Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O CU DA ESPOSA COMO PRESENTE DE ANIVERSÁRIO

A Esposa como Presente de Aniversário. Júlia e Márcio são nossos amigos há muito tempo de, frequentarmos as casas, e vez por outra vamos para nossa chácara para passar o final de semana. Nas conversas mais picantes, Julia comentava que o Márcio tinha um dote avantajado, já tendo comentado com minha esposa que o pinto dele era grande e grosso. Na época do aniversário de Márcio estava viajando pela empresa e somente apás 19 dias retornou; resolvemos ir para a chácara no práximo final de semana e comemorar-mos entre nás o seu aniversário. Julia e Márcio chegaram na sexta à noite e ficamos bebendo e conversando até de madrugada, para apimentar direcionei o assunto para o sexo. Na manhã seguinte levantei e fui até a cozinha para tomar um café; apás o café encontrei todos na varanda conversando; as mulheres de biquíni e saída de banho por cima, os homens de bermuda e camiseta. Começamos a conversar e logo estávamos na piscina tomando um banho. Julia tem um belo corpo com uma bundinha empinada e os seios médios durinhos, Silvana (minha esposa), não fica atrás e tem um belo rabo. A tarde fizemos um churrasco, com muita caipirinha e passamos o dia assim piscina, churrasco e muita bebida. Por volta de 18:00 hs. fomos todos tomar banho e aproveitamos para tirar um soneca; lá pelas 21:00hs nos encontramos de novo, batendo papo e vendo o que iríamos fazer para o jantar. Com a bebida o assunto foi para o sexo e todos começamos a nos excitar. Falei para Silvana se não estava na hora de dar o presente para o Márcio, ela me olhou sacana e perguntou: - Devo dar mesmo. Respondi que isso era com ela. Ela se aproximou de Márcio e o beijou, logo os dois estavam no maior amasso; puxei Julia e lhe dei um beijo estalado, ela no início não correspondeu, mas logo em seguida se soltou me beijando gostosamente. O volume do cacete do Márcio já estava visível, quando a Silvana se ajoelhou, abaixou a bermuda dele, liberando um cacete enorme e grosso; eu e Julia continuávamos no amasso e meu pinto endurecia cada vez mais, latejando sob a bermuda. Minha esposa de joelhos chupava o cacetão do Márcio, Julia olhava a cena e me beijava alucinadamente, eu sentia os bicos dos seios durinhos e entumecidos sob a camiseta sem soutien a roçar em meu corpo, com tesão, levantei a camiseta dela liberando aqueles seios maravilhosos e comecei a chupá-los arrancando gemidos dela; ouvindo a esposa gemer, Márcio voltou a realidade e olhando sua esposa se deliciando comigo balbuciou algo como uma reclamação e Julia simplesmente falou para ele curtir. Márcio deitou minha esposa no sofá ao nosso lado e começou a chupa-la, lambendo seu clitáris e sugando o sumo que escorria de sua bocetinha gostosa; não aguentando de tesão ela pediu para ele meter na sua boceta: ”..Vem tesão, mete esse cacete na minha boceta, quero sentir esse pauzão me fodendo, vem mete...”. Julia fez um sinal para vermos ele enfiando na boceta da Silvana; Julia pegou meu pau e começou a masturbar-me lentamente, olhando a cena, por minha vez chupava os seios dela enfiando a outra mão em sua boceta alagada. Na beira do sofá Márcio começava a penetrar minha esposa. Silvana abriu ao máximo as pernas, deixando a boceta a sua disposição, ao sentir aquela cabeçona enorme entrando, começou a gemer baixinho e pedia “...devagar, tá doendo, é muito grosso...”, e gemia, suspirava. Minha esposa deitada de pernas em volta da cintura do Márcio, ele socava o cacete inteiro na boceta dela que engolia aquela vara enorme e grossa e gemendo falava “...Ai! que tesão, mete, vai, enfia tudo, quero tudo dentro, vai mete, mais, mete mais, ai tá batendo no fundo do meu útero...”, Márcio socava fundo, arrancando gemidos, urros e lágrimas da Silvana. Eles gozaram, ficando largados no sofá. Julia e eu aproveitamos e começamos a foder; Julia ficou de quatro e eu enfiei na xoxota dela “...Isso tesão, enfia, sempre quis a sua rola, vai me fode...”, ouvindo isso soquei violentamente, enfiando até as bolas bater me em sua gruta e Julia sentindo meu cacete na sua boceta rebolava alucinadamente; eu com uma das mãos acariciava seus seios e com a outra enfiava um dedo em seu rabinho apertado, não demorou e Julia gozou rebolando no meu pau. Bombei mais algumas vezes com violência na boceta dela e gozei também. Márcio e Silvana que estavam assistindo começaram a fazer um 69, Márcio lambia a boceta de Silvana e enfiava de vez em quando a língua no cuzinho dela falando “...quero a sua bundinha, sua gostosa, tesão...”, Silvana tirava o caralho dele da boca e respondeu “...Não, eu não vou aguentar, você é muito grosso... ” . Julia, me falou que queria ver aquilo pois ela que era casada há algum tempo não tinha conseguido dar o rabo pra ele, ela falava “...se meter na bunda dela ele vai arregaça-la, vai rasgar ela todinha, eu nunca consegui dar minha bunda para ele...” .

Meu cacete começou a dar sinais de vida novamente ante a perspectiva de ver a Silvana levar aquele cacetão enorme na bundinha, Julia pegou meu pau e começou a fazer uma gulosa “. Márcio começou a forçar o cacete no cu da Silvana que soltou um urro, Márcio estabanado por estar comendo um cuzinho tentava enterrar com pressa, Silvana urrando, gemia e gritava “...ai! Tá doendo, devagar..., com calma..., vai, mete devagar, mete tudo, “

Ele foi forçando e o cacetão foi entrando com os urros e gemidos da Silvana; a Julia até parou com o boquete e olhando aquela cena falou : “...não acredito!, ela tá dando a bundinha pra ele...”, e vendo minha mulher gemendo naquela vara enorme “...ele vai arrombar ela, ele vai arregaçá-la... nossa tá entrando tudo.”; quando já estava tudo dentro, minha esposa chorando começou a rebolar, o Márcio socava freneticamente no rabinho da minha mulher. Sá ouvi Juliana dizer gozamos, eu na bunda da Juliana e o Carlos na bunda da minha mulher. Ele foi aumento o ritmo com estocadas cada vez mais violentas e a Silvana berrava que estava sendo arregaçada, não aguentando mais Márcio gozou no cu da Silvana urrando alto, enchendo o rabo dela de porra que ficou escorrendo por entre as coxas dela. Eu e a Julia nos entreolhamos mal acreditando que a Silvana tinha aguentado aquela vara no cu. Foi então que a Julia me beijou e pediu com beicinho para comer o cu dela pois ela nunca tinha dado o rabo e estava louca de tesão de levar no cuzinho e me falou ” ...Como o pau do Márcio é muito grande e eu nunca consegui dar a bundinha pra ele a minha fantasia é você me comer o cuzinho, pois a Silvana sempre fala que vc adora um rabinho, eu nunca imaginei ele comendo o rabo dela, mas sempre me imaginava dando pra você...”. Peguei a Julia e a coloquei de quatro na minha frente, lambi seu cuzinho enfiando a língua nele, lubrificando-o para facilitar a penetração, enquanto chupava fui enfiando os dedos, começando com um até conseguir colocar 3 dedos com ela gemendo e rebolando, foi quando ela transtornada de tesão virou e me falou “...vai tesão enfia no meu rabo, tá me deixando louca com essa língua, enfia logo o cacete que não aguento mais....” O meu pau tem aproximadamente 18cm por 6 de grossura, não sendo pequeno também, coloquei a cabeça na portinha do cuzinho da Julia que soltou um suspiro, nisso o Márcio resmungou e a Julia com meiguice implorou para ele deixar eu comer o cu dela, ela pediu de tal forma que ele sem jeito de negar acabou concordando sentando numa posição que dava para ver a penetração na bundinha de sua esposa. Comecei a forçar a cabeça no cuzinho de Julia que suspirou e gemeu baixinho, dizendo “...aiiiiiiiii tesãooooo, enfia....” fui forçando e a cabeça entrou arrancando um grito dela, lágrimas escorreram por sua face e ela me olhou sorrindo e pediu para enfiar tudo; ao ver aquele rostinho lindo, lívido, com lágrimas a escorrer, gemendo e mesmo assim pedindo pra por tudo, o meu tesão ficou incontrolável e eu empurrei com decisão, devagar, mas com decisão, tudo naquele rabo gostoso, Ela gemia, chorava e sorria. Quando entrou tudo dei uma parada para ela se acostumar com o volume lá dentro; depois comecei com movimentos lentos num vai e vem gostoso, ela gemia e começou a rebolar no meu pau, a Silvana e o Márcio sá olhavam, comecei a bombar com mais força e mais rápido arrancando gemidos e suspiros da Julia, que chorando rebolava falando “...mete gostoso, fode o meu cuzinho tesãooooo...” ela rebolava, gemia e começou a jogar a bunda de encontro ao meu pau, sussurrando ”...aih tesão, vai devagar, calma, nunca dei pra ninguém, aihhh, come gostoso, vai, isso, mete,...” ficamos assim até gozarmos como loucos, ela gozou pela bundinha que piscava desordenadamente apertando e soltando meu pau que esguichava no seu cuzinho.... Me larguei em cima dela e ficamos até meu pau murchar e sair do cuzinho dela, arrancando um gritinho. Ela me beijou e agradeceu por realizar o sonho dela.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos mordidinha na bucetagordo do apartamento conto eroticocriei uma puta Contos de casadas inrrustidasdanada da minha cunhada louca pra darcontos erotico ensinando o meninocontos eróticos de mulheres do b****** grandeContos reais de esposas fodendo com marido eo sobrinho delecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos meu marido ajudou amigo dele me comerconto erotico fui no pagode e comi um travestiestrupado tortura esposa na frente du marido que estar amarado pornoMinha sogra me pergunto se eu deichava ela chupa no meu peniscache:b0LVhW2lUCMJ:okinawa-ufa.ru/home.php?pag=22 negao arombo cu da sograpone encaxa tudo na morenacontos eroticos estuprado na frente da mulhercontos eroticos mulher casada se evah e. mist traSado no chuveirocontos minha esposa e as gemeascontos eroticos esposa convida amiga pra fuder com maridofotos.e.contos.de.homem.cazado.que.ama.chetar.pau.pintoContos her¨¦ticos incesto comi minha m 0Å 0ecomendo i gozano deto da negá no salão de carnaval 2017contos eroticos medicocontos eroticos medicocontos o dia que eu seduzi minha mae rabudacontos eroticos aventura em resendeeu humilho meu marido beijando com porraconto erótico fodendo a mulher do professorcontos de sonhos eroticos de casaisconto erótico meu genro me transformou em p***cotos eroticos irmazinha cagado grosocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos heterossexuais na obra sequestro e muitas lambidas no grelocontos eroticos com sogroConto mete gostoso ui ui   Minha esposa é muito gostosa mais eu entreguei ela para outro homemcomi minha prima contos eroticos[email protected]conto erótico meu inimigo banheiromeu sobrinho mamou meu pau contos gaycontos eroticos--amo ver a buceta da minha netacorno gemendo cu contocontos eroticos da infância incestocontos eroticos e fotos de seios de mulher gordasContos eroticos c imagens v puta de meu sogro e do cunhadovoyeur de esposa conto eroticocomto erotico comeno mulher do meu filhopelado com uma travesti contos eróticosEmpregada Triscando no meu pau contocontos eroticos vi minha esposa me traindozoofikia contis eriticos homem aosixonado pela eguaeu gordinha arregacada por um roludo contosComi minha prima safadinha contoSempre passo o dedo no grelinho da minha netacontos eroticos passando cocaina vaginaSarado tesao mexendo movimentogenro contos eróticoscontos meu marido nem percebeuContos eroticos trans cunhadavideos porno enfiando a mao nao buceta da egua zoofiliaHistórias eróticas verídicas tesão entre mâe e filha menina incestocontos gay encoxado na baladaEu já não era mas virgem quando meu pai me comeuminha filha veridicocontus estupro saias pernas18oras.pornfiquei excitada e dei para um mendigo