Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TUDO EM FAMILIA - PARTE I

O que eu vou narrar aqui é totalmente verdadeiro, por isso não vou entrar muito em detalhes em datas, locais e os nomes serão fictícios. Vou dizer que o meu nome e Júlio. Tudo se passou quando eu tinha meus 15. Foi a idade em que comecei a descobrir o sexo vendo revistas de mulher pelada no banheiro do colégio junto com alguns colegas, eles ficavam com o pinto duro e tocavam punhetas... quando eu gozei pela primeira vez tocando uma foi a glária... passei a tocar punheta quase diariamente, não podia ver cachorro trepando na rua que ficava de pau duro. Passei a ter uma amizade mais constante com um colega do colégio que tinha a mesma idade que eu, frequentando sua casa descobri que ele era viadinho e passei a comer seu cuzinho de vez em quando. Mas foi em casa que começou meu martírio, minha irmã (Vera), na época com 19 anos, belíssima, gostosa pra caralho, onde ela passava chamava a atenção dos homens, tinha o corpo realmente de violão, sá que era chatíssima, vivíamos brigando por motivos banais, ela tinha um namorado (primeiro e único até a época), feio, gordo (eu o chamava de SHREK), sá que era filhinho de papai e tinha grana. Minha mãe (Marli) não ficava pra trás, 41 anos e também tinha com corpo de fazer inveja a muitas menininhas, coxas muito grossas e bumbum bem arredondado, cintura fina e seios volumosos e firmes. Minha mãe ficava em casa normalmente vestindo um short de lycra que deixava a testa da sua buceta bem saliente. Minha irmã deitava no sofá vestindo camisola onde de vez em quando deixava transparecer parte da sua calcinha e até dos seus lindos seios. Eu dentro de casa vendo as duas ficava de pau duro, imaginando-as peladinhas corria pro banheiro pra tocar uma punheta em homenagem a elas. Mas quando eu já tinha 19 e minha irmã 19 anos, ouvi Vera dizer pra minha mãe que ia no cinema com o namorado e em 3 horas estaria em casa novamente. Antes dela sair me pediu se podia emprestar a pilha da minha maquina fotográfica porque a dela estava descarregada, emprestei mas estranhei dela ir ao cinema e levar câmera fotográfica. No dia seguinte, domingo, ela saiu pra ir na sauna do clube com minha mãe... fui até seu quarto e remexendo nas gavetas achei a máquina. Fiquei estarrecido com as últimas fotos gravadas... era ela e seu namorado trepando num motel duma cidade vizinha; descobri pelo nome gravado no lençol da cama. Eles procuraram não mostrar o rosto, mas eram closes dele metendo na sua bucetinha, na sua bundinha e até de uma boca chupando um pau; dava pra perceber que ele coitado, tinha um pinto bem raquítico. Joguei as fotos pro computador e gravei num CD. Naquele mesmo dia eu disse pra minha irmã o que tinha descoberto... ela ficou puta e quis até me bater, eu então falei que se ela não ficasse boazinha comigo eu ia mostrar pro nossos pais e ela não ia poder negar, pois os anéis e o cordão que ela usava apareciam nas fotos. Vera passou a me tratar bem melhor, preocupada me perguntou o que eu queria em troca das fotos.... eu na maior cara de pau falei que nunca tinha visto uma mulher nua e que gostaria de vê-la peladinha... Vera ficou chocada com o meu pedido, a princípio disse que não ia tirar a roupa na minha frente, mas concordou de me mostrar seus peitos. Trancamos a porta do meu quarto e ela sentada na minha cama levantou a blusa e o sultiã... quando eu vi aquele par de peitos redondinhos e duros minha boca encheu d´água, pedi pra ela deixar eu colocar a mão... ela concordou e eu alisei e logo senti os bicos ficarem durinhos... Vera fechou os olhos demonstrando estar gostando de seu práprio irmão estar lhe bolinando os peitos... aproveitei e caí de boca... Vera se assustou tentando me empurrar, mais logo foi relaxando e reclinando o corpo na cama me deixou chupar bastante aqueles biquinhos rosados... liberei meu pau já duríssimo e fiz ela segurar... ela demonstrando ser bem safada percorreu com a mão pra sentir a extensão do meu pinto e curiosa procurou olhá-lo bem de perto... disse que eu tinha um pau bem grande pra minha idade (claro... em comparação com o do seu namorado tinha mesmo,pensei comigo). Eu pedi e ela tocou a melhor punheta da minha vida...Vera saiu do meu quarto sem pedir o CD com as fotos. Na manhã do dia seguinte apás meu pai sair pra trabalhar e minha mãe ir fazer umas compras, Vera ainda de babydoll foi até o meu quarto pra pedir o CD... eu disse que tinha até sonhado com os seus peitinhos... ela então me perguntou se eu queria novamente chupá-los antes de lhe entregar as fotos... tirando a parte de cima do babydoll me ofereceu os peitos... depois de chupar por uns minutos, Vera disse que ia fazer uma coisa comigo sá pra eu devolver o CD pra ela... puxou meu short do pijama e fazendo com que eu sentasse na beira da cama, segurou minha pica já dura e abocanhou rapidamente... com meu pau quase até a garganta Vera começou a subir e a descer a boca no meu pau.... fui nas nuvens e voltei... voltei explodindo em gozo dentro da sua boca, Vera engoliu tudo e insatisfeita continuou a me chupar até meu pau ficar totalmente mole... resolvi lhe entregar o CD com as fotos. Dias depois, assim que ficamos sás em casa, Vera novamente foi ao meu quarto e me perguntou se continuava a sonhar com ela... eu disse que sonhava com ela peladinha... Vera tirou o short (já estava sem calcinha) e perguntou. – É assim que eu sou nos seus sonhos????.... Quase perdi o fôlego com aquela visão. – Nossa mana!, você é muito gostosa, sempre fui doido pra ver sua bucetinha bem de perto...... Ela chegou bem perto da cama. – Assim!!???, passa então sua mão nela!.... Levei a mão no meio de suas pernas e percebi que sua xoxota já estava molhadinha..... Pedi pra ela me mostrar sua bunda, ela virou e inclinando o corpo abriu suas nádegas com as mãos me mostrando seu rego com aquele cuzinho apetitoso no meio. – Olha mano!, como você foi bonzinho me devolvendo o CD vou deixar você me comer por trás, você quer?????... Eu dizendo que sim Vera ficou de quatro na cama com aquela bunda fenomenal à minha disposição. Como um cachorro tarado em um segundo já estava com a minha pica enterrada até o saco no cú da minha irmã. – Isso meu irmãozinho gostoso!... agora mete no meu cu com vontade.... – Oh mana!... que bunda linda... que cuzinho gostoso.... sempre sonhei com esse momento.... Ela movimentando os dedos na prápria buceta. – Então aproveita!... mete bastante e goza no meu cú.... Soquei bastante até gozar muito no cuzinho da minha irmã. Dias depois Vera colocando ela prápria uma camisinha no meu pau, pediu pra meter na sua buceta... Minha primeira trepada numa buceta foi rápida, logo gozei.... Vera então deitou comigo e me beijou na boca... mordiscou minha orelha.... lambeu minha barriga.... mexeu no meu saco e chupou minha pica até ficar dura novamente.... a segunda já foi bem melhor, Vera conseguiu gozar praticamente junto comigo. Ficamos viciados em sexo, pintava uma oportunidade e a safada logo me procurava pra gente transar. Sá que um certo dia minha mãe dizendo que ia até a casa de uma nossa tia, Vera tomou um banho e saiu enrolada na toalha e indo até a sala onde eu estava assistindo TV... ela provocante tirou a toalha e esfregou a bunda na minha cara dizendo que estava com vontade de tomar do cú, eu sentindo o perfume de sabonete exalando naquele corpo fui ficando louco de tesão. Mas quando Vera sentada no sofá e eu com a cara enfiada no meio de suas pernas chupando sua buceta, eis que sem que percebêssemos minha mãe entrou pela porta pegando-nos naquela situação.... Foi um Deus nos acuda... ficamos como baratas tontas tentando pegar qualquer coisa que pudesse cobrir nossa nudes... Vocês não podem imaginar o constrangimento de nás três. Quando minha mãe se recuperou do susto veio uma enxurrada de esporro... (CONTINUA).

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erótico eu tentei resistireu.tinha.cinco.anos.e.ja.dava.o.cu.pro.meu.primo.contos.prpibidosconto gay depilando o camaradaver coroas no baile de Carnaval chupando pau passando a língua no sacoporn contos eroticos estuprada todos os diascomo fazer pra minha namorada veste shortinho curtoPadrinho iniciando afilhada novinha contos eroticoscontos eroticos meu marido gosta de leitinho na bocafotos derabudas na academia roupa brancacaralhudo contoContoseroticosdevirgemscontos erotico de virgem estrupada por a lambida de animalcontos de sexo comi minha sogra vadia na frente da irma delacontos eróticos estupro de um cuminina pela de mostrngo a busetacontos eroticos amiga negracontos flagrando a mãe cavalona traindo o pai contos de travesti no onibusContos namorada arrombada por doiscontos eroticos sou casada mas adoro pica de cavalosarreganha abuceta no fank muito gosoConto gay papai bebadoconto estrangeiro picudorelato de sexo gay com vendedor novinhodar o cu para os pivetes fui arrobamda com prazer conto eróticosaquelas olhadas safadascontos eroticos gay cheiro de rolacazal gay fudedo gostoso ao vivocriola no cuinho nao e nao guentocontos bucetinha linda da vizinha polacacdzinha enrabada pir coroas contoscontos genrocontos gay babydoll maeÇonto erotico coroa da bunda grandecontos eróticos com mulheres da ccbcontos encoxando viado busaomovinha petenho avigidadeporno conto mae gravedaviciadano pau do meu irmao contoCasada narra conto dando o cumulhe mostrando sua boceta lindadcpunheta contoszoofilias inicando baby.comConto erotico revistando bundudacontos eroticos feminino cunhadocontos eroticos farmaceutico taradocontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anosvelhos gordos gays contoscontos eróticos papai me arrastoufui encoxada a forçatia gosta de ver pau enorme de sobrinanos 90ho classico relatos sexo eu e minha filha novinhacontos eroticos de farmaciaPrimeira vez q dei o cu vestido de travestcontos eróticos mostrei meu saco p minha maeconto erotico aposta com papaiMelhores contos eroticos sobre bem.dotadocontos teve que sentar no meu colo no carrocontos eroticos o cachorro me fudeeu dentro do canilconfesso transando com trêscontos de mulheres ninfomaniaca por sexoContos eroticos ana paula conto eroticos acampando em familiaconto real espiando no buraco casal sexo chacaraconto erotici com coroas homens de 80 anosconto erotico de tanto eu insistir em engravidei a minha professora eu era um meninosexo grupal flagrante incesto usando calcinha contoscorno agradando os outros com a esposa contocontos erotico comendo eguaConto minha filha so de fio dentalcontos eroticos- paguei minha filha pra cheirar sua calcinhacontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteprovoquei meu pai e levei no cuzinho contoconto erotico amigo pauzudo do marido comeu eu e minha filhacontos coloquei so a cabeça do pau no cuzinho da minha filhacantos eroticos de casada dando o cu vergi