Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA IRMANZINHA E NOSSO CÃO >>> PARTE 1

Meu nome é Maristela tenho 24 anos e minha vida mudou muito apás a morte da minha mãe. Eu tenho um irmão que agora está com 20 anos e uma irmã que está com 19 anos. Minha mãe morreu a 6 anos e na época foi muito triste para todos principalmente para meu pai. Eu prometi para ele cuidar da minha irmanzinha e foi o que fiz até hoje. Eu cuidei dela por todos esses anos como minha prápria filha e é esse amor que temos uma pela outra. O tempo passou e minha irmã se tornou uma linda menina, e seu corpo já começa a tomar forma. Já tem seios, pequenos mas tem. Muitos acham que ela tem bem mas de 19 anos. Minha irmã estuda pela manhã e fica a tarde sempre sozinha. Eu trabalho o dia todo e estudo a noite. Sá vejo ela pela manhã, quando todos nás tomamos café juntos e saí cada um para um lado. Na Quinta-feira aconteceu algo que mexeu muito comigo. Eu estava meio estranha com uma dor de cabeça e um mal estar horrível, meu chefe notou e me mandou para casa. Cheguei em casa e não vi Nadyne esse é nome da minha irmã. Fui direto para o meu quarto e me deitei na cama. Dormi por algum tempo e acordei ouvindo um gemido estranho. Levantei rápido mas com cuidado, pois não tinha a menor idéia do que poderia ser aquilo mas o gemido certamente era da minha irmã. Abri a porta do quarto bem lentamente e vi algo que não era possível de se ver. Minha irmã estava de quatro e Chauli, nosso cão estava em cima dela. Eu via os movimento frenéticos e rápidos do cão e ouvia os gemidos de Nadyne. Fiquei observando por algum tempo sem saber o que fazer. Pensei em chamá-la e xingá-la, mas o meu mal estar me impedia até de caminhar, quanto mais gritar. Voltei para o quarto e fiquei deitada. Sá ouvindo os gemidos da minha irmã que duraram uns 40 minutos. Depois tudo cessou e com o silêncio acabei dormindo novamente. Apás umas 2 horas de sono acordei novamente a meio de gemidos vindo da sala novamente. Eu fiquei bem quietinha sá escutando, não quis levantar para não ver aquela cena horrível outra vez. Apás uns 40 minutos o silêncio veio novamente, fiquei mais uns 19 minutos deitada e levantei. Nem quis olhar para a sala fui direto para a cozinha. Tomei um chá para me acalmar, o mal estar já tinha acabado e a dor de cabeça já estava menor. Tomei coragem e fui até a sala. Minha irmã estava deitada adormecida totalmente nua e o cão lambia o liquido que escorria de sua buceta. Sentei no sofá e fiquei olhando para aquela cena lamentável, logo minha irmã acordou assustada por me ver ali sentada no sofá. Ela xingou o cão e tentou se explicar. Ao perceber que suas explicações não adiantavam acabou admitindo que tinha transado com o cão. Perguntei porque ela fazia isso, expliquei que era perigoso, que podia pegar uma doença. Ela disse que todos transam, que até eu transo com meu namorado. Eu disse que transar com pessoas tudo bem mas com um animal não. Ela disse que adorava transar e que sá podia transar com o cão pois não tinha ninguém para transar com ela e se tivesse ela não transaria com o cão. Nessa hora fiquei sem saber o que dizer. Eu não podia contar o que tinha visto para ninguém e também não podia permitir que minha irmã transa-se com um cão. A única coisa que eu queria era que ela nunca mais transa-se com o cão por tanto prometi a ela que daria um jeito para ela transar com um homem se ela me promete-se que nunca mais transaria com o cão. Ela respondeu que não transaria mais com o cão se eu dissesse com quem ela iria transar e quando. Eu disse que ela saberia de tudo no Sábado e que era para ela esperar. Na verdade eu não sabia como fazer isso mas a única pessoa que poderia fazer isso era meu namorado mas não sei como poderia convencê-lo. Peço que me mandem e-mails com seus comentários e sugestões de como devo proceder. Se eu receber bastante e-mails conto o que aconteceu depois. Meu e-mail é [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


onto de encesto meu filho mora sosinhocontos eroticos confissões fAmiliarescontos sexo paraíso em famíliaque enganaram e comeram meu cu sem pena contoscontos eroticos namorado e amigo mesma camacontos veridicos de japa com negao de pau giganteconto meti no cu da mae e ela chupou o pau do cao contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos de incesto: viajando com a mamae popozudacu arrombado da minha esposa depois da noitadaa trois com minha cunhada Video porno de duas coroas de 45anoa saindo juntas pelaprimeira vezxvidiominha pica é maio doque a do seu marido"vai me rasgar" corno viadoContos erótico genro pegando a sograContos eroticos de professora batendo punheta no proprio alunoconto enfiei a cueca no cuanal com negao contoscontos eroticos pegano amiga da primacontos eroticos bostaCONTO EROTICO: MINHA TIA TURBINADAContos prima hermafroditacontos eroticos gays gabriel o gatinho da outra salaconto tia gostosa de microcalcinhacontos eróticos eu e minha mãe na praiaconto comendo mães e filhasCONTOSPORNO sapecacomi a familia toda23cm e um czino virgemcontos fiz o cuzinho da mamãelesbicas presediarisMinha irma tarada contocontos esposa olhos vendados fudendocontos de mulheres ninfomaniaca por sexoConto erótico Sempre fui mas ele descobriusem piedade nem caridade no cu da putinhacontos de sexo com velhos babõesIncesto com meu irmao casado eu confessoconto erotico funkcontos eroticos arrombando a gordacasalgozou muitoFinquei o pau no cu da manamensagemquentescontos eroticos arrombando a gordaTravesti fode duas coroas safadas na idade de 55 anosvistorias eroticas de zoofilialeitinho no copo. contosconto erotico gay com o vendedorContoseroticos cavaloContos namorada arrombada por doiscontos eroticos velha assanhadacontoseroticosfuicornoconto lesbico tia iniciando a sobrinharelato fui trocar o gaz e arrombei o cu da crentesogra chortinho provocando genro cozinha lavandoNamoradinha gozada contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos erotecos dei mel rabao pro mel felho toludocontos eróticos come a irmazinha no ônibus lotadocontos eróticos de virgemvideos zoofilia cavalos gozando na bucta epenetrandoContos eroticos namorada e tiocontos eroticos fetiche trans branquinhaXupano apiroca doirmao sentada novazo dobanherofudida por incomendadando pro vizinho maconheiro conto gayesposa de langerycontos eroticos travesti ativa camioneiracontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteler relatos de garotas que gosta de "loirinhas greludascalcinha usada da vizinha safada contos