Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O VIADINHO DO PAPAI - 2 - BY CISSA

Bom, da última vez eu prometi contar como foi que o Julinho virou a putinha do pai dele. Então eu vou tentar botar aqui a histária com as palavras dele conforme ele me contou. É mais ou menos isso aí:







Eu nao sei que idade que eu tinha, mas devia ser uns nove pra dez anos e eu gostava de ver meus pais pelados, principalmente o papai. Eu ficava muito interessado naquele peruzao enorme de grande e sempre que eu podia entrava no banheiro quando ele estava mijando. Entao um dia ele me perguntou o que é que eu ficava olhando o pau dele e eu fiquei todo encabulado entao ele disse que nao se importava, que eu podia olhar, entao ele começou a dizer sempre "eu vou mijar" quando a mamae estava perto e eu ja sabia que era pra eu ir no banheiro tambem pra olhar pra ele.







Teve um dia que a mamae estava dormindo com dor de cabeça e ele falou pra mim "vamos no banheiro Julinho" entao eu fui com ele e ele mandou eu trancar a porta e começou a mijar. Entao eu cheguei perto dele e quando ele acabou de mijar ele perguntou "voce quer ver o meu pinto crescer?" é claro que eu disse eu quero e entao ele começou a mexer no pinto pra frente e pra tras e falou "olha como ele está grande. o nome dele nao é pinto, é caralho entendeu". Então eu fiquei assustado porque o pau dele começou a crescer ele falou que isso nao era nada, é que eu estava dando tesao nele e que era muito gostoso, aí ele falou pra eu pegar e continuar mexendo no caralho dele e entao eu continuei. Aí eu disse "papai o caralho ja está enorme e agora" ele disse "eu quero que voce continue mais um pouco, eu estou quase gozando"







Entao continuei e ele foi me explicando como é que ele queria que eu fizesse e uma hora ele disse que estava otimo e me chamou de gostosinho entao eu continuei até que ele começou a gemer e falou "faz mais depressa" e eu fiz e de repente saiu aquele leite do pau dele e ele sá gemia e falava "depressa, depressa". Eu continuei até que ele parou de mijar aquele leite e entao o pau começou a encolher e ele disse que estava bom, pra gente voltar pra sala.







Aí eu perguntei pra ele porque é que ele tinha mijado diferente e ele falou pra eu esperar e foi até o quarto, depois disse que tinha ido ver se a mamae ainda estava dormindo e que ele tinha fechado a porta do quarto pra poder conversar a vontade comigo. Entao ele me explicou que aquilo que saiu o nome é porra e nao é mijo e que quando eu peguei no pau dele ele sentiu muito tesao, que é uma coisa muito gostosa e entao ele tinha mandado eu mexer pra frente e pra trás o pau dele e que isso se chamava punheta.







Ele perguntou "voce gostou de punhetar o papai?" eu disse que sim aí ele me abraçou apertado (a gente estava sentados no sofá da sala) e ele falou que ia deixar eu fazer isso sempre mas ele nao queria que eu contasse pra mamae entao eu jurei que nunca ia contar pra ela nem pra ninguem.







Aí entao ele sempre inventava um jeito de me levar pro banheiro sem a mamae desconfiar e trancava a porta pra eu bater punheta nele. Ele gostava que eu aparasse a porra dele na minha mao e entao um dia ele falou "voce nao quer sentir o gostinho?" aí eu passei a lingua na mao e disse que nao gostei mas ele falou "assim o papai fica zangado com voce, prova mais" entao eu fiquei com medo dele nao deixar mais a gente fazer as sacanagens entao lambi a mao toda deixei ela limpinha e entao ele disse "eu vou querer que voce lamba sempre e se voce começar a gostar me diz que eu vou te ensinar outras coisas gostosas".







Entao eu fiquei curioso das coisas que ele ia me ensinar e logo no dia seguinte quando ele gozou na minha mao eu lambi tudo e disse que ja estava gostando entao ele falou se eu queria beber mais e eu nao tive outro jeito e disse que queria entao ele falou "amanha eu vou te ensinar um modo gostoso de beber a porra do papai agora vamos sair senao a mamae pode desconfiar" mas quando nás chegamos na sala a mamae disse que continuava com dor de



cabeça e que tinha tomado um remedio pra dormir entao o papai falou com ela "está bem, eu vou botar o Julinho pra dormir e depois vou pra cama eu vou acabar com essa tua dor de cabeça"







Entao nás fomos para o meu quarto e ele voltou no quarto dele e falou que a mamae ja estava ferrada no sono mas que ele ia trancar a porta do meu quarto, aí ele disse "vamos ficar nus, é mais gostoso". Aí nás deitamos na cama e ele pegou no meu pinto e perguntou se as vezes ele ficava duro eu disse que sim entao ele disse "eu vou fazer voce gozar tambem" e botou o meu pinto na boca e começou a passar a lingua e eu senti o pinto ficar grande e estava muito gostoso ele chupou, chupou até que eu senti uma coisa muito gostosa e perguntei "isso que é gozar" ele disse que era e que quando eu crescesse eu ia ter porra e ia gozar mais ainda.







Aí ele falou "eu quero que voce faz a mesma coisa comigo bota meu pau na boca e me chupa bem gostoso pra eu gozar na tua boca" entao ele me ensinou como é que ele gosta, eu lambi o buraquinho que ele faz xixi depois botei a cabeça do pau dele na minha boca e lambi e ele botou a mao na minha cabeça e apertou pra caceta dele entrar mais na minha boca entao ele disse agora eu vou fude a tua boca e começou a botar o pau pra dentro e puxar pra fora eu quase que nem respirava direito e ele disse "agora eu vou gozar e voce vai beber toda a porra do papai nao deixa vazar nada".







Aí ele gozou e encheu a minha boca de porra eu nao conseguia engolir tudo e deixei passar um pouco nos pentelhos dele, ele tem muito pentelho eu acho isso muito bacana entao quando ele acabou de gozar ele disse "eu falei que era pra voce engolir tudo voce é um putinho muito safado agora lambe o meu pentelho" entao eu lambi tudinho e ele me abraçou e falou que gostou muito e que agora eu era o viadinho dele entao eu perguntei o que é isso papai e ele disse "depois eu te explico, por enquanto vai sá fazendo o que eu mando que eu vou te ensinar a gozar muito mas lembra bem que nao pode falar com ninguem as coisas que eu faço com voce".







Entao eu disse "papai eu juro que ninguem vai saber de nada e eu vou fazer tudo que voce mandar ta bem?" entao ele disse "eu estou com tesao de novo" e me botou encostado na cabeceira da cama e ficou ajoelhado na minha frente e socou o pau na minha boca de novo entao ele falou "eu sempre fodo a boca da tua mae assim mas com voce é muito mais gostoso" e eu fiquei todo feliz e disse "eu sou o teu viadinho nao é?" e aí ele gozou de novo na minha boca mas dessa vez eu acho que ele esporrou menos e eu consegui engolir tudo. Entao ele disse agora voce dorme e amanha a gente faz mais sacanagem.







Entao ele foi pro quarto dele e eu fui logo depois atrás dele sem ele me ver e ele nao tinha fechado a porta porque pensou que eu tinha ido dormir entao eu ouvi ele acordando a mamae e dizendo que nao acreditava que ela estava com dor de cabeça que ele estava com tesao e queria fuder ela. Ela disse que nao queria e ele deu dois tapas na cara dela que ela acabou de acordar entao ela ficou de quatro na cama e ele meteu o caralho duro nela ela pediu "na bunda nao" ele deu outro tapa na cara dela e falou "cala a boca sua puta eu estou com tesao de cu, voce nao sabe porque mas eu sei, hoje eu sá quero gozar no cu".







Eu acho que foi porque ele ja tinha gozado um bocado de vezes comigo entao ele demorou quase uma hora pra gozar no cu da mamae, ela chorando que estava doendo e ele socando o caralho no cu dela e de vez em quando ele batia nela pra ela calar a boca mas ela continuava chorando, devia estar doendo mesmo, até que ele gozou e tirou o pau de dentro dela e falou "agora lambe o meu cacete sua cachorra safada e depois eu deixo voce dormir" e ela ficou ajoelhada na cama de cara pro pau dele lambendo o caralho dele, entao eu fiquei com medo deles me verem e voltei pra minha cama.







Mas no dia seguinte a mamae nao estava mais com dor de cabeça e nao deu pra gente ficar pelado na minha cama entao ele falou "está muito calor eu vou tomar um banho, Julinho quer tomar banho tambem?" Entao a mamae falou "porque nao toma banho um de cada vez" entao o papai fez cara feia pra ela e mandou ela deixar de dar palpite "que é que tem, ele é homem tambem, se fosse menina voce até podia criar caso" entao nos fomos pro banheiro e tiramos a roupa, ele mandou eu trancar a porta e nás entramos debaixo do chuveiro.







Ele disse "ensaboa o meu caralho Julinho" o pau dele estava duro e eu ensaboei depois tirei o sabao e ele falou pra eu chupar e eu chupei até ele gozar na minha boca. Depois ele mandou eu ficar quieto e afastar bem os pes entao começou a passar sabonete na minha bunda, bem na racha e teve uma hora que eu senti a ponta do sabonete entrando no meu cu e ele perguntou se eu gostava, eu disse que sim.







Entao ele disse "agora eu vou enfiar o dedo no teu cu bota as maos no chao pra dar mais jeito" eu fiz como ele mandou e ele passou mais sabonete entao ele começou a enfiar o dedo e eu disse que estava doendo, pra ele tirar. Entao ele falou "é assim mesmo depois voce vai gostar e para de reclamar senao eu nao vou querer mais que voce seja o meu viadinho" entao eu deixei ele meter e ele começou a fazer com o dedo a mesma coisa que fazia quando enfiava a piroca na minha boca, ele disse "agora eu vou fuder voce com o dedo fica quietinho que voce vai acabar gostando"







Aí ele ficou metendo e tirando o dedo até que eu fui me acostumando entao ele tirou o dedo e disse "eu estou morto de tesao de novo meu putinho chupa meu caralho" entao eu chupei ele de novo sá que na hora de gozar ele tirou o pau da minha boca e esporrou no meu rosto e depois eu queria lavar no chuveiro mas ele disse que nao aí passou a mao no meu rosto e juntou a porra na mao e deu pra eu lamber.







Entao a gente sempre fazia essas sacanagens eu era o putinho dele e ele gozava na minha boca, no meu rosto, no meu peito, em todo lugar, ele tava sempre inventando. Ele tambem sempre me fudia com o dedo assim do jeito que eu vou dizer, eu deitava em cima dele com o pau dele na boca e ele tambem chupava meu pinto mas tambem enfiava o dedo no meu cu. Entao tinha vez que na hora de gozar ele tirava o pau da minha boca e abria bem a minha bunda e esporrava bem no buraquinho do cu. Eu tinha medo dele meter aquele caralhao no meu cu mas ele sempre dizia que sá ia me fuder de verdade quando eu fizesse doze anos e naquela época eu ja tinha onze.







Entao quando eu fiz doze anos ele armou uma festa legal tinha um bocado de gente. Teve uma hora que eu tive vontade de fazer xixi e entao ele entrou no banheiro tambem e mandou eu fazer xixi sentado no vaso e enfiou o cacete na minha boca e entao eu perguntei "voce vai me fuder agora papai" ele disse "sá depois de todo mundo ir embora, eu vou no teu quarto e voce vai ser meu putinho de verdade" "mas e a mamae?" "deixa comigo, a tua mae ja ta de porre e eu ainda vou dar mais bebida pra ela".







Entao depois que todo mundo foi embora a mamae estava apagadona no sofa, o papai deitou ela ali mesmo e levantou a saia até a cintura dela e perguntou se eu queria pegar nela eu disse que nao aí ele disse "voce é uma bichinha mesmo" e tirou o pau pra fora e os peitos dela tambem e montou nela com o pau no meio dos peitoes dela e espremeu os peitos pra ficar como se estivesse fudendo as minhas coxas aí ele gozou e a porra espirrou até a cara dela, mas ela nem se mexeu.







Aí ele me pegou pela mao e me levou pro quarto e eu perguntei se ele ia deixar a mamae daquele jeito e ele falou "quando ela acordar ela se limpa, quem manda ela beber desse jeito, ela é uma puta mesmo".







Aí ele me levou pro quarto dele, ele disse eu vou tirar o teu cabaço na mesma cama que tirei os da tua mae, foi aqui que ela deu a buceta o cu pela primeira vez. Entao nos tiramos a roupa e caimos na cama abraçados e ele me alisava e me beijava no corpo todo me chamando de gostosinho e entao me virou de quatro na cama e começou a lamber o meu cu eu senti quando ele enfiou a lingua me deu o maior tesao, entao ele espremeu um tubo na mao e começou a passar no meu cu e disse "isso é pra voce sentir menos dor". Depois ele botou o gel na minha mao e mandou eu buzuntar o pau dele eu ja estava com um bocado de medo eu nunca tinha visto o caralho dele tao grande nem tao duro assim aí ele disse "nao tem medo, eu vou meter bem devagar e voce tem que ser bem valente e aguentar tudo ta bem".







Entao ele abriu a minha bunda com a mão e foi enfiando o caralho no meu cu mas doia muito, eu pedi pra ele tirar um pouquinho mas ele comecou a dar tapas fortes na minha bunda e falou "cala a boca e aguenta putinho" entao eu fiquei calado e ele foi me arrombando até a piroca entrar toda no meu cu entao ele me deitou de lado na frente dele sem tirar o cacetao e entao começou a enfiar o pau e tirar bem devagar. Eu comecei a gemer e ele pensou que eu estava gostando mas eu tava gemendo era de dor mas até que eu gostava porque agora ele ia ser o meu macho de verdade então eu agueentei firme quando ele começou a tirar o pau e enfiar de novo, ele pos a mao no meu pinto e no meu saco tudo de uma vez e enfiou a lingua na minha orelha e falou "aprende a gostar seu putinho porque eu vou te fuder todos os dias" e eu falei "ta bem papai".







Até que derrepente ele começou a mexer mais depressa e enfiar o caralho com mais força e eu vi que ele estava pra gozar e ele falou "agora eu vou encher o teu cu de porra, mexe a bunda meu gostoso" e eu senti ele gozar e a porra entrar pelo meu cu adentro, ele esporrou muito ate que parou, ele respirava depressa e falava palavroes e queria que eu falasse sacanagens pra ele entao eu disse que eu era o viado dele e que ia fazer todas as putarias que ele mandasse pra ele gozar bastante entao ele falou "mas voce tambem vai gozar eu vou te ensinar a gozar pelo cu".







E foi assim que o Julinho me contou como foi que ele deu as pregas pro pai dele e entao eu perguntei onde andava a mae dele e o que foi que rolou depois, que ele era que nem o meu irmão e parecia até que o pai dele gostava de dar ele pros outros fuderem. Entao ele me explicou tudo mas agora nao dá pra eu contar pra voces mas na proxima eu conto.







ps: eu respondi todos os emails mas teve alguns que voltaram tipo "caixa postal cheia" entao quem nao receber resposta, me pede falow...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


comendo a bundinha da menina contos eroticoscontos eroticos com animaiscontos erotico comi o hetero parte 19contos eroticos arrombando a gordacontos eroticos de chupadas entre mulheresesposa bebada contos eroticoscontos eroticos meu cunhado rasgou meu cufazendo uma massagem no papai contocontos eroticos meu marido armou para o irmao dele me comercontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadoscontos eroticos comi minha sogra evangélica madura buceta carnuda comtos de sexo lesbicas minha tia batendo um punheta para sobrinho contosbucetas gostosas e grandes e bonita cm tela bem ajustadacontos recentes incestuosas encoxada segredos flagradosconto erotico virei menina por ter cabelo compridocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticosnegaopono doido minha tia e muito acabei comendo ela na cama areganhadagarota no cio brincando com cachorroeu quero ver mulher ficando engatada fique transando com poodle cachorro poodleMeti.o.pal.no.cu.de.minha.filha.gravida.dormindo.Conto gay com eu meu pai é pedreirocontos gays lekinhocontos eroticos arrombando a gordaMe comeucontos casada pegando carona no caminhaocontos lésbico deu cu para outra mulhercontos eroticos transando com a cuhada branquinha da boceta peludaMae vendo o filho batendo poheta i fico com tezanhocontos eróticos de lesbicas na piscinaconto menor me comeucontos de chorei com a pica grande do meu vizinhocontos no cu da vizinha marrentasexo com muito expormos pornodoidoconto coroa boazudacontos eróticos coroa amiga de minha mãe muito gostosa da buceta grandecontos eroticos gay garotinhodesde pequena adoro ser cadelaconto porno-minha mae e minha avomarido realizando sonhos eroticos da esposavomitando contos eróticosComi a josi da bocacomi a familia toda contos eróticossexo-gostoso-numa-ilha-paradisiaca..comcontos eróticos filho com perna quebradacontos eróticos vendadacontos eroticos relatados por mulheresConto erotico apoata insanameu sogro comeu minha mulher contoscontos a cunhada da primaconto erotico humilhada pelo pirocudotesao chefecontos de esposa dando pro cunhadocontos gay negaovelha aqueles tempos do capô de fusca bem rapadinhamaldoso comeu meu cuzimcriando o sobrinho banho contocasada e o negrinho tarado contoscontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos arrombando a gordaContos eroticos chantagiei minha irman casadaesperei meu maridinho fui no quarto rola grossaporno contos eroticos fui comida pelo sapateirocomtos eroticos humilhada e currada por molequesa filha da minha empregada vive me provocando contosbunda tornar atriz contoscontos eróticos,ai ai fode meteComo me tornei um corno mansoContos eroticos interraciais no escritorosCuidando do meu pai acidentado contos de incesto femininocontos eroticos comi toda a familiaeroticosgamecontos eroticos trave x hconto agarrada no onibusx vidio comtos eroticos eu minha mulher e sua irmãminha priminha titio contos eróticoscontos eroticos srntar no colo incezto