Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

EU ME MINHA IRMÃ NOS AMAMOS LOUCAMENTE!!

Depois de ler vários incestos, criei coragem e estou aqui para contar um fato real q se iniciou a cerca de 4 anos atrás. Hj eu tenho 22 anos, sou moreno claro, 1,75 de altura e 73 kg (+ou-), segundo-tenente R-2 do exército), faço fac. de Ciência da Computação no RJ. Tenho uma irmã de 19 anos q chamarei de July. Uma morena clara linda de aprox. 1,70, 55 kg, olhos cor de mel, cabelos pretos quase até a cintura, bunda empinada, coxas torneadas, seios médios...Linda minha irmãzinha.

Bem vamos a histária. Há 4 anos atrás minha irmãzinha já despertava para o sexo. No começo(com 11anos) brincava com suas bonecas nuas se agarrando aos bonecos de guerra q eu colecionava, várias vezes assisti a essa cena,mas nunca comentei nada. Uma certa vez (já com 12) ela me pediu para tomar banho comigo, eu estranhei no começo,mas concordei. Sempre ficávamos sozinhos em casa, principalmente depois da separação de nossos pais qdo tínhamos 19 e 7 anos respectivamente eu (Gessle) July.

Nesse dia ela me perguntou se já tinha transado alguma vez, lhe respondi q ñ e quis saber o pq da pergunta surpresa: "É q às vezes sinto uma coisa estranha aqui em baixo (apontando p sua vagina lisinha e virgem)", respondi q era normal, pois seu corpo estava se transformando em corpo de mulher e estava começando a sentir tesão. E nisso meu pau começou a crescer, ela percebendo me perguntou pq estava daquele jeito. Fiquei meio sem graça, mas respondi: “Vc fala de sexo comigo e ñ quer q eu sinta nada???" Ela: “Mas sou sua irmã!!!" Emendei: “E por isso ñ posso sentir tsão??"Ela sorriu e ñ disse mais nada. Esse foi o primeiro de muitos banhos juntos onde começávamos a bolinar um no outro.Depois de uns dois anos, estava eu em meu qto assistindo a um documentário sobre tubarões (tenho fascínio por tubarões), July entra no meu qto com jeitinho manhoso q sá ela tem qdo quer algo de mim, pois sempre fomos muito grudados e sempre fazia suas vontades,desde criancinha!!!

July me pergunta se eu ñ quero assistir c ela um dos meus filmes "educativos" q escondo no meu guarda-roupas. Estranhei e lhe perguntei o pq, ela me respondeu q tinha curiosidades sobre sexo. Nesta época, eu já tinha tido algumas experiências sexuais,!!!Disse q ñ e ela me respondeu q então eu iria ter responder a todas assuas perguntas sobre sexo. Fiquei perplexo:" Jú o q está acontecendo c vc???" Ela: "Mano estou sentindo uma vontade de transar muito grande ultimamente. Ñ seio q é e nem o q há comigo, por isso quero q vc me explique, pois ñ tenho coragem de falar c a nossa mãe!!! Sentei-a em minha cama e comecei responder cada uma de suas perguntas. Uma mais cabeluda do q a outra. Enfim, fiquei de pau duro ela percebeu e pediu para ver. Fiquei sem graça, mas botei de fora. Ela segurou e perguntou o q poderia fazer de gostoso. Respondi q poderia colocá-lo na boca se quisesse. Pronto. Minha irmã estava chupando o meu pau, claro q sem nenhuma experiência, tive q ensinar como se fazia direito, pois seus dentes machucava. Depois de aprender ela começou a chupá-lo com mais força, apertando-o suspirando fundo. Parecia estar gostando muito, eu ñ aguentei e gozei em sua boca, ela c nojo cuspiu tudo em minha cama. Saiu correndo p o banheiro e foi escovar os dentes. Voltou e disse q era nojento aquilo.Disse q c o tempo ela iria se acostumar. Pensei q tivesse satisfeita, porém ela me perguntou se isso satisfazia um homem o q poderia satisfazer uma mulher. Respondi q fazendo o mesmo q ela tinha feito comigo fazer nela. Ela tirou a sua saia e sua calcinha, deitou na minha cama e disse:” Eu vi a sua cara na hora q saiu aquela coisa nojenta na minha boca, creio q tenha sido muito bom, agora eu quero sentir a mesma coisa.

Fiquei estarrecido c aquela situação, mas o tsão falou mais alto. Comecei a chupar a bucetinha lisa e virgem da minha irmã!!!Passava a língua em volta, beijei seus lábios vaginais como se estivesse beijando a sua boca. Ela rebolava e gemia muito, contorcia e pedia mais dizendo q estava muito gostoso e para eu ñ parar. Qdo toquei com a lingua no clitáris ela chegou a dar um gritinho de tesão. Ñ aguentei e fui subindo beijando todo o seu corpinho todo arrepiado. Coloquei-me entre as suas pernas, encostei a cabeça do meu pau na entrada de sua bucetinha. Passei por toda a sua extensão. Encostei e tirei, até q ela me agarrou pelo pescoço e prometeu q me matava se eu ñ a penetrasse, se eu ñ tirasse a sua virgindade. Claro q era o q eu queria, porém eu queria deixá-la ainda mais excitada, até q ela ñ aguentou: deu um forte grito e gozou. Gozou muito mesmo. Senti todo o seu orgasmo na ponta do meu pau. Foi qdo ela implorou:”Mete mano, mete tudo em mim, não estou aguentando mais de vontade de transar, eu quero vc dentro de mim, por favor, bota logo”. Quem aguentaria a esta súplica??? Atendi o seu desejo e devagar fui colocando meu pau p dentro de sua bucetinha encharcada!!! A cada investida,era um gemido q ela dava, aquilo estava me deixando louco. Cheguei a pensar q fosse gozar antes de penetrá-la,mas aos poucos fui controlando a vontade de gozar. Devido ela estar bastante lubrificada e excitada, ñ foi muito difícil penetrá-la por inteiro. Nossa q sensação maravilhosa estar dentro daquela bucetinha deliciosa, quente, apertada. Devagar fui aumentando o ritmo das estocadas e ela cada vez mais excitada, fiquei espantado, pois minha irmã novinha tinha um fogo tremendo. Senti q ela ia gozar de novo (ela me apertava, arranhava minhas costas e gemia mais alto), foi quando aumentei ainda mais as estocadas, cada vez mais forte e rápidas, até q ela ñ aguentou e gozou. Nisso eu tbém ñ aguentei e tbém gozei.Gozei dentro da bucetinha da minha irmã. Foi delicioso. Depois c medo dela engravidar, pedi a um oficial do quartel um anticoncepcional p minha irmã. Fiquei com medo dela engravidar, mas felizmente nada ocorreu. Hj vivemos juntos c nossa mãe num romance as escondidas. Saímos juntos, jantamos fora, vamos a motéis...Enfim, vivemos como namorados p a sociedade, p a família somos irmãos. Algumas pessoas estranham ela ser muito linda e ñ ter namorado e eu por ser até simpático, oficial, fazer faculdade, ter carro, tbém ñ ter namorada. O q ninguem sabe é q a minha namorada e o namorado da July estão bem em baixo de seus narizes e como disse antes, eu e July, somos muito unidos e grudados, por isso andar de mãos dadas c ela, abraçá-la ou ela me abraçar é normal p os outros. Passamos horas abraçados frente a todos. As vezes nos escondemos um pouco para dar um beijinho aqui e outro ali. Sou apaixonado pela July e sei q ela tbém é por mim!!!Ñ a troco por nenhuma outra mulher no mundo!!!

Escrevam-me!!!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto lesbico tia iniciando a sobrinhaviuva ecitada ver filho tomando banho e da pra eleconto percebi que cu do marido esta arrombadoContos eroticos comadrecontos eroticoso cu da cadelinhaconto gay negao casado deucomida pelo sobrinho contos eroticos d zoofilia cine maxcontos coroas terceira idadeloira gostosa goza sozinha comtá um poko da sua safadadecontos meu marido nem percebeucontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteminha tia é demais ela chupa eu gozo e ela continua chupandocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto de não aguentei a pica grande de meu avôtodos gozarao na minha bucetaTirei o c***** da minha enteada Camila e Ela gozou muitocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos esposa safadas e putinhasgozou dentro da xota ada cunhada sem quererminha filha com calcinha fio dental ve contosfode a mulher do irmao para provar que ela é uma putacontos eróticos frio inverno geladocoroas homens velhos nojentos sexo relatocontos eroticos arrombando a gordaconto marido gangbangcontos eroticos mamae me ensinou a ser putacontos eroticos arrombando a gordaConto gay papai bebadoporno profissional com homens fodendo leitoa no ciocontos eroticos em familiacontos e roticos de de mãe a tapando filhorapazes conto heteroconto de sexo com casada com eletricistaMeu amigo me convenceu eu deixa ele chupa no meu paubucetas carnudas grandes beicos casadas cornoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteMinha filha se ensinuava pra mim gostosaa pra mim comtoschortinho q deixa as magrasgostosasmeus tios uma historia real 1cu de bebado não tem dono contos eróticos gayVideo Homem esfrega pênis na camacontos er deixa que levoContos eróticos e rosecontos de incesto eu comi a bunda da minha mãe taboo sexocasais safados de itacoatiara -Amazonascontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentetirei a virgindade do meu sobrinho roludo e minha bunda grandeminha esposa com negao contosconto erotico peguei um filhote de cachorro e ele me fudeuconto erótico meu marido bobãocontos de zoofilia com antacontos eroticos de rabo inocentecontos eroticos xongando.e batendo.na putaCacetudos batendo punheta no alimentoscontos eróticos gay esfregacao entre pai e filhoMamaes boqueteiras contoseroticoscontos adoro. tomar no cuzaovideos de sexo selvagem com mulheres que leva palmadas chineladas na buceta e no anosjhuly cdzinhaputa entra em desepero ao gozar esegerada mentetransando com meu brotherputinnhas evangelicascontos eroticos minha filha de fio dentalcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentevideo porno gostozinha de vestido preto sndo fodida com amae do ladaconto patricinha puta turbinadacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos comi a internadacontos eroticos arrombando a gordaconto porno o mendigo e seus cachorro comeu minha mulhervai me arrombarcontos erroticos de incestos filha amante do paiPrimeira vez q dei o cu vestido de travestcontos eroticos cuidando o meu sobrinho