Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

EU, MAMAE E NOSSA AMIGA

Em casa eramos sá eu e mamae, mas uma amiga veio para se juntar a nos.

Rosana, uma antiga amiga de mamame estava passando um tempo em casa porque tinha se separado de seu marido. Sempre a considerei com uma segunda mae e nunca tive nenhuma intençao com ela. um dia, eu estava em meu quarto assistindo alguns filmes. Pensei que nao tinha ninguem em casa e fiquei ali, socando uma punheta, quando de repente a porta de meu quarto se abriu. Não deu tempo de me esconder nem de fechar a tela do video, e então Rosana viu a cena.

Ela fechou a porta, logo em seguida, apenas se descupando por ter invadido meu espaço. Na hora, me vesti, fechei todas as janelas de meu computador e fiquei ali pensando no que eu ia explicar, afinal era uma tremenda falta de respeito o que eu estava fazendo.

Mamae voltou do trabalho. eu continuava trancado em meu quarto e Rosana na sala.

Mais pro final da noite, Rosana bateu na porta de meu quarto, perguntando antes se nao estava interrompendo nada. Falou que o jantar estava pronto e eu apenas lhe respondi que nao estava com fome e que nao ia jantar, pensando aflito se ela ia delatar minha indecencia para minha querida mamae.

No dia seguinte, acordei para ir para a escola. Mamae como de costume me levou para em seguida ir ao trabalho, e Rosana ficou em casa, tomando conta das coisas.

Nao troquei nenhuma palavra com mamae. Eu estava completamente envergonhado, mas estava incerto se ela realmente sabia ou nao. De qualquer forma, desci do carro me despedindo dela, e fui para a escola.

Quando voltei para casa, Rosana me pediu para que eu lavasse as maos pois o almoço estava pronto. Lavei minhas maos e fui almoçar. quando sentei na mesa ela perguntou se eu realmente tinha lavado as maos. Me senti ainda mais constrangido. Parecia que aquilo era a coisa mais horrivel do mundo, e que eu ia ser sujo para sempre por ter me masturbado.

Acabamos o almoço e fui para meu quarto fazer minhas liçoes. Nao conseguia me concentrar de forma alguma, entao, tomei coragem e fui falar com Rosana.

Comecei me descupando pelo que tinha feito. Ela falou para mim que era uma coisa normal, mas que eu deveria ter trancado a porta do quarto, disse que nao tinha falado nada com minha mae e que eu podia ficar tranquilo porque ia ser nosso segredo.

Meia hora depois fui ao banheiro, e quando entrei, vi que la estava Rosana, se despindo para tomar um banho. Fechei a porta rapidamente e me descupei. Ela realmente se assustou quando me viu mas apenas me disse que as pessoas da casa deveriam fechar a porta, dando um sorriso como se fosse um fato normal.

Fui para meu quarto, e tentei continuar estudando mas outra coisa me tirava a concentraçao. Tudo bem que Rosana tinha um corpo maravilhoso, mas ela era pra mim como uma mae. Eu ja estava com 19 anos, e minha vida toda ela esteve presente.

Ela foi tão gentil comigo, que isso me despertou o mais louco desejo. Comecei a pensar no corpo nu de minha "titia", mas me controlei para nao me masturbar, afinal seria falta de respeito pensar em algo com ela. Seria como pensar em algo com minha propria mae.

Depois que saiu do banho, Rosana entrou em meu quarto, usando um roupao de minha mae, daqueles que praticamente os seios saem pra fora. Ela perguntou se eu estava com fome, se queria que fizesse um lanche para mim. Eu disse que sim e continuei fazendo minha liçao. Mais ou menos uns quinze minutos depois ela me chamou e eu fui para sala. Ela ainda estava de roupao.

Pra falar a verdade, sempre foi assim, mas eu nunca tinha notado. Enquanto lanchavamos, comecei a olhar para o belo corpo de Rosana. A mesa era de vidro, e isso ajudava a aproveitar a visao, olhando para as deliciosas coxas daquela mulher. Ela perguntou o que eu estava olhando e eu constrangido, lhe respondi que nao estava olhando nada. Terminamos de comer e eu fui para meu quarto. Rosana me seguiu e entrou junto comigo, Perguntou que filme eu estava assistindo no dia em que ela me flagrou. Eu falei que ja tinha deletado, mas ela disse que sá sairia de meu quarto quando eu mostrasse algum filme pra ela.

Ainda faltava mais duas horas para que mamae chegasse do serviço. Abri uma de minhas gavetas onde estavam aproximadamente uns 19 dvds e perguntei pra Rosana qual ela queria ver. Ela foi olhando um por um... filmes com sexo grupal, muito sexo anal, lesbianismo e teve dois que ela se espantou: um era de travestis e o outro era de mulheres gravidas. Ela me questionou apenas para o dos travestis.

Coloquei o filme para que ela assistisse. A historia inicial era com um travesti, uma loira com seios enormes e um negão com um penis de fazer inveja a qualquer cavalo.

Na hora em que o negão enfiou aquela vara enorme no cuzinho la loira, enquanto o traveco lhe emprestava o seu penis tambem nao muito pequeno para que a peituda chupasse, os olhos de Rosana começaram a brilhar.

Ela sugeriu que eu me masturbasse, mas eu preferi não. Estava ainda meio assustado com a cena. Assistimos o filme e Rosana me agradeceu. Falou que aquele seria nosso outro segredo. Continuamos na mesmisse como se nada tivesse acontecido. Mamae chegou, jantamos e no dia seguinte, quando cheguei do colegio, Rosana estava em meu quarto me esperando para assistirmos outro filme. Assistimos, e a mesma rotina.

No terceiro dia, uma quintafeira se eu me lembro bem, cheguei do colegio e fomos assistir outro filme. Rosana novamente perguntou se eu naum queria me masturbar. Eu novamente disse que não, mas estava morrendo de vontade. Ela me perguntou se eu o faria, caso ela tirasse a roupa. Eu sem pensar duas vezes disse que sim. Ela tirou a roupa e ficou deitada em minha cama com as pernas abertas. Fui em direçao a ela, mas ela apenas nada permitiu. Queria apenas me ver admirando suas belas curvas e exercitando o musculo de meu membro.

Comecei a bater uma punheta. Quando estava perto de gozar, ela pediu para que eu gozasse em cima dela. Fiquei sem entender, mas obedeci.

Despejei meu liquido em cima dos seios lindos de Rosana e com as maos comecei a distribuir o liquido uniformemente, aproveitando para massegear aquelas maravilhosa tetinhas.

Tentei ir para cima da gostosa novamente, mas ela nao deixou. Se dirigiu para o banheiro e foi tomar banho. Eu perguntei se podia ve-la tomando banho. Ela concedeu meu desejo. Entramos no box do banheiro e eu fiquei ali observando enquando ela lavava suas curvas. Fiquei paralisado me deliciando com a cena. Ela começou a me lavar e ficamos os dois nos enxaguando debaixo da agua que caia sobre nossos corpos. Tentei mais uma vez comer a amiguinha de mamae, mas ela nao deixou. O jeito foi bater outra punheta e ali se foi o liquido pelo ralo do banheiro.

Saimos do banho, eu fui fazer minha liçao super feliz pelo que estava acontecendo. Meia hora antes de mamae chegar eu fui ate Rosana e perguntei se podia bater outra punheta vendo a gostosinha pelada. Ela levantou o vestido, abaixou a calcinha e disse para eu ir logo pois minha mae ia chegar em breve.

Mamae chegou e ficamos ali como se nada tivesse realmente acontecido.

Na sexta-feira voltamos em nossa relaçao. cheguei do colegio e Rosana me esperava nua em minha cama, continuando a nao permitir que eu fizesse com ela o que eram feitos nos filmes. Tirei a roupa e ficamos ali sentados um do lado do outro, quando em um dos filmes, aparecia uma cena onde duas mulheres belissimas estava deitados e dezenas de homens ejaculando em seus corpos, enquanto as duas vagabundas recolhiam os litros daquele delicioso liquido para dentro de suas bocas. Rosana pediu para que dessa vez eu gozasse dentro de sua boca. Eu obedeci tentando aproveitar e levar meu penis para dentro, mas ela nao permitiu.

Mamae chegou um pouco mais cedo, entao nem deu para aproveitar muito nesse dia.

No sabado e domingo nem tinha o que fazer pois minha mae estava o dia inteiro em casa. Fiquei trancado o final de semana inteiro no banheiro me acabando em punhetas.

Na segunda, gozei novamente na boca de Rosana. Eu ja estava ficando revoltado em apenas poder me masturbar e nao poder desfrutar do corpo belissimo daquela coroa gostosa.

No meio da noite, mamae ja estava em casa. Ela e Rosana dormiam. Mamae em seu proprio quarto e Rosana no quarto de visitas, o qual ela ja tinha se apropriado. Abri a porta do quarto dela e pedi para ve-la nua. Rosana ligou o abajur e tirou a camisola de seda que vestia. Na hora em que fui gozar na boca de minha bebedora de esperma predileta, eis que mamae entra no quarto e se depara com a cena. Quando percebi que mamae entrou no quarto, me assustei e cobri a cara de Rosana de porra.

Mamae acendeu a luz e ficou revoltada com a cena. Pensou que eu e Rosana estavamos transando e Rosana explicou tudo a ela. Mamae disse que Rosana estava desrespeitando a casa e que ela teria que ir embora. Voltou para seu quarto e a amiga começou a fazer as malas. Me senti culpado e fui tentar convencer mamae a deixar a amiga ficar.

Ela pediu para que eu trancasse a porta do quarto. Perguntou se eu queria a presença de Rosana para continuar com meus rituais de masturbaçao. Eu disse apenas que era errado aquilo. Mamae se levantou da cama. Tirou uma das alças de sua camisola, que caiu por completo, deixando seu corpo completamente nu. Estranhamente ela me disse que consolaria minha ausencia de vaginas, e que ja que Rosana nao quis dar para mim ela o faria. Eu disse que jamais faria aquilo, mas mamae disse que seria o preço para que Rosana ficasse.

Eu ia ter que perder minha virgindade com mamae. Quem diria que eu ficaria apenas na mão com sua amiga maravilhosa enquanto o que eu realmente queria eu teria que fazer com minha linda mamae.

Eu concordei e fomos atras de Rosana lhe informar. Rosana ficou sem entender nada e percebeu que eu ia fazer aquilo apenas por ela. Mamae se deitou na cama da amiga e escancarou as pernas. Pedi a Rosana para que ela tambem ficasse nua. Ficamos os tres ali, pelados. Eu fechei os olhos e enfiei o pinto na buceta de mamae. Dei 4 bombadas somente e gozei. Mas gozei. meu pinto espirrava jatos e mais jatos de porra dentro da buceta de minha mamae que gemia deliciosamente com a força do liquido que aquecia ainda mais aquela xoxota quentinha. Ela se levantou e foi se lavar. Rosana sentou do meu lado e disse que eu nao precisava ter feito aquilo. Que ela estava triste por nao ter dado antes o que eu queria, mas que ia me dar um prazer de verdade.

Depois que mamae voltou do banheiro, perguntei a ela se eu podia faltar na escola no dia seguinte. Ela foi generosa dessa vez e disse que sim. Rosana arrumou as coisas no quarto novamente e eu resolvi dormir com ela.

Dormimos ali, juntinhos, e nem vimos quando mamae saiu para trabalhar.

Quando acordamos tomamos café, cada um tomou seu banho e Rosana me levou para o quarto de minha mae, que tinha uma grande cama de casal.

Tiramos nosssas roupas de novo e Rosana ficou ali, nua, deitada, esperando para que eu tivesse minha segunda vez, que na verdade seria a minha tao desejada primeira vez.

Comecei a chupar a bucetinha dela. Fiquei chupando, e Rosana pediu para que eu enfiasse o meu pinto nela. Vagarosamente coloquei meu pinto dentro daquela buceta e comecei a bombar. Depois de algumas bombadas, Rosana ficou de quatro e eu continuei ali, socando a xoxotinha dela. Depois de algum tempo bombando ela de quatro, Rosana começo a sugar meu pinto. Ela chupava deliciosamente, Engolindo meu pinto todo, massageando as bolas com uma de suas maos. Continuou chupando até que meu caralho cedeu e encheu sua boca de porra... Rosana bebeu tudinho e continuou sugando meu cacete até sugar a ultima gota que havia. Continuamos ali, nos amando por um bom tempo, nos lambendo... foram mais 3 gozadas e eu fiquei exausto. Tomamos mais um banho e almoçamos.

Ficamos a tarde inteira na sala, nos beijando, mas meu pau doia tanto que nao dava mais pra penetrar minha amada. A noite quando mamae chegou, eu e Rosana estavamos dormindo abraçados. Mamae viu minha cara de feliz e percebeu que deixar a amiga em casa tinha sido realmente a melhor decisao. Vimos que mamae tinha chegado e acordamos. Ela perguntou o que tinhamos feito, e afinal de contas, como a intimidade entre nos 3 ja estava enorme, contamos para mamae. Ela pediu desculpas pelo dia anterior, disse que assim como Rosana, tambem estava carente, que nao confiava mais nos homens, e como eu era o filhinho amado dela... continuou o discurso e eu resolvi que ja que eu ja tinha feito na vez anterior, nao custava nada das um pouco de alegria para minha mamae.

Eu e Rosana aajudamos a tirar a roupa do escritorio e preparamos um banho para ela. No banheiro do quarto de mamae tinha banheira. Entramos os 3 na banheira. Rosana fazia uma massagem nos ombros de mamae para aliviar o stress e eu massageava os seios de mamae. Ficamos ali meia hora cuidando dela e fomos para o tratamento VIP. Ela tirou o roupao de seda que vestiu quando saiu do banho e deixou ele cair de seu corpo. Eu sai do banho e fiquei pelado mesmo. Quando vi o corpo de mamae, fiquei espantado. Eu nem tinha reparado no dia anterior. Alias, nunca tinha reparado o quanto mamae era bela. Alem de ter o rosto muito bonito, tinha o corpo mais maravilhoso que eu ja tinha visto, e que peitoes... Os peitos de mamae eram enormes e deliciosos. Ela fazia academia e por isso tinha o corpo saradissimo... confesso que mamae é muito mais gostosa que Rosana. Naquele momento, deitada na cama, eu comecei a chupar aquele corpão de mulher. Chupei os seios enormes e durinhos da safada e então penetrei meu caralho dentro da bucetinha. Bombei ela carinhosamente. Ela gemia lindo. Era a coisa mais perfeita do mundo. Mamae estava com um pouco de inveja de Rosana e disse que ia me dar um pouco mais do que eu ja tinha ganhado até o presente momento. Ficou de quatro e pediu para que eu enfiasse dentro do cu dela. Meu pau estava lubrificado mas eu naum consegui colocar dentrodaquele buraco apertado. Mamae disse para eu dar um cuspe. Eu desci a cabeça proximo do anelzinho de mamae. O cu dela era lindo. Comecei a lamber e mamae gemia, e gemia. Dei um pequeno cuspe e resolvi penetra-la. Fui enfiando devagarinho, enquanto minha putinha se contorcia. Fui enfiando um pouco mais, um pouco mais... Quando vi que dava pra começar, la foi. Mamae pediu para eu foder forte. Eu obedeci. Tentei arrombar aquele cuzinho e ela gemia muito. Quanto mais gemia, mais forte eu metia, e por incrivel que pareça eu nao conseguia gozar. Ela perguntou se eu ainda estava pronto, mas eu disse que nao. Fiquei mais um bom tempo dentro dela, mas estava ficando cansado e ainda naum conseguir gozar. Talvez pelo fato de eu ter dado 4 com Rosana aquele dia, meu semen tivesse acabado.

mamae se deitou de frente e eu encaixei meu caralho por entre seus seios. Comecei a foder as tetonas dela que as apertava contra meu garotinho. Depois de algumas bombadas nas tetas, mamae começou a sugar meu pinto. Ela descascou forte a pele e meu pau começou a soltar tiros e mais tiros dentro de sua boca. Mamae sugou tudo engolindo aquela enorme quantidade de semen. Naquele instante, meu menino morreu, perdeu toda sua vitalidade e ficou ali, molenga. Mamae carinhosamente, continuou chupando. Rosana estava parado no sofá do quarto de mamae, observando tudo atentamente. Mamae continuou chupando meu caralho por um bom tempo, como uma criança chupando o pirulito de seu sabor predileto. Nem nos vestimos. Fomos jantar do jeito em que viemos ao mundo, admirando nossos corpos. Depois de comermos, fomos dormir exaustos. Eu entao, nem se falava.

Na quarta, na quinta, e na sexta-feira, eu chegava do colegio ansioso para desfrutar de meu batalhado objeto sexual. Rosana me esperava calorosamente. Nás almoçavamos, e la iamos para nossa batalha sexual. Mamae estava chegando tarde do serviço, mas eu me virava com sua amiguinha. Mesmo assim, estava morrendo de saudades do cuzinho de mamae, afinal, Rosana nao deixava penetrar o seu buraquinho. Apenas a xoxota ela permitia que fosse enterrada pelo menu penis.

Sem perceber eu estava apaixonado. apaixonado por aquela gostosa mulher, mas ao mesmo tempo eu estava apaixonado pelo cu de minha mamae. No sabado eu queria comer mamae, mas ela teve que sair. Rosana tambem nao ia poder ficar comigo aquele dia. Fiquei batendo punheta. Quando elas chegaram eu estava exausto. Acho que bati umas 8 vezes. A noite, ela chegaram e queriam me recompensar, mas eu estava com as pernas tremulas. Pedi para que deixassem pro dia seguinte.

Mal sabia eu que ia ser o começo e o fim de tudo.

No domingo, tomamos café e elas resolveram me dar um belo presente. Fomos para o quarto de mamae e as duas tiraram a roupa para mim. Eu tinha tudo o que eu queria. Embora eu estivesse tarado por mamae, nao tinha coragem de beija-la, mas eu tinha a boca maravilhosa de Rosana, no qual eu comecei a beijar apaixonadamente, e o cuzinho lindo de minha mamae, que subiu em cima de meu pau e começou a cavalgar, enquanto eu beijava sua amiguinha linda. Fiquei ali naquela situaçao incrivel, e quando percebeu que eu ia gozar, Rosana rapidamente foi em direçao ao meu pau. Tirou de dentro de mamae, Colocou-o dentro de sua boca e deixou o liquido descansar la dentro. Depois que eu espremi o que tinha em meu caralho dentro da boca dela, ela foi em direçao a boca de mamae e as duas começaram a solver meu gozo, duelando com suas linguas ariscas, lutando para ver quem bebia mais porra. Ficamos a tarde de domingo inteira transando, e depois de um certo tempo elas me disseram que tinham duas noticias boas e duas ruins pra me dar.

A primeira boa noticia é que elas resolveram me dar esse grandioso presente: as duas juntas me dando essa enorme satisfaçao em ter penis, e poder penetra-las, dando a elas tambem a alegria de se deliciarem com meu caralho. As duas noticias ruins é que nao me agradaram nenhum pouco. Era nosso ultimo dia. Rosana tinha voltado para seu ex-marido. Ia voltar a morar com ele, e depois da minha primeira transa com mamae, ela se sentiu culpada e arrumou um namorado. Eu nem estava animado para ouvir a segunda boa noticia, mas Rosana resolveu satisfazer o que eu tanto queria. Disse que como eu tinha me apaixonado pelo cuzinho de mamae, ela ia deixar eu comer o buraquinho quente dela tambem.

Ela ficou de quatro e eu comecei a lamber aquele cuzinho delicioso. Mamae por baixo lambia a bucetinha. em alguns momentos nossas linguas se enroscam, mas eu naum ligava. Era meu ultimo momento com elas, e queria aproveitar para torna-lo inesquecivel. Soltei um cuspe no cu de Rosana e levei meu pinto no buraco, fui colocando bem devagarinho. O cu dela era ainda mais apertado que o de mamae. COmecei a colocar, colocar. Ela gemia, gritava, falava que doia, mas pedia para eu continuar... Ela dizia que me queria feliz. Continuei esfolando o cu dela. Fui bombando... era meio dificil. De vez em quando eu cuspia para auxiliar. Por ultimo, gozei dentro do cu dela. O gozo ficou acumulado la dentro, mas aos poucos foi saindo, e mamae adquirindo para sua boca tudo o que havia dentro de Rosana.

La foram elas de novo, disputar meu gozo com suas bocas maravilhosas. Definitivamente eu estava apaixonado... o pior que eu me apaixonei pelas duas. Nao queria deixa-las ir mas era preciso...

Fomos tomar um banho. e ficamos ali, até tarde da noite abraçados, na banheira do quarto de mamae. Depois dormimos os 3 juntinhos, pelados, e de manha era hora. Fui tomar meu banho para ir pro colegio enquanto Rosana fazia suas malas. Antes de me vestir, eu entrei no quarto dela e pedi um adeus. Ela disse que nao queria mais dar o cu, porque doeu muito na noite anterior, mas ia me dar uma boa despedida. Os olhos dela estavam tristes. Eu meti pouco no cu, percebi que realmente devia estar doendo. Levei meu pau na boca dela e gozei. Ela lambia meu pau e me abraçava, como se nunca mais fossemos nos ver.

Me levaram para o colegio. Eu estava um pouco atrasado... nao tinha mais ninguem la fora. Ia ter que entrar pela secretaria. Aproveitei e dei um leve beijo em Rosana. Minha mamae sorriu e disse que tinha sido bom, mas tudo que é bom acaba. Eu dei um selinho em mamae e desci do carro.

Fiquei triste na escola. Quando cheguei em casa minha mae estava com seu novo namorado na sala. Ela tinha feito questao de chegar mais cedo esse dia para me apresentar o rapaz. Ele me pareceu bem simpatico, mas mesmo assim eu o odiei.

Almoçou com a gente e ele foi embora. Mamae perguntou se eu tinha gostado dele e eu disse que nao. Ela me contou uma longa historia e disse que eu tinha que me conformar. Aceitei e ela me deu um forte abraço. Comecei a beijar seus seios. Mamae tentou impedir que fizessemos aquilo mas eu percebi que ela tambem queria. Tiramos nossas roupas e eu comecei a foder o rabinho dela forte, demonstrando toda raiva que senti de seu novo namorado. Ela percebeu minha furia, mas achou aquilo delicioso. Mesmo depois de gozar dentro de mamae, eu continuei bombando seu cu sem parar. Ela gostava, rebolava muito. De repente vi que ia gozar de novo. Ela tambem percebeu e me fez parar. Tirei o pau de dentro do cu dela. Ela deu um beijinho na cabeça no garoto e um jato foi em direçao ao rosto de mamae. Cobri o rosto dela inteiro de porra. Ela começou a rir, disse que me amava, mas que eu tinha que aceitar o fato. Pedi a ela apenas que nao desse o precioso cuzinho que eu tanto amava. Ela concordou. Era duro saber que um penis ia penetrar a xoxota de minha mae... que ela ia se deliciar com a porra de outro caralho do mesmo modo que se deliciava com o meu, mas eu aceitei o fato. Fui para meu quarto e a vida continuou.

Um ano depois estou aqui. Estou namorando agora. Amo muito minha namorada, e minha mae continua com o namorado dela. Eles decidiram que vão se casar. Eu fiquei com muita raiva ao saber disso, e mamae ficou muito feliz, porque fazia tempo que eu nao arrombava o cuzinho dela.

Sou feliz, tenho minha namorada agora. Não é sexo. É apenas amor. Fazemos com carinho e longe de rolar o que tinha rolado com mamae e Rosana, mas mamae sempre fica de quatro quando eu peço... e pelo menos uma vez por mes Rosana nos visita e podemos matar as saudades!!!!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos, ele me humilha me bate me xingacasado chupa travesti contoeu sou de bauru sou casada e gosto de encoxadas nos onibus Deixando a novinha laceadaContos eróticos de rabudas casadasPorno contos familhas incestuosas grandes diasde grandes orgias vale tudo com todoscontoseróticoamigasconto erotico sobrinha inocentecontos casada sendo fodida para marido verconto comi uma eguacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos eroticos de mulheres sendo abolinadas no onibus lotadosso sadomasoquismo com maridos violentos contos eroticoscontos eróticos, esposa safada, puta dos patrõescontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos arrombando a gordacontos minha esposa pediu para levar o amigoContos erotico amei a fantasia de meu marido mim fode com a pica dele e um penes de borachanegra atola a rola e ela da pidocontos excitantes comendo minha amante no motel com a namorada dela do ladomeus dois professores contos eróticoscontos eroticos de esposas de fio dentalcontos eróticos comendo a sogra de como eu soucontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos de corno com pedreiros negros hiper dotados e jumentoscontos menage inesperadoa mulher do pasteleiro contofilha cadela contos eróticoswww.contos+filho+pega+mãe+calvacando+na+rola+pai.com.brContos filhinhas calcinhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos uma amiga vendeu a buceta da minha esposagarota no cio brincando com cachorrocontos eroticos de marido melher cunhadinha e a prima buceta carnuda comtos de sexocasadas que postam fotos de itanhaemporno home gozando forddecomendo a mulher em frente ao marido contomeu cunhado abusa de mimvi minha tia nua contosconto erótico de incesto de sobrinha e tio casa de contos sem querer me apaixoneicontos eróticos de estrupocontos eroticos congresso medicozoofiliacoroas boasGravida do papai contosComo me tornei a cadela do meu padrato contos eróticocojtos erotigos com fotos apimentantes isso me deica chupar sua buceta e rebola na minha caracontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travesticonto de sexo com rabuda asquerosoufa ufa ela senta fode e chupacontos gay pai castigogay na dp de pica gg contoscontos eróticos, eu, minha esposa puta e nossos vizinhoscontos minha cunhada e minha namoradacontos eroticos cavalofui chupada igual uva contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos pornos fudendo mamae irmasporni contos mae da namorada na picinacontos seios mamadas coroaspegando amiguinha da filha no banho e gozando na bundinha delacontos vendedora em casaconto erotico 30 cmcomi minha sogra e cunhada velha gorda feia contos eróticoscontos travestis praiaconto erotico mulher safada com pedreiroContos de travestis pauzudoscontos eroticos entre avo e neta gratiscontos eroticos peguei minha cunhada dormindowww.meti na minha filha a forçaContos porno.em ônibus de viagem com idososo sadomasoquismo com maridos violentos contos eroticosEstouraram meu cuzinho na viagem contosComtos casadas fodidas pelo filho e amigosdesemho porno ai papai gozo dentro viuninfetas lésbicas beijando o peitoral dos travestiscomendo a tia que esta olhando pela janela