Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FAZENDO O MOTOTAXISTA

E ae galera.rnMeu nome é Lucas Murta, sou de Minas Gerais, e o que vou contar aconteceu a aproximadamente 2 anos.rnTenho 24 anos, e sou bissexual. Curto de tudo com garotas e garotos.rnBem, não exatamente garotos. Gosto de coroas.rnMoro em um bairro novo, um lugar onde não tem praticamente nada, alem de arvores e mato... Casas mesmo, são pouquissimas.rnComo disse antes, sou chegado num coroa. Se discreto e casado entao, me deixam doido. rnTem um moto taxi a uns dois bairros daqui de casa, em que trabalha uns coroas bem legais lá, e eu custumava andar sempre com um, chamado David. rnEle é bem meu numero. Uns 42 anos, casado, bundinha redondinha, boca linda... O cara é show de bola.rnMas apesar de andar sempre com ele, e ja ate ter ouvido um amigo falar que ja fez ele, nunca investi por medo de qualquer reação negativa, ou confusão, enfim...rnBem. Estudo a distancia, e um dia marcamos com a turma da sala, uma resenha num barzinho aqui da cidade. Saímos no sabado a noite. Lá pelas 2h da madruga de domingo, eu muito chapado, fui ligar pro David, que era o mais proximo de minha casa, e mais conhecido também. rnComo o celular dele, não chamava, liguei pro ponto onde ele trabalhava, e outro rapaz com nome de Valter, atendeu.rnSá sei que expliquei onde era, e rapidin o cara chegou. Percebi que não era o David, mas nem importei, pois ja conhecida os outros caras de vista.rnCom o balanço da moto, comecei por causa do efeito do alcool, encoxar o Valter rs...rnCachaça faz coisa, nunca faria isso se tivesse sobrio, ainda mais sabendo que o cara era conhecido do David.rnViemos de lá aqui, e trocamos tres ou quatro palavras, mas eu tava bem na cara dura, e ele conversava comigo de boa, entao achei que nao tivesse importando.rnQuando chegamos aqui na porta de casa, o Valter desceu pra prender o meu capacete na garupa da moto, e nao pude ver, mas pude imaginar que bela bunda aquela calça escondia!rnEu tonto, lutando pra tirar a carteira do bolso de tras, me encurvei um pouco pra frente, e ele percebeu que eu estava de pau duro. Ele deu uma risadinha mais safada, e perguntou:rn__Rss uai, tá animado?rnRi sem graça e disse: Rss efeito do alcool.rnO Valter tirou o capacete, e pude ver que linda boca ele tinha. Um rosto branquinho, um dos mais bonitos do mato taxi. Sá imaginava aquela boca linda e quente me mamando, e eu a fudendo com todo gás. Ele encostou na moto, guardou o dinheiro no bolso de tras, e vi que ele tmb ficou excitado.rnEu disse:rn__Hahaa tmb ta animado?!rnEle riu sem graça, e perguntou:rn__Rss quer dar uma volta?rnNááá vei, o cara curtia! rnLoogico que fui neh.rnFomos pra cima de um morro de onde pudemos ver a cidade quase inteira. Ele parou a moto embaixo de uma arvore, e se encostou na moto.rnMeu pau chegava latejar, doido pra pegar aquele macho de jeito.rnComeçamos com uns amassos, apertava a bunda dele, e vinha pro pau, e ele da mesma forma.. Quando apertava meu pau, eu chegava gemer de tanto tesão.rnQuando assustei rolou o beijo que ate entao, nem sabia se o Valter curtia.rnBoca quente, beijo gostoso, e começamos desabotoar as calças.rnAbaixei a calça do Valter, virei ele de costas, e não me contive.rnEnfiei a lingua no meio do rego dele. Chupava gostoso, enfiava a lingua sem dá, e o Valter gemia tao gostoso, que minha vontade era de meter com tudo.rnMe levantei e por tras dele, eu passava a lingua nas costas, apertava a bunda, pescoço, orelha, e cada gemido que ele soltava, mais tesao me dava.rnFicamos assim uns 5 minutos, e nos viramos de frente de novo.. Foi a vez do Valter me chupar. Cara, que boca! rnO cara parecia um cabritinho me mamando, minha vontade era engasgar ele com minha porra. Eu fudia a boca do Valter, ele gemia, e meu tesão sá subia. rnColoquei a camisinha, me encostei na moto, e o Valter veio sentar na minha pica. rnEle sentou com todo cuidado, e aos poucos, entre os muitos gemidos de dor e prazer, foi ficando a vontade, seempre gemendo aquele AI, meio que manhoso, mas nada afeminado. Um macho manhoso, me mata de tesao. A cena era o Valter em pé, e eu atras. Os dois de calças arriadas, ainda de camisas, e eu cumendo o cuzinho do Valter. Ele gemia, eu gemia.. e perguntava? Tá gostoso? Tá? É? Hum?rnNão curto afeminados, mas ele tava quase uma femea. rnE metia com muito tesao. rnO Valter começou gemer mais alto, e anunciou que ia gozar... rnMandei ele rebolar, e bati pra ele, inundou minha mao de porra, sá balancei aquilo, e anuncei que tmb iria gozar. Tirei a camisinha, e pra minha surpresa, o Valter rapidamente se ajoelhou na minha frente e franziu a testa como se tivesse pedindo dizendo: Humrum! Humrum! Goza, goza pra mim goza, me dá leitinho!rnE colocava a lingua pra fora.rnBati até não aguentar mais, e coloquei meu pau na boca do Valter. rnEle gemia, eu gemia, e enchi a boca dele de leite quente!rnEle se levantou, nos vestimos, e a quase dois anos somos amantes. rnValter é casado, eu tenho namorada, e ainda assim nos damos muito bem na cama. E acima de tudo, nos tormaos amigos!rnrnrnObs: Tá aí Valter, dois anos. Parabéns pra nás! hehernrn([email protected]).

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


abusando no metrocontos eróticos gravou tia dando pra doiscontos eroticos arrombando a gordatravesti leiteira contos eróticoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erotico mamãe sentando no meu colo no carro lotadocontos eroticos de pai obrigando filho a foder com.outros homecaralho meu empurra tudo nu meu cuzinhocontos eroticos com minha empregada nordestinacomo tira pedra da teta sem para de tanto se matusbarcontos eroticos droguei minha priminha ninfeta e comiminha irmã muito gostosa e eu morando sozinhos contotransei com meu sobrinhocontos lésbicas amo minha cunhadafilho fudendo sua mãe na freeti de seu paicontos de lesbianismo no acampamento de escoteirasperdendo a virgindade com o meu namoradoRelatos eróticos novinhasconto erotico mulher safada com pedreiroConto meu marido me devorou na madrugadacontos sexo minhas meninas do sitiovô arrobando o neto contocoroa 46 anos cabelo curto enroladinho dando a buceta grandetraindo na cadeia conto eróticocontos eroticos de mulheres casadas que ja levou mijada na caracontos de coroa com novinhovideo deixando ninfetinha toda arrepiadacontos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cãoContos porno de filha e mae que traem com pau grande e choracontos de sexo bebada depiladacontos eroticos arrombando a gordaconto zoo velha carentemulheres da buceta cabeluda que dar e nao aguentou a rola grosa e pedia para parar videogay "macho vagabunda" contoesposa tomou um susto quando tirou a venda comtospraia guaratuba contos sexochupando buceta soltando fumaçacontosputinhasconto guei fingi dormi emeu primo enfiou o pau na minha bocacontos eroticos arrombando a gordabate papo gay em Santarém Parácontos eroticos trai meu corninho chupando o irmao delecontos eróticos de mães e filho de pau grandeContos gay fazendo a barbaContos erotiicos traindo mo resguardocontos eróticos me obedece putinhaentão toque consulta paciente e chupa b***** no pacientecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemora Nana bem gostosa da bundona bem grandes eu dental bem deliciosa nécontos minha irma foi meu rolaocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos meu pai ta cursando minha irmãcontos eroticos meu priminho gordinhorapazes peladoes se exercitando na academiatio come sobrinha e irmã conto eróticosmetendoo con vpontadi pornocuzinho da mae contoscache:D0BhmN44dfMJ:okinawa-ufa.ru/conto_16312_aquela-ninfetinha-me-agarrou-no-jiujitsu.html contos heroticos - brincando de pique escondecontos eroticos esposa danadinhazoofilia filhotes bricando com a buceta da donaConto com foto vizinha peluda de vestido no matominha esposa de shortinho na obra contocontos mulher casada da o cu pro cãoeu e a amiga da esposa contocontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travesticontos erotico coroacasado comendo onovinhoconto erótico novinho flagra sustocontos a cunhada da primamachos colosso por caralhosContos eroticos meu sogrocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteexitei um traficanti ele me comeucontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentevidiomuher com camizoaiiao tarado