Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ERA UMA FANTASIA DO MARIDO. FOI MAIS QUE ISSO!



Depois que eu fui liberada pelo marido para alguns encontros com outros homens, nossa vida sexual ficou mais intensa, e meu marido agora queria me ver dando pra outro, e isso tinha que ser em Recife, porque em João Pessoa, onde moramos, temos muitas pessoas conhecidas e meu marido não queria de forma nenhuma. Marcamos um fim de semana em Recife, reservamos o hotel e fomos lá. Meu marido disse que iríamos pra uma boate grande que tinha vários ambientes, e eu estava autorizada a paquerar e conseguir alguém que aceitasse sair a três, se não rolasse, no outro dia, agente via oq ue fazer. Depois que nos instalamos no hotel, meu marido desceu pra tomar alguma coisa, ele bebe muito pouco, no máximo duas doses e depois fica tomando água ou energético, eu fiquei me produzindo toda e coloquei uma roupa super sensual, mas sem ser vulgar, uma legue preta com tecido grosso, e um vestido super curto, que sá cobria o bumbum, de cor clara, também de malha, um salto alto e uma calçinha preta bem pequena, que atrás é sá um fio duplo. Acho que não ficou vulgar, mas chamou a atenção muitoooo. Meu marido quando viu, ficou louco de tesão. Fomos pra boate e já na fila de entrada uma cara se encostou em mim como se não tivesse percebendo, dei uma afastada com uma certa intimidade, sem espantar o primeiro pretendente e o cara teve a coragem de falar com meu marido, perguntar se éramos casados e diante da afirmativa, deu os parabéns a meu marido “sua mulher é muito bonita”... fiquei sem graça, nos cumprimentamos e entramos... a noite estava prometendo. Ficamos num ambiente de música popular, onde corri a vista e logo me agradei de um cara forte, cabeça raspada, corpo bonito, que percebeu meu olhar e começou a corresponder... chamei meu marido pra ir nos outros ambientes e ele foi me guiando, abrindo caminho entre tanta gente, e quando fomos chegando no ambiente que era música pauleira, rock, quase que em total escuridão e com aquela fumaça artificial, simplesmente, um cara encostou atrás de mim e começou a andar igual comigo, com o corpo colado no meu, sá deu pra ver que era uma cara moreno claro de uns trinta anos, mais ou menos. Meu marido percebeu e deixou seguir, até que entramos no escuro quase total, onde tinham poucas pessoas dançando e casais se agarrando, e meu marido vendo o cara me agarrando por trás e não fazia nada, sá disse no meu ouvido, gritando por causa da música alta, que era perigoso e tentou me puxar, mas segurei sua mão como quem diz, espera um pouco, e ele entendeu e nos conduziu a um cantinho de encontro de duas paredes, onde me virei, beijei o cara e meu marido ficou em pé ao lado nos olhando e fazendo uma parede de proteção, preocupado de alguém ver e ter algum problema na boate. O cara tava tarado, não me deu muita chance de reagir, foi logo chupando meus peitos, enfiando a mão por baixo de meu vestido e por dentro da calça legue, chegando na minha xoxotinha... fiquei super excitada com a situação e correspondi as carícias, pegando no pau do cara, quando ele tirou pra fora rapidamente e vi que ele queria me comer ali mesmo... vi que meu marido estava nos “protegendo” e gritei no ouvido do cara “camisinha” Ele tirou uma camisinha do bolso e me deu, eu cuidei de colocar a camisinha naquele pau latejante, me virei de costas pra ele, fiquei de frente pra meu marido, segurando sua mão, e o cara me penetrou por trás na bocetinha... gozei rapidamente e logo em seguida o cara também gozou... Demos um beijo e saímos separados... foi coisa de cinco minutos... uma delícia... mas me recompus e voltamos pra o primeiro ambiente... meu marido corninho lindo estava feliz de ver a esposinha dele sendo desejada e comida por outro homem... mas eu queria mais. Continuei a paquera com o “careca”, cabeça raspada totalmente, de forma descarada, meu marido fazia de conta que não via nada e dei sinal pra entrarmos naquele ambiente escuro... ele foi... queria ir sozinha, mas meu marido foi comigo... acho que o cara percebeu que meu marido era liberal, porque foi logo me agarrando, me beijando, como se meu marido não estivesse ali... fomos para o mesmo local de antes, mais escondido... eu não tava acreditando em tudo aquilo na mesma noite... era muita safadeza... mais uma vez, meu marido ficou “protegendo” enquanto o careca me traçava, coloquei a camisinha, baixei a legue e fiquei de costas para ele, que enfiou na minha xoxotinha e como se fosse a coisa mais natural do mundo, tirou e enfiou no meu cuzinho e eu gostei e fiquei ali apertando a mão do meu corninho de acordo com o prazer que sentia, ele segurou nas minhas duas mãos de frente pra mim e meu careca socava com força no meu cuzinho... genteeee uma delíciaaaaa....gozei muito, foi um prazer prolongado .. não cai porque meu marido estava me segurando... sentindo aquele pau me rasgando e vibrando dentro do meu cuzinho com o cara me segurando pelas ancas como se quisesse deixar seu gozo bem lá dentro... foi maravilhosoooooo... rapidamente nos recompomos, me despedi do cara e voltamos pro outro ambiente. Estava satisfeita... mas se rolasse alguma novidade rrrsss... parecia que eu estava noutro mundo e era insaciável... ficamos mais algum tempo no local, apareceu aquele cara da fila de novo, puxou conversa, mas percebi que ele já tinha bebido demais e resolvi não investir. Meu marido pagou a conta e voltamos pro hotel era umas 4 horas da manhã e meu marido estava admirado com minha desenvoltura, minha liberalidade e coragem de transar na boate e, lágico, estava super excitado me chamando de putinha safada.. e eu dizia – foi vc que me transformou nessa putinha, sá sou putinha com o seu apoio. Pelo que vc fez hoje, me “protegendo”, vou deixar vc me comer agora em pé como eu fiz na boate... tirei a leque e fiquei de costas, ele levantou meu vestido e enfiou na minha xoxotinha.... deixei ele doido chamando ele de meu corninho safado, meu corninho protetor... adoro esse corninho safado.... ele gozou gostoso e me lambuzou toda... tomei um banho e cai na cama. Não acordei nem pra tomar o café no hotel, quando acordei meu marido já estava acordado e já havia tomado café. Estava super feliz e me agradando demais, passamos o dia descansando e saímos apenas para comer alguma coisa no shopping e eu estava me sentindo a dona da situação. A noite saímos de novo...

Beijos a todos.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos brincando pique escondefotos de cus peludos e aregasados gaysconto irma casadacontos eróticos pular pulacontoseroticoscomi o cu do mei paicontos eroticos bem safados e essitante arronbarao meu cusinho com um pepinoconto fiz sexo oral em padrecontos eróticos encaixada viado da bunda grande no ônibusconto sozinha em casa peguei meu pai fudendo minha maeSou agora casada com meu ex primo viuvo conto eroticovideo de porno o cara foi concerta o icanamento e comel elacontos eroticos travesti sem camisinhacontos eróticos da casa da irmã queridaContos eróticos estuprada no ónibuseu minha mulher minha cunhada minha sogra contos eroticoscontos eroticos mulheres trazando no carnavalcontos betinha vendo a irma sendo fodidacontos eroticos arrombando a gordaContos velha gorda deu pro mendigoflagrei minha mulher rapariga.contos eroticosconto erotico dando minha bucetinha pro enfeemeiro da minha amigacomendo cusinho da baba da minha.sobrinhalésbicas chupando sopinhasvirei menininha na mão do meu titio gaycontos eróticos meu amigo me fez corno e também me comeucontos eroticos olhano meu marido jogando trucoconto erotico mulher safada com pedreirocontos bebendo porrameu cu é todinho teurelatos de meninas que quando viu ja engatou com seu dogmarido chupando a x*** delameninas com bucetinhas piticas porno13aninhosvideopornocontostesudospresidiariocontoseroticoscontos eróticos minha buceta pegando fogo i.piscandovi minha esposa dando mole contosposisoes para transa no acanpamento conto eróticocontos de coroas dá paraíba gayesposa e filha dando cu pra um mendigo/conto eroticocontos porno velhos e meninascontos eróticos de Zoófila - empregada foi amarrada e castigadacontos eroticos arrombando a gordaporno linguada no saco orgia no baile de carnavalPuta merda!!!para!(conto teen gay)chaves comendo cu da chiquinhanovinhas gordinhas cheirinha dos peitinho durinho transando com namorado e o amigo delesexo porno safada do sitiotudo no cuconto de mulher casada crente com filhovidios de zoofilias mostra homem acariciando uma jumenta com a mão na buceta delaitaliana trepando italiana trígono novinha n****** italiana novinha trepandocontos eróticos comi minha cunhada que tinha raiva de mecontos eroticos orgia eu marido com as casais de amigos na chacaracontos eroticos de incesto de pai pasto e filhaex cunhada safada casada com presidiárioDuas lesbicas se chupando delicioaamentemeu cu agora so de papai e mamae sabe contos gaycontos eróticos a babá do meu irmãocontos eróticos com mulheres da ccbeu confesso sou puta desde novinharelatos transei na chantagema menina e o cachorro de rua contos de zoofiliaVou contar como acustumei adar ocu para meu maridocontos titia mando eu arromba seu cu gordocontosesposasnapraiaTransei com minha prima brincando de esconde escondecontos eroticos de marido ajuda varios amigos afuder esposaMenina q ta tezao encosta no irmao ddespistadocontos duas gostosas dando o cu para um cara pausudocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentepai enche a rachina da filha de leite videos pornoconto casal bia mulher do meu irmao putinhazoofilia custou cara e mulher nao aguentou estocada do cavcontos eroticos tio comendo sobrinhashttp://comtos eroticos de estuprointerracial mulher meia cousa fudendogarotinha contos eróticoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecasada recebe proposta indecente contosmeu genro me comeu o cu contoscontos de sexo comi minha sogra em quanto a minha esposa tomava banho