Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ENCONTRO AS CEGAS

Como executivo, vivo viajando pelo Brasil à lugar sempre fixo, onde ficam os meus clientes. Para não ficar sozinho nessas localidades, recorro a sites de relacionamento para conhecer mulheres e não passar tediosas noites sozinho.



Numa delas, conheci Márcia. Segundo ela era muito tímida, mas papo vai, papo vem, consegui seu telefone. Liguei e ficamos horas no telefone, e claro, acabamos o papo em sexo. Forcei a barra para ele vir até o hotel, mas ela se dizia muito tímida e não queria. Dizia que não saberia nem como me olhar nos olhos depois de tanta sacanagem que a gente tinha falado no fone.



Foi aí que disse: "Você nem precisa me olhar nos olhos ... você vem ao meu hotel, sobe direto para o apartamento ... eu vou deixar a porta aberta, com a luz apagada ... você entra, tira a roupa e a genta transa a noite toda assim".



Achei a idéia um tanto quanto absurda, mas para o meu espanto, ela topou! Eu não acreditava, até a voz dela ficou diferente ... ela adorou a idéia e se disse extremamente excitada com a situação. Combinamos assim, eu ia ficar esperando por ela do jeitinho que havia relatado no fone.



Desligamos, tomei um belo banho, fique nú na cama, porta somente encostada, tv desligada ... por alguns instantes me sinti um idiota! Imagina se alguem viria ao meu quarto, sem me conhecer, trepar comigo no escuro! "Como sou idiota" pensei comigo mesmo.



Algum tempo depois, eu já estava quase dormindo ... a porta se abre. A principio tomei um susto, mas vi a silueta de um corpo feminino delicioso, não muito magra, mas com curvas maravilhosas. Ela entrou e fechou a porta, não disse nada, eu também não. O tesão tomou conta do quarto quando ela, ainda perto da porta, começou a se despir. Não podia ver muita coisa, apenas o vulto e o som de sua desnudez.



Aquele "streptease" no escuro me deixou extremamente excitado, meu pau estava muito duro e pulsante. Se encostasse nele nesse momento batia uma punheta na hora!



Ela veio vagarosamente em direção a cama, pelo som, tateando com os pés o chão. Tocou a cama com as mãos, passou as mãos pelo meu corpo, pegou brevemente o meu pau e ainda em pé ao lado da cama abaixou e deu um breve lambidinha nele. Tremi inteiro, ela suspirou.



Deitou-se ao meu lado, me beijou e subiu em cima de mim. Me beijando esfregou meu pau na sua bucetinha completamente molhada. Seu cheiro era gostoso, tesudo e sua respiração era forte, quase ofegante. Tive vontade de falar, me segui o script combinado.



Sobre mim, ela fez menção de pegar no meu pau e enfiar na sua buceta. Mas o cheiro dela era tesudo demais que fiquei com vontade de chupar aquela buceta.



Empurrei meu corpo para baixo e puxei o quadril dela conta o meu rosto. Enfiei toda a minha cara naquela buceta cheirosa toda molhada e comecei a lambé-la. Ela começou a esfregar a sua buceta na minha cara. Puxei seu grelinho para dentro da minha boca e suguei com vigor. Ela esfregava-se tanto na minha que quase sufocava. Repentinamente ela se virou, ficando de costas para o meu rosto e abocanhou o meu pau com tanta força que até doia!



Aquele maravilhoso 69 estava esplendido. Aquele quadril todo na minha cara e sá podia ver o contorno dele. Mas o tateava habilmente. Ela gemia e esfregava-se contra a minha cara. Seu grelinho estava durissimo! Meti 1 dedo na sua buceta enquanto sugava seu grelinho, depois 2. Molhei o dedo médio da outra mão na sua buceta encharcada e comecei a tatear o seu cuzinho. Ela gemeu forte. Fui introduzindo meu dedo no cuzinho dela, até entrar todinho. Senti sua buceta pulsando forte. Ela gemeu, depois gritou, gozou ... gozou muito forte. Não parava de gozar e apertou seu quadril conta meu rosto, tanto que quase sufoquei.



Rapidamente ela virou-se e começou a cavalgar no meu pau. Num instante de sanidade tirei meu pau e coloquei a camisinha. Ela pulou sobre ele com tanta força, que se entrasse 1mm errado, estava perdido! Não demorou muito, ela gozou novamente.



A coloquei de quatro e foi a minha vez de bombar forte. Seguindo a experiência que já tinha dado certo, enquanto bombava a buceta dela, meti um dedo vagarosamente no cuzinho dela. Ela dava sinais que estava adorando e empurrava a sua bunda contra mim. Mas para minha surpresa ela tirou meu pau e ainda de 4, tirou a camisinha.



Pensei que estivesse cansada e queria parar. Mas novamente para a minha surpresa, ela segurando o meu pau pelo meio de suas pernas o enfiou novamente na sua buceta, deu uma breve rebolada e ainda com ela na sua mão o conduziu para o seu cuzinho. Ela empurrou a sua bunda suavemente contra o meu pau e com leves reboladinhas o fazia entrar cada vez mais. Fiz menção de tirá-lo, mas finalmente ela falou: "Quero sentir a sua porra quente dentro do meu cú". Fiquei doido de ouvir aquilo e comecei a bombar com força. Devia estar doendo pois o gemido dela era de dor. Mas como ela não fez menção de tirar, continuei. Ela gozou novamente, antes de mim. Aí segurei seu quadril com força e bombei até explodir num jato de porra que nunca tinha sentido sair antes na minha vida!!! Foi a maior gozada que dei até hoje!!!



Caimos cada uma para um lado, completamente desfalecidos. Eu estava exausto, mas queria mais, o tesão era tanto que meu pau nem amoleceu. Ela deito-se ao meu lado e ficou abraçadinha fazendo carinho no meu peito. Por um breve instante cochilei. Como última e triste surpresa da noite, acordei e ela tinha ido embora. Tentei ligar para ela mas não atendeu mais meu fone. Nos outros dias tentei insistentemente ligar para ela, mas ela não atendeu.



Nunca vi seu rosto, queria ter visto. Queria ter comido ela muito mais, mas não comi. Foi apenas uma gozada - se bem que foi a maior gozada da minha vida! Nem sua voz consegui ouvir direito pessoalmente. A única coisa que ouvi, e fica até hoje na minha cabeça é a frase: "Quero sentir a sua porra quente dentro do meu cú"



Márcia (se é que realmente esse é o seu nome) me contate. Quero te comer novamente. Ok, se você não quiser, qualquer leitora que queira essa experiência, me escreva! Posso garantir que é um tesão imenso!!!



Renato ([email protected])

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos eróticos estreiando á xaninhacontos eróticos frio chuvacontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travestiputinha de zona contocontos eroticos arrombando a gordaconro erotico gay meu tio alopradocontos porno casadas o negrinho safadocontos gostosas juntas dando o cu pro homem caralhudoContos eroticos arrombada por 35cma esposa cavala do meu sobrinho conto erticosas molhadinhad mas. gostozas com vidios porno com voz altacontos eroticos com coroas no cinema pornofudendo a boca da namorada/contos eróticosaguentei o pau groso. contoconto mulher casada rabuda dei pedreirocontos eroticos traindo marido na Sala ao ladoviuva darlene fudendo muitotenho a bunda grande e o quadril largo contoscontos eroticos incesto pai encoxado filhas avo encoxado netasnao acreito que minha sogra me chupou contocontos eroticos curiosacontos eróticos esposa disfarçadocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentequero ver travesti transando no abdômenConto comeu minha esposa e eu não percebiContos eroticos bundudaWww.contoseroticos/grátis Ler/no aviãocontos sado lesbico de incestoconto meu marido acha que sou santa mais ja dei o cufragrância zoofilia caseiro contos de corno a bunda de minha noivanovos relatos eróticos com fotos de corno minha esposa andando na rua toda gozadao padrastoautoritáriomeu irmão me viciou em chupar pau conto gayconto erótico vi meu avô f****** minha irmãzinhasoft swing contos eroticoscontos tia marta sua bundacontos pagando aposta com um boquetebucetas gostosas e grandes e bonita cm tela bem ajustadaconto erotico humilhada pelo pirocudocontos eróticos fizemos amor no carro deleComo fazer um cabacinho liberar(conto gay teen)freiras lesbicas comendo a novinha virgem sem pudor contoporno doido mae víolentada variospaucontos eroticos arrombando a gordacontos erótico estuprada po bardidocontos eroticos gatinhascontos corno humilhado beija pésconto contando ao cornocontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travestitravestiszoofiliafotoscontos eroticos de comi a bunda da mae da minha amiganamorado enfiando a mao na buchete da namorada safadaconto negro taradocontos eroticos arrombando a gordaaprovando a tia na rola i goza na bucetinhasobiu no cu delaContos eróticos malíciaContos eroticos de estrupoConto de puta presa e estuprada diariamente por muitos machoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecabritiha deliciameio das pernas uma pica dava inveja grossura esposacontos eroticos incesto na infanciacontos eroticos eu aluguei minha mulhercontos no cu da coroacontos eu minha esposa e um viadinhojakelini meu sogro tem pauzaotreinando a cadela para zoofiliacontos minha mae liberal