Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

SEU ARMANDO

Desde muito cedo, alimentava o fantasia de transar com homem, mas não qualquer homem tinha que ser um homem especial, alguém diferente, obrigatoriamente gordo, com uma bunda enorme, peitos grandes, mas nunca encontrava a pessoa certa para realizar esta fantasia. Mas as coisas acabam acontecendo quando menos se espera, trabalho com consertos domésticos e tenho grande clientela no bairro onde resido, todos me conhecem sou casado tenho um filho de 19 anos, certo dia estava eu e meu filho que estuda a tarde almoçando (minha esposa é domestica fica o dia todo fora), quando toca a campainha, ao atender uma senhora se apresentou como sendo a nossa nova vizinha da casa ao lado, chamada Maria, e solicitou orçamento na rede hidráulica, disse-me também que era casada sem filhos, era professora e que seu marido bancário aposentado não gostava de fazer o serviço. Disse-lhe que na primeira hora da tarde passaria par ver o serviço. Meu filho saiu para escola e eu fui verificar o serviço. Ao ser atendido quase tenho um ataque cardíaco, o marido (Seu Armando) um senhor de seus 50 anos era exatamente do jeito que eu sempre sonhei, grandão uns 120 kgs, bundudo, peitos enormes, calvo e bem branco. Fiquei atônito não sabia o que falar, vendo o meu embaraço perguntou se eu era o vizinho encanador, voltando a realidade disse que sim, ele então mandou eu entrar se desculpando pela bagunça decorrente da mudança, mesmo abobalhado e incomodado pela presença do Seu Armando fui verificar o serviço, antes de sair disse-me que caso precisasse de algo era sá chamá-lo. Eu estava tão fora da realidade e absorto em minhas fantasias que acabei quebrando o cano dÂ’água jorrando água como um chafariz, dando um banho em mim. Gritei por ele solicitando que fechasse o registro que ficava no lado de fora da casa, ao voltar e me ver totalmente encharcado disse-me que iria pegar uma toalha mostrando-me o banheiro, enquanto isso pensei, vou aproveitar para testá-lo, como estava de bermuda e camiseta fiquei somente de cueca de costas para a porta torcendo as roupas na pia como demorava virei-me para chamá-lo assustei-me com ele parado na porta olhando meu corpo seminu, estático, demorou alguns segundos acabei dizendo: -- Esta toalha é para mim?? Saindo do transe alcançou-me a toalha mexendo a cabeça afirmativamente mas sem tirar os olhos do meu membro sob a cueca (que estava duro desde a minha chegada), sentindo e por que não gostando do seu embaraço perguntei: -- O Seu Armando o Sr esta com algum problema? Esta sentindo alguma coisa? Ele para disfarçar totalmente corado me respondeu: -- Não, vim trazer a toalha! Para provocá-lo ainda mais me virei de costas para ele tirei a cueca, ficando literalmente pelado pendurei as roupas no box para secar, voltei-me, e disse: -- Como estamos sá nás dois em casa, da tempo de secar as roupas e ate ir embora estarão secas. Vendo-me agora totalmente pelado não tirava os olhos do meu pau duro dizendo que eu tinha razão mas que iria trancar a porta, porque caso sua esposa chegasse ficaria complicado de explicar o porque da minha nudez. Voltei ao trabalho,mas quando estava agachado na pia consertando o cano quebrado o Seu Armando volta e agacha-se ao meu lado e puxa conversa, falando coisas banais, achei estranho, como continuava excitado, pensei : -- Este coroa gostoso bem que podia me acediar. Como não tinha jeito resolvi ser mais audacioso ainda, como ele não tirava os olhos de mim perguntei diretamente: -- Você nunca viu um homem pelado de pau duro antes? –Sim já vi, mas faz muito tempo, muito tempo mesmo e você é muito bonito fisicamente. Agora é tudo ou nada, pensei. Levantei-me segurando a pica com a cabeçorra vermelha refletindo na luz da lâmpada acessa. Cheguei bem práximo dele e perguntei: -- Mas você com certeza já viu caralho melhor que o meu, não é? – Com certeza já vi maiores, mas não é isto que importa não é mesmo? --Realmente o desempenho é que interessa... respondi. Como não tomava nenhuma atitude mais objetiva, perguntei-lhe: -- Seu armando posso lhe fazer uma pergunta indiscreta? Acenou-me que sim com a cabeça. – O Sr já transou com homem? – Sim e não respondeu evasivo. – Como assim? Não entendi.. – Para algumas pessoas transar significa penetrar, para outras namorar, fazer sexo oral e seguro com muito arreto também é uma forma de transar... por isso, entendeu? -- E o Sr como prefere? – Não curto meteção...disse-me convicto. Eu continuava em pé, ele agachado, O peguei pelos ombros, o fiz ficar de pé, ficando com o rosto bem práximo do meu chegando a sentir sua respiração ofegante e falei: -- Sempre tive uma tara em curtir com uma pessoa exatamente como você é, faria de qualquer jeito sá para ter a chance de colocar as mãos em você... peguei sua mão e coloquei-a no meu cacete, segurou de leve e começou a apertá-lo sem tirar os olhos de mim não resisti e comecei a beijá-lo, ele completamente entregue beijava com ternura, como nunca vi igual, enquanto isso lhe tirava a camisa. Já sem camisa eu maravilhado apertava suas tetonas macias, eu alucinado realizando um sonho de infância. Meu pau estava cada vez mais duro e pulsava como se tivesse vida prápria. Enfiei as mãos por dentro da sua calça e apalpei suas nádegas enormes, roliças busquei seu anelzinho com dedo atrevido, quando encontrei fiquei massageando, ele curtindo o carinho, bruscamente afastou-se tirou a calça, sapatos e meias tudo junto num golpe sá, como se tivesse com medo que eu fosse fugir. Ao se agachar ficou novamente práximo do meu cacete, mas desta vez como um lobo faminto começou a me chupar com sua boca de lábios incrivelmente carnudos começa a me chupar, a principio lambe apenas a cabeça coisa que me deixou louco, e por partes ele foi engolindo o restante, chegando até os pentelhos do meu saco, por certa vez ele se engasga pelo fato de minha pica encostar-se a sua garganta. Mas ele chupa como se nunca tivesse chupado uma pica antes, sobe e desce com a cabeça em um movimento gostoso, eu fecho meus olhos e vou empurrando a cabeça de Seu Armando contra meu cacete ele baba em minha pica e engole com mais gosto, eu enxugo a baba que escorre pelo o corpo de meu pinto e limpo nas roupas. Enquanto ele vai engolindo meu cacete bem gostoso, eu tento alcançar a bunda dele com o dedo p poder fazer caricias nele também, mas não alcanço e então tiro minha pica de dentro da boca de Seu Armando para olhar seu rosto, vejo ele todo despenteado e com a boca toda lambuzada doido para retornar com a mesma ao meu pinto, não falava nada, sá respirava muito forte, resolvi irmos deitar no tapete da sala e então logo deixo ele retornar a chupar bem gostoso meu pau que estava muito molhado de sua saliva. Ele para não deixar meu pinto amolecer fica me punhetando com sua mão pequena e gorda, logo então levo sua cabeça até meu cacete para que eu sinta sua boca aveludada chupá-lo novamente, até que então não aguentando ficar sem fazer nada e ficar somente sendo chupado, tento puxar a bundona de Seu Armando para perto de meu rosto, não consigo por ele ser muito pesado, então ela percebe minha vontade e vai se aconchegando passando uma de suas pernas sobre meu corpo e deixando sua bunda em meu rosto. Ele não parava de me chupar e minha pica já estava muito vermelha de tanto ser sugada, eu confesso ter me assustado quando vi aquela bundona enfrente ao meu rosto, mas logo procurei deixar a bunda de Seu Armando a mostra para eu poder chupá-la também, no principio tive uma certa dificuldade para chupar bem gostoso ao seu cuzinho, pois a gordura de sua bunda atrapalhava minha língua de chegar ao seu botão enrugado que se escondia entre tanta gordura, ele tentou me ajudar abrindo sua bunda com a sua mão, então comecei á chupar e lamber seu cuzinho gostoso, percebi que seu corpo todo tremeu de tesão, o que fez com que ele agarrasse meu pau com mais vontade e chupasse ferozmente. Confesso que também fiquei louco de tesão, não estava mais aguentando ser chupado e prestes a gozar, pedi para ele parar que eu buscar algo estávamos tremendamente ofegantes, levantei-me meu pau latejava de tão duro mesmo cambaleante fui até a cozinha peguei um pote de leite condensado, voltamos à posição 69 em que estávamos ele surpreso queria saber o eu pretendia fazer falei: -- surpresa você vai gostar! Recomeçou a me chupar, coloquei o doce em seu cuzinho e lentamente sugava-o lambuzando minha cara, ele sentindo as linguadas em seu orifício gemia e tremia, apertava e chupava cada vez mas desesperadamente meu pau levando-me a loucura nunca tinha sentido tamanho prazer, não demorou muito e gozamos eu em sua boca fantástica e ele em meu peito sem ao menos se tocar foi sublime. Apás um breve descanso com ele deitado em meu braço trocamos longos beijos e caricias aos poucos fomos voltando à realidade. Como sua esposa estava para chegar encerramos nosso iniciante sonho e nos vestimos. Como não foi possível terminar o serviço, aos beijos disse-lhe que voltaria no dia seguinte e também para terminar o que havíamos começado. Bem não é preciso dizer que para dormir dei uma das minhas melhores trepadas com minha esposa, pensando no meu novo vizinho, meu sonho chamado “Armando”. Na manhã seguinte voltei a sua casa, ele não estava, sua esposa me atendeu terminei o serviço práximo ao meio dia, na hora de receber Dona Maria disse-me que à tarde Seu Armando me pagaria, disse-lhe: -- Tudo bem, estarei em casa a tarde toda, pois tenho algumas coisas para arrumar é sá me chamar. Mal sabe ela que eu já tinha sido pago, alias muito bem pago. Tivemos outras transas tão ou mais fenomenais que esta mas tudo que é bom termina não é mesmo? Seu Armando faleceu tempos depois em um trágico acidente de carro. Depois dele nunca mais encontrei alguém que me desperta-se este desejo, mas estou esperançoso, se você se é coroa (ou não), gordo (+ de 110kg) e gosta de sexo seguro (sem meteção) entre em contato



E-mail= [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Mostre minha rola cabeçuda para o cone e falei que ia comer sua mulher quando eróticosPorno contos incesto familia prazer total qualquer idadeContos eróticos tremcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos de sexo depilada na praianoiva orgia contoscontos eroticos babdido comeram eu e meu maridoconto cu arebentado nn aniversariocontos eroticos enchi a minha filha de porracontos eroticos nifeta d loja rjFui estuprada com penis de borracha contocunhada jogando o charme video pornomeu marido trolse um amigo pra comer meu cucondos erodicoshistorias eroticas comendo a irmãconto gay sozinho em casa pepinocontos papai me arromboucontos eróticos com mulher pedindo pramorena de seios gigantes e cintura fina fundendo com um homemcomtos de viados dando o cu pra pica bem grossaegrandea minha cunhada casada e saia justa contos com fotoscontos a pica do pacienteBuceta virgem contosContos esposa putacontos de buceta é cúcontos eroticos tatuadorvideos porno ti estrubus ti mininas novinhadcontos de sexo gay insesto depilaçãorose empregadinha contosComtos casada puta dos vizinhoscontos eróticos vovó safadaconto erotico de garoto pelado com primo com primo .como mato dando o cu pra o amigo mais velhoMinha esposa saiu de shortinho socado no rabo contoscontos gravidafiquei olhando o travesti encoxando meu marido no onibusContos eroticos trans sex dotada maduraContos e roticos com gemeos i denticosContos eroticos traindo marido na festaContos fudendo gostoso minhacontos eróticos meu padrasto lambia minha buceta como loucocontos comendo a tia de fio dentalContos eroticos com chingamentoconto erotico virei escravo de minha professora safadaconto erótico meu sogro bem dotadocontos eróticos esposa amanheci toda meladaConto erótico com foto no interior vizinha peludagozando pelo cu contos eróticosConsolado pela sobrinhas contos eróticosfudeno com duas gostoda e cozamo na caramarido chama primo pra tranzar com sua espozaeu e minha filha no baile funk contos eroticoscontos eroticos vi minha esposa me traindosou evangelica casada treprei com dois contosmorte porno gosando comcontos de rasgando o cu da babaporno tranzado com a madrinha dormindo sem semtircontos ela gozou no meu dedo no metrôposso dilatar a porta do meu anus todo dia?contos seduzi minha mãe com o tamanho do meu paucontos veridicos de mulher casadaconto er seios quadril glandecontos de sexo comendo a amiga da minha mulher foi ela que pediuconto ela apostou o cuzinho e perdeucontos eroticos paulo e bruna parte 2mulheres cavalas de quarenta de bucenta inxada e grelo inormePornodoido passistasContos eroticos de mulheres sendo abolinadas no onibus lotadosContos eroticos selvagem com meu amigocontos eróticos homem fudendo a mãe do melhor amigocontos eróticos cólera para a esposa no motelcontos picante com sogroempregadinha contocasa do conto chantagem para esposalesbicas compircen no cucontos olhando meu paucontos eróticos miha mulhere fica masturbando vendo travesticonto eu e a minha mulher fomos a um praia e uns muleques nos deram ums bebidas e fuderam a minha esposa