Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FUI USADA, COMIDA, CHANTAGEADA ARROMBADA, E ADOREI





Isso aconteceu quando eu tinha 21 anos. Sou alta, magra, cabelos curtos, pela clarinha e apesar de nao ser bonita, admito ser muito gostosa, com uma bundinha linda e gostosa. No mes passado mudou para o predio aonde moro um casal novo, ela com 27 e ele com 31 anos. Trouxeram uma empregada com eles e logo ficamos amigas. Ela tem 19 anos e se chama sandra. Eu fiquei muito atraida por ela, apesar de eu ter um namoradinho, gosto de transar com mulheres tambem. Até hoje so tinha transado com mulheres mais velhas, mas eu fiquei louca de vontade de enfiar minha lingua na bundinha da sandrinha. Ele é muito gostosa e bonita mesmo. Com o tempo ficamos amigas bem intimas e eu ja tinha visto ela peladinha umas 3 vzs e todas as vezes senti vontade de ataca-la, pois ela me provocava muito, parecia que sabia que eu gostava de uma xoxotinha. Um dia estavamos bebendo e conversando sacanagens em sua casa e ela me pediu pra eu contar algum segredinho intimo meu pra ela e ela faria o mesmo depois. Eu fiquei sem graça mas aproveitei a oportunidade pra dizer que eu ja tinha transado com mulheres e. Esperei a reaçao dela e foi otima, ela riu e passou a mao na minha perna. Eu me arrepiei toda e continuei contando meus segredinhos. Disse que amava brincar com o meu cuzinho e todos os homens que fiquei tiveram que comer minha bundinha. Falei que eu era super depravada e adorava uma sacanagem sem limites. Ela se excitou toda, deu um gole no whiskie e pediu pra ver minha bunda. Eu me assustei com isso, mas adoreia ideia e me virei pra ela e fui levantando a minha sainha. Ela passou as maos em seu peito e fez uma carinha de safada enquanto acendia um cigarro pra nos duas. Ela ficou olhando mas nao teve coragem de pedir para me tocar e eu me ofereci. Eu estava em pé de costas pra ela e ela sentada na cama de frente para meu rabao. Ela segurou minha bunda com uma mao e com a outra enfiou um dedo em meu cu de uma vez sá. Sorte minha que eu ja estava todaa melada de tesao. Eu fiquei nas pontinhas dos pes de tao arrepiada e ela ficou mexendo dois dedos dentro da minha bunda e se masturbando. Pro nosso azar ouvimos o barulho da porta se abrindo na sala. Eram meus pais chegando. Ela tirou os dedos do meu cuzinho, enfiou em sua boca lambendo tudo e depois me deu um beijao na boca e foi disse que ainda teriamos outras oportunidades. Eu falei que ela ainda estava me devendo contar um segredo e ela falou que em breve contaria e eu ia adorar. Naquele dia eu nem consegui dormir pensando no que ela havia feito comigo. Apesar de ter sido rappidinho, eu adorei e liguei pra ela no outro dia. Ela disse que estava louca pra me usar mais e disse que se eu deixasse ela ia me tratar como uma putinha de agora em diante e eu concordei na hora. Combinamos entao de se encontrar em minha casa de noite, quando nao teria ninguem em casa e ela falou que viria sem falta. Fiquei louca de tesao e fui pra sala assitir um filme porno enquanto esperava ela. Eu ja estava sozinha e peladinha vendo um filme muito sacana que eu tenho e fui na cozinha pegar umas coisinhas pra me satisfazer. Peguei um pepino e uma cenoura, ambos muito grandes, e acendi um cigarro. Fiquei de joelhos no chao e fui sentando nos meus brinquedinhos. Primeiro na buceta e depois preparei meu cuzinho pra receber os enormes legumes. Eu estava com o pepino todo enterrado em minha bundinha subindo e descendo, assistindo um filme super sacana e fumando um cigarro quando olhei pra tras e vi a porta semi aberta. Como eu tinha muita intimidade com a sandra e entravamos uma na casa da outra sem pedir, achei que ela tinha visto alguma coisa e fui la na porta. Ela estava lá me olhando o tempo todo e eu fiquei um pouco sem graça. Ela tambem ficou sem graça e falou pra eu me acalmar, que tudo que ela viu foi muito gostoso e me pediu pra entrar em sua casa pra tomar uma cerveja. Eu subi a calcinha e o shotinho d lycra e fui entrando com ela. Eu achava que ela estava sozinha em casa, mas quando virei pra sala eu vi seus patroes peladoes e tentei voltar pra tras, mas a sandra me segurou e falou pra mim que estava tudo bem. A mulher se chama Paula e o marido dela se chama claudio. Paula estava punhetando o pau de claudio bem devagarinho enquanto ele via umas fotos na mao. Eu parcebi que uma das maos dele estava por baixo da Paula e imaginei que ele estava com o dedo no cu dela. Eles eram muito gostosos e pelo jeito safadoes. Eu e sandra estavamos no canto da sala e ela disse que essa era a surpresa pra mim, que ela transava era a escravinha sexual dos patroes a 2 anos e adorava. Ela falou que achava que eu ia adorar a surpresa porque o claudio adorava um cuzinho e paula adorava mandar. Eu falei que estava sem graça e ia embora, mas quando me virei pra sair o claudio me chamou e falou que tinha uma coisa pra me mostrar. Ele pedii pra eu me aproximar porque era do meu interesse e eu pergunei o que era. Ele disse que tinha 19 fotos minhas enfiando um pepinao na bunda igual uma puta e que se eu nao obedecesse ele todos veriam as fotos no predio. Eu me assutei e corri até lá pra ver. As fotos eram minhas mesmo, foram tiradas com uma polaroid pela sandra enquanto eu me fodia na sala de minha casa. Fiquei puta com a sandra e falei que ela era uma puta sacana. Ela disse apenas que eu ia adorar tudo e ainda ia agradecer a ela. Dona Paula apenas ria e alisava o pau do marido, que eu notei ser enorme mesmo, bem maior do que todos que ja haviam me comido. Eu fiquei sem açao e perguntei quanto eles queriam pra me devolver as fotos. Claudio se levantou segurando o pau e falou que sá iam devolver depois que eu fizesse tudo que eles mandassem e nao apenas obedecer, mas eu teria que me sair bem e agradar a eles 3. Eu no fundo fiquei com tesao mas estava assutada com a historia e perguntei o que eles queriam. Paula se levantou e pediu pra eu ficar de 4 me apoiando no sofa e empinar bastante a bunda. Eu estava morta de vergonha apesar de eu ser uma safada. Sandra chegou do meu lado e me deu um tapinha na bunda "É melhor voce obedecer e abaixar logo este shortinho gostosinha, senao nos vamos te deixar toda ardida de tanta pica no cu". Eu fui tirando o short e me ajoelhando no sofa e abrindo minha perna, deixando toda minha bunda a mostra pra eles. Os 3 se ajoelharam e ficaram atras de mim olhando e falando sacanagens que me deixavam tremendo de tesao. "Bom trabalho sandra, vc arrumou uma menininha muito gostosa e depravada pra gente abusar. Olha meumaridinho que cuzinho lindo voce vai arrombar hoje, quero ver voce deixar ele todo dilatado e aberto pra mim meter minha lingua la no fundo". Sandra me deu um tapa na bunda e mandou eu abrir minha bundinha branca com as duas maos. Eu fui abrindo e ela mandou eu rebolar e gemer. Eu fui rebolando e gemendo toda sem graça e baixinho, mas aos poucos eu aumentava o ritmo enquanto o seu Claudio começava a alisar minha xoxota com força e dona Paula começava a enfiar 2 dedos em meu cuzinho. Eles ficaram atras de mim me usando como queriam e em certas horas eu tinha dentro de minha bundinha os dedos dos tres me penetrando e alisaando. Paula foi para um canto e mandou eu me levantar e ir chupar a bundona linda dela. Eu levantei e o Claudio nao tirou o dedo do meu cu. Fui andando assim até a dona Paula e comecei a chupar seu cu. Eu ja estava gemendo muito e seu Claudio atras de mim com dois dedos entalados em meu cu, sendo chupado pela sandra e me xingando de puta, cadelinha, safada. Claudio estava pra gozar e eu estava com a cara enterrada entre as nadegas da dona Paula e claudio gozou muita porra no reguinho de paula e veio escorrendo até minha boca e cu de paula. Eu lambia tudo e pedia mais e sandra atras de mim me arrombava com seus dedos. Paulo mandou as duas irem me preparando porque ia ser a minha vez de levar pica. As duas me colocaram deitada no chao e enqunto sandra abria aminha bunda e me dava tapas (eu ja estava com a minha bundinha branco toda vermelhinha de tanto tapas) dona Paula tentava enfiar na minha bunda um consolo enorme que ela tinha. So que era muito grande e so entrou a cabecinha. Eu pediu pra ela meter, pra ela fazer força, pra sandra abrir mais minha bunda, mas nao entrava mesmo. Entao Paula tirou a cabeçona do meu cu, deram uma cuspida jno meu buraquinho e começaram a enfiar um consolo menor, mas devia ter uns 21 cm e era grosso como um vidro de shampoo. Desta ves ele entrou todinho e as duas nao paravam de enfiar o dedo na minha buceetinha. Claudio apareceu a meteu seu pau com tudo dentro da sandra, eu nao sei se estava no cu, mas ela gemia muito e xingava ele de puto, viado, que ela nem estava lubrificada, etc..; Ele fico metendo nela e olhando a Paula meter o consolo em mim e cuspia na minha cara, enfiava o dedo no cu da esposa e me mandava chupar, mandava eu beijar a sandra e ele ao mesmo tempo e chupar o cu da paula e eu obedecia tudo, nao deixava de fazer nada. Tinha hora que so o cu dele nao estava preenchido, seja com dedos ou com consolos. Apesar de tudo tinha momentos em que Paula lambia a bundinha dele toda e parece que enfiava seus dedos no cu dele tambem, mas eu nao consegui ver porque eu estava sempre de costas pra eles, deixando eles usarem minha bunda como queriam. Claudio sentou no sofá, mandou eu babar o maximo possivel no pau dele e sentar na picona com meu cu, que ja estava bem arreganhado. Fui sentando ajudado pela sandra por tras abrindo minha bundona e Paula na frente chupando minha bucceta. O pau dele é enorme mesmoo e bem conprido. Eu ia sentando e sua pica nao acabava nunca, foi uma sensaçao muito gostosa mesmo cavalgar aquele monstro compridao. Eu sentia ele até no fundo. Sandra acendeu um cigaro pra mim enquanto eu estava entalada cavalgando aquela picona no meu cu. Eu adorei e comecei a fumar bem sensual. "Eu sabia que voce ia ser facil su puta gostosa, depois quero ver voce arrombar minha empregadinha com o consolo sua safadona" e abria a minha bunda como se quisesse me rasgar toda. Eu gemia e mandava ele me arrombar toda, que eu era a puta deles e que eu queria que eles me maltratassem, . Paula tirava o pau dele do meu cu de vez em quando e colocava na boca. Era otimo sentir ele entrando de novo quando dona Paula metia ele em mim denovo e ele escorregava bem grandao pra dentro do meu cuzinho dilatado. Claudio falou que ia gozar e sandra tratou de ir pegar uma taça na cozinha. Claudio retirou seu pau de minha bundinha que ja estava quente e vermelha e apontou a pica pra dentro do copo de cristal. Ele jorrou muito porra ali dentro e encheu uns dois dedos de porra no copo. Eles me pegaram no colo e me colocaram na banheira do banhiro e me deram pra beber toda aquela porra. Paula me deu um gole daquele leite quentinho e grosso e mandou eu brincar com ele na boca. Eu fazia bolhas, espalhava na cara, no cu, nos peitos emisturava com meu cuspe aumentando mais a quantidade. Sandrinha nao aguentou e me tascou um beijo de lingua, dividindo cmigo toda porra dele. Depois dona Paula enquanto eu beijava a sandra, derramou o resto da porra em nossa caras e mandou a gente se lambuzar. Claudio ja enfiava o pau de novo na bunda da esposa, apesar de estar meu mole. Eu e sandra fomos ajudar dona Paula a dar pra o Cludio e ficavamos alisando ela toda enquanto ele comia o cu dela de 4. Sandra se agachou sentando na bundinha de Paula e começou a mijar na bunda dela. Fiquei muito excitada vendo aquilo e pedi pra Claudio meter o dedo em mim enquanto comia a Paula. Ele pediu pra eu ficar do lado dele e abrir a bunda e meteu umdedo no meu buraquinho com tudo, toda força. Eu até fui pra frente e pedi mais um dedo. Ele meteu tres dedos em mim e ficava fazendo um vai e vem bem forte. Eu estava com a visao da sandra derramando seu mijo no reguinho de Paula, que escorria pelo pau de Claudio, que metia no cu de Paula. Eu abri a bunda de sandra ainda agachada e mijando e meti 3 dedos em seu cu. Ela foi a loucura e começou a rebolar e Claudio tirou o pau da bunda da esposa e gozou em cima da minha bunda. As duas começaram a espalhar a porra dele no meu cu e enfiar os dedos na minha buceta e no meu cu, que ja estava inchado. Claudio falou que ainda nao tinha terminado e que queria me arrombar mais ainda. Eu falei que ja esta muito alargada e tava começando a doer meu cuzinho e ele disse que eu ainda ia ter que aguentar uma pica. Ele ligou para um amigo que devia morar bem perto, pois em minutos chegou lá e me pegou no banheiro ainda de 4 com a bunda cheia de porra e sendo lambida pela sandra e paula. Eu nao sabia disso e levantei assusteada e disse que eu nao era uma puta e nao ia fazer isso. Eu tinha esquecido das fotos e Claudio me lembrou delas. Eu fiquei com raiva, porque realmente nao queria dar pra qualquer um que eu nem conhecia. Com meus vizinhos foi diferente, eu ja vinha de uma sesao solitaria de putaria e fui chantageada sem chances de negociar. O cara se chamava paulo e ja chegou do meu lado alisando minha bunda melada de porra e lambendo os dedos. Eu estranhei e ele perguntou se eu tinha gostado do cacetao do claudio e eu vi na hora que ele era bi sexual. Isso me acendeu de novo, so de pensar mna possibilidade de lamber oa bundinha de um macho. Ele tambem era bem dotado e tirou o pau pra eu chupar. Eu fui chupando e ele descendo minha lingua para o seu cu. Eu me arrepiei toda e enfiei a lingua no cu dele e ele gemeu, enquento sandrinha começou a chupar sua pica. Eu estava delirando naquela bundinha lisinha parecendo de femea. Eu ja estava enfiando o dedinho no cu dele e sendo sarrada por tras pelo claudio para que seu pau crescesse de novo. "Claudio, voce mete no cuzinho dete picudo amigo seu pra eu ver?" Perguntei com jeito de menininha pra deixar eles bem afim e abri a bunda do paulo pra o claudio ver. Ele falou que o paulo ia comer meu cu e ele ia comer o cu do paula e eu delirei, dei um sorriso enorme e me voltei pra continuar a lamber o cu do viadinho enquanto o pau de claudio ja começava a entrar na minha bundinha de novo, meio mole, mas estava lá dentro. Dona Paula pegou um consolo e começou a enfiar no cu do viadinho pra alargar. Eu e sandra dividiamos a pica dele, que dava pra segurar com as duas maos. Claudio tirou o pau de dentro de miim e eu estava tao arrmbada que nem sentia mais o cu. Ele se sentou num pufe e paulo foi sentando na pica dele. Foi dificil entrar, mas eu, sandra e paula, faziamos todo tipo de saccanagem depravada com os dois pra relaxar. Opau foi entrar mas nao passou da metade porque era muito comprido e grosso. Paulo me puxou pra cima dele e meteu sua pica em mim. Ficamos subindo e descendo num vai e vem alucinante. Claudio gozou no cu de Paulo que continuou metendo em mim depois que parou de dar o cu. Sandra e Paula se chupavam entre si e xingavam nos tres de viados, putinha, safados, me xingavam de meninha obediente até que o paulo gozou em minha bunda. Eu estava tao aberta que eu andava pelo banheiro e o gozo escorria pela minha perna. E a Paula sempre atras de mim lambendo o que escorria. Paulo foi embora dizendo que me adorou e Claudio mandou eu ir embora tambem, pois tinhamos fodido a tarde toda e ele estava cansado. Eu me vesti, toda escorrendo de porra e lambidas e pedi minhas fotos pra ir embora. Pra minha surpresa, a Sandra, a empregada mais safada e tesuda que eu conheci, disse que as fotos ja estavam dentro de um cofre e que eles nao iam devolver, so depois que enjoassem de mim. Desta vez eu fiquei puta de raiva mesmo e parti pra cima da sandra pedindo as fotos e gritando. Paula veio em minha direçao, me deu um tapa na cara, segurou minha bunda toda melada de porra e disse que até agora eles tinham sido bonzinhos comigo e so me deram prazer, mas que agora eu ia aprender a respeitar meus novos donos. Ela era magra, mas bem forte e me arrastou com a ajuda da sandra pro fundo da cozinha. Eu estava com raiva mesmo e tenatava escapar, mas as duas me seguraram e sandra abriu minha bunda. Dona Paula pegou o cacetao de borracha que eu nao tinha aguentado receber na minha bunda no começo da tarde e forçou ele com tudo em mim. Eu nao tinha percebido o quanto eu havia dado durante toda a tarde e pra minha surpresa o consolao conseguiu se alojar na minha bundinha. Foi com uma certa facilidade até, mas quando ele entrou eu gozei na hora e relaxei, me joguei no chao e deixei elas fazerem o que quisessem no meu cuzinho arrombado. Elas ficavam metendo e tirando e comentando que nenhuma das duas haviam aguentado, e que eu aguentei sem reclamar, "tambem, ela deu o cu a tarde toda, foi usada e abusada, noás detonamos essa garota safada e porca". Eu ainda falei pra elas continuarem a meter porque eu tava adorando, mas elas tiraram e mandaram eu ir embora. Eu fui pra casa com raiva de estar nas maos de um trio de depravados, mas no fundo eu estava gostando da ideia. Ainda fiquei um ano transando com os tres e vez ou outra aparecia o amigo bi do claudio pra ajudar e dar na suruba. Eles se mudaram daqui e me entregaram as fotos pra mim, mesmo porque nao precisam mais me chantagear pra me comer, eu dava sempre que eles pediam e em todos os lugares, no parque com os outros vendo, nas escadas de incendio do predio, no elevador, mas isso é outra historia que depois eu vou contar.



ESCREVO CONTOS PRA VOCE, ME DIGA SUAS FANTASIAS COM DETALHES

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


buceta carnuda comtos de sexosofri no pau de outro contoconto erotico encoxando a sobrinha no onibus lotadocontos suruba inesperada com a esposa e travestiContos eroticos-lesbica plugComtos filha fodida pelo pai e amigos delesubrinho ve tia fazendo sexo araz da portasubrinha doidinha para dar o cuzinho contoscontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anoscontos eróticos na roça com minha maecontos eroticos quero fuderirmãos contos eroticoscontos de coroa com novinhocontos eroticos arrombando a gordaConto erotico crentemae filho incesto contostio come sobrinha e irmã conto eróticoscomi e ela nao aguentoupegando hetero casado conto gaycontos eroticos policialcontos eroticos brincando de cavalinho com padrinhocontos de buceta gdeContos eroticos rabudascontos eroticos motoqueiros violentam mulhercontos erotico papai vai caberconto deixei minha esposa foder com varios homem na minha frentecontos carona q virei cornoconto chupei a coroacontos eróticos chupando bucetasContos eroticos como chantagieiestupro patricinha contocontosbebê g****** contos eróticoscontos flagrei meu pai comendo cu do meu irmaocontos porn minetesWww.garotinhasafada.compaguei p come o cu da minha esposa contocontos eroticos no consultorio medico tomando injeçãomeu marido pediu para eu dar minha bundinha de pois contarcontos eroticos arrombando a gordahistoria quadrinho eroticos de sexo na chuva bicache:K5a2T1gNGzgJ:https://okinawa-ufa.ru/home.php?pag=497 conto erotico fui no pagode e comi um travesticomo fazer pra minha sogra ter tezao por mimcontos eróticos gay tio me comeucontos suruba inesperada com a esposa e travesticonto erotici gay dano cu no dia da greves dos motoristo de onibus gay casadocontos eroticos gay papai com vinte e cinco anos me comeu com nove anosmalhadas e traidoras contoscontos eroticos toda puta tem que da o cu na marra sua cadelacontos eroticos comi o cu da minha vizinha mendigaAgostozas trazano xvidio transas arrecei casadoscontos eroticos cu de esposa vermelho cheio de porra com fotocesto de roupa sujas contos eróticoscontoporno punheta mão amiga dormindo juntosmachos colosso por caralhosconto de botei a novinha pra chora com a pica grande no cucontos eroticos arrombando a gordacontoerotico safadaescanxocontos sado marido violentosporno contos casada comprando mandiocacontos eroticos travesti ativa camioneiracontos de comi o viadinho do irmão caçulacontos eróticos cunhado retardadopeguei minha amante e minha mulher e fodi as duasNelma Putinha Angolana Rabudaconto bem picante com pedreirocontos eroticos me encostou na paredeconto eroticotravesti comdno coroas casadas