Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

VIZINHA PERSONAL TRAINER

Conheci uma guria chamada M.E., de 26 aninhos, olhos claros e cabelo ruivo, 1,73 de altura, seios médios, bundinha arrebitada, pernas torneadas. Tudo durinho. Era formada em Educação Física e agora atuava como Personal Trainer.

Ela mora no meu prédio e também tem um cachorro, então saiamos para passear com nossos cães e nos conhecer melhor.

Eu sou um pouco túmido, tenho 20 anos, 1,74 de altura, fiz academia há 4 anos, mas tive que parar por causa das novas atividades que iria enfrentar, mas estava louco para voltar e readquirir a resistência nos músculos que perdi.

Foram 3 anos de passeios com os cachorros e conversas, até que em outubro desse ano(2007), perguntei para ela se não poderia me ajudar, pois não tinha tempo para me deslocar a uma academia. Ela respondeu dizendo que iria conferir seus horários livres e me ligava depois.

M.E. disse que podia me dar aulas dois dias por semana em sua casa, e eu usaria os equipamentos que ela tinha para os exercícios.

Minhas aulas particulares, com ela, já tinham começado, ela usada uma camisa de física que deixava sua barriguinha de fora e uma calça de lycra, e eu não aguentava mais ver aqueles glúteos e coxas fazendo exercícios na minha frente, os peitinhos saltitando quando ela pulava, ou quando me ajudava a alongar e vice-versa. Era punheta todos os dias depois das aulas, revivendo aquelas cenas, sentindo as mãos dela no meu corpo.

Um mês de aula já tinha passado até que tive de bolar algum jeito de foder com minha professorinha, não poderia continuar gastando porra a toa.

Então, quando ela me pedia para ajudar em algum exercício ou no alongamento, eu ficava passando a mão pela coxa quando era um exercício de pernas, ou nas suas costas, braços...Passei alguns dias assim, até que...

Veio a vingança dela, uma vingança pesada, mas prazerosa.

Na semana seguinte ela tinha aumentado bastante os kilos dos equipamentos, Eu estava me quebrando todo para fazer as séries que ela tinha me proposto. Resolvi dar uma de macho tentando levantar aqueles pesos. E então ela vem por traz de mim e esfrega aqueles peitos nas minhas costas e com as mãos me ajudou a levantar. Nos exercícios seguintes era ela que se jogava para cima de mim, até passando a mão na minha virilha, por fora da bermuda, apalpava minha bunda....

Apesar daquilo tudo ser maravilhoso os exercícios estavam me matando. A vingança dela tinha surtido efeito. As aulas seguintes foram do mesmo jeito. Até que na ultima aula, a gente se alongou, demonstrando ser o fim da aula, mas era sá o inicio de uma excitante tarde.

Ela pediu para mim pagar mais algumas flexões e sentou do meu lado direito e ficava fazendo a contagem. De repente ela com seu braço esquerdo escorregou pela minha coxa, por baixo da bermuda, colocou minha cueca para o lado, e começou a apalpar meu pau e minhas bolas, enquanto ela continuava a contar.

Depois afastou um pouco minhas pernas, enquanto eu fazia as flexões, e deitou com o rosto de frente para minha bermuda, e ficou ali, olhando minha bermuda, meu pau que estava para fora da cueca fazia um volume considerável, tocar seu rosto e se afastar.

A ruiva com as duas mãos baixou minha bermuda e meu pau saltou e seu rosto, e começou a lambe-lo. Eu não aguentava mais ficar naquela posição, pois meus braços estavam ficando exaustos.

“Emilia, não aguento mais fazer flexões”- Eu disse.

“Ok Dudu, você passou no teste, pode parar”

Então ela me virou, me deixando deitado de costas e ficou lambendo meu cacete, rodeando a língua na cabecinha, lambendo de cima a baixo.

Para ficar mais a vontade M.E. tirou a camisa de física e aqueles peitinhos suculentos durinhos apareceram, com os faráis acesos, prontos para serem chupados e mordiscados.

Mas não era agora, ela resolveu ficar passando seu mamilos no meu cacete todo melado de saliva, depois fez uma espanhola deliciosa.

Mais tarde ela ficou batendo meu cacete na sua xota já molhada. E então sentou no meu mastro para conferir a profundidade, e ficou ali, sentada. Depois me perguntou se eu tinha camisinha. Respondi que sim, mas tinha que ir em casa pegar.

Depois que respondi ela saiu de cima do mastro e começou a chupa-lo com rapidez até eu gozar na sua boquinha, mas ela continuou a fazer aquele boquete, sá depois que ficou mole ela parou.

Fui em casa e peguei as 2 camisinhas e uma pomada, xylocaina, que adormeçe o local, eu uso no pau para ficar mais tempo fodendo, e também é usada para o sexo anal.

Voltei, toquei a campainha e ela já estava nua, sua xana era bem raspadinha assim como meus pentelhos.

Tirei a roupa e passei a pomada no cacete, deveria esperar e min. Para surtir efeito.

Começamos a nos beijar, lambidas a orelinha, beijos e mordidinhas no pescoço e nuca. Fui descendo até aqueles peitos durinhos e pontudos, fui lambendo seus mamilos, dando beijinhos e mordiscandos aqueles melões, depois desci até o umbigo, a barriguinha malhada, fiquei ali chupando o umbigo, mexendo com a língua.

Então pedi para ficar chupando a xana dela. E fomos para o quarto.

Deitamos na cama de casal (ela mora com a irmã), M.E. sentou no meu peitoral e se inclinou para frente pra mim meter a língua naquela xoxota suculenta.

Fiquei chupando, lambendo e sugando o grelinho de tudo que era jeito e ela esfregando a xana na minha boca. Até que ela gozou, aquele líquido me deixou todo melado. Ficamos mais do que os 5 minutos naquela posição. Depois esfolei a xoxota dela fazendo: a gangorra, a laçadora, a cadeira, a oferenda e a sonolenta. E ela gemia e falava um monte de sacanagem. Até que eu gozei. Resolvemos partir para o anal.

M.E. era virgem de anal, então no inicio, eu metia um dedo enquanto ela batia uma siririca. Depois dois dedos e então 3 dedos. Depois penetrei meu pau ainda com a camisinha cheia de porra e fui fazendo movimentos lentos ao mesmo tempo em que ela fodia sua xota com seus dedos.

Até que ela se sentiu preparada para o sexo anal.

Troquei a camisinha, e passei a pomada em volta e dentro do cuzinho dela. Para passar o tempo, fiquei lambendo aquela xoxota toda ensopada e chupando o grelo. Passado um tempo ela gozou de novo na minha boca, além de ter enquanto eu fodia a xana dela.

Primeiro comi o cu com ela de 4, depois ela sentou de frente para mim, em cima do meu cacete, comigo deitado, com isso ela é que controlava a rapidez das estocadas. Mais tarde comi ela de ladinho.

Então ela me pediu para sentar de novo no meu cacete que agora ela estava mais experiente ia cavalgar bem rápido.

Dito e feito! M.E. ia e vinha, arrombando seu cu virgem. Bom tempo depois, gozei.

A garota ruiva tirou minha camisinha e começou a chupar e lamber meu pau até eu gozar de novo.

Acabei não indo para a faculdade pois já estava bem atrasado e a irmã dela estava por chegar.

Depois daquele dia, não teve mais personal trainer, era foda e mais foda. Até hoje.

Para contato(amizade ou sexo) me add ou mandem e-mail: [email protected]



Até a práxima!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erotico mulher deu buceta para mendigovideos de teens ninfetas dos peitoes definidos transando gostosoconto erotico me fuderam no estádio otadocontos eroticos sou tarado na sua bundonaporno coroa pauzerax vidio comtos eroticos mães inocentecontos eroticos casadas traindo e tranzand cm 2homenscontos picantes seduzindo o cunhado sem querercontos eroticos arrombando a gordameu cu é todinho teucontos gozando na boca da empregada casadapeguei no pau duro e acabei chupandoconto erotico da mulher de nome cris que gosta de varios cacetes e fez festa pra comemorar o casamentocontos/meu primeiro broche e fodameu marido abriu minhas pernas e tirou minha virgindadecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cãocontos minha prima defisiete me viu batedo umacontos eróticos sexo oralContos comi mae bebadacomtos de vagabundas que gostão de fudercontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteso gotosonna sexos eputariacontos porno eu amo caga na picaa vizinha me convidou pra ir em sua casa,contosvoyeur de esposa conto eroticocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemeu me comeu aos anoscontos enteado gordo rabudocontos eroticos fui ao ginecologista ele me fudeucontos eroticos homem casado dando para o primocomi minha filha pequena contosconto erotico comendo sogra no veloriocontos eroticos depois de muito tempo dei pro sobrinhobate papo gay em Santarém Parácontos eroticos incestos primeiro foi o meu irmão agora e meu paiContos De maridos q empresto a esposaContos erotico marido corno bebedor de porraEncoxei.um crente no onibus contoContos eróticos curtos de cachorro lambendo a buceta da vócontos eroticos de estuprocontos eroticos delegadocheguei em casa e peguei meu amigo comendo meu primocontos eroticos medicocontos eróticos com senhor de idade com rapazconto erotico meu professor me encoxou para senti seu paucontos eroticos Araguainacontos erotico real na cidade de campinas esposa e estuprada na frente do maridochupando igual pirulito - contos eroticoscontos eroticos minha mulher apanhacontos/esposa tarada por dotadosorgialivreduas mulher chupando a b***** no Jordão baixo fazendo sexosobrinho mandando ve no cu da tia contosdei,dou,e sempre darei a buceta em contoscontos eróticos aiiii tesão chupa a buceta aiiiloira gostosa goza sozinha comtá um poko da sua safadademulher de fio drntal dancando e abrindo bem as pernas con tirinha enfiada no bucetaoconto etotico dopei e comi o cu da minha sogra sem ela sabereu quero ver eu quero ver o Chaves fazendo filmagem da Chiquinha do Chaves com a rola bem grossacontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos espiando a sograso os contos eroticos mais gostososcontos eroticos inssetos calçinha fio dentalgostosas com mini calsinha saindo o beisinho da buseta de ladarelatos eroticos verdadeiros anal com a mulher que cagou no paucontos mulher casada da o cu pro cãocontos eróticosolha como tá duroconto erotco mendigocontos eroticos dominou toda a minha familiaConto de incesto.maninha inocenteContos eroticos meu sogro