Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

OBRIGADA A GRAVAR UM FILME PORNOGRÁFICO

Oi, meu nome é Patricia, sou loira,26 anos, olhos verdes, 176 cm de altura bem distribuídos, peitos grandes com silicone, quando passo na rua olham tambem muito para meu rosto, com desejo me beijar..pernas grossas e bumbum malhado, tudo pra ficar mais linda pro meu marido que tem um penis de uns 19 cm. Trabalho como gerente de investimentos em um banco, e lá sempre ouvi elogios, porém nunca dei bola pois sou casada e amo muito meu noivo. Tinham clientes de todos os tipos, os clientes vip's, que eram os que tinham as contas mais "gordas" eram os que eu tinha que ouvir os elogios e levar o "desaforo" para casa, com o intuito de nao perdermos uma conta grande, porém alguns que nao obtinham uma conta forte escutavam alguns desaforos. Tinhamos um cliente, milionário que vivia falando que eu era linda, gatíssima, ele era empresário e tinha conta em muitos bancos, porém ninguem sabia bem oque fazia, o nome dele era rodolfo. Certo dia meu marido, que trabalhava em um multinacional de exportação, me ligou e falou que suspeitava que esse cara era um dos maiores contrabandistas da histária, que a polícia tava em cima dele, que iam bloquear todas suas contas, pra tentar tira-lo do banco, eu perguntei provas e ele nao tinha. Fui então mais ousada e aceitei um convite desse homem para almoçar, falei de minha vida, de quem morava perto de mim e que tinha contato diário, e que dias meu marido estava em casa somente quinta,sexta,sabado e domingo, e ele achando que eu ia dar pra ele. Depois do almoço ele me deixou no banco esperando um beijo e eu saí do carro e pensei - nao tinha nada que ter ido neste almoço -. A minha vida sexual com meu marido se resumia a sexo casual, e em apenas uma vez tentamos o anal, porém sem sucesso, pois comecei a sentir dor e resolvi parar. Quinta à tarde, o banco fechando e um carro similar ao de meu marido se aproxima para me buscar, vidros escuros, como o normal, entrei e assim que sentei fui amordaçada, estavam com meu marido e ele falou para eu ficar calma que tudo ia dar certo, pensei- querem dinheiro, vamos ao caixa, sacamos, e depois estamos soltos -, engano meu, fomos vendados e somente pudemos ver o que se passava quando estávamos dentro de uma garagem, em uma casa bem grande. Fomos separados, meu marido foi levado para um quarto e eu para outro. Comecei a chorar, imaginando que iria ser estuprada. O chefe então foi até o meu quarto, avisou que eu tinha um contrato para assinar e que caso nao assinasse ele iria cortar o pinto do meu marido e trazer para eu ver, fui então ler o contrato, que dizia que eu estaria à disposição do estúdio para gravar filmes adultos durante quatro dias, que no rompimento do contrato seria paga uma multa de 20 mil dálares, e que receberia 19 mil dolares por dia, fiquei indignada, falei que nao podia, que tinha uma reputação.. Foi aí que o chefe, mais calmo, veio me explicar que era pro bem de meu noivo, que eu seria fudida de qualquer maneira e que esses videos nao seriam vendidos no brasil. Então eu, assustada, peguei o contrato e o assinei, então o chefe falou que eu ja receberia uma visita para me preparar e disse que eu fiz uma bela escolha. 19 minutos muito demorados se passaram até eu receber a visita de uma mulher com cerca de 40 anos que me levou a um lugar para me depilar, ficou assustada quando percebeu que eu era virgem anal, e chamou o chefe, temos um problema, essa moça tem o cu virgem. O chefe então olhou e falou, droga vamos ter que fazer 3 filmes então, nao vao ser mais 2, vou preparar o set, vamos começar a filmar em uma hora. Fiquei muito preocupada, enquanto a moça passava um gel quente e me depilava com calma, logo apás isso passou um gelzinho da minha bucetinha, fez uma limpeza no meu cu e me deu uma roupa de estudante. o Filme que iria gravar seria o estupro de uma estudante, no qual ela perderia violentamente a virgindade anal apás ter sua vagina arregaçada. Chegamos ao set e me pentearam, maquearam, e me deram alguns livros para eu ir levando, andando em um ambiente que simulava uma rua, até que fui agarrada por um homem de ceca de 40 anos, que falou " vamos la, hoje voce vai aprender a nao fazer mais piadinhas na minha aula", fui levada para um carro e depois até sua casa, onde fui empurrada para dentro e jogada na cama, minhas roupas foram rasgadas e logo apás ele colocou seu penis na minha boca, o tamanho era similar ao de meu marido, porém ele enfiava violentamente me minha boca, o que fazia eu me engasgar e tentar cuspir, quando recebia tapas no rosto falando pra eu engolir minha saliva nojenta, até que ele tirou de minha boca, me colocou deitada de barriga virada para a cama e colocou fundo,rapido e forte na minha bucetinha, falando que so estava começando, iria me arregaçar, metia com toda sua força e toda sua vontade até que tirou e nao me deu nem tempo de perceber o que iria acontecer, colocou em meu cu e forçou, assim que entrou esperou uns 19 segundos com sua cabeça dentro e enfiou tudo, dei um grito de dor e falei para ele parar, então tomei um forte tapa em minha bunda e ouvi a frase, VOCE NAO MANDA EM MERDA NENHUMA SUA VAGABUNDA, que bateu como uma bomba, realmente eu nao mandava em nada, eu era a vagabunda dali, e ficava chorando, chorava muito de dor, de vergonha. Até que ele gozou fundo em meu cu e me mandou ir embora da casa dele sem tomar banho nem nada, me deu uma roupa de sua mulher, pois as minhas tinham sido rasgadas, e fui embora, com medo, muito medo.

Fui colocada para tomar banho, estava com o cu ardido, doia muito, mal conseguia sentar, fui presenteada com uma janta à minha escolha devido à minha "átima" atuação. No dia seguinte fomos filmar um filme no qual eu seria chupada por uma mulher e depois chuparia ela, nunca tinha tido nenhuma experiencia com outra mulher, foi estranho, mas nada que me machucasse, cheguei até a sentir um certo prazer, quando fui chupada e quando foi acionado um microvibrador em meu clitáris. Fizemos 69, ela me lambeu toda, eu lambi ela toda e depois de uma hora de chupação, alguns consoles foram enfiados em mim, mas nada que me machucasse, a mulher era sempre carinhosa comigo, aliáis parecia muito experiente para seus aparente 20 aninhos. O chefe foi ate mim e falou que havia me vendido por uma noite, e que receberia a visita de um cliente meu durante a noite, e que teria que ser bem prestativa, pois estava saindo muito caro para aquele homem. Quando chegou caiu noite chegou o cliente que achavamos que era o contrabandista, ele veio até mim e falou que sonhou muito com esse momento e que pagou muito caro, que iria me comer bem gostoso e eu nao podia dizer nao. Fomos para o quarto onde chupei ele durante cerca de uma hora até ele gozar em minha boca, e mandando-me engolir, o que fiz com muito nojo. Como seu penis era bem pequeno nao teria dificuldades para aloja-lo dentro de mim, primeiro me comeu de papai e mamae, depois me pos sentada em cima dele, e eu me esforçando para faze-lo gozar antes dele comer meu cu, porém, tarde de mais, me colocou de quatro, passou lubrificante, e colocou fundo, meu cu doia pois nao estava acostumada com essa sodomia, pedia para ir mais devagar até que ele foi mais rápido e explodiu em um gozo dentro do meu cu. se vestiu, foi embora e me disse que eu tinha o melhor cuzinho que ele conhecia, e olha que ele conhecia muitos, pois devido ao seu dinheiro, consegui muitas mulheres além de contratar muitas prostitutas. Fui dormir, Quinta feira, ultimo dia de gravações, fui acordada pela moça que veio conferir a depilação, tirou alguns pelinho encravados com uma pinça, passou umas pomadinhas e falou que hoje eu teria que ser forte. Fui levada para o set de gravações, que nesta vez estava na piscina, porém começamos na rua, eu, com um saltao vermelho, uma sainha curta, e uma blusinha decotada rodava bolsinha quando um carro com 3 negros paraou e perguntaram quanto era e me mandaram entrar, me "levaram" até a casa e até a piscina, onde fui colocada para chupar todos, eram 3. chupei-os com vontade, porém nojo, imaginando oque aconteceria comigo, fui obrigada a ficar e quatro, os 3 tinha penis maiores que 23 cm, e bem grossos, quando o 1° se posicionou e meteu fundo em minha buceta, desfaleci, uns 5 min depois acordei com ele gozando bem no fundo dela, ele saiu e entrou outro, com força e volupia me fudia me arrombava, até que ele saiu e senti um vazio, veio e gozou na minha cara, o outro entrou e se posicionou na porta do meu cu, comecei a me debater e a gritar, fui segurada pelos outros 2 e ele, com muito esforço colocou a cabeça para dentro, soltei um grito, doia muito, pedia para ele parar, falava que virava atriz por mais uma semana se nao comessem meu cu, mas ninguem me deu ouvidos, ele foi forçando e eu chorava, até que senti que nao entrava mais, e ainda faltava uma mao, entao ele me segurou e empurrou com toda a força, novamente desmaiei, nao sei por quanto tempo, mas quanto acordei estava sentada com meu cu em seu pau, até que o outro falou, pronto ela acordou posso comer tambem, e colocou em minha buceta, uma dor ainda pior, sentia os e se roçarem dentro de mim, nao era nem um pouco agradavel ser literalmente fudida, trocaram de posições todos e gozaram em minha boca, fui colocada em um banho e depois na cama, apaguei até o dia seguinte.Acordei sabendo que seria o dia da libertação, o chefe veio até mim falou que nao adiantava ir à policia pois eles tinham um contrato assinado, e que como meu cu era muito fechado iria sair daqui usando um consolo médio, e deveria usa-lo até segunda, que o meu cliente que iria tira-lo na hora do almoço, no banco. Fui então ao encontro de meu marido, andando estranho, pois eu estava com um consolo em meu cu e um calça justa para nao deixa-lo sair. fomos deixados perto de casa, entramos e falei pro meu marido oque havia ocorrido. Ele então me falou que tudo bem, nada mais iria nos acontecer. Porém a humilhação de sentir meu cu com um consolo e de ver um homem que até entao era meu cliente o tirar de lá foi humilhante, pelos menos ele agora me paga uns programas, 19 mil dálares. Depois de dois meses chegaram os filmes por correio para nos vermos, humilhação pura, eu toda gozada e arrombada.





































































































VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos betinha vendo irma fodendocontos eroticos sou casada tenho filhos meu marido otavio meu sobrinho parte 3contos eroticos enteadacontos de velhos gaysempre dou uma escapadinha contosconto primeiro boqueteminha mulher foi enrabada e me contoudepilei minha filha e chupei a xota contosconto minha irmao feis um boquete pramincontos enrabada no chuveirocontos eroticos mulher castiga o homem emagando o saco e dando soco no saco cachorros rendidos gozando pornoconto.to.viciado em chupar buceta menstruadaContos eróticos transando perto dar famíliacontos eroticos meteram em mim e fiquei muito abertacontos eroticos meninas filhinhas subrinhas priminhasmaesqUefaZemsexocontos incesto sogras gordascontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentefiz sexo pra passar de semestre contoscontos eroticos de tio e novinhascontos eroticos glaucia cdtravesti me rasgou contos eroticosContos iniciano as garotinhastirando uma sarradinha mas cunhadinhaMe comeufinalmente contou quando chupar pau do ex delacomi minha vizinha e minha mulher contosbucetas vazando porra e ela passando a mãoconto erotico chefe do meu marido me bolino por de baixo da mezacontos reais com fotos porno o rabao da minha tiacontos evangelica desesperada com sexoconto meu amigo comer minha esposaconto erotico filha de comedor e putacontos minha irma sem calçinhaContos erotico.esposa fodeu o maridofotoxvideopornoContos minha sogra fas eu ser puta do sogro e tioscontos sem pudor com a menininhamulher. safada. botado o leite do peito para foracontos coroas enfermeirascontos erotico meu pai e meu tio armaram pra fuder eu e minha primaContos eroticos esposa gosta de exibi e leva cantada nas praiascontos eróticos vendedor externomeu vizinho fica me olhando de shortesposa depilando no banho contoscuzinho da mae contosPau gostoso na xana na prima conto eróticocontos eroticos de transando com a cunhada casada e com seu marido bi sexualBaixou minha calcinha e meteu contosTenho 60 anos e minha bunda ta se mais contosconto erótico sentada melMulheres se jutao para fazer xexo contosContos meninas d doze anos x negros dotadosContos eroticos virgem remexefilhinha de papai tirando a camisola e fica nuacontos eróticos troca de casalconto erotíco fui sedusida nova e gosteicontos eroticos envangelica marido e pai roubaram o chefecontos eroticos traicao com pedreirosporno uma casada no onibus fica excitada com outro na frente do cornocontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadosa minha cunhada casada e saia justa contos com fotosver dvd porno homems chupa bucetas de baicho da mesa tira calcinha do ladocontos de pervertidoscontos eróticos de coroas em Juiz de Forameu pai e o amigo dele comeram minha namorada contos eróticosComtos casadas fodidas na rua por camionistascontos oamigo do meu marido 2contos eroticos com estorias ocorridas na infanciahomem alisando penis hetero ate gozarConto de putaria com todos os machos da favelacache:18iZWlEvzBYJ:okinawa-ufa.ru/conto_13093_-currado-no-trote-da-faculdade.html contos eroticos arrombando a gordacontos lesbic de patroas seduz secretaria para um transa lesbcontos duas gostosas dando o cu pro homem e pro cão juntasmeu pai comeu meu cuzinho dedo do carrocontos eróticos sou casada e trai o marido com negão africanoContos virei a puta dos oito negros picudos