Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA SOBRINHA ME LEVOU PRA CASA DE SUA AMIGA.

Olá gente! Eu sou o Coroa, vou contar agora o que aconteceu apás ter comido minha sobrinha no motel.

No dia seguinte a nossa viajem que terminamos no motel fazendo uma tremenda sacanagem, minha sobrinha ao acordar passou por mim que estava vendo as noticias na televisão e disse que tinha adorado nossa transa e que antes de ir embora queria mais. Eu lhe dei uma piscada de olho e fiz que sim com a cabeça. Tomamos café e eu sai para trabalhar. Quando cheguei de volta era umas duas horas da tarde, minha esposa estava deitada no nosso quarto e minha sobrinha estava vento televisão, ele colocou meu almoço e sentou comigo na mesa e ficou conversando comigo e já foi passando o pé por baixo mesa na altura das minhas coxas e perguntando se eu já estava recuperado. Eu fiz cara de desenteressado e ela começou a dizer que estava ansiosa para repetir a dose, pois nunca havia tido uma experiencia como aquela e que ainda estava sentindo a sensação doas gozadas que dera no meu pau. Eu pedi pra que ela tivesse cuidado pois a tia dela poderia ouvir do quarto o que estavamos conversando. Ela então falou que estava precisando de ir na casa de uma amiga sua que morava em uma vila práximo a cidade mas queria que a levasse pois não queria demorar lá muito tempo e se eu fosse ela teria a desculpa de dizer que eu estava com pressa e não poderia demorar. Mal sabia eu que ela já havia arquitetado um plano para uma nova sessão de sacanagem. Tudo bem, eu perguntei a ela quando ela queria ir e ela me respondeu que era no outro dia quando eu chegasse do trabalho. Terminei o almoço e fui deitar um pouco no sofá para ver um filme que estava passando na TV. Ela propositadamente deitou-se no quarto e deixou a porta entreaberta de forma que de onde eu estava podia ver que ela estava sem a calcinha pois sua saia ficou um pouco levantada. Fiquei alucinado e meu pau ficou logo duro. Ela pra mim provocar ainda mais virou-se pra cima e abrindo as perninhas começou a tocar uma siriquita na bocetinha, eu fiz mensão de ir pra junto dela e ela fez sinal qie não e apontou para o quarta onde a tia dela estava deitada e fez sinal de silencio mandando que eu esperasse. Fiquei somente observando aquela cena maravilhosa, minha sobrinha deitada com as perninhas abertas, dois dedinhos enfiados na buceta tocando uma siriquita e ali deitado com o pau duro quase explodindo de tesão. Era uma cena hilariante e ao mesmo tento de deixar qualquer um de agua na boca. Ela fiz um sinal com a outra mão para que eu tocasse uma punhetinha pra ela ver o que fiz imediatamente, ela se deliciava de lá me vendo punhetar meu pau dura como um mastro e eu babava vendo-a quase gozando com aquela siririca. De repente eu percebi que ela estava se contorcendo toda e começava a dar uma gozada, vi sua bucetinha ficar toda molhada com aquela delicia de leitinho escorrendo melando sua mão, fiquei louco e continuei punhetando meu pau com mais tesão ainda quando ela percebeu que eu iria dar uma gozada levantou-se depresse e se ajoelhou em frente a mim e abocanhou meu pau engolindo-o todo e fazendo os movimentos de subir e descer justamente na hora que eu começei a dar uma tremenda gozada enchendo sua boquinha de porra que ela engoliu tudo que pode e continuou lambendo meu pau até não restar nem uma gota de gala. Levantou-se e disse que aquilo era sá o ensaio do que me esperava no dia seguinte.

Levantei-me e fui ao banheiro, de volta ela estava deitada como se não tivesse havida nada, rindo e dizendo que foi uma delicia.

No dia seguinte eu estava ansioso que as horas passassem pois queria saber que armação era a que ela havia feito. Finalmente chegou a hora de largar e fui correndo pra casa, tomei banho, almoçei rapidamente e quando cheguei na sala ela estava dizendo a tia que iria a casa de sua colege pois queria pegar algumas coisas que queria levar para o Ceará. Eu desci peguei o carro na garagem e ela ja estava na frente de casa pronta para a "visita a sua colega".

Quando eu tomei a estrada que levava a vila onde sua colega morava ela ja foi pegando minha mão e metendo entre as suas pernas dizendo que estava com a bucetinha todo molhadinha ansiosa pra levar rola novamente. Ao chegar na casa de seu colega ela entrou e eu fique no terraço da casa esperando que ela saisse pois como havia me falado no dia anterior eu achava que ela queria ir para o motel novamente. Passados alguns minutos ela saiu com sua colega e me disse que iria demorar um pouco mais e que se eu quizesse poderia entrar e ficar na sala vendo a TV enquanto elas iriam coversar um pouco no quarto enquanto a sua colega iria preparar as encomendas que ela queria levar para casa lá em Fortaleza. Meio surpreso entrei e fiquei na poltrona em frente a televisão que estava passando um filme.Percebi então que sá estava na casa a amiga de minha sobrinha. Decorridos algums minutos em que elas estavam la no quarto percebi que a colega de minha sobrinha foi até a cozinha e voltou com alguma coisa enrolada em um pano, mas, dei pouca importancia vez que estava entretido no filme que passava na TV. Alguns momentos depois minha sobrinha veio até a sala e me perguntou se eu queria ter uma surpresa boa, eu respondi que toda surpresa boa era bemvinda, ela então me disse que aguardasse que ela iria me chamar pra ver. Entrou no quarto novamente e pouco tempo depois eu ouvi uma voz la de dentro dizendo que eu podia entrar no quarto; qual não foi minha surpresa quando entrei e vi a colega de minha sobrinha totalmente nua e minha sobrinha com uma lata de leite condensado na mão dizendo - Vem meu tio gostoso que nás vamos mostrar a você o que é que nás sabemos fazer com um pau gostoso como o seu. Eu fiquei perplexo e senti a mão da amiga de minha sobrinha começar a desabotoar minha roupa ejagando tudo no chão deixou-me também nú. Era uma visão exuberante, minha sobrinha com aquele corpo maravilhoso que já descrevi na vez passada, aqueles peitos volumosos e durinhos, uma bucetinha linda e uma bunda apetitosa e empinada; sua colega parecia que era sua xerox sá que de cor mais amorenada, cabelos longos, peitinhos durunhos também, uma bucetinha volumosa e perninhas torneadas. Mandaram que eu ficasse um pouco ali numa poltrona que havia no quarto, e as duas deitaram-se na cama dizendo que iriam se preparar para que eu podesse come-las do jeito que elas queriam. Começaram a fazer carícias tocando suavemente os seios uma da outra, e dizendo que queriam se fodidas de todos as formas que eu pensasse; foram se bolinando e se untando com o leite condensado, de repente começaram a fazer um meia nove e eu já estava quase explodindo de tanta tesão, começei a punhetar meu pau e percebi que elas já estavam começando a gozarem naquela chupação de buceta foi quando eu entrei no meio delas e começei a xoretar a bundinha de minha sobrinha enquanto com a outra mão eu amassava os peitos da sua colega, elas entraram mum gozo tão intenso que eu fiquei com medo que as pessoas que passassem na rua ouvissem, a maiga de minha sobrinha levantou-se então e disse vem corôa, eu já estou pronta pra te fazer gozar e mandou que minha sobrinha ficasse chupando a buceta dela enquanto ela iria sentir o gosto do meu pau em sua boca, eu estava louco de tresão, ela lambia e chupava minha piroca com uma volúpia tão grande que eu sentia topar na sua garganta, ela tirava o pau da boca e dizia - Amiga que pau gostoso teu tio tem, vou fazer ele gozar pra beber sua gala todoinha, enquanto isso minha sobrinha chupava sua bocete e enfiava o dedo no cuzinha dela, eu aproveitava e tocava uma siriquita em minha sobrinha que tremia de tesão; foi uma gozada sinfonica, harmonizada, eu esporrando minha gala na boca da amiga de minha sobrinha, minha sobrinha gozando com a siriquita que eu estava tocando nela e a sua amiga gozando com a chupada que ninha sobrinha dava nela de repente vi minha sobrinha se levantar e tascar um beijo frenetico em sua colega onde trocaram as substancias que estava em suas bocas deliciosamente. Em instantes nos recompomos e iniciamos a fedelança propiamente dita, minha sobrinha se posicionou pra que eu a penetrasse a bucetinha que estava avida por sentir meu pau e sua amiga começou bater uma siriquita bem de frente de mim, minha sobrinha dizia vem meu tio gostoso vem sentir o fogo que arde dentro de minha bucetinha, mete com força pra eu sentir teu pau bem dentro de mim, sua colega começoua esfregar sua buceta na minha cara dizendo que queria sentir agora minha lingua dentro dela pois adorava ser chupada. Eu ficava louco, nunca poderia imaginar que eu iria experiementar uma coisa daquelas, Entramos novamente em uma gozada sinfonica e harmoniosa, a amiga de minha sobrinha gozava ardentimente em minha boca esguichando aquele leitinho gostoso, minha sobrinha tremia freneticamante num gozo sinultaneo ao meu que derramava uma emxurrada de gala em sua bucetinha. Quase desmaiamos de tanto gozo. Tomamos um banho e ficamos conversando uma pouco, foi quando me dei conta de que estava na casa da amiga de minha sobrinha e perguntei pelos pais dela ao que ela me respondeu que estavam viajando e sá voltariam no dia seguinte. Minha sobrinha ja estava agrrada com o meu pau chupando-o com ardor o que me fez ficar de novo com o pau duro ela então falou pra sua amiga que eu sabia comer um cuzinho como ninguem e chamou-a para que experimentasse como era. Sua amiga deitou-se de quatro e ela direcionou meu pau para aquela bundinha maravilhosa, lambuzou bem o beu pau, passou a linguinha na bunda da amiga e deixou-a bem molhadinha com sua saliva bem no buraquinho que estava ansioso pra ser penetrado pois estava como que piscando, fui penetrando devagar e forçando aos poucos, parando de quando em vez, até sentir que a cabeça da rola estava dentro daquela bunda linda; minha sobrinha mais uma vez umtou os arredores do cuzinha da amiga com a saliva e passando a lingua no meu pau que enrrijecia mais e mais até que eu pude fazer o movemento de vai-e-vem com mais liberdade estcando com força naquela bunda, a amiga de minha subrinha começou a delirar e gritar, dizendo tu és uma amiga arretada, teu tio e realmante muito gostoso, eu vou gozar na bunda com esse pau arretado, vai coroa, goza na minha bunda vai, tu vai ser meu tio também, eu te comer sempre vai goza enche meu cú de porra meu garanhão safado. Minha sobrinha vendo aquela gozada chegando na sua amiga arrancou meu pau de dentro dela e se posicionou de quatro tambem e dizia vai tio goza na minha bunda tambem, empurra essa rola no meu cú e eu não sabia o que fazer, ora enfiava no cú da amiga, ora no cú da minha sobrinha e elas gritavam como loucas até que eu gozei como um potro em cima de duas potrancas. Foi uma tarde maravilhosa, sai de lá já tarde da moite, cançado de foder as duas e ser também fodido por elas.

No final da festinha foi marcado uma despedida da minha sobrinha sá que elas queriam ir para um motel pois elas desejavam fazer uma festa maior. Na práxima oportunidade eu conto como foi a despedida de minah sobrinha com a colega dela e eu. Tchau. O coroa.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


menage masculino realcontoentão toque consulta paciente e chupa b***** no pacientecontos sexo meu filho meu homem contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteUni batendo p****** os malhadãocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto tia saidinhaMeu nome é dado (apelidio),tenho 35 anos e minha esposa mara tem 32 anos.Somos simpaticos ,com caracteristicas bem Brasileira .contos lesbic de patroas seduz secretaria para um transa lesbcontos eroticos adoro sentir o gosto do amante delacontos eróticos de afilhado gahconto erotico namoradinhos de infanciafome conto héterocontos eróticos dei o troco na minha mulhercomtos.eroticos mimha esposa gosta de varias rolascontos gozeiconto meu pai descabacou minha irmacontos eroticos já nasci putinhawww.contos+filho+pega+mãe+calvacando+na+rola+pai.com.brencaixei o cacete do amigo de meu marido q tava ao lado e nem percebeu contosprofessora novinha e senha resolvi dar o c******hega gotosacontos eroticos comendo a tabata mulher do amigowww.contoseroticos.com.br/tia e sobrinha virgemcontos eróticos frio inverno geladomeu sobrinho gordinho e gay tetudocontos eróticos casada crente e o sindocohonme infinando a rola na bumda da moleCU arrombado ABERTO madrasta contoviajei e transei no onibus marido corno assumidocontos eroticos arrombando a gordameu namo puchou meus cabelos e deu vários beijos em mim o que significa isso?contos eroticos eu minha mulher e um travestiscache:R-bg7J8nF7YJ:https://mozhaiskiy-mos.ru/m/conto_14382_mamae-velha-mais-bucetuda.html comia meu cu quando era pequeno e hoje come tambem minha esposa casa dos contoscontos traindoconto eróticos.estuprando sobrinha mudafrera gostosa bum bum grande entra na picacontos aliviando as tetas de minha irmacontos eróticos meu aluno preferidoconto erotico transei com uma velha deficiente especialsogra contando como chorou na pica do genro contos eroticoscontos com fotos no carnaval levei chifreConto erotico pintor comeu filha de sua patroamarido corno/contosConto com foto vizinha peluda de vestido no matoContos eróticos meu papai me comeuConto erotica de mulher fuder a cagara coroa bunduda negra é feriado pelo pelo banco dentro do ônibusConto erótico filhinha querendo o pintão do papaicontos eroticos Camping da Bia com meu irmaovideos de motoristasbatendo punhetascontos eroticos traindo marido na Salaevy kethyn istinto ativocontos eroticos descobri que era gay e não sabia parte5contoseroticos comeu a namorada de calcinha fio dentalincestodesenhopornôcache:o2QtLYsJB5EJ:okinawa-ufa.ru/conto_23564_totalmente-submisso-a-minha-dominadora.html contos eroticos seu madruga tirandoo cabaço do cu de kicoContos gay saindo de carro a noite vestido de mulheraos 60 anos dei a buceta pro menino de 15 contoscontos de incesto de maes treprando com filhosMeu amigo me convenceu eu deixa ele chupa no meu pauru e a amiga da minha esposa contoconto erotico da mulher de nome cris que gosta de varios cacetes e fez festa pra comemorar o casamentoContos eroticos c imagens v puta de meu sogro e do cunhadocontos eróticos no 110 ano sendo tio no banheiroquero ver vídeo pornô vários anões bem cafetão bem grosso metendo na nacontos er senta devagarescravizando minha funcionaria conto eroticoContos eróticos de rabudas casadascontos de coroa com novinhogostosinha bonitinha bundinha nova doze anos dando contos eroticosvontade louca de fudercontos eroticos arrombando a gorda