Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MULHER OBJETO, PEDAÇO DE CARNE 3

Continuação de “Mulher objeto, pedaço de carne 2”





Passaram-se 9 meses desde que Ricardo me havia comido quando eu estava grávida. Tinha muito medo que ele voltasse pois a última vez que transamos realmente achei que podería acontecer alguna coisa com o bebê. Ainda bem que ele não voltou e o nosso filho nasceu normalmente.



Agora ele estava com 5 meses e sempre por volta das 19 horas da manhã eu lhe dava de mamar sentada na cama do seu quarto, em frente ao seu berço.



Estava tudo pronto. Tinha meu filho no colo e a mamadeira no criado-mudo junto com a bomba tira leite.



Escutei um barullo de alguém entrandoÂ… já podia imaginar: deveria ser Ricardo pedindo sexo novamente. Um arrepio tomou conta de mim, dos pés à cabeça.



Ele entrou no quarto do bebê e me viu com o nosso filho no colo. Olhei pra ele: suado como sempre, as mangas arregaçadas deixando à vista aqueles braços peludos, fortes e cheios de veias e o principal, o volume em sua calça que indicava claramente uma ereção enorme. Aquela imagen daquele homem-animal na minha frente foi me excitando lentamente.



Ricardo se aproximou com furia. Arrancou o bebê dos meus braços e o colocou no berço.Voltou a mim e não pensou duas vezes: rasgou a minha blusa com furia e logo meu sutiã, deixando meus seios à mostra.



Fiquei louca. O jeito selvagem de Ricardo sá me excitava cada vez mais.



Ele então se ajoelhou e começou a mamar meus seios, sugando todo meu leite. A cada chupada podia sentir um arrepio na minha vagina. Ricardo mamava sem parar, parecía faminto. O barulho de seus labios chupando eram fortes, indecentes. Olhei para aquela imagen, meu macho mamando descontroladamente todo meu leite enquanto nosso bebê chorava faminto no berço sem parar.



Começei a gemerÂ… cada vez mais alto. O leite escorría pela boca de Ricardo e descia pelo meu seio esquerdo.



De repente Ricardo desceu meu zíper e enfiou a sua mão entre minhas pernas. Aqueles dedos grandes procuravam desesperadamente minha buceta até que finalmente e sem previo aviso enfiou seus dedos até o fundo, me provocando um grito de prazer.



Aquele homem me masturbava de uma forma maravillosa, seus dedos empapados com meus fluidos entravam e saiam rapidamente.



Não aguentei e também desci o zíper de Ricardo. Botei para fora aquele pênis enorme, duro, quente e antes de masturbá-lo lambuzei minha mão de saliva para logo pegar naquele pau e começar o trabalho.



O quarto do bebê cheirava a sexo.



Ao perceber que já não havia mais leite no meu seio esquerdo, Ricardo pulou sua boca até meu seio directo e continuou mamando da mesma forma.



Nosso bebê chorando de fome e nás dois não estávamos nem aíÂ… sá estavamos concentrados no nosso prazer. Ricardo mamava de um jeito incrível enquanto deslizava seus dedos dentro de mim. Como retribuição tentava masturbá-lo da melhor forma possível.



Sentí que ia gozar, mas lembrei do nosso bebê. Sem fôlego sá pude dizer:



- Você está acabando com todo o leite do nosso bebê! O que vou dar de mamar a ele???



Ricardo se levantou rapidamente, agarrou a mamadeira do bebê e começou a jorrar seus jatos de porra dentro dela. Toda a mamadeira do nosso filho contendo semen branco, quente e espesso.



Ricardo limpou a boca, fechou o zíper e antes de sair do quarto me entregou a mamadeira.



Me deixou sozinha com minha blusa e meu sutiã rasgados, nosso filho chorando faminto e na minha mão a mamadeira contendo semen.





Continua com “Mulher objeto, pedaço de carne 4”

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos duas pica no cucontos pequei minha prima com o namorado dela e chantajiei elaNovinha e chantageada.contosbatendo uma punhenta para o marido sem calcinhacontos tiachupa rolacontos eróticos minha mãe fumou baseado e comi elaconto erotico mamãe sentando no meu colo no carro lotadoloiro do olho verde me fazendo um boquete gostoso perto da piscinacontos eroticos seios grandes de leitecnto mulher de ssia entra no cineporno pela primeira vez e deu para variosContos eroticos com cavalosContos erótico Lara a experientehistorias eróticas com coroa de 80 anosnovinhaquinzeanosamiguinha da minha filha me chupouquando era pequena mamava na pica do meu tiocontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos com fotos mulher casada traindo corno gozada empresario chefecontos eroticos metendogostoso na cocunhadaMinha madrinha ela mora sozinha com sua filha eu vou sempre na casa da minha madrinha fuder ela eu fui na sua casa ela tava sozinha eu fui com ela pro seu quarto eu tava fundendo ela sua filha chegou sem fazer barulho ela entrou no quarto ela viu eu fundendo minha madrinha ela disse pra minha madrinha que ela queria perder sua virgindade da sua buceta minha madrinha disse pra ela tirar sua roupa pra ela deitar na cama eu chupei sua buceta virgem raspadinha minha madrinha disse pra ela chupar meu pau ela chupou meu pau minha madrinha disse pra ela abri bem suas pernas minha madrinha disse pra eu meter meu pau bem devagar na buceta virgem dela conto eroticoconto erotico meu compadrer e minha esposacontos de coroa com novinhoContos meu cu mordei o pal enormeenrabado dormindo acordei gosteivídeos porno negras barriguda caidavamos lá tem uma loira chupando a b***** da outra na boa f***cantos eroticos de casada dando o cu vergicontos eroticos pezinhos sujoscontos primeiro analquero ver bundas gostosas e peitossa e peitoscontos erotico de virgem estrupada por a lambida de animalcontos eroticos pequenacontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos/piroca grossa/dp/contos eroticos deixei o meu cunhado gozar na minha bocacontos eroticos calcinhas usadas da mulher do amigometi o cacete na maninha contocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos Sofrendo com o pauzaoconti gay minha tia me fagrou de calcinhaContos pornos-esporrei na comida da cegaContos eróticos surubasmeus peitinhos doíam...foi estuda com amigo18anos e transaoucontos/esposa tarada por dotadosNa viagem de feriado de carnaval meu irmao ele fudeu minha buceta e meu cu a noite toda no hotel conto eroticocontos menino lizinhominha filha fudendo com nosso impregados contoslora baixinha de fildental cpm a buceta rasspadinhalesbicas se vingando de garota da escolaa minha mulher e o casetao cavalarcwb contos de genro e sogra com fotos nuacantos eroticos de casada dando o cu vergicontos eróticos com padrasto carinhosocontos de sexo com vovoMinha filha queria que eu dese a buceta pro na moradinho novo dela pra ela ver se eu aguentava 23 cm de rolaconto erotico desde pequena fui putinha do meu paiContos eróticos de lésbicas transando na casa da amiga de muitos anosChaves dando na piriquita na bunda da Chiquinhacontos eroticos patricinha caminhoneirosconto de o tenente me chupou muito gayconto sogra nudistaconto uma viagem muito gostosacache:hNEcBAkab0YJ:okinawa-ufa.ru/home.php?pag=127 contos eroticos voltei com meu excomo botar o travesseirona buceta e sozinha zoofilia com gozadas e enguatesfui consola a cunhada contoscontos de conchinha com a irmavidios de zoofilias mostra homem acariciando uma jumenta com a mão na buceta delagostosa batendo puieta por 1realcontos eroticos casado medico gordinhovi o pauzao do pedreiro e fiquei doidinhacontos titia mando eu arromba seu cu gordocontos pornô de incesto meu pai pauzudo e o meu corpinho