentar...quero ver mais maninha...coloca outros...quero ver...tudo!rnExperimentei várias, cada uma ficou mais linda que a outra e por ultimo coloquei uma mini-saia bem curtinha com uma blusa bem decotada e quando ela viu brincou dizendo:rn-é...essa roupinha ficou bem putinha hein...dá até pra fazer ponto nas ruas...do jeito que vc ficou gostosa... vc ia ganhar uma boa grana...Cristina...ah se ia...RSS.rnSorrindo brinquei dizendo:rn-Não esqueça que essa roupa era tua minha irmã...onde vc foi com essa roupa? Também fez ponto é? RSS.rnCaímos nas gargalhadas e continuamos a conversa bem descontraídas.rn-Se eu te contar a historia dessa mini-saia...maninha.RSS. Tenho mais duas iguais...sá que de outras cores... eu sá uso elas pra sacanagem mesmo...se der uma agachadinha...mostra a calcinha e se tiver sem...a xoxotinha inteirinha. RSS.rn-que safada vc é hein...por isso que o Rômulo...fica te agarrando toda hr né...vc deve deixar ele de pinto duro sempre...do jeito que vc é...ja percebi que vc é bem...louquinha né?rn-Cristina...a vida é pra ser vivida...com muito tesão maninha...vc ficou 20 anos casada...morando no mato...e não aproveitou nada...do jeito que vc é linda...agora viúva...tem que aproveitar...tem que dar essa xoxota... bastante...gozar gostoso...e ainda mais...aqui...o que não falta é rapazes bonitos...RSS.rn-Ai...Cristiane...vc é louca...nem sei o que fazer...sá tive um homem na vida...fico toda encabulada com vc e o Rômulo...quando ele dá umas encoxadas na bunda da gente...e ontem quando vcs chegaram e começaram a transar...na sala...e nem notaram que eu tava lá...fiquei sem saber onde enfiava a cara.RSS.rn-é...sei...até parece que não sabe...lágico que sabe...o que fazer...e quando a gente pega um homem gostoso com uma pica grossa e bem dura...rapidinho a gente dá conta...se dá. RSS. E ontem vc ficou bem quietinha assistindo nás trepar né...vc não falou nada...sua safadinha...deixou que a gente fosse até o fim. RSS.rn-é...bem...eu não ia atrapalhar...assustar vcs...fiquei na minha...mas vc também não tá nem ai...ja percebi que vc não se importa de se mostrar...vc não tem vergonha...nem o Rômulo...né?rn-é...isso é mesmo...nás já fomos duas vezes a praias de nudismo...sim...é muito gostoso...ficar sem roupa...rn-e...me fala uma coisa...e vc...não fica com ciúmes? Ele também não?rn-Claro que a gente fica com a pulga atrás da orelha, mas isso também ajuda a dar uma aquecida na relação...rnsafadezas de vez em quando...dá mais tesão...mas ja que estamos falando abertamente...depois que vc veio pra cá...o safado do Rômulo ficou mais tarado...essas esfregadas de brincadeirinha que ele dá na tua bunda...deixa o safado sempre de pau duro e depois quer trepar comigo.RSS.rn-nossa maninha...fiquei chateada agora...não vou mais deixar ele fazer isso então...juro...não to de safadeza com ele...é que vc vê o que ele faz e fica rindo...achei que não tinha importância!rn-maninha...deixa de ser boba...eu sei que vc não tá de safadeza...e eu não me incomodo com isso...fica tranquila...até gosto...quando ele fica assim...ele se sente culpado e me enche de presentes...e também não pense que ele não leva troco...deixa as aulas começarem e voltarem os rapazes...tem vários lindos...e pauzudos...adoro mostrar meu corpo todinho pra eles.RSS.rn-Jura Cristiane...vc é louquinha mesmo...vc...já transou...com algum...desculpa perguntar...fiquei curiosa...rn-Maninha...vc ainda é muito tolinha...mas vai aprender rapidinho...afinal somos do mesmo sangue...com certeza temos muito em comum...ah se temos...mas....ja que vc quer saber...lágico que já transei com vários rapazes...adoro garotos de 20 anos...pauzudos...eles metem que nem loucos...comem a gente gostoso ...quando vc experimentar algum...vai me dar razão...rn-nossa...Cristiane...e o teu marido...ele sabe?rn-saber...saber...não tenho certeza...mas desconfia...mas finge não saber...mas não pense que ele é flor que se cheire não...ja o peguei transando com duas empregadas que trabalharam aqui...ele é muito safado...se vc bobear...ele te come...ainda mais sendo minha irmã...acho que deve dar tesão...comer a cunhada. RSS.rn-aiii...Cristiane...juro que não vou fazer isso com vc...vc tá me ajudando a refazer minha vida...e botar chifres na minha prápria irmã...juro que nem passou isso pela minha cabeça...rn-Cristina...eu sei...fica tranquila...é que eu conheço o marido que tenho. RSS. Mas...pode deixar ele dar umas encoxadinhas de vez em quando na tua bunda...não ligo não...mas sá encoxadinhas hein. RSS.rn-sua louca...pode deixar...Cristiane...confie...em mim...maninha...não vou te decepcionar...fica tranquila!rn-eu sei...maninha...tenho certeza disso...mas tava pensando uma coisa...ja que estamos sozinhas vamos dar um passeio no shopping...tomar sorvete...aproveita pra ir bem bonita...hein...sá não pode colocar aquela mini-saia curtinha...o abajur de xoxota...aquela é sá pra brincar de deixar homem de pau duro. RSS.rnConcordei rapidinho e logo depois já estávamos lá. rnTanto eu quanto minha irmã vestimos vestidinhos bem curtos e agarrados ao corpo e com sandálias de salto. Nossas bundas grandes rebolavam escandalosamente. Pela primeira vez me senti uma mulher gostosa...vários homens viravam os pescoços para reparar com desejos os nossos corpos.rnComo estava bastante calor resolvemos tomar taças de sorvete e enquanto isso conversamos a respeito das minhas sobrinhas:rn-Cristiane e as tuas meninas...nem as vi direito ainda desde que cheguei...gostam de ficar na casa dos avás nas férias...nessa idade devem estar dando muito trabalho....com namoradinhos né?rn-bem maninha...até que nem tanto...desde que começaram a desabrochar...criaram peitinhos, pelos na xoxota...já expliquei tudo pra elas...camisinha...anticoncepcional...doenças...gravidez...procurei ser amiga delas...agora meu marido fica doido querendo controlar as filhas...todo homem metido a comedor...toma no cuzinho quando tem filha mulher...não quer que ninguém coma as filhas deles...de jeito nenhum. RSS.rn-RSS...verdade né...e do jeito que vc fala que o Rômulo é safadão...deve saber que os garotos ficam loucos...rnquando vêem as meninas nessa idade né...1718 anos?rn-com certeza...mas sabe que tava pensando sobre isso esses dias...tenho duas filhas e descobri que elas são quase iguais nás duas...sou mais nova que vc 1 ano...mas desde mocinha eu era extremamente sem vergonha...perdi o cabaço primeiro que vc...vivia beijando e se esfregando nos homens sempre que tinha chance...vc era bem mais quietinha...igual à Célia e Celina minhas filhas...há de 19 anos tem um namoradinho já faz mais de ano...mas ainda é cabaço...diz que não teve coragem ainda...em compensação Celina a de 19 anos já faz quase um ano que perdeu a virgindade, trocou de namorado várias vezes e é muito fogosa...ja peguei a safada fazendo sexo oral em dois estudantes...que moram na republica...a garota é tarada demais. RSS.rn-teve a quem puxar né? vc também nunca foi flor que se cheire. RSS.rn-verdade...maninha...mas vou te contar a maior sobre a safadinha...fui dar uns conselhos dizendo pra ela darrnuma maneirada...tomar cuidado...por causa do pai...vc acredita que ela virou pra mim e disse que era pra eu também tomar cuidado...ela tinha me visto dando para o Jorge...um estudante pauzudo que se formou e foi embora neste fim de ano...fiquei toda sem graça...mas, depois...tive que rir...né?rn-é...as garotas de hj em dia são muito mais espertas e safadas...não tão nem ai. RSS.rnFoi então que quando estávamos terminando de tomar nosso sorvete veio até nossa mesa um homem moreno de uns 30 anos muito bonito e puxou conversa conosco. Logo vi que Cristiane já se abriu toda pra ele...aproveitei e fui ao banheiro fazer um xixi e deixei os dois conversando bem animados. Quando voltei Cristiane estava sozinha, até achei que o homem tinha ido embora, mas ela logo veio dizendo toda safada:rn-maninha...vou dar pra aquele cara que estava aqui...ja marquei de sairmos daqui e nos encontrarmos no motel aqui perto...ele vai com o carro dele e a gente vai atrás...rn-Cristiane...a gente o que...eu vou ter que ir junto? Me deixa em casa...ai vc vai...porque tenho que ir?rn-maninha...não vou deixar vc em casa sozinha...ai meu marido chega e ai...onde fui sozinha...nos duas juntas a gente diz que tava no shopping...não se preocupe...as suítes do motel são grandes...vc fica na sala assistindo uns filminhos na TV...vc não vai fazer nada...me ajuda...faz tempo que to dando umas paqueradas nesse sujeito...to louca de vontade de dar...pra um macho diferente...deixa de frescura...vamos comigo... nem vamos demorar muito. RSS.rnAcabei concordando e logo saímos e nos encaminhamos para o motel.rnLogo que chegamos ele já estava esperando minha irmã e quando ela entrou já foram se agarrando sem pudor...fiquei meia sem jeito...mas Cristiane já ligou a TV e me deixou ali enquanto foi pro quarto com o homem.rnNem se importaram de fechar a porta...fiquei ali assistindo um filme pornô na TV mas logo comecei a escutar uns gemidos fortes que vinham do quarto e como porta não estava fechada resolvi dar uma espiada na transa de minha irmã putinha. Com certeza a foda que se desenrolava ali do lado era melhor que o filme da TV...o cara tinha um pau enorme e bem grosso...e socava aquela vara na boca da minha irmã sem dá...ela engolia o máximo que podia. Logo ele colocou-a de 4 na beira da cama...e começou a meter aquela pica grossa na xoxota dela...a safada rebolava que nem louca...bem mais quando a vi com o marido.RSS. rnGemia e pedia pro sujeito meter com força...e ficou ainda melhor quando o homem percebendo que a safada tava muito tarada aproveitou para encher sua bunda grande de tapas...e vi que ela gostava e muito pois gemia dizendo toda tesuda:rn-isso...bate seu filho da puta...bate que eu gosto...de apanhar...na bunda...bate que vou gozar...gostoso...ah!!rnEla deu um berro e gozou copiosamente...seu corpo de convulsionava por inteiro...e então ele a colocou de joelhos e segurando-a pelos cabelos...enfiou o pauzão enorme na boca dela...e em segundos começou a gozar forte...a porra farta escorria pelos cantos da boca...e ela tentava engolir tudo. Minha irmã era uma puta completa...sabia dar a xoxota e chupar um pau com vontade...e também gostava de apanhar na bunda.RSS.rnPercebi que minha buceta estava completamente molhada assistindo aquela foda...e pela primeira vez quase sem perceber meus dedos esfregavam meu grelinho completamente duro...e bati uma deliciosa siririca.rnOs dois foram tomar banho e eu continuei ali...me bolinando toda tesuda.rnDali a pouco fomos embora...minha irmã toda contente e saciada e a conversa continuou.rn-Maninha...obrigado por me acompanhar...eu tava precisando...trepar com outro macho...principalmente com um de pau grande e grosso igual esse...nossa como gozei gostoso...demais...delicioso...rn-é...eu ouvi..tudo...que irmã putinha eu tenho...quase que fiquei com vergonha. RSS.rn-sei...ficou com tanta vergonha...que ficou assistindo tudo de novo...né...pelos espelhos dava pra ver que vcrntava assistindo tudinho...mas fala a verdade...essa trepada foi muito melhor de ver que a do meu marido né?rn-isso é verdade...adorei...ver vc levando uns tapas na bunda...e o pau desse cara era muito grosso...nossa...rn-mas....fala uma coisa...pra mim...ficou com tesão?...bateu uma siririca? gozou também...safadinha?rn-para...sua louca...vc tá querendo me deixar encabulada...além de me levar junto em um motel ainda fica me zoando...sua maluca.RSS.rn-claro que ficou...toda taradinha...quase que pedi pro cara te pegar também...acho que vc também tá precisando de uma vara igual aquela...pra gozar gostoso...quem sabe...da práxima vez.RSS.rnForam muitas gargalhadas de safadeza e de cumplicidade e logo que chegamos em casa dali a pouco meu cunhado chegou do pesque-pague e apos tomar banho foi pra sala sá de short...eu e Cristiane estávamos na cozinha e ela então disse baixinho pra mim:rn-Me deixa ir dar uns beijinhos no corninho do meu marido...to com a xoxota toda inchada daquele pauzão... mas...daqui a pouquinho vou dar gostoso pra ele também...ele vai dizer que minha xoxota hj tá mais gostosa...homens são tão tolos. RSS.rnFiquei por ali e logo vi que os dois transavam no sofá da sala...os gemidos eram intensos...minha irmã era puta demais...estava adorando conviver junto dela...com certeza iria aprender bastante. RSS.rnAs aulas estavam pra começar e tudo caminhava tranquilamente, minhas sobrinhas agora todo dia em casa eram divertidas e alegravam ainda mais o ambiente. Celina a mais nova e mais safadinha como a mãe havia descrito realmente era extremamente ativa e observadora e acabamos nos tornando bem amigas, apesar da diferença de idade nos dávamos muito bem. Eu vivia paparicando a garota, tudo que me pedia eu fazia principalmente bolos e doces caseiros que ela adorava. rnMeu cunhado então depois que passei a usar as roupas curtas e provocantes que minha irmã tinha me dado toda vez que tinha chance me vivia encoxando e por várias vezes já passara a mão na minha xoxotinha. Apesar de dar dura nele...até gostava daquele assedio...mas realmente nunca me passou pela cabeça colocar chifres na cabeça da minha irmã putinha. Mas como minha irmã não ligava pras safadezas do marido eu o deixava ficar de pau duro permitindo umas bolinadas na cunhadinha gostosa ?eu?.RSS.rnTambém notei que realmente ele tinha muito ciúmes das filhas com os rapazes, alias ele cuidava mais das filhas do que da esposa. Sempre vivia querendo saber onde estavam Célia e Celina. RSS. Enquanto ele cuidava das garotas a esposa minha irmãzinha sempre que podia dava umas escapadas e saia com os machos que ela arrumava. Cristiane tinha um fogo inesgotável...tive a impressão que se deixasse ela dava a xoxota quase todo dia pra um homem diferente.rnE toda safada minha irmã dizia que estava louca pra começar as aulas logo pra ver os estudantes novos que iriam chegar...e dava pra notar também que minha sobrinha Celina estava no mesmo caminho da mãe...ela era extremamente safada. Teve um lance que aconteceu que me deixou estarrecida com a ousadia da minha sobrinha. Meu cunhado não podia sair, estava atendendo pais de alunos que estavam ali visitando pra ver onde os filhos iriam ficar alojados enquanto estudavam e pediu pra ir até a construção nova pra pegar uma relação de materiais pra comprar com o chefe dos pedreiros e quando estava saindo minha sobrinha predileta disse que iria junto comigo.rnComo era pertinho logo chegamos...Celina disse que ia dar uma olhada na construção. Fui conversar com o Sr. Juvenal que era o chefe da obra, ele me disse que teria que esperar um pouco que ia finalizar a lista. Resolvi dar uma olhada na construção...na parte debaixo tinha alguns pedreiros e resolvi subir as escadas e olhar o segundo andar...e pra minha surpresa...bem no canto da construção onde tinha um banheiro comecei a ouvir uns gemidos e devagar fui chegando e encontrei a safada da minha sobrinha de 4 encostada na pia com a calcinha nos pés...e um mulato pauzudo metendo nela com vontade...a putinha gemia e rebolava sem parar...como a mãe...gostava de levar uns tapas na bunda...e quando ele ia gozar ela se ajoelhou e enfiou aquele pauzão quase negro na boca e chupou até ele gemer e encher a boca dela de porra...e o mais incrível é que ela de relance percebeu que eu estava ali assistindo...mas nem sem importou e chupou até o fim...não escapou um gota de porra...a putinha engoliu tudo. RSS.rnSai de fininho...com a bucetinha toda molhada...logo depois ela apareceu com a cara mais lavada do mundo e disse toda safada:rn-tia...hj não teve jeito...a semana passada vim aqui...dei uns agarradas naquele cara...mas não teve como transar...mas hj...aproveitei pra matar a vontade...não fica chateada comigo...eu não consigo resistir a um pau grosso e duro. RSS.rnToda compreensiva disse:rn-Celina não se preocupe querida...tua mãe já tinha comentado comigo...que vc é muito fogosa...o importante é se cuidar...por causa de doenças...gravidez...agora...por mim vc pode fazer o que quiser...meu anjo...rn-Fogosa não tia...completamente tarada. RSS. Adoro sexo...de todo jeito...adoro chupar pau...gosto de tudo...rn-é...deu pra perceber...sua safadinha...eu vi...vc engolir tudo...mas vc tem que tomar cuidado com teu pai...ele fica cuidando vc e tua irmã...vive perguntando onde vcs estão. RSS.rn-eu sei tia...meu pai é estranho...em vez de ficar atrás da minha mãe...que é uma tremenda tarada e safada...que enche ele de chifres...fica atrás das filhinhas. RSS...ele é meio louco. RSS. rnVoltamos pra casa com a lista que meu cunhado havia pedido e em seguida fui tomar um banho e aproveitei pra bater uma siririca e gozar bem gostoso, ja estava me acostumando a assistir filmes de sexo ao vivo com minha família...cheia de gente tarada. E pra piorar ainda mais quando eu saia do banheiro enrolada em uma toalha indo para meu quarto me trocar encontrei meu cunhado no corredor...todo pilantra ele me agarrou e puxou minha toalha me deixando completamente nua...e quando menos percebi...ele me encoxava por trás com o pinto duro pra fora da calça...e senti-o deslizando entre minhas coxas...minha xoxota levou um choque ao sentir o calor da cabeça daquela pica se esfregando...molhei-me em segundos...mas consegui reunir as ultimas forças...e colocando as mãos pra trás dei um apertão no saco dele...e consegui me soltar...entrei no meu quarto...ofegante...de medo e de tesão.RSS.rnQuando sai encontrei meu cunhado tomando um suco na geladeira e conversamos normalmente:rn-seu tarado...vc precisa parar com isso...ja pensou se tuas filhas vêem isso...como vc vai explicar...minha irmã...ja sabe que vc é safado...mas e as meninas?rn-é...verdade...isso vc tem razão minha cunhadinha...mas fazer o que...eu não consigo resistir a esse rabo delicioso que vc tem...perco a cabeça...mas bem que vc podia deixar de ser fresca...e dar essa buceta pra mim...vai ficar guardando pra quem...deixa eu te comer...gostoso. RSS.rn-ta bom...vou perguntar pra minha irmã...se ela deixar eu dou pra vc...pode ser assim...seu safado?rn-também não precisa ser radical assim...ninguém precisa saber. RSS...tenho certeza que vc deve andar com o tesão a flor da pele...quase vc não sai...depois que vc veio pra cá...acho que vc não deu pra ninguém... ainda...dá pra mim cunhadinha...deixa eu te comer.RSS. rn-seu tonto...ja falei...vamos falar com sua esposa...se ela deixar...dou gostoso...na hora...é sá ela deixar.RSS.rn-pode deixar...cunhadinha...qualquer dia...eu embebedo vcs duas...e como vcs...juntas.RSS.rnEle saiu rindo me deixando ali na cozinha cuidando dos afazeres.rnDepois do jantar contei para minha irmã o que tinha acontecido na construção com a filhinha como também a respeito do marido que tentou me comer. Brinquei dizendo que ele quase tinha conseguido.RSS...e ai continuamos a conversa:rn-é..maninha to vendo que ninguém vale nada nessa família...sá tem gente tarada...minha filha então não tá perdoando nem pedreiro...que putinha barata. RSS. E meu marido não vai sossegar enquanto não te comer... e vc também...tá precisando dar né...sá fica na vontade vendo os outros trepar...mas...até deixo o safado do meu marido te comer...se vc quiser dar...é lágico...mas ainda não...vamos deixar isso pra uma hr que pudermos levar alguma vantagem...assim na moleza...nem pensar.RSS.rn-eu falo pra ele toda hr que ele vem se esfregar em mim...pede pra Cristiane...se ela deixar...eu dou.RSS...Ele fica puto...mas...quando estamos sozinhos ele tenta...de novo...ele é teimoso.RSS. Mas queria falar da Celina ...minha irmã...vi vc aquele dia no motel e hj ela la na construção...vcs duas chupam pica iguaiszinhas...e também adoram engolir...tudo..fiquei abismada. RSS. rn-é...e to vendo que vc também não perde um lance...sua safada...garanto que tá louca pra dar também...se fosse qualquer outro homem no lugar do safado do meu marido...vc já tinha dado.RSS...é que vc prometeu...rnpra mim...que não ia dar pro Rômulo...mas acho que já tá mais que na hr de vc tirar o atraso...maninha...essa semana começa a chegar um monte de rapazes aqui na republica...aproveita...escolhe um bonito e dá essa buceta logo...deixa a putinha que existe dentro de vc...desabrochar. RSS.rn-vc tem razão...o primeiro que me olhar com tesão...vou dar gostoso...realmente cheguei ao limite...hj quase quebrei a promessa que te fiz...por muito pouco...não deixei teu marido me comer...vou seguir seu conselho.rnRimos e nos abraçamos carinhosamente...cada vez mais amigas.rnE naquela noite tivemos mais uma novidade. Célia a outra sobrinha, a mais quietinha da família confidenciou pra mãe que tinha perdido a virgindade com o namorado e queria anticoncepcionais. RSS. rnA republica rapidamente ficou repleta de estudantes, tinha 30 pessoas, 20 rapazes e 19 moças, e aquilo virou uma loucura cheia de jovens alegres e barulhentos, além de todos com o tesão a mil. RSS.rnNotei que Celina minha sobrinha putinha já estava toda assanhada pra cima de Hugo, um jovem de 20 anos, moreno alto e forte que se instalara sozinho em um dos últimos quarto do lado do lado esquerdo. E meu cunhado percebendo o assanhamento da filha deu uma dura nela dizendo pra deixar de ficar com frescuras com os rapazes. Ela sorriu dizendo que não tinha nada a ver, que era sá amizade. RSS.rnDepois de uns dias Celina me confidenciou que tava dando para o tal de Hugo e que ele era muito legal e tinha um pau super grosso...entrava rasgando na bucetinha...que tinha a feito gozar que nem louca...e até comentei que realmente ela tinha pegado um dos rapazes mais bonitos e simpáticos dali...e ela também disse que Hugo havia comentado sobre mim...dizendo que a tia ?eu? era muito bonita e gostosona. RSS. Celina até brincou dizendo que o safado tava querendo comer a tia também.RSS. Eu ri daquelas conversas.rnE foi então por causa de minha sobrinha putinha safada que aconteceu uma loucura inacreditável.rnPassado mais uns dias, me preparava pra dormir, já tinha até colocado uma camisola de malha curtinha por causa do calor, nem calcinha vesti e ao voltar do banheiro indo por meu quarto escutei a conversa alterada do meu cunhado com minha irmã que vinha do quarto deles, a porta estava entreaberta e deu pra escutar perfeitamente:rn-Cristiane...a Celina tá de safadeza...ela não tá no quarto dela...e tenho quase certeza que é com aquele tal de Hugo...ja vi os dois cheios de conversinha por ai...ela vai se ver comigo...vou colocar o pijama e vou la no quarto do rapaz...se eu pegar ela lá...vou dar umas cintadas na safada...pra aprender...rnMinha irmã tentava acalmá-lo dizendo:rn-Rômulo...deixa tua filha sossegada...ela não deve tá fazendo nada...deve tá nas amigas dela ai por perto...vc anda muito estressado com a construção nova...deixa a menina...ela é jovem...apenas uma garota!rn-Deixa de querer botar panos quentes nas safadezas de sua filha...hj...vou pegar a pilantra...rnRapidamente percebi que a coisa poderia ficar ruim pra minha querida sobrinha putinha e vi que teria que ser bem rápida pra salvar a safadinha!rnDo jeito que eu estava sai rápido dali e em segundos bati na porta do quarto do Hugo dizendo:rn-Celina...Hugo...é a tia...abre aqui rápido...teu pai tá vindo pra cá...quer te pegar no flagra...abre...logo.rnRapidamente a porta se abriu...entrei e rapidamente fui dizendo:rn-Celina...escutei teu pai dizendo que tava vindo pra cá...bravo demais...vamos fazer uma coisa...pra não dá problema pra vc...querida...entra debaixo da cama...e fica quietinha...eu vou deitar junto com o teu namoradinho....quando teu pai chegar em vez de encontrar vc...vai encontrar eu aqui na cama...o máximo que vai acontecer é ele me chamar de biscate...mas pra mim... não tem importância...sou viúva...RSS...rn-tia...vc é 10...sá vc pra fazer isso por mim...ainda bem que tenho uma tia louquinha...que me adora. RSS.rnO abajur em cima do criado mudo estava acesso...e sá então percebi que Hugo estava completamente nu. rnMinha sobrinha rapidamente colocara a calcinha e o vestidinho e se enfiou debaixo da cama.rnTirei o vestido e fiquei nua também...e quase sem perceber Hugo se deitou em cima de mim...o pau dele apesar de que ter amolecido com a situação era muito grande mesmo...mas isso não durou muito...enquanto meu cunhado não chegava...notei que a pica do safado começou a crescer encostada na minha xoxotinha...e rapidamente aquilo ficou completamente duro...a cabeça deslizava na minha rachinha que já melava... aproveitei e disse toda safada:rn-vamos fingir bem legal...não fechei a porta do quarto...quando ele chegar ele vai tentar entrar...sem bater...ai ele leva um susto...e vai embora...né...Celina...né Hugo...vamos fazer direitinho...fingir que tá gostoso...rnComecei a gemer e rebolar devagar debaixo dele...o pau grosso e cabeçudo do safado...se encaixou na portinha da minha xoxotinha...e vi que ele também iria se aproveitar daquela situação...ele levantou minhas pernas e enfiou a cabeça daquele monstro dentro de mim...dei um gemido contido...mas ele não se importou e foi enfiando tudo...na minha xoxotinha quase virgem...parecia que estava sendo rasgada ao meio...senti-me desvirginada pela segunda vez...o safado começou a meter de verdade...enfiava e tirava com força...eu gemia de prazer...e rebolava naquela pica majestosa...e então aconteceu o que pensei. rnMeu cunhado abriu a porta devagar e deu de cara comigo e o rapaz e todo constrangido disse:rn-eu...desculpe...eu estava procurando...a Celina...eu...achei...que ela estava...por aqui...rnToda safada e com a pica do rapaz toda enterrada dentro de mim disse:rn-Meu cunhadinho...fecha a porta...e vai embora...minha sobrinha...disse que ia na casa de uma amiguinha... chupar sorvete...aqui perto...deve tá voltando...daqui a pouquinho...por favor...não atrapalha. RSS.rnEle fechou a porta e saiu rapidinho...mas o safado do namoradinho da minha sobrinha continuava com a pica completamente dura e enterrada na minha xoxotinha completamente molhada...e então Celina saiu debaixo da cama e disse baixinho:rn-nossa...escapei por pouco...dessa vez...ainda bem que tenho uma tia super esperta...pra me salvar...rn-é...mas foi sem querer que escutei...ele conversando com tua mãe...precisa tomar mais cuidado querida...agora...acho melhor vc dar um jeito de sair de fininho...e voltar pra casa...eu acho...melhor eu ficar um pouco mais aqui...né?rnA safada da minha sobrinha então disse:rn-tia...to vendo que vc estão fingindo perfeitamente né...vcs estão é trepando de verdade...seus safadinhos... mas não importa não...tia...aproveita...e dá gostoso...pra ele...de vc não tenho ciúme...mete gostoso...tiau...rnNem bem ela saiu...ele me fez sentar naquela vara grossa e disse todo sensual:rn-que delicia de buceta...vc tem...vc é mais apertadinha...que a Celina...que buceta quente...mexe...rebola na minha pica...tia Cristina...to adorando...esta troca...rebola...gostoso...rnTodo meu pudor tinha ido embora quando senti aquela vara majestosa toda dentro de mim e comecei a cavalgar em cima daquele mastro duro...como uma louca...sentia-me totalmente preenchida...minha xoxotinha parecia mijar de tanto liquido que escorria de dentro dela...convulsionei-me por inteira e gozei copiosamente naquela vara magnífica...eu rebolava e gemia como uma puta...o safado metia com força alargando minha xoxotinha...ele me virou e me fez ficar de 4 na cama...e metia aquele pauzão até o talo...com força...eu rebolava sem parar...o safado...encheu minha bunda de tapas...aquilo me deixou com mais tesão ainda...e então ele deu um urro e começou a encher a xoxotinha de porra fervente...ao sentir o liquido quente daquele macho dentro de mim...dei um berro e senti que ejaculava também pela xoxotinha...parecia que tinha um rio dentro de mim...eu tremia por inteira...e ele mantinha aquela vara enorme enterrada profundamente dentro da minha xoxotinha toda inchada.rnSenti-me saciada e feliz...aos 37 anos tinha tido um macho de verdade dentro de mim...foi fantástico...rnTomei banho junto com aquele rapaz lindo e delicioso...e me senti realizada quando ele disse que desde que tinha me visto ali...teve tesão em mim...e que sem duvidas eu tinha sido a melhor foda da vida dele. rnFiquei toda vaidosa me achando mesmo uma gostosa.rnSai dali e fui pro meu quarto dormir completamente satisfeita...apesar da xoxotinha toda ardida.RSS.rnLogo de manhã, esperei que meu cunhado saísse pra fazer as coisas dele na rua e fui conversar com minha irmã a respeito de tudo que tinha acontecido. Quando contei como tinha sido tudo ela ficou completamente abismada com minha ousadia e me abraçou toda feliz por ter ajudado a filhinha a se safar desta vez...e continuamos a conversar enquanto tomávamos café:rn-maninha...tava pensando...vc com esta calma toda foi muito ligeira...em sair daqui...ir no quarto do rapaz... esconder a Celina...e proceder com a frieza que vc descreveu como tudo aconteceu...parabéns. RSS.rn-é...depois até parece que foi moleza...mas na hr pensei que o coração ia sair pela boca...mas o que ajudou mesmo...Cristiane...foi o safado do rapaz enfiar aquela pica enorme na minha xoxota...aquilo me deu uma coragem incrível. RSS. E ele não tava nem ai...tava comendo a Celina...depois enfiou a pica em mim...e quando o Rômulo estava na porta do quarto conversando comigo...ele continuava com a pica bem dura enterrada na minha xoxota...o garoto é muito macho. RSS.rn-é...verdade...pelo jeito ele é daqueles que topam qualquer loucura. RSS...qualquer dia posso querer experimentar também...adoro...pau grosso também. RSS...alias...todas gostam...e vc...adorou né safada. rn-lágico que gostei...Celina vai ter que dividir comigo...o garotão. RSS...mas agora teu marido vai achar que a cunhadinha dele é uma putinha né?...nem sei o que vou dizer...quando ele falar comigo!rn-não esquenta não...maninha...vou pensar no que temos que fazer pra ele não ficar enchendo o saco.RSS. Apesar de que acho que agora ele vai ficar mais tarado pra te comer...ele vai pensar que vc ficou mais fácil...sem contar que ele não me disse nada sobre o que viu, voltou e se deitou sem comentar nada.RSS.rn-bem... não sei...mas me ajuda...a pensar em alguma coisa...não quero ficar com fama de vagabunda. RSS.rn-pode deixar...mas pelo jeito to achando que vc adorou essa safadeza...se der chance vc faz tudo de novo... e com certeza vai gozar mais gostoso...não tem jeito quando o tesão pega...sá fazendo mais ainda.RSS.rnDurante o dia inteiro enquanto trabalhava na limpeza evitei ficar sozinho com meu cunhado, porem quando nossos olhares se cruzavam ele dava um sorrisinho safado. rnUm pouco antes do jantar minha irmã me chamou e disse:rn-maninha...o que aconteceu ontem acho que foi átimo...descobri um jeito pra que meu marido não fique mais pegando no pé das filhas não querendo que as coitadinhas namorem, além de que também vai ser átimo pra mim...escuta bem o que vamos fazer amanhã...logo cedo. rnComo amanhã é sábado...vou combinar de mentirinha com as meninas de irmos cedo ao shopping...antes de sair vou dizer ao meu marido que vc pediu pra acordá-la por causa de um remédio que tomou esta noite...vc vai dormir peladinha..quando ele entrar no teu quarto e encontrá-la assim com essa bunda arrebitada...não vai resistir e vai querer te comer...e ai vc vai dar gostoso...pro safado...e então eu e as minhas filhas vamos entrar no quarto e dar um flagra nele...ele vai perder o rebolado e a moral e vai parar de querer controlar nossas bucetinhas...e ai vai ficar átimo pra todas nás. Topas? RSS. rn-Eu...topo! Será...que vai dar certo...e se ele ficar bravo...depois pode sobrar pra mim...ele pode ficar com raiva!rn-que nada...maninha...depois disso acho que tudo vai ficar bem mais calmo...e tenho certeza que vamos poder fazer nossas safadezas...com mais tranquilidade...vai por mim...acho que vai dar tudo certo.rnNo dia seguinte fiz tudo como minha irmã tinha planejado...logo depois que escutei o barulho do portão eletrônico se fechando...minha irmã e as filhas saíram com o carro...não demorou muito percebi a porta do meu quarto ser aberta. rnEu estava de bruços toda nua...com uma das pernas em cima de um travesseiro...toda arreganhada...minha xoxotinha se mostrava por inteira...senti-me toda desejável...mesmo sabendo que aquilo tudo era uma armação...estava adorando viver aquela fantasia.rnMeu cunhado quando me viu daquela maneira...chegou devagar na beira da cama e todo safado já foi deslizando a mão pelas minhas coxas...do jeito que ele vivia se esfregando em mim...encontrando-me completamente nua deitada na cama logicamente que ele não ia perder a chance de tentar me pegar...ele sá não sabia que desta vez eu iria facilitar muito. RSS.rnEle deslizava as mãos devagar pelas minhas coxas e minha bunda...toda safada me mexi sensualmente dando à sensação que estava gostando daquelas caricias...e isso o deixou mais ousado e logo senti seus dedos na minha xoxotinha...meu grelinho era bolinado gostosamente...mesmo sendo uma coisa planejada em segundos senti minha xoxotinha ficar toda melada...os dedos foram substituídos pela língua do meu cunhado tarado...ele chupava com vontade minha buceta...eu gemia de verdade agora...e rebolava na boca do safado e então fingi estar acordando naquele instante e tentei bem timidamente sair fora dizendo:rn-para com isso meu cunhado...deixa de ser tarado desse jeito...vou chamar minha irmã...seu maluco.rnEle todo confiante e já completamente nu com o pau duro disse todo tesudo:rn-deixa de frescura sua putinha...fica dando pros alunos...mas hj te peguei de jeito...vou comer essa buceta... vc não me escapa...sua vadia... sei que vc tá gostando...tá com a buceta toda molhada...putinha...dá pra mim sua vadia...dá gostoso...minha cunhadinha putinha!rn-safado...vc tá me estuprando...seu tarado...sem vergonha...se minha irmã te pegar aqui no meu quarto....vcrnvai se foder...seu maluco...rn-cala a boca...sua putinha...quero meter em vc...tenho tesão em vc desde o dia que vc chegou...dá pra mim...rnbem gostoso...sua vadia...to louco pra encher tua buceta com minha porra...sua vadia...safada...rnEu já estava completamente molhada de tesão...aquela safadeza tinha me deixada toda tesuda também e então...toda safada fiquei de quatro na beira da cama e bem sensual disse:rn-já que vc quer...seu safado...mete na tua cunhadinha...mete seu filho da puta...me come...então...mete forte ....me come...seu puto...faz sua cunhadinha gozar gostoso...rnEle então engatou atrás de mim e me enchendo a bunda de tapas...metia na minha xoxotinha que nem louco.rnEu gemia deliciosamente de verdade...e rebolava como uma vadia...ele deu um urro e começou a encher minha xoxota de porra quente...e foi nesse instante que a porta do quarto se abriu e minha irmã entrou com as filhas já dando dura...e gritando com ele...chamando-o de safado e um monte de palavrões. RSS.rnEle não sabia o que fazer...principalmente por causa das filhas...e rapidamente saiu correndo do quarto completamente nu...nem pegou a roupa. RSS.rnFicamos no quarto rindo daquela encenação toda...quem mais se divertiu foi minha sobrinha predileta Celina que comentou toda sarcástica:rn-Como papai corre rápido hein...mesmo depois de ter gozado um monte...podia ir pras olimpíadas. RSS.rnSá sei que depois disso realmente melhorou muito as coisas principalmente para as garotas, até Célia que era a mais quietinha logo depois que perdeu a virgindade com o namoradinho de mais de ano, começou a botar as manguinhas pra fora e também ficou bem safadinha. Minha irmã então que já era bem putinha agora quando resolvia dar sua bucetinha pra outro macho nem se preocupava mais em esconder muito. RSS. Meu cunhado durante um tempinho ficou bem calminho, mas isso não durou muito e logo voltou a me assediar...eu gostava daquelas safadezas e como minha irmã disse que se quisesse podia transar com ele...de vez em quando deixava ele me comer bem gostoso. Mas a mudança maior foi comigo...virei uma devoradora de machos...igual a minha querida sobrinha Celina...vivíamos experimentando vários...de vez em quando até dividíamos alguns...ao mesmo tempo...constantemente transávamos a três...principalmente com Hugo o estudante de pau grosso que tinha despertado meu tesão. Ele adorava meter na tia e na sobrinha ao mesmo tempo, principalmente porque depois de algumas vezes que transamos tudo começou a ficar mais sensual ainda. Quando chupávamos o pau enorme do Hugo ao mesmo tempo...de brincadeirinha nos beijávamos. Ele todo tarado vendo aquilo de vez em quando tirava o pau dentre nossos lábios e fazia com que nos beijássemos. Percebi que logo aquilo deixou ser brincadeira e passou a ser sério...Celina passou a me beijar com tesão e adorei e então passei a corresponder com prazer...não demorou muito e logo nos chupávamos com volúpia...adorava sentir a boca sensual de minha sobrinha na minha xoxota e logo aprendi a fazer a putinha gozar deliciosamente na minha língua. RSS.rnMinha vida passou a ser maravilhosa e intensa...cheia de prazeres e loucuras inacreditá[email protected]COM====REV. ===================rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos flagrei minha mae fudendo com travestimoreninha linda gostosa quatorze anos dandocontos eroticosmulher goza nela todinha enchendo o cachorro para limparcontos eróticos transando com coroas separadasmãe puta, contocontos erotico defrorado pelo irmão mas velhocontos eroticos de gordo dando o cu pela primeira vezvideo porno gay de garoto com o calção com o fundo rasgado de parnas areganhada na casa do amigo tarado do pau gande e grosoconto erotico eu e minha sobrinha amanda safadinha em casacontos eroticos bv e virgindadecontos eroticos arrombando a gordacontos bem quente de casada e sua intida lesbicacontos heroticos gay meu padrinho de vinte anos me comeu dormindo quando eu tinha oito anoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos eposa e amigoContos de sexo virgem dor extrema membro grosso teen incestoContos sempre incentivo meu marido a comer outra putinhaconto erotico mae onibus lotadogatas angelicais a procura de um agarrao 4sexo e esganaçaoconto erotico eu e minha mae estamos gravidas do meu que e adoramos eledando pro cunhado contos eroticosempregada é chatagiada pelo patra e tem qui sar a bucetacasada adora genro contosincestodesenhopornôcontos de danadinhas com homens casadoscontos chantagiei minha mae e mi dei bemcontos eróticos boquete da minha vizinhaconto erotico comendo sogra no veloriocontos eroticos gay meu tio de dezessete me comeu bebado quando eu tinha oito anosBaixou minha calcinha e meteu contoseu meu irmaozinho e nossa cadela contos de sexopai emfia pica filha morroputinha de peitinhos bicudos contosa bucetinha linda da sobrinha novinha contoscontos erotico dei sonifero e comi minha tiacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto meu filho meu machocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentenamorada sem calcinha no sofá mostrando a b***** para o namorado e f****** com elecontos eroticos com cavalo zoofiliawww contos eroticos de incestos como minha mae e minha irmacontos eroticos o bicho do tiocontos sadomasoquismo extremocontos crossdresser o velho me comeu no matinhoConto so caminhoneiro dei carona uma freira loiracasa do conto sendo chantageado por 2contos eroticos mulhersibha do papaicontos eroticos arrombando a gordabucetuda goza ate travarComi minha irma e minha sobrinha conto eroticocontos eroticos pegano a moreninhamendigos me violaram contos eróticosContos comi mae bebadanegão comendo uma mulher tão Branca tão Branca dobrada fazendo sexocontos pornos comi sogra mamae tia irma onibus lotadocontos eroticos, casada nova surpreende marido em cine pornocalcinha incesto contosContos eróticos fudendo a irmã casadaminha esposa na chacara contosmulher querendo contos eroticospauContos eroticos eu e minha irma no ginásiozoofilia ela casou com negao mais quando viu o tamanho do pau enorma dediu ajudaa maeConto porno marido repartindo a mulher com cachorro de rua zooConto erotico sou morena clara evangelicaContos eroticos menininhacontos eróticos casal de coroa fazendo suruba com travecoContos de mae de amigos sem calcinhaele ficou sem as pregas do c*contos zoofilia gayme fode com esse pintãocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crente