Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHAS FILHAS

Capítulo 8ª. - “Michelle”

Estava muito quente e queria tomar uma ducha. Enquanto a água corria pelo meu corpo, fiz uma retrospectiva das últimas 72 horas e fiquei imaginando que nunca em toda minha vida, aquela situação havia acontecido comigo. Estava pensando em minhas filhas.. o que eu faria.. como contaria a presença delas pra Érica.. e Michelle.. eu estava com meus sentimentos totalmente embaralhados... Não sabia o que definir, tudo mudara naquele final de semana... eu que tinha uma ex-mulher, duas filhas e uma mulher com uma filha, agora tinha quatro mulheres e uma filha. Absorto em meus pensamentos, não vi que Michelle havia entrado no banheiro e me olhava através do box. Papai, disse ela.. eu tambem quero tomar banho, está muito quente.. e ouvi ela tirando a roupa e querendo entrar na ducha também. Não haveria problema algum porque inúmeras vezes, Érica, Michelle e eu tomamos banho juntos e nunca houve qualquer constrangimento, mas agora era diferente e quando eu ia esboçar uma desculpa qualquer, ela já havia entrado. Eu não sabia como olhar pra minha filha. Precisava controlar meu cacete, pra ele não subir e tentar fingir o máximo possível. Michelle me diz que não quer molhar o cabelo e pegou a duchinha e ficou brincando com ela e jogava em mim e nela... estava ensaboando o corpo e virou-se de costas pra mim. Papai, disse ela, passa sabonete nas minhas costas.. a bundinha da minha filha estava saliente, gostosa, aquelas pernas, as costas... sua nuca..... enquanto passava o sabonete, desci minha mão por sua bundinha e ela inclinou o corpo pra frente, pra que eu passasse na rachinha.... não estava mais conseguindo controlar e meu cacete começou a dar sinais de vida.. já na perna ela disse: papai, passa de novo na minha bundinha.. você não fez direito... não teve jeito, minha mão entrou no seu reguinho e encostei em sua bucetinha..... eu já estava com o cacete duríssimo e não sabia como controlar... ela se virou de repente e ficou olhando pra mim e para o meu cacete... eu estava transtornado e ela pegou o sabonete da minha mão e começou a lavar o meu cacete... papai diz ela: porque você está assim??? Pensei que era sá com a mamãe que você ficava desse jeito... ta bom assim?? To fazendo direitinho??? Sim, dizia eu.. ta direitinho... já está bom, não precisa lavar mais.... e ela me olhou com um sorriso bem maroto e disse: você gosta que eu faça isto?? Ta bom??? Eu não sabia o que responder, acho que gaguejei e eu sá consegui dizer que estava adorando sentir a mão dela ali... e ela falou: posso fazer mais rápido?? Igual eu vi mamãe fazer com você?? Eu disse que sim e ela mexia sem jeito e eu disse: deixa eu te ensinar... e mostrei-lhe os movimentos para uma boa punheta.. ela estava gostando, porque começou a lamber os lábios e perguntava: ta bom assim?? Papai, ta bom?? To fazendo direitinho?? Igual mamãe??? Você vai soltar aquilo que mamãe engole?? Deixa eu fazer também??? Eu estava alucinado... apenas disse: faz o que você quiser fazer meu amorzinho.... e ela ajoelhou-se pra ficar em melhor posição sem se importar com a água molhando seus cabelos e colocou meu cacete na sua boca..... estava enorme.. ela não sabia como fazer... e me olhou. Naquele momento toda minha resistência caiu e segurando a cabeça dela, fui controlando seus movimentos, ensinando como ela deveria fazer... hummmmm aquilo foi muito bom.... minha filhinha aprendeu como engolir meu cacete, aprendeu como chupar e logo eu estava gozando..... segurei sua cabeça pra ela engolir tudo o que saiu... ela se levantou e me abraçou e ficou me olhando e eu coloquei minha mão em seus peitinhos e comecei a mexer neles. Ela gemia e dizia que estava ficando tonta.... eu disse que ia levá-la pra cama. Enxuguei-a e ela estava toda molinha. Levantei-a no meu colo, aquele pedacinho de gente e levei-a para seu quarto.. quando a coloquei na cama, peladinha, ela me olhou e disse que queria mais... queria que eu fizesse com ela o mesmo que eu fazia com a mãe dela. Ainda tentei dizer alguma coisa, mas ela disse que há tempos olhava nás dois e sentia vontade também, mas queria que eu fizesse ela sentir tudo aquilo. Disse a ela que mostraria... coloquei as mãos dela no meu cacete e falei: chupa novamente vou te mostrar... e deitei-me ao contrário dela pra fazer um 69. Coloquei ela em cima de mim e aos poucos meu cacete foi subindo novamente e eu chupando aquela bucetinha virgem, deliciosa.. colocava minha língua dentro dela e tirava, rapidamente e apertava meu nariz no seu pontinho mais gostoso e cada vez ela gemia mais... eu disse pra ela não fazer barulho, mas ela não parava.. eu abracei sua bundinha e forcei a entrada do seu cuzinho pra que minha língua buscasse ali também e ela tremia descontroladamente.. ela gemia mais e deixou de lado meu cacete e começou a dizer coisas desconexas... frases entrecortadas e queria se soltar.. perguntei se estava doendo e ela disse que ia fazer xixi..... eu sorri e disse: faça meu amorzinho.. deixe sair, não é xixi, é que você está gozando... e continuei até que ela estremeceu toda, se contraiu e apertou sua bucetinha na minha boca até que senti seu orgasmo, seu líquido escorrendo em meu rosto. Deitei ela de lado e me voltando, fiquei olhando o rostinho dela. Ela me abraçou forte e me beijou. Nem beijar minha filha sabia e eu a ensinei.... Daquele momento em diante, nás ficamos nos alisando e ela descobrindo que seu corpo era um universo de sentimentos e emoções, porque onde eu tocava ela tremia... finalmente ela virou-se pra mim e deitando, abriu as pernas... papai, disse ela.. vem... eu quero sentir o mesmo que a mamãe sente... vem... ela gosta tanto, faz comigo igual faz com ela... e me puxava.. e eu dizia que a bucetinha dela era muito pequenina... que poderia doer a primeira vez... mas ela disse que queria e que estava sentindo umas coisas esquisitas e muito gostosas e eu disse que isso era tesão. Ela levantou as pernas e ficou na posição frango russo.... que loucura... que tesão... eu estava doido mesmo e coloquei meu cacete naquele buraquinho que mal entrava meu dedo e fui alisando, brincando pra ela sentir... ela se mexia e pedia pra que eu entrasse nela... e ela segurou o meu cacete firme e colocou ele na entradinha e começou a rebolar, pra poder entrar... fui empurrando e a cabeça do meu cacete já estava quase entrando e ela gemendo muito dizia que tava doendo... que era muito grande.... que não ia aguentar, quando neste instante, a luz do quarto acendeu e Érica ficou nos observando.... foi um susto tão grande que não tinha como explicar ou dizer qualquer coisa..... Érica em pé, sem roupa veio andando em nossa direção sem tirar os olhos de mim e disse pra Érica: eu te disse que quando chegasse a hora eu te ensinaria tudo e que você poderia ter o papai. Eu não acreditava naquilo que estava ouvindo... Érica me olhou novamente e disse: continua.. mas eu fico também... neste ponto eu estava totalmente caido e Érica pegou meu cacete e começou a chupá-lo, mas não subia.. eu estava atônito.... Michelle veio junto da mãe e ficou brincando também... até que comecei a crescer novamente... Michelle se posicionou novamente e Érica segurando meu cacete foi direcionando ele na bucetinha da nossa filhinha... ela mexia no cuzinho de Michelle e dizia palavras de tesão pra ela... e Michelle tremia e pedia: mamãezinha.. faz o papai entrar em mim.. eu quero sentir o que você sente mamãe... faz... papai.. vem.. entra papai.. eu to molhadinha.... eu quero te sentir papai... vem... e Érica ficou atrás de mim e segurando meu cacete, controlava meus movimentos enquanto Michelle continuava de frango russo e meu cacete ia entrando mais e mais naquela bucetinha... uma loucura... uma delícia eu queria gozar e não estava mais me controlando.. empurrei de uma vez e Michelle deu um grito de dor bem alto... começou a sangrar e ela começou a chorar.. dizia que estava doendo... papai, ta doendo.. mamãe ta doendo... dái.. papai.. porque dái.. dái muito papaizinho.... mamãe.. mamãe...... me ajuda mamãe... dái...... Érica saiu de mim e foi segurar a cabeça dela e enxugando suas lágrimas dizia palavras em seu ouvido.... dizia que não ia doer mais.. que agora ela sá sentiria prazer... e ela não queria fazer o mesmo que a mamãe?? Não queria fazer o papai feliz?? Não queria fazer o papai gozar??? ela parou de chorar e sorriu pra mim... mexeu seus quadris meio sem jeito, lentamente e Érica ajudou-a a controlar e ela foi mexendo.. gostoso, uma delícia, aquela visão me deixava alucinado.... Érica e Michelle, juntas me dando prazer, me deixando louco de tesão..... conforme fazia movimentos, sorria mais e mais e de repente não me segurei e gozei.... me joguei em cima das duas e fiquei assim, dentro de Michelle e Érica abraçando nás dois.... ficamos ali durante muito tempo....

Continua. . . . . . ([email protected])

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos entre mãe e filho picudo no banheiroconto fiz sexo oral em padrecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenterelatos reais eróticos - saciada em casaver so vidio porno marido segurado a esposa pra o amigo pauzudo come buceta i cuperdi os sentidos contos eróticoscontos de coroa com novinhoContos eroticos vendidafogosá taradacontos picante de casada sem calcinhacontos eroticos menina bobinha no tremeu sou casada e amo zoofiliacomi veterin¨¢ria contos eroticosmeu tio me comeu meu cuconto erotico arrombei o travesti do baile funkconto erotico. sobrinha mulatinhacontos de vovo me comeu com seiss anoscontos eroticos menininhas dormindo na rolacontos di mulheris que ralaram pela primeira vezconto erótico de homens que tiveram experiência com alguns homensconto erotico fodendo a michelecontos eroticos de faxineiras coroas safadascontoseroticosfuicornotroca x troca feito com amigo e dando o cu contosdois primoscontos eróticos minha bundaconto erotici com coroas homens de 80 anosmeu filho sem querer contosorando outros peitões da bundona gostosaGiovana transando de joelhoscomi minha amiga crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erotico seduzindo irmaocontos gay cheiro de rolacontos excitantes comendo minha amante no motel com a namorada dela do ladocontos eroticos toplessConto as primas na roçaestupro patricinha contocontos amigo dorme em casa esposacontos eroticos, venerava meus mamilosconto comi minha amiga peludapeguei minha sobrinha no colo e direi seu cabaço contostoco siririca na madruga contos de casadasdei para o papai contosConto de puta estuprada pelos mendigosmeu patrao me comeu na base da chantagemporno fui estudar na casa da prima gostosa e ela dise que ia ter aula de fidecontos duas gostosas dando o cu pro homem e pro cão juntascontos eroticos espermaContos eroticos calcinha da vizinharapazes conto heterocontos de mulheres ninfomaniaca por sexoContos eroticos A reforma Viciada em sexocontos filho mais novo foi dormir com a mãe e temino fudeno ela dormino e acordo e termino deixandoDei a um cara que tinha elefantismo no pau contoscontos de incestos e surubas ferias entre irmas fazendadsdesvirginando sobrinhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteninfetas com vestidos beijando peitoral dos travestisconto a coroa de 47 anosconto erótico meu inimigo banheiroSupositório Contos eroticos Jardin do Prazer contos eróticos fui visitar a esposa do meu tio Ela tá de babydollmoreninha linda gostosa quatorze anos dandocontos eroticoscontos eróticos punheta da primacontos vizinha loira meninacache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html contos eroticos corno por acasopatricinha ciumenta contos eroticoscontos de gordinhas casada com roludoconto erótico homem castradocontoseroticos mae sentada colo filhomelequei a bucetacontos eróticos mulheres vadiasele sofre ao meter nabuceta pequenaminhas esposa resolveu raspar a buceta contos