Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MAMÃE DEUSA, MINHA AMANTE II

...Passaram-se alguns dias desde que cheguei para ficar na casa de minha mãe, durante esse tempo ela não deu nenhuma abertura para que repetíssemos aqueles momentos de excitação extrema, mesmo assim ela continuava a andar pela casa com suas roupas super provocantes, sempre deixando as coxas grossas e delineadas de fora, sua barriguinha sarada ficava de fora, um tesão, já os seios sempre estavam em bustiês, tomara que caia e outras roupas que valorizavam ainda mais o que ela já tinha de gostoso. Certo dia eu acordei mais cedo que mamãe e fui para a cozinha ver algo para comer e acabei tendo uma surpresa, uma belíssima loirinha dona de coxas grossas e de um belo rabo, ela tinha lábios bem carnudos e seios médios, uma gostosura sá. Apresentei-me e ela respondeu que era a empregada de mamãe, chamava-se Flávia, tinha 21 aninhos e era alta, um pouco mais baixo que minha mãe, fiquei conversando muito tempo com ela enquanto ela me preparava o café, __Vejo que já se conheceram__ diz mamãe entrando na cozinha __Já, sim, a Flávia é muito legal, mãe__, __O seu filho já é um homem feito, dona Sara__, __Obrigada, Flavinha, ele também é muito bonito, não é?__ Flávia ruborizou um pouco e balançou a cabeça rindo, concordando com mamãe __Querido, hoje eu não vou para a boutique, vou ficar aqui com você, meu amor__ fiquei radiante com essa notícia, sempre com uma esperança. Apás o café mamãe foi para o quarto se trocar e quando voltou quase tive um enfarte, ela estava com um biquíni minúsculo branco, a parte de cima apenas cobria os mamilos deixando toda a parte do lado dos seios de fora, agora a tanguinha era uma loucura, na frente marcava o volume do bucetão de mamãe, até aquele momento não imaginava que ela tivesse uma buceta tão carnuda, um tesão ao máximo, o fiozinho de trás não se via, pois estava todo enterrado naquele rabão magnífico, deixando sá um triangulozinho a mostra em cima, nunca havia visto minha mãe tão gostosa quanto ela estava com aquele biquíni. Ela virou pra mim empinando a bundona e ajeitando os seios dentro do biquíni __Como estou, filhinho? Sua mãe ainda está bonita como uma garotinha?__ demorei um certo tempo para responder __Mãe... você está... um tesão, nenhuma garotinha chega perto desse corpão que você tem__ ela sorriu e me deu um beijo no rosto me abraçando e roçando os seios magníficos e duros no meu peito, meu pau foi lá pra cima, ela se soltou e foi para a piscina me chamando __Sua mãe é uma gata muito linda, Thiago__ disse Flávia, eu concordei e fui correndo pro meu quarto colocar uma sunga. Quando cheguei na piscina vi minha mãe se preparando para deitar-se querendo pegar um sol, ao me ver ela foi se deitando na cadeira bem lentamente quase ficando de quatro de uma forma bem safada, meu pau já começava a fazer um grande volume no calção __Filhinho, vem cá com a mamãe, passa filtro solar na mãezinha__ eu fui, meio trêmulo, peguei o filtro e passei nas costas de mamãe __Isso filhinho, assim__ fui espalhando por suas costas e fui descendo pela sua cintura, passava pelos lados e ela levantava a cabeça suspirando, queria ver seus olhos, mas ela estava de áculos escuros. Fui descendo ainda mais e passei para as coxas, alisei muito as coxas até que comecei a passar pela parte interna de suas coxas, alisando bem devagar, chegando bem perto da bucetinha ou melhor bucetão, mamãe suspirava contraindo as pernas, deixando-as ainda mais bonitas, era um mulherão em todos os sentidos, fiquei mais ousado pelas reações dela e passei a encostar em sua buceta __Tô passando direito, mamãe?__, __Tá, sim, filhinho, passa mais na mamãe, passa__ passei para sua bunda fenomenal, alisei com força, chegando perto do regão __Ai, filho, assim mesmo, continua assim, passa bem na minha bunda que você tanto elogia__, __Passo sim, mamãe, não quero ver o seu rabão assado__ disse isso bem pertinho do seu ouvido, ela soltou um gemidinho e deu um sorriso bem safado, logo depois ela se levantou e foi em direção a cozinha. Eu fiquei mais uma vez frustrado, ela estava brincando comigo. Caí na piscina para esfriar um pouco, pois estava muito excitado, mamãe voltou logo depois rebolando aquele rabo delicioso, ficou na borda da piscina andando de um lado a outro rebolando, me olhando de forma bem safada, uma gostosura __Onde você foi, mamãe?__, __Fui dizer para Flávia que depois que ela terminar o almoço ela está dispensada, querido__ ela entrou de uma forma bem sensual na piscina e foi caminhando até mim, me abraçou e me deu um beijo no rosto __Que bom que meu filhinho está aqui__, __Mamãe, porque você não me dá um selinho na boca?__, __Ai filho, não sei, você parece muito safadinho__, __Ah, mãe, isso é bom ou não?__, __É sim, eu quero meu queridinho bem safadinho para as gatinhas__, __Ou gatonas, mamãe?__, __Filhinho! Você gosta de mulheres mais velhas?__, __Gosto muito, mamãe__ puxei Sara para mais perto de mim e lhe dei um selinho, ela adorou, se abraçou em mim e ficou se esfregando __Me abraça por trás, queridinho, não me deixa mergulhar os cabelos__ fiz o que ela me pediu e ficamos conversando com ela rebolando aquele cuzão no meu pau, eu já não aguentava, comecei a subir minhas mãos até as tetonas de mamãe __Mamãe, suas tetas são tão gostosas__, __Gostou querido? Eu sempre malhei muito para que elas não caíssem, elas estão sempre durinhas, quer pegar?__ nem respondi, levei minhas mãos até as tetas e apalpei muito __Então querido, estão durinhas, as tetas da mamãe?__ fui mais ousado e coloquei as mãos por baixo do biquíni apertando aquelas tetas gostosas __São sim mamãe, principalmente os biquinhos__ Mamãe sá gemia __Aiiiii, querido, sentiu os biquinhos das minhas tetas, sentiu filhinho huummm?__ mamãe virou e me deu outro beijinho na boca __Querido, lembra que você ficou de me mostrar o seu pintinho? Mamãe agora quer ver o meu filhinho__ E foi me levando para fora da piscina até a cadeira, ela se sentou e me puxou para mais perto __Deixa eu ver esse cacete, querido__ meu caralho já estava com um grande volume na sunga, quando tirei mamãe sorriu bem sacana, colocou a mão sobre a boca e disse __Nossa filho, você cresceu mesmo, está com o maior caralhão, bem grosso, mamãe está orgulhosa, como ficou assim? Seu pai sempre teve um pintinho__, __Eu sempre exercitei ele, mamãe__, __Safadinho, bateu muita punheta, não é, filhinho querido?__, __Claro mamãe__ comecei a alisar o meu pau na frente dela, quanto mais eu alisava mais crescia, mamãe via as pesadas bolas sacudirem, a cabeça grande e brilhosa, o longo tronco em riste, ela passava a língua pelos lábios e suspirava de leve __Filho, o seu cacetão é uma maravilha, nunca vi melhor... deixa a mamãe pegar um pouco, deixa? Você pegou no meu rabão, não pegou?__, __Pode pegar, mamãe__ mamãe pegou no meu cacete a apertou forte me arrancando um gemido, começou a alisar, primeiro devagar, depois mais rápido, ela era uma excelente punheteira. Eu estava ficando louco __Cacetão gostoso e grosso, filhinho, assim que as mulheres gostam__, __A senhora também, mamãe?__ Ela sorriu e falou com uma cara de puta __Filhinho, deixa eu colocar ele na boquinha, deixa?__ eu nem respondi e ela começou a passar a língua pela cabeça do cacete, passou a cabeçorra pelos lábios, lambeu todas a extensão do cacete, colocava ele de lado e enrolava a língua nele, ela levantava o meu pau e chupava as bolas com gosto, passava a língua de forma bem rápida no saco __Mamãe, você é uma delícia com essa boquinha__, __Tá gostando filhinho? Eu ainda nem comecei, meu querido__ logo depois ela abocanhou meu cacete até onde deu e começou um chupada frenética, alternando entre rápido e lento, jogava a cabeça até a base e sugava meu pau, me arrancando muitos gemidos __Geme na boquinha da mamãe, meu amorzinho__ dizia ela entre uma chupada e outra, passou a bater uma punheta para mim enquanto me chupava, eu estava ficando doido __Fazia tempo que não chupava um caralho, filhinho, e o seu é do jeito que eu gosto__, __Você gosta de chupar rola, mamãe?__, __Adoro querido, uma pica bem grande e grossa como a sua, gostoso da mamãe__, __Ohhhhh Mamãe, vo... você sabe mes. .. mesm..... mesmo chupar um car..... caralho ahhhhhhhh__, __Ninguém chupa um cacete melhor do que, meu amor, sua mãe sabe chupar como ninguém e está chupando o seu caralhão, queridinho, está gostando da chupetinha?__, __Mamãe, você é deliciosa, deixa eu pegar nas suas tetas?__ enquanto com uma mão ela me masturbava com a outra ela tirou o biquíni __Pega nelas filhinho, pega com vontade__ eu passei as mãos naqueles melões deliciosos, apertei os biquinhos __Aperta os biquinhos da mamãe assim, meu amor, mamãe tá toda molhadinha, querido__ e continuou chupando forte meu pau, ela chegava a fazer barulho com a boca ao ir e vir, era um estalo que me excitava, ela ia tão forte que ficava soltando uns hum hum a cada chupada gostosa, eu via aqueles lábios bem vermelhos e gostosos irem e virem por toda a extensão do meu cacete, salivando pelos cantos da boca e deixando um fiozinho ligando a boquinha deliciosa e o cacetão __Adoro sentir esse cacete bater na minha garganta, fode minha boca, meu anjo__ comecei a fazer um vaivém na boca de mamãe ela ia a loucura, Sara gemia muito com meu pau entupindo sua boca gostosa __Adoro porra na boquinha, querido, goza na boquinha da mamãe, goza__ eu já não aguentava, ela começou a intensificar a chupada e a punheta e eu logo comecei a soltar os primeiros jatos de porra quente e grossa, bem pastosa __Goza em mim querido, adorei o gosto da sua porra meu amor, vou quer mais, muito mais, me dá, esvazia as bolas na boquinha da mamãe__ foi apertando e chupando meu pau até não sair mais nada, limpou ele direitinho com a sua boquinha deliciosa __Filhinho, o seu cacete foi a melhor chupada que já dei na vida e também foi o melhor caralho que já coloquei na boca, eu tô até com falta de ar__, __Mãe você chupa como um furacão, eu te amo__, __Eu também te amo querido__ disse apertando forte minha pica. Colocou o biquíni e se levantou me chamando para o almoço, foi rebolando o rabão na minha frente enquanto eu a seguia esperando muito mais no resto do dia. Continua... Espero que mandem bastante e-mail para falar desse conto, trocar experiências ou estabelecer um contato, responderei todas as mensagens que me enviarem.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos familia mae pelada irma nuacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos cdzinhascontos eróticos​, praia de nudismocontos eroticos vestido coladomulher do irmão acaricia pica de outroconto transando com mulher deficientebuceta na praia toninhascontos eroticos comi minha prima caderante e engravidei elacache:CR2s6nKZoKEJ:mozhaiskiy-mos.ru/conto_17928_iniciacao-bi-sexual-em-familia.html contos eroticos arrombando a gordacontos eroticos cornos que nao desconfia buceta carnuda comtos de sexocontos eroticos sou casada peguei carona com camioneirocontos de pervertidosContoseroticos estuprando Vitóriacontos erotico ruiva cheia de sardas perdendo a virgindade depois do casamentopegando amiguinha da filha no banho e gozando na bundinha delacomo fazer pra minha sogra ter tezao por mimcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentexvidiofodendo entisdaninguém subiu para o meu primo escondido ele gozou na minha bocavídeo de pornô do metendo vendo a sua beleza ela me chameassistir vídeo pornô travesti da rola Gabs cabeça de graçacontos ajudando a sograokinawa-ufa.ru chantageadacache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erodico gay usando ropa de menina curtinha com o mendigopapai voce me acha bonita contos eroticosxvidio cabeçudo com bodudascasa dos contos eroticos de coroascontos gays - ele manda em mimcontos eróticos comendo a vizinha atouawww.contos eroticosgabi e o coroa.comcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos sexo gravidacontos eroticos comi toda a familiaelena senta na pica duraGozei dentro da gorda dopada de vestido contocomhendo ass evangelicas contos eroticosmeu me comeu aos anoscontos. minha irma casada é minha puta escravacontos de encoxada em ônibusincerto mae com punheta contocontos de lesbianismo que foi iniciada pela tia ao dormir com elacontos eroticos comendo o cachorro da ruatranse com meu pai no onibusmae desfilando de calcinha fio dentalcontos esposa gozada para o maridocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos excitantesde sexoPeguei minha cunhada de jeitinho na lavanderia contosconto erotico castrado na favelafodendo gostosa e esporo contos eróticoscontos dei a xota pro mendigonua e corpo inteiro melado de margarinaminha namorada sendo encoxada no onibus mesmo eu estando ao seu lado contoscontosvi meu pai e meu irmão fodendocontos putinha galeraTravesti fode duas coroas safadas na idade de 55 anoscontos corno humilhado beija péscaralho anaconda destruindo cuporno brasileiro tia pasando u pano na casa e pega sobrinho na punhetacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos heroticos esposa quer muitas picasesposa safada. contoscontos travesti que sai leite dos peitoscontos flagrei meu pai comendo cu do meu irmaoxexo porno menino dado umaio namenina infiando odedo nabucetinha delasexo brasileiro com irmazinha gostosa na hora da malhaçaocheirei o fundinho da calcinha usada da minha tia safada contoscontos sadomasoquismo castigoAtraido pela garotinha contos eroticostem homem on line dar telefne pra foda com mulher casada chupa seu pau deixa chup bucetaPorno mobile boqueternocontos de esposa arrombada dormindocontos vizinha loira meninaputinnhas evangelicasContos eroticos meu avô e minha mãecontos eroticos de pijaminha provocandocontos eroticos mae e filha fodendo o papai