Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ERA UMA FANTASIA DO MARIDO. FOI MAIS QUE ISSO!



Depois que eu fui liberada pelo marido para alguns encontros com outros homens, nossa vida sexual ficou mais intensa, e meu marido agora queria me ver dando pra outro, e isso tinha que ser em Recife, porque em João Pessoa, onde moramos, temos muitas pessoas conhecidas e meu marido não queria de forma nenhuma. Marcamos um fim de semana em Recife, reservamos o hotel e fomos lá. Meu marido disse que iríamos pra uma boate grande que tinha vários ambientes, e eu estava autorizada a paquerar e conseguir alguém que aceitasse sair a três, se não rolasse, no outro dia, agente via oq ue fazer. Depois que nos instalamos no hotel, meu marido desceu pra tomar alguma coisa, ele bebe muito pouco, no máximo duas doses e depois fica tomando água ou energético, eu fiquei me produzindo toda e coloquei uma roupa super sensual, mas sem ser vulgar, uma legue preta com tecido grosso, e um vestido super curto, que sá cobria o bumbum, de cor clara, também de malha, um salto alto e uma calçinha preta bem pequena, que atrás é sá um fio duplo. Acho que não ficou vulgar, mas chamou a atenção muitoooo. Meu marido quando viu, ficou louco de tesão. Fomos pra boate e já na fila de entrada uma cara se encostou em mim como se não tivesse percebendo, dei uma afastada com uma certa intimidade, sem espantar o primeiro pretendente e o cara teve a coragem de falar com meu marido, perguntar se éramos casados e diante da afirmativa, deu os parabéns a meu marido “sua mulher é muito bonita”... fiquei sem graça, nos cumprimentamos e entramos... a noite estava prometendo. Ficamos num ambiente de música popular, onde corri a vista e logo me agradei de um cara forte, cabeça raspada, corpo bonito, que percebeu meu olhar e começou a corresponder... chamei meu marido pra ir nos outros ambientes e ele foi me guiando, abrindo caminho entre tanta gente, e quando fomos chegando no ambiente que era música pauleira, rock, quase que em total escuridão e com aquela fumaça artificial, simplesmente, um cara encostou atrás de mim e começou a andar igual comigo, com o corpo colado no meu, sá deu pra ver que era uma cara moreno claro de uns trinta anos, mais ou menos. Meu marido percebeu e deixou seguir, até que entramos no escuro quase total, onde tinham poucas pessoas dançando e casais se agarrando, e meu marido vendo o cara me agarrando por trás e não fazia nada, sá disse no meu ouvido, gritando por causa da música alta, que era perigoso e tentou me puxar, mas segurei sua mão como quem diz, espera um pouco, e ele entendeu e nos conduziu a um cantinho de encontro de duas paredes, onde me virei, beijei o cara e meu marido ficou em pé ao lado nos olhando e fazendo uma parede de proteção, preocupado de alguém ver e ter algum problema na boate. O cara tava tarado, não me deu muita chance de reagir, foi logo chupando meus peitos, enfiando a mão por baixo de meu vestido e por dentro da calça legue, chegando na minha xoxotinha... fiquei super excitada com a situação e correspondi as carícias, pegando no pau do cara, quando ele tirou pra fora rapidamente e vi que ele queria me comer ali mesmo... vi que meu marido estava nos “protegendo” e gritei no ouvido do cara “camisinha” Ele tirou uma camisinha do bolso e me deu, eu cuidei de colocar a camisinha naquele pau latejante, me virei de costas pra ele, fiquei de frente pra meu marido, segurando sua mão, e o cara me penetrou por trás na bocetinha... gozei rapidamente e logo em seguida o cara também gozou... Demos um beijo e saímos separados... foi coisa de cinco minutos... uma delícia... mas me recompus e voltamos pra o primeiro ambiente... meu marido corninho lindo estava feliz de ver a esposinha dele sendo desejada e comida por outro homem... mas eu queria mais. Continuei a paquera com o “careca”, cabeça raspada totalmente, de forma descarada, meu marido fazia de conta que não via nada e dei sinal pra entrarmos naquele ambiente escuro... ele foi... queria ir sozinha, mas meu marido foi comigo... acho que o cara percebeu que meu marido era liberal, porque foi logo me agarrando, me beijando, como se meu marido não estivesse ali... fomos para o mesmo local de antes, mais escondido... eu não tava acreditando em tudo aquilo na mesma noite... era muita safadeza... mais uma vez, meu marido ficou “protegendo” enquanto o careca me traçava, coloquei a camisinha, baixei a legue e fiquei de costas para ele, que enfiou na minha xoxotinha e como se fosse a coisa mais natural do mundo, tirou e enfiou no meu cuzinho e eu gostei e fiquei ali apertando a mão do meu corninho de acordo com o prazer que sentia, ele segurou nas minhas duas mãos de frente pra mim e meu careca socava com força no meu cuzinho... genteeee uma delíciaaaaa....gozei muito, foi um prazer prolongado .. não cai porque meu marido estava me segurando... sentindo aquele pau me rasgando e vibrando dentro do meu cuzinho com o cara me segurando pelas ancas como se quisesse deixar seu gozo bem lá dentro... foi maravilhosoooooo... rapidamente nos recompomos, me despedi do cara e voltamos pro outro ambiente. Estava satisfeita... mas se rolasse alguma novidade rrrsss... parecia que eu estava noutro mundo e era insaciável... ficamos mais algum tempo no local, apareceu aquele cara da fila de novo, puxou conversa, mas percebi que ele já tinha bebido demais e resolvi não investir. Meu marido pagou a conta e voltamos pro hotel era umas 4 horas da manhã e meu marido estava admirado com minha desenvoltura, minha liberalidade e coragem de transar na boate e, lágico, estava super excitado me chamando de putinha safada.. e eu dizia – foi vc que me transformou nessa putinha, sá sou putinha com o seu apoio. Pelo que vc fez hoje, me “protegendo”, vou deixar vc me comer agora em pé como eu fiz na boate... tirei a leque e fiquei de costas, ele levantou meu vestido e enfiou na minha xoxotinha.... deixei ele doido chamando ele de meu corninho safado, meu corninho protetor... adoro esse corninho safado.... ele gozou gostoso e me lambuzou toda... tomei um banho e cai na cama. Não acordei nem pra tomar o café no hotel, quando acordei meu marido já estava acordado e já havia tomado café. Estava super feliz e me agradando demais, passamos o dia descansando e saímos apenas para comer alguma coisa no shopping e eu estava me sentindo a dona da situação. A noite saímos de novo...

Beijos a todos.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contoerotico padrinhos e afilhadinhasaguentei o pau groso. contoContos eroticos cunhada safada jeovacontos eroticos arrombando a gordacontos eróticos afim do papai Contos virei a puta dos oito negros picudostinha perder sua coroa no seu pau do negrãocontos de crosdresseresconto erotico meu genrocontos erótico coroa da parada enrabou novinho gaycontos eroticos engravideiarrombado cu de subrinha contovelha boketeira x vidiono colo conto gaycontos gay com estupros por policiaisDominando ela contosprofessora novinha e senha resolvi dar o c******tocu de proposito pornodoudocontos eroticos de transando com a cunhada casada e com seu marido bi sexualEstupro gay conto gay pedreirocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos travesti sendo estrupadao'mundinho eu baixei as calça e comeu meu cuzinhocontos erotica de estrupamento de ninfetoscontos de sexo bebada depiladacontos eróticos seios devem ser mamadosVer casadas falado de conto eroticos que corneo o marido com homem do pau bem grandeEsposa linda e gostosa buntuda nuaContos porno meu amigo pintudo arrombo minha esposacontos flagreii meu subrinho mastubando com calcinhacontos eroticos com vovôscontos eroticos chupou meu cuzinhocontos quis dar pra um travestiminha esposa de shortinho na obra contoContos Eróticos Contados Por Veracontos eroticos de pai obrigando filho a foder com.outros homeVer contos de mulheres no ciosou casada loba contosmulheres lindas de cornos na minha casaconto comi minha amiga peludaaquele pau era quase o dobro do de meu maridoa esposa cavala do meu sobrinho conto erticosquando eu estava com o meu namorado e ele estava chupando o mwu peito ele me chamou de safada o que sera que ele quis dizer com issocontos menina do papaicontos eroticos suruba na represa com amigosbuceta com muito tesao goza na primeira estocadasogro saradocontos eroticos meteram em mim e fiquei muito abertaenquanto eu dormia ele botava o cao pra me chupar incesto e zoofiluatravesti vizinha surpresa contos eróticoscontos de cornos asumidosmeu amigo me pediu para fazer sexo anal com ele gay contocontos eróticos estupro concedidoempregada é chatagiada pelo patra e tem qui sar a bucetazoofilia ela casou com negao mais quando viu o tamanho do pau enorma dediu ajudaa maecontos eróticos de negrinhas que gosta de fuder com homem brancos mais velhosGurila.trepa.na.muher.e.fode.por.cima.da.calciha.e.acabaconto erótico de mãe transformando filho em mocinhaGozou na minha buceta contos eroticosconto dopei minha sogra pra meterduas irmas com peitinhos crescendo e o irmao chupandocontos sobrinho moreno loiraleke comendo a casada contoeu conto sou casada meu cunhado me pegou a focacontos eroticos mulheres que mandam no maridohomem arromba mulher guandoela dormerelatos eroticosde portuguesas de noVinhas contos eroticos eu e mamae humilhadaconto erotico prima da minha esposa tem bucetao e greludacontos/como descabacei minhas filhas