Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

EU E MINHA IRMÃ - HISTORIA REAL

bom, é uma historia curta, mas para mim, foi muito boa.

eu sempre tive muito interesse pela minha irma, talvez mais curiosidade, mas mesmo assim, não me passava pela cabeça fazer algo improprio com ela.

ela tem 2 anos a mais do que eu, ambos estamos com mais de trinta e cinco e menos de quarenta. é uma morena bonita, tem um pouco mais de 1,50 de altura, pele clara, pernas firmes, seios medios e um bumbum empinado e redondinho que é um tesão.

sempre fomos muito amigos, e com o meu casamento, foi cada um para uma cidade diferente.

quando fui visita-la, estava com problemas sexuais com minha esposa, e numa volta que demos, eu e minha irma, em um barzinho numa terça de tarde, conversei a respeito. desta conversa, começamos a brincar de perguntas sobre sexo, e bebendo cerveja. ela estava com m vestidinho vermelho, curtinho e vira e mexe, dava pra ver a calcinha dela, branquinha, de malha. aquilo foi me deixando louco. ai, ela me perguntou qual era a minha maior fantasia (naquele momento era ter ela), eu respondi que não podia contar, ela insistiu e eu não contei, entre risadas e coisas assim. então ela pediu para eu pegar uma cerveja, e eu que estava de pau duro, disse que não iria, que sá mais tarde, ela soltou uma gargalhada e disse que agora ela entendia porque eu não contei da minha fantasia. ficou um clima meio estranho, um silencio... ela deu um gole em sua cerveja, pegou a chave do carro, gritou pro dono do bar pra "pendurar" a conta e me disse pra acompanhar ela em silencio, para eu não falar absolutamente nada, pois ela sá podia estar bebada...

ficamos em silencio, sem nem olharmos um ao outro, foi quando ela virou o carro a direita, numa entrada de motel e foi logo pedindo um standard. ela estacionou o carro, fechou a porta da garagem e entramos no quarto em silencio. quando lá dentro, ela apenas deixou o vestido dela cair no chão e eu pude ver seus seios, lindos, abaixei os olhos e pude constatar sua calcinha com o volume entre as pernas...

sem falar nada, apenas toquei aqueles seios com a mão, meio tiido, mas já quase gozando de tesão. foi quando ela disse, temos uma hora pra sermos imorais, antes que eu me arrependa e antes que meu marido chegue do trabalho.

então eu beijei-a, toquei seu corpo todo, tirei a sua calcinha e vi sua buceta raspadinha, labios grossos, linda!!!!

tirei minha roupa meio atrapalhadamente enquanto via ela deitada de pernas abertas na cama. quando eu penetrei naquela buceta umida e qunte, quase naun acreditei, foi a melhor sensação que eu tive na minha vida!!!! minha vontade era de não gozar nunca, de nunca mais sair de dentro dela, da minha irmã. ela gemia, me abraçou com os braços e pernas e dizia pra eu fuder ela toda, que ela tiha perdido muito tempo em naun ter fodido antes com seu irmaozinho. eu estava louco de tesão e pedi que ela virasse de costas, ela disse que não, que de costas sá quando fosse no cuzinho. fudemos mais uns dois minutos e ela de repente me empurra, vira de costas e empina a bunda e diz pra eu meter no cuzinho dela, mas devagarinho, pois ela não fodia muito pelo cu. fiqei abobado, aquele cu rozado, empinado, pedindo... peguei um ge que tinha no quarto, passei em seu cuzinho enfiando o dedo e sentindo sua argola pressionando-o, e comecei a enfiar meu cacete de 20 cm no orificio apertadinho dela, mas minha excitação era tão grande que eu comecei a enfiar muito depressa e escutei um gemido dela, então eu parei e pedi desculpas, que não queria machucar, foi quando ela disse que estava adorando aquela dorzinha com a excitação de fuder proibido com o irmão, então eu enfiei tudo de uma vez soh, ela soltou um grito e u fui bombando cada vez com mais vontadee, e ela cada vez mais gritando por mim!!

não deu cinco minutos e eu gozei naquele cuzinho apertado, naquea bundinha linda.

ficamos mais uns 20 minutos no motel e saimo, desta vez não estavamos mais em siencio, mas conversavamos, nos beijavamos e nos tocavamos como dois amantes...

fiquei na casa dela por 40 dias, e sempre ela me provocava passando a mão no meu pau, deixando eu ver ela sem calcinha, fazendo eu passar a mãio nela, estas provocações, mas infelismente, não tivemos mais oportunidade de transarmos.

isto foi agora no começo de dezembro, e este anos eles vão passar as frias no final de ano lá em casa, e ela já me telefonou dizendo que lá, vai querer mais, muiiiito mais...

eu eu agora conto os dias pra chegar o proximo dezembro.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


trocando as filhas teen p tranzarcontoseróticos/negropauzudocontos aniversario sogra gostosaconto erotico arrombei o travesti do baile funkChuoada com gossdascontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentevoyeur de esposa conto eroticovovozinhas esfreca buceta com buceta uma na outraa calcinha toda travada no rabocontos eróticos corno leva muhger BA mo suco grupalcontos eroticos traindo marido no futebolcontos eroticos sobre viadinho famintocontos eróticos sou mais p*** das p**** meu marido sabe dissocontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos sou uma mulher coroa e adoro tira a virgindade das mulecadacomo alisar minha mae para conseguir transarArrombaram minha namoradahistoria quadrinho eroticos de sexo na chuva bicontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteminha mulher para transar logo Ricardo que eu quero verpapai descobriu contos eroticoscontos eroticos arrombando a gordaconto meu filho meu machoContos eroticos de travetis negra do pau grande e gostosos.contos eroticos nas prostitutas com mendigoscontos de sexo bebada depiladacontos dona florinda chaves pau duropornô contos sobrinha se assusta com o pau mostro do tiocontos erótico me rasgaram mo acampamento conto erotico minha namorada dançando com outro na baladaporno tia dando bronca e caiu nas labia deleMeu sogro dividiu minha sogra comigo contos eroticosmulheres cavalas de quarenta de bucenta inxada e grelo inormeContos eroticos dinheiroContos.encesto.relacha.maecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos noivas.boqueteraspassei de fio dental na frente do meu cunhado:contogozou roaandocontos eróticos com mais de 5xvedeo foi brincar com a prima efreguei pau nelacontos er safadoContos eroticos o marido gostoso da primacontos eroticos arrombando a gordabucetinhas perusinhofui pintar a casa da minha cunhada com ela e minha esposa e o marido dela cantos eroticosconto esposa caralhudocontos incesto sogras gordasMeu Rabo me fazConto erótico namorada mestiçamoreninha linda gostosa quatorze anos dandocontos eroticosContos eróticos japonesaquero ver no boa f*** de mulheres com shortinho todo enfiado no rabocontos eroticos sou uma mulher coroa e adoro tira a virgindade das mulecadacontos eroticos de incesto em roçacontos eroticos com enteadaminhamulhere meucachorrocontos maninha adora meu paucontos coroas terceira idadecontos eroticos gays,tio jorge me feis mulhersinhaconto dono da minha mulherswing tio com sobrinhas flagrante historiascomvidando e comendo amiga de sua mãecuzinho de entiada contos veridicocontos sacudo e casal safadocontos eroticos fiz amor c minha mae na primeira vez que fui pra cama c elaContos Estuprada por um machoArombaram meu cuzinho quando pikena conto eroticocontos sexo família bicontos eroticos dando o cu para manter o empregoGozaram na calcinha na cerca contoconto erotico mae se bronzeando a bunda pediu p filho passar bronseador no raboContos fudendo gostoso minhacontos safadezas com a tia casada inrrustidacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erotico eu estava tao bebada que nao sei quem me comeu me encheu meu utero de leitecantos eroticos dando meu cuzao para meu filhoconto primeira peitinhoMinha sogra me pegou contoscontos de tia limpando a casameu pai chupou minha bucetinhaa minha cunhada casada e saia justa contos com fotos