Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A MOLECADA (3 PARTE)

De nás 4 o Danilo é o velho e o mais tímido mais ele me surpreendeu. Estávamos todos na pracinha papeando e de vez em quando passava dos caras e eles sempre olhavam para gente. Mais olhavam discretamente e eu percebi que o Danilo estava olhando para eles também, O Duam e o Davi não perceberam nada.

Como estava chato o lugar, resolvemos ri embora cada um para a sua casa. Mais eu dei um a de esperto e segui o Danilo que ao invés de ir para a sua casa foi em direção ao campinho. E subiu um morrinho que da para uma estrada de chão totalmente deserta mais com alguma iluminação.

Eles começaram se beijando e o Danilo passou a segurar os pintos dos caras um em cada mão. Um cara parecia ter a idade dele 19 e era magrinho e o outro mais velho, aparentava ter uns 30 e todo sarado.

O Danilo abaixou a chupava os pintos, enquanto tava com um na boca o outro tava punhetando. Aquilo me deixou excitado e botei o meu pau pra fora e punhetei.

Depois o cara mais velho ficou atrás do Danilo e tirou a sua calça e inclinou o corpo do meu amigo para frente, não dava pra ver o pinto do cara mais parecia ser grande porque o meu amigo gemia de dor. Mais depois ele passou a gemer de prazer.

O mais velho tava fudendo com vontade o cuzinho do meu amigo e o Danilo puxou o carinha mais novo, para perto dele e abocanhou o seu pinto.

Era uma bela visão, Um homem fudendo o cu do meu amigo e o outro dando o pau pra ele mamar. Gozei muito vendo aquilo.

Sem tirar o pinto do cu do Danilo o homem foi trazendo ele ate sentar no meio fio da rua e o outro carinha ajoelhou e chupou a piroca do meu amigo.

Acho que ele estava sentindo o maior prazer da vida dele, porque ele rebolava tanto no pau do homem e o outro não tirava o pinto do Danilo da boca.

Morri de inveja.

Não tava para escutar nada do que eles falavam, sá escutei os gemidos dos três.

O mais novo tirou o Danilo do colo do homem e enfiou a piroca no meu amigo, enquanto o homem o chupava. Depois eles trocaram, o homem fudeu o Danilo e o carinha chupava.

Os caras fizeram o Danilo ajoelhar e punhetaram os seus paus ate gozarem em seu rosto e boca. Cheguei um pouco mais perto.

E foi a primeira vez que escutei a voz de alguém e esse alguém era o meu amigo.

DANILO= Que delicia de porra!!!! HUmmmmmmmm!!!!Gozaaaaaaaaaaaaaaa!!Goza em mim!!!!!! Goza essa porra de macho na minha cara.

Era tanta porra que parecia nunca terminar e o Danilo tratou de se lambuzar todo com elas.

O carinha disse que ia embora na frente para ninguém perceber e falou que esperava o cara mais velho na pracinha.

Ele saiu em disparada, mais o homem esperou um pouco e saiu junto com o Danilo. Não sei como eles não me viram, porque passaram quase do meu lado.

O homem foi andando atrás do Danilo e segurando pela sua cintura.

O homem parou o Danilo no meio do caminho e arriou a sua calça.

HOMEM= Eu vi que você não gozou. E eu quero que goze para mim.

O homem enfiou o dedo no cu do Danilo e mandou ele se punhetar.

HOMEM= Goza gostoso molece, goza com o dedo no seu cú.

DANILO= Hummmmmmm!! Hummmmmmmmmm!!! Aiiiiiiiiiiii!!

HOMEM= Tá gostando!!!

DANILO= Tô sim. HUmmmmmmmmmmmm!! Põe mais um dedo, põe.

HOMEM = Que cuzinho mais guloso!! Já quer logo dois dedos.

DANILO = Que delicia!

HOMEM= Quer que eu ponha mais um dedo no seu cu?

DANILO= Não. Quero que tire os dedos e ponha logo o seu caralho.

O homem obedeceu e atolou o seu pinto no meu amigo. E o Danilo dava gritinhos de menina.

DANILO= Fode a sua bichinha vai!!!!!!!!! Arregaça o meu cú. Hummmmmmmmm!!!!!!!!!!! Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!! Mais forte, mais forte.

HOMEM= Huuuuuuuuuuummmmmmmmmmmmmmmmmmm!!! Delicia de cú.

DANILO= to sentindo a sua porra quentinha, que delicia.

HOMEM = Agora vai se limpando ai que vou embora. Um dia desse agente se encontrar de novo.

DANILO= Tá certo. A gente se vê por ai.

O Danilo pegou outro caminho e foi direto para casa e eu levei maior bronca dos meus pais por ter chegado tarde em casa. Mais falei a pena ver aquela foda.

E antes de dormir bati uma punheta pensando nos três e de manha quando acordei outra punheta.

O dia passou e veio à noite e nada do Danilo contar a transa que deve na noite passada, resolvi ficar quieto e não contar nada do que eu tinha visto. Com certeza o meu amigo ia guardar segredo do que tinha acontecido.

Ficamos ainda na rua em frente de casa eu e o Duam, e ele disse que estava muito afim, de dar uma chupada no meu pinto.

EU= Eu deixo, Mais primeiro quero sentir a sua porra na minha garganta.

O Duam é o mais velho da turma, portanto o seu pinto era o maior e tinha mais pelos do que agente. Éramos moleces e ele um rapazinho virando homem.

Fomos para um beco escuro que tinha um latão de lixo bem grande e ficamos atrás dele.

Abracei ele pela cintura e beijei em sua boca, enfiei a minha mão por dentro do seu short e peguei no seu pinto que foi endurecendo na medida que eu ia alisando ele.

EU= Você já tá virando um hominho e você é tão gostoso sabia? O seu pinto ta ficando grande e roludo do jeito que gosto.

Abaixei e enfiei o seu pinto todo na minha boca. Eu chupava, sugava e batia ele na minha cara e babei o seu pau todinho deixando ele todo molhado com a minha saliva.

Levantei virei de costas para ele e abaixei o meu short.

EU= Me come agora Duam. Fode o meu cú. Põe esse caralho seu todinho dentro de mim.

O meu amigo foi enfiando bem devagarzinho e eu gemendo bem gostosinho para ele. Seu pau escorregou rápido pra dentro do meu cu e ele começou a meter devagar, pondo e tirando até eu não aguentar e pedir pra ele meter mais forte.

EU= Aiiiiiiiiii! Como você ta fudendo gostoso meu amigo.

O meu tesão sá aumentava com aquele pinto atolado em mim.

EU= Ai Duam, goza no meu cu, goza!!!!

Quando senti um leitinho quente lá no fundo, o Duam tinha gozado na minha bundinha, me virei e fiquei beijando a sua a boca.

DUAM= Agora é a minha vez, meu amigo. (O Duam passou a sua língua por todo o meu corpo ate chegar ao meu pau. Não demorou e eu gozei gemendo e me contorcendo de tesão porque ele não parava de me chupar)

Levantei ele e ficamos nos beijando e esfregando os nossos pintos.

Eu batia uma punheta nele e ele em mim ao mesmo tempo e as nossas bocas coladas como se fosse uma sá.

E nás dois gozamos juntos.

FIM (CONTINUAÇÃO)

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


mãe transando com você Tô todo meladocontos eroticos arrombando a gordatraveco dominando e excitando macho em banheiro, contos com fotostirei o cabacinho de minha sobrinha novinha contopau na boca da namorada dpporno contos eroticos filhinhas enrabadasContos me enganei era traveco com fotoscontos eróticos de padrasto comendo enteada ainda bem pequenacontos de olha que putinha tá gostando necontos eu e meu marido adoramos ir no cinema ver pornoporno os caes mais aloprados do mundo gozando em novinhaswww.conto gay meu primo jailsonmoreninha linda gostosa quatorze anos dandocontos eroticoscontos eroticos dando aulas ao sobrinhoconto erotici gay dano cu no dia da greves dos motoristo de onibus gay casadofidendo uma nnda gigabte carnudasexo gay okinawa ufa papaicunhado pegou a cunhadinha mimada e meteu a rolacontos eróticos no cu com cachorrocontos eroticos Gay de fui visitar meu tio e ele me comeucalcinha usada contos eroticoscontos eroticos festa a fantasiaassistindo mais meu padrasto coladinho e ele de pau duro contos eroticosContos de incesto quando eu era pequena era putinhacontos erotico de jornalista sendo errabada na academiacontos sogra chupou genrro traindo no carro na ruacontos eroticos encoxada e gozadacontos inserto fatos reais gayMinha bucha e grande dei muito em contos eróticosirma chantagem contos eroticoscontos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cãotravesti gemendo a ponta da pistolacontos de esposa gordinha tambabacontos - leitinho do tioMeu cuzinho contosMeu Rabo me fazMenina mamando o pai contoseroticosminha prima e uma jebameu pai batendo punheta.eu foi fala com ele e ele madou eu bate pra elecontos o comedor falou o cu da sua mulher é muito gostoso.mulher louca de tesão gozando no peito na boca o dedo na bocaVim minha subrinha vigem sentada de perna a berta sem calsinha cumi ela a filha dela viu sexoprimos e primas transando enquanto os pais saíram totalmente Pelotasrasguei a camisinha sem ela perce er e gozei dentro/contosWww.contoseroticosvirgindade.comsurra vaginal amordaçada contocontos eróticos novinha funkgritei gemi na rola grossa contos eroticos incestoputa chupando o pau de dobermancontos metendo na tiacontos eroticos... minha mulher não tirava o olho da rola....conto chantagem com a patroacontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anoscontos de coroa com novinhoconto levei um comedor pra minha esposacontos eróticos mendigo no ônibuschupando coroa empinadinha boa de f***contos erotico com deficientecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto tia de roupa curta pagando umachupei o grelo da minha amante contos eroticoscontos eroticos mulher santinhasRelatos eroticos de moleques de quatorze anos sendo estrupado por homens dotados na obrafilhinha tezudinha contoscontos/minha cona era apertadinha e virgemmeninas piranhas de calcinha fio dentalminha namorada dançando conto eroticocontos eróticos filho com perna quebradacontos eroticos solteira vendidaContos eroticos dei a minha buceta para negroconto de irmaminha mulher dormindo nua,vi o rombo no cu delaTirei a virgindade da buceta da minha empregada com a minha cinta com pau de boracha conto eroticocontos traição no bailecontos eroticos filho da minha vizinha amante maravilhoso