Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

EU NOVINHA E O VIZINHO VELHO

Eu me lembro muito bem, tudo começou quando eu tinha sá nove aninhos. Minha mãe era muito amiga da familía vizinha. No quintal da casa deles tinha pés de várias frutas e ela me mandava ir lá buscar porque eles deixavam pegar quanto quiséssemos. Ás vezes eu pegava sozinha mesmo e ás vezes tinha a ajuda da vizinha.



Mas de tempos em tempos o pai desta vizinha, já um senhor, estava passando uma temporada lá. Certa vez ele que foi me ajudar a pegar frutas mais altas.



Na época eu não ligava pra nada, era inocente. Usava saias pequeninhas e shortinhos e isso devia provocar ele mesmo eu sendo tão novinha, tarado, mas eu nem sabia de nada.



Um dia ele disse que podia me erguer pra eu escolher as frutas no alto. Eu aceitei, me pegou no colo, ficou com as mãos na minha perna e na minha barriga me levantando. Quando me abaixava eu sentia algo duro nas minhas costas... me ajudou umas três vezes assim.



O tempo passou e quando eu tinha uns 19 anos ainda pegava frutas lá, mas não via mais ele, neste dia ele estava lá de novo. Ele devia ter quase sessenta anos.



Ficamos conversando e pegando frutas e toda hora ele dava um jeito de se encostar em mim. Sá que agora eu até estava gostando daquilo e facilitando as coisas. Eu estava com um shortinho muito fino e curto e dava pra ver minha calcinha marcando. Certa hora ele me encoxou como se fosse a coisa mais normal do mundo. Eu aproveitei e dei uma reboladinha e senti o pau dele todo duro e falei que tinha sentido uma coisa dura. Ele ficou doidinho e perguntou se eu queria ver. Falei que sim e ele tirou o pau pra fora, estávamos sozinhos no quintal e da casa ninguém podia ver nada, sá se chegasse mais perto.



Eu já conhecia alguns filminhos e sabia mais ou menos o que fazer com aquilo. Peguei o pau duro dele, devia ter uns 19 centímetros, mas muito grosso e comecei a punhetar. Começou a gemer e eu gostei daquilo. Me abaixei e lambi a cabeça do pau mas fiquei com nojo. Mas estava gostando muito daquilo, eu estava toda molhadinha cheia de tesão. Ele favala pra eu continuar, então fiquei batendo cada vez mais forte pra ele e dando beijinhos no cacete dele. Comecei a brincar com as bolas dele e gostei muito disso. Ficou gemendo mais forte e ai bati mais rapido a punheta pra ele até que ele segurou minha cabeça e começou a gozar porra na minha cara. Foi bastante, fiquei toda gozada. Não achei muito bom, ele continou me segurando, se abaixou e me deu um beijo na boca. Eu sai correndo e fui me lavar na minha casa. Não gostei deste final e não voltei mais lá enquanto ele estava.



O tempo passou de novo e eu estava com 19 anos na frente da minha casa quando ele passou entrando na casa da vizinha e veio até o muro dizer oi. Eu estava com roupas que gosto de usar em casa, um short minúsculo que mostrava até uma parte da minha bundinha e uma blusinha curta. Vi a cara de tarado dele me olhando, que eu já conhecia, e não resisti, fui falar com o velho, sá pra ver se ele me falava alguma coisa gostosa e de noite eu ia tocar um siririca pensando nele.



Falou uma coisa e outra e depois acabou falando que eu estava muito gostosa. Eu provoquei ele me virando e mostrando minha bundinha. Depois falei que lembrava do boquete que fiz nele quando era mais novinha. Ai ficou maluco e o que ele me falava e a cara de velho tarado dele me deixou molhadinha. Falou que estava sozinho em casa e que eu devia ir lá fazer aquilo de novo. Não resisti, vi se alguém estava olhando e fui lá.



Entramos na casa e ele me levou pro quarto de visitas e depois que entrei ele trancou a porta. Sentei na cama e veio pra cima de mim, me deitou e ficou em cima e começou a me beijar na boca. Agora eu adorei. Me chamando de vadiazinha e gostosa. Atolou a mão na minha bunda e colocou a outra nos meus peitos. Saiu de cima e tirou meu shortinho devagar. Olhando fixo pra minha calcinha, minha bucetinha, minha barriga. Abri bem as pernas. Colocou minha calcinha de lado e caiu de boca. Ai que delicia aquele velho meu chupando, enfiando a lingua fundo dentro de mim.





Depois de me deixar toda molhada e cheia de tesão de tanto me comer com a boca tirou minha calcinha e sá abaixou sua calça e veio pra cima de mim de novo. Me deixou em posição de frango assado e mirou a cabeça da pica dele na minha bucetinha. Eu nunca vi um pau tão grosso como o dele. Enfiou devagarinho até que entrou tudo e começou a meter. Que delicia, comecei a gemer com força e ele meter mais rápido e gostoso até que gozou dentro de mim enquanto eu estava gozando também. Ai caiu deitado do meu lado cansado. Eu queria é mais e peguei o pau dele e comecei a chupar. Já estava mole mais eu estava adorando aquele pau.



Ele não parava de me xingar e depois de um tempo ficou duro de novo e eu subi em cima dele e sentei na pica dura. Agora entrou com mais facilidade porque eu já estava fudidinha e queria ficar mais.



Rebolei muito de frente e de costas e gozei uma vez mais ele não gozava de novo e eu estava adorando. Aquele pau velho duro grosso e gostoso sem camisinha dentro de uma ninfetinha novinha gostosa que nem eu era.



Ai ele me segurou em cima dele, me jogou na cama de costas e veio pra cima de mim. Que delicia aquele corpo pesado em cima do meu corpo todo, meteu na minha bucetinha e começou a meter com força, sentia o corpo dele batendo na minha bundinha e a vara toda dentro de mim até que ele esporrou tudo dentro de mim de novo.



Levantei e me vesti, mas não coloquei a calcinha, Dei pra ele e disse que outro dia eu voltava buscar. Ele adorou me chamando de vadia.



E eu voltei mesmo a semana toda. As consequencias não foram boas mas isso não vem ao caso.



O que vale é que foi o primeiro a meter na minha bundinha, mesmo que sá a cabecinha do pau dele, mas foi uma delicia. Meteu muito aquela pica velha na minha bucetinha nova e me deixou toda arrombada e toda vez me enchia de porra dentro de mim. Era a melhor parte.











VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos eróticos dei meu curso para um cavalocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentesexo com a finha sem ela querer peito e pau grandeconto erotico filho fraga mae buceta peluda metendocontos minha irmã minha putacontos/ morena com rabo fogosoContos de sexo minha esposa deu a buceta pra os pirralhosContos eroticos descobri q o chefe de minha mulher levava ela pra uma surubaconto dei a.boceta pro catador de lixpcontos de sexo fraguei minha enteada de dose anos dormindo nuacontos cu da minha prima escondido no paiolcontos eroticos "novinha" "trapos"vídeo de bocado de mulher dançando de fio dentalcontos eróticos meu aluno preferidoconto erotico homens castradoscontos eroticos real sexo cm 13 aninhoshistoria de contos eroticos com pasteleiroContos eroticos incentivei minha mulher a dar pro patrão delabianca casada dando a bunda ea buceta contos eroticoscontos hot festa no iateEu fui trabalhar numa empresa eu comi minha patroa japonesa no motel conto eroticocontos minha melhor amiga ficou se esfregando no meu paucontos eroticos ninfeta aventureiracontos erotico bucetas estupradas desta semanacontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos ônibusfudeno com duas gostoda e cozamo na caracontos pai e mãe nudista fala com os filhos como e bom chupa uma rolaConto ertico maridoManinho me arrombou gostosopegando amiguinha da filha no banho e gozando na bundinha delarelatos eroticos verdadeiros anal com a mulher que cagou no pauputa que mora no bairro portãocontos de corno perdi minha namorada virgemcontos eroticos de quata feira de cinzaconto ajudando meu filhoconto erotico deixei o cu da velha japonesa arombadoconto erotico homens velhospai que fica rosado.o pau na buseta da filha bebadaconto bem picante com pedreiroconfia minha madrasta no pornô chorando gostosacontos cunhadaVer buceta mulhere mas buntuda do mundo contos eroticos ma minha despedida de solteira fuquei com 25 homensConto eu e meu marido bebemos muita porra fresquinhatirei o c******** da minha enteada Camilacontos eroticos com coroas no cinema pornoContos Eroticos Dando a Buceta Pro Meu Vizinho BrennoContos com espermacontos eroticos domia ele cospi nu meu cumorena cabelos pretos seios durunhos e aureulas escuras deliciacontos porno casadas o negrinho safadodei o cu quando eu era pequeno contoseu e minha mulher somos moreno meu filho loiro sou corno ?meninas piranhas de calcinha fio dentalminha iniciação gay contoscontos eróticos afim do papai minha mãe e minha avó junta conto eróticoconto erotico quer virar corno?meu amigo me pediu para fazer sexo anal com ele gay contoquero ver o filme de pornô a mulher metendo o Cascão na gemendo gemendoVidios porno meu irmao me estrupou cravo tudo o pazao emintirei o cabaço do meu irmaocontos de coroa com novinhocontos eróticos com baixinhaIncesto,vovo me comeu no beco a forcaconto erotico cheirando calcinhaContos comi esposa do caminhoneirocontos eróticos comedor a família todacontos eroticos fudendo com a síndica do prédioConto de puta metendo com todos no posto de gasolinacontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentevoyeur real coroas em casa