Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

SEXO EM PORTO SEGURO

Continuando a nossa viagem, apás o pernoite maravilhoso em Ilhéus, seguimos pela BR-101 em direção a Porto Seguro. Lá chegando, nos hospedamos em uma agradável pousada e fomos curtir a noite. Na manhã seguinte, apás o café, demos uma volta pelas ruas da cidade e paramos em uma lojinha muito simpática, para ver uns biquínis que me atraíram. Nando, meu marido, me ajudou a escolher e fui até o provador para experimentar. Lá, a vendedora ficou esperando e não tive acanhamento em tira a camiseta que usava. Ao ver meus seios ela não poupou elogios, dizendo que eram lindos e perguntando se eu tinha colocado silicone. Respondi que os seios firmes eram herança de família, pois minha mãe teve seios firmes até uma idade avançada e dizia que minha avá tinha sido do mesmo jeito. A vendedora ficou admirada e passou a tecer elogios, dizendo que gostaria de ter os dela como os meus, grandes e duros, com mamilos cor de rosa, os dela eram castanhos. Comprei dois biquines, um com estampas azuis em fundo branco e o outro amarelo com desenhos vermelhos. Eram bem pequenos, tipo cortininha e com o tapa sexo mínimo. Dia seguinte, resolvemos ir a pé até Trancoso e seguimos pela praia bem cedo. No caminho, paramos em uma barracas, na praia de Mucugê para bebermos uma cervejas e comermos uns tira-gosto. Depois seguimos nosso caminho e já adiante, com a praia com pouco movimento, pois era baixa-estação, resovi tirar meu sutian. Segui com os seios nus, sentindo aquela sensação deliciosa de liberdade. Nando vez ou outra passava as mão neles e acariciava os bicos duros, me exitando. Quando chegamos às falésias, penhascos enormes formados pela erosão, começamos a ter de passar por pedras de vários tamanhos e ao contornar a ponta de uma dessas falésias, me deparei com uma sena incrível. Uma garota loira, linda, uns 19 anos, estava abaixada entre as pernas de um negro com uns quarenta e tantos anos e chupava seu pau. Nossa, aquilo era enorme e muito grosso, tão grosso, que alargava os lábios da jovem e as mãos dela não fechavam em torno daquele tronco. Ela tirou da boca e pude ver o membro negro cheio de veias e nervos com uma cabeça grande e brilhante. Com um sotaque gaúcho perguntou:rn- viu que pau enorme? É delicioso e quase não cabe na minha boca.rnE sorrindo voltou a chupar aquele monstro. Nando, que tinha parado para pegar uma concha, chegou ao meu lado e ficou estático diante da cena. Ainda ficamos um tempo hipnotizados com aquilo e depois seguimos em frente, cheios de tesão e, ao atravessarmos a outra falésia, nos atracamos e beijamos, nos chupamos, mordendo os lábios, correndo as mãos por nossos corpos sedentos. Apás Nando chupar meus seios, doloridos de desejo, coloquei-o como estava o negro, sentado em uma pedra com as pernas abertas, e me abaixando entre elas agarrei seu cacete e comecei a chupar, lamber, morder, esfregar, lamber as bolas, ai, nossa, estava louca de tesão e chupava, chupava, até não resistir mais e sentar naquele feixe de nervo e enterrar até a raiz. Rebolei sobre aquele cacete, sobia e descia, rebolava, mexia e remexia a bunda enquanto ele lambia os bicos dos seios, chupava, aahhhh, que delícia, foder naquele lugar selvagem. O meu gozo chegou de forma avassaladora, com gemidos, e gritos. Ao diminuir os movimentos da trepada, para tomar fôlego, vejo a jovem contornar as pedras ao nosso lado e parar sorrindo. Ela tinha um sorriso lindo e o corpo era demais. Seios médios, com auréolas rosa claro, cinturinha fina, com quadris largos, pernas bem esculpidas e bumbum maravilhoso. Tomei fôlego e perguntei pelo negão. rn- Cadê o negão? Acabou a transa com ele?rn- Eu sá fiz chupar e deixar ele gozar na minha boca. Não tive coragem de deixar ele meter aquele pau enorme em mim, embora estivesse morrendo de tesão, com ainda estou.rnDecidi dar um presente ao Nando, meu querido marido e saindo de cima do seu pau perguntei se ela gostaria de sentar nele, para matar o tesão que sentia. Ela ficou sem entender, mas depois falou.rn- Verdade? Você vai deixar seu marido meter esse pau lindo em mim?rn- Claro, pode vir.rnE, dando um beijo na boca do meu Nando falei. Mete nela amor, faça ela gozar gostoso com esse pau. Quero ver você dando prazer a ela.rnPrimeiro ela se abaixou e perguntou se poderia chupar e com meu consentimento começou a passar a língua por toda a extensão do cacete, lamber as bolas, chupar, chupar até não aguentando mais se sentar e enterrar tudo na boceta. Ela começou a mexer, subir e descer, gemer, dizer que o cacete dele era delicioso, grande, grosso, que estava arrombando ela, que estava adorando, mas depois de um tempo, pediu para ele meter por traz, sua posição preferida. Ela se apoiou nas pedras e Nando foi metendo, metendo até enterrar tudo e começar os movimentos de tira e bota. Ela pediu para ele agarrar ela com força e ele assim o fez. Passou os braços fortes em torno da cintura dela e meteu com força, arrancando gritos de desejo, de tesão, de prazer. Enquanto isso, eu acariciava meus seios, apertava os bicos duros, metia dois dedos na boceta, gemia de tesão, por ver meu macho foder outra mulher. Nossa, aquela sena não me sai da cabeça até hoje, sá de escrever sobre ela, já estou com a boceta molhada e louca para o Nando chegar e me comer, quero aquele cacete com urgência, para matar minha sede de sexo. Como estava dizendo, ficamos naquela foda a três até explodirmos em gozo, um gozo esplendido, como nunca tinha experimentado, até então.rnFicamos quatro dias, em Porto Seguro e Nando transou com a Cristina, o nome dela, todos os dias. No quinto dia, seguimos viagem. A viagem continua, aguardem.rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto inseto mamãe eu quero te estuprar analcontos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cãoContos erotico sobrinha magrela no colo do tiovisão dos sonhos dos cornosContoa eroticos a vizinha feiaque cunhadaconto erotico minha namorada e meu tionifetasafadagostosaCrossdressing contos eroticohistoria de mulher cazada que tranzou com seu cachorro bem grandevou rasgar sua boceta vagabundacontos meire me dominacontos eroticos gays com vaqueirosminha irma envagelica encestocontos mulher casada da o cu pro cãocontos eroticos amiga da minha mae velha coroa viuvacontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travestiContos eroticos de transesual comendo lesbicaos nomes dos geladinho do ice lokotravestis comeu o cu virgem da evangelica,contos eroticoscontos erotico esposa propoe proasalto que.virou.suruba videostenns gemeno e gritanoconto heroticominha mulhe tranzou com homem da pica grande no motel e filmou pra mim asistirContos pirralha inocentemeter na minha cunhada separadacontosContos eroticosmenina de dez anos fazendo sexocontos eroticos tio da escolanovinha de shortinho curto mostrando os pelinhos das nádegascoroas enxutas se masturbando com tocas na cabeçaconto erotico arrombei o travesti do baile funksempre fui safadinha contos conto eróticos na sapatariaminha amiga pervertidame comeram dormindo no ônibuscontos eróticos prima e irmãconto erotico homens castradosconto erotico nao acreditei o que eu vi parte 2tomou viagra e meteu na esposacontos eroticos minha mulher piranhaContos eroticos de mendigocontos eu novinha e meu primo me inicioucontos eroticos a dotora crentecoleguinha liberal gay contosbucetas carnudas grandes beicos casadas cornosconto sendo estrupada pelo travestibunda grandíssima conto erótico sentada melhomem colocou sua picA ENORME NA XOTA DA CABRITA ENFIO TUDOIrmã Seduz O Irmão (contos Eroticoscomtos eróticos de fazemdeira com animalcontos eroticos tia tucacontos mamei a pica do caocontos eroticos de pais esposa e filhas em praia de floripaConto dei o cu no cine repúblicacontos porno minha mae e putaconto comi minha cunhada deprimidative dar para um dotadoflaguei minha esposa varias veses se masturbanoConto gay incesto rocacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecomo botar o travesseirona buceta e sozinhacasa do corno de mulata traindo cu arombafomulheres lindas de cornos na minha casafundura da buceta midindo pornovelha gorda submissa contos eroticoscontos eroticos vô e netoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentenegrinho contos eroticoscontos eróticos infância gay com gari heterocontos eróticos homem maduro gostoso da pica grande f******empregada deu a bucetinha ao patrao sobre chantagemcontos meu pai mi deu de presente pro negao picudo mi foder todaCasada narra conto dando o cumorena elisangela dando o cuzinho gostoso de cabo frio