Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ACOMPANHANTE DE HOSPITAL RODA NA PICA DO ENFERMEIR

Sou enfermeiro e trabalhava num hospital particular de Manaus... Sou um tipo simples: branco, 1,72 de altura, tipo médio, com um olhar bem safado!



Estava visitando meus pacientes, todos praticamente estáveis. Concluindo assim que o plantão noturno seria bem calmo... Quando visito a ultima paciente tenho uma surpresa, não pela paciente em si... Que era uma senhora idosa e acamada! Mas pela acompanhante. Alta, morena, magra, com pernas longas, bundinha pequena mais durinha, olhos verdes claros... Que abriu um sorriso lindo com um brilho nos olhos que meu pau já sabia o que significava!



Era a primeira vista uma senhora, casada que impunha respeito... Mas aquele sorriso não me enganava!



O plantão foi transcorrendo sem anormalidade, como já tinha previsto... Não tentei nenhuma investida mais ousada cedo, por medo de ser pego por outro funcionário... Tinha que esperar o momento cedo, pra que eu pudesse comer aquela acompanhante de jeito...



Por volta de uma da manha, com o pretexto de fazer a ronda pra vê se tudo estava bem... Fui ao quarto da linda senhora. E a encontrei deitada na cama para acompanhante, lendo um livro. Mostrei interesse e perguntei o que lia, e fui sentado na beira da cama para melhor vislumbrar o seu belo corpo.



Ela corou, com a minha olhada, e com um sorriso sem graça disse que eu a deixava sem graça quando olhava pra ela daquele jeito. Disse que o corpo dela era maravilhoso e estava me deixando doido de excitado. Nisso aproveitei pra sentar mais perto e encosta o meu corpo no dela... Que estremeceu de leve com a aproximação mais não se afastou.



Com a oportunidade... Continuei... Disse que estava deste o inicio do plantão doido pra sentir o seu corpo. E comecei a tocar de leve a sua perna pelo tornozelo, subindo rápido pelas pernas, joelho e parando um pouco no inicio das coxas... Sentindo os seus pêlos delicados, sentindo a sua temperatura subir e ela abrir suavemente as pernas... Quase que conscientemente convidando a minha mão de enfermeiro a sentir o seu quente e doce licor que já pingava de sua xoxota.



Mas mesmo com seu corpo gritando por sexo... Ela baixinho pedia pra parar, que ela era uma senhora casada, que era errado, que não podia. Pra a fazer mudar de idéia comecei a beijar a sua nuca, fazendo ela gemer baixinho... O que a faz ela levar um susto com a sua prápria atitude... Ela levantou rápido da cama onde estava e tentou se afasta o mais rápido de mim...



Mas como já esperava por isso... Aproveitei pra agarra pra valer... Abracei ela fazendo ela sentir o meu volume... De 19 cm de comprimento e bem grosso.... E beijando como se fazia século que não fazia aquilo. E a puxei pra dentro do banheiro.



Começamos as caricias, loucas e gostosas. Tirei meu pau da calça, pois o mesmo já estava doendo de tão duro... e pedia um outro lugar pra se acomodar! Coloquei o meu pau no meio de suas pernas e comecei um gostoso vai e vem, sentia buceta quente e melada, afastei a sua calcinha e quando pensei que ia começar a empurra... Ela se esquivou. Pensei a primeira vez que era por que tinha esquecido a camisinha... E isso era natural... Coloquei a camisinha e tentei feliz da vida! Mas mais uma vez ela se esquivou! E todas as outras tentativas posteriores. Ela me olhou e disse que não poderia continuar a fazer... Que era errado e tudo mais... Aquilo me subiu a cabeça e fiquei puto...



Essa vagabunda não ira me deixar na mão! Pensei... Concordei com ela... E continuamos nos beijando e nos acariciando e fui virando ela bem devagarzinho... Abaixei a sua calcinha um pouquinho... E coloquei de novo meu pau no meio das pernas dela... Irei tentar mais uma vez... Pensei! E tentei... E mais uma vez ela se recusou! Ai fiquei com raiva... Essa puta vai me dâ hj e agora....



Chequei bem perto do seu ouvido e perguntei sussurrando... Quantos anos vc tem? Ela respondeu: Eu tenho 39 anos! Perguntei: Vc já deu essa bundinha maravilhosa? Ela respondeu: Não!!!! Nunca!!!! Então já esta na idade!!!! E coloquei meu pau na entrada... Qdo ela percebeu a minha intenção e tentou qualquer coisa empurrei sem dá... De uma sá vez no cú dela!!!!! Tampei a sua boca... Ela se debatia tentando se desvencilhar do meu abraço... Eu socava!! Feito um doido... Uma pompada atras da outra sem dá tempo pra ela se recuperar... Foram dez minutos contados no relágio e gozei feito um animal... Mas meu pau ainda estava duro! E fiquei parada com ele enterrado no cú dela... Ela respirava fundo, suada, tremula... Mas ela via pelo espelho a minha cara de satisfação!!! Ela foi se acostumando com a tora no seu cú e devagarzinho começou a se movimentar...



Fui soltando ela do abraço forçado... E deixando ela livre pra se movimentar... Não é que a puta tinha adorado ter sido arrombada!!!!! Meti três dedos na buceta encharcada dela e a fiz gozar... Uma, duas, três vez como uma putinha!!!!!



Qdo tirei meu pau estava todo sujo de sangue o porra!!!! Etâ cuzinho gostoso... Fomos para o banheiro tomamos um banho... Ai aproveitamos pra fazer o que estava doido pra fazer... Coloquei ela de quatro e meti gostoso na bucetinha dela... Ela dissendo baixinho... Fode meu enfermeiro gostosto... Mete essa pica maravilhosa!!!!! Gozei tudinho na boquinha dela dessa vez!!!!

Terminamos o banho e sai do quarto era quase 5 horas da manhã!

A parti dai.. Comi o cú dela varias vezes... Pra ser mais sincero!!! Sexo com ela tinha que começa fudendo com força o cú dela...

Quem quiser um enfermeiro.. Me escreve!!!!



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


minha bucetonae e muito apertadinha contoseroticoscontos de incestos na madrugada ele se encaixou em mimcontos eroticos arrombando a gordaConto comida por velhos sexocontos eroticos pomadacontos eroticos fazendo o bico dos seios dando de mamarconto erótico fodendo a mulher do professorconto erotico calcinha neguinhoContos filhinhas calcinhacontos eroticos arrombando a gordaSonifero contosvideo porno de sogra chama o genro para sua casa par dar par elefudedo a tia bombadacalcinha pendurada no banheiro contos eróticosconto da mulatacontos eroticos mullher carecacontos.erostico.comendo.minha.cunhada.beba.esposa.dela.estava.viajandocontos eróticos cantada na rua não resisti e traíver tdos as calcinhas fio dental qom bomum empinadcontos irma 45 anoscontos de marido queria ser cornocontos eroticos arrombando a gordachortinho q deixa as magrasgostosasdando transito por ter medo de multada fudercontos eróticos meu namorado deu o curso para não comerem minha bucetatconto eu e a minha mulher fomos a um praia e uns muleques nos deram ums bebidas e fuderam a minha esposaa coroa bunduda negra é feriado pelo pelo banco dentro do ônibusComendo a patroa na estrada conto eroticoscontos familia na praiarelato erotico calcinha fio dental da madrinhacontos esposa sentiu uma rola giganteadultas com seios e bundas fartas contos eroticos fui cuidado meu sogro e ele viu meus pritosconto eróticos ninfetinha q gosta de pica peitos cai de bocaPorno conto evangelicaContos minha filha de biquíniContos minha irma e meu cunhado vieram passar uns dias conoscocontos eróticos não acredito que o padre da Paróquia chupa o meu paufoto de travestis arreganhadas de frenteconto marido gangbangmeu cachorro tem pau gostoso  Minha vontade era de explodir de tesão quando ela me perguntou isso. Mas me controlei e falei só que sim, que pensava muito nela!! Aí foi meio automático, a gente já estava bem próxima mesmo. Ela se aproximou, eu me aproximei. Não sei bem quem tomou a iniciativa, mas o nosso primeiro beijo rolou ali mesmo. Foi maravilhoso. A lí  Conto erotico casado assusta com pau grande do caramulher dismaia na pica do mindigohumilhada e fodida contoConto erotico de tia e sobrinhogarota no cio brincando com cachorrocontos eróticos novinhacontos bi fui espia meu tio fuder minha tia e dei pro titio com minha tia assistindotraveati fudendo na cpzinha do apartamento no fruta pornoGozei Filha COnto mete metepornô doido a tia convencia sobrinha a chupalavoyeur de esposa conto eroticoconto minha noraminha avó na punheta contosquero ver Márcia cama na buceta e gozando quero ver Márcia cama na buceta e gozando quero ver Márcia acabando a buceta e gozandocontos eroticos esposas bundudascontos dona florinda chaves pau duroate que enfim comi minha sogramendingo contofui comida e chingada feito puta pelo meu primoComtos casadas fodidas pelos empregados do maridomulher contando putaria em manauscilindro meloso gostosocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos eu nao sabia bate punhetacontos eróticos meu tio pauzudopunhetabdo no hospitalo tio caçula contos eroticos porno gayconto comi uma buceta muito apertada que doeu meu pauFui enrabada ao lado do meu marido e ele não viucontos de sexo com novinhas trepando com advogadospintaocontosminha patroa gortosa e tarada por pauGGminhas esposa resolveu raspar a buceta contospolicial feminina contos eroticospura foi dar pra cavalo e acaba com a buceta estoradameu amante me depilou toda contoscontos er peitinhos em formaçaominha tia é demais ela chupa eu gozo e ela continua chupandosadomasoquista gozando com garrafa enfiada