Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TITIA RABUDA (HISTÓRIA REAL)

Caros amigos(as), esse conto que vou relatar a todos é veridico, por isso o motivo de não citar nomes. Hoje tenho 29 anos, moreno claro, 1,80 altura, praticante de esportes, por isso me mantenho em forma(não a de barriu), boa forma atlética, olhos castanhos claros, atualmente estou casado e com um bom emprego. Bem, tudo aconteceu ha algun tempo atraz, aos 19 pra 19 anos, com a mesma alltura e fisico que tenho hoje, não mudei muito, tinha acababo de sair do colégio, terminara alí o segundo grau(ensino médio) e estava cheio de metas objetivos, louco pra arrumar um emprego, entrar pra faculdade e continuar a vida independente e com dinheiro no bolso, ficava imaginando o que fazer, que rumo tomar naquele momento. Resolvi então viajar, procurar meu espaço, mais queria continuar morando em capital, cidade grande, nunca gostei muito de morar no interior, talvês achasse muito limitado, sempre fui a festas de parentes nos interiores do estado que eu morava, alguns primos eram cantores, eu sá ia mesmo porque adorava cantar e estava aprendendo a tocar violão, algo que até hoje não deixei de gostar. Nunca ficava muito tempo, cidade pequena, praticamente todos se conhecem, ficava intediado. Lembrei então de uma tia que sá cheguei a ver quando criança aos 3 ou 4 anos de idade talvês, ela morava em uma dessas capitais litorâneas, muito distante do estado que eu morava, minha mãe guardava algumas fotos, sempre falava dela, de como era linda, a mais bonita das irmãs, verdadeiramente era muito bonita e gostosona. Pensei no assunto e resolvi então contactar essa tia, liguei imediatamente, ela ficou muito surpresa e feliz quando liguei, adorou a ideia de eu ir pra sua casa, disse que estava morando sá com a filha pequena, pois tinha se separado do marido ha pouco tempo, separação atribulada etc e tal, eu adorei a reação dela, pois já estava com tudo programado pra essa viagem. Uma semana depois da nossa conversa enbarquei em um ônibus, foram três dias e três noites, uma viagem bem atribulada... chegando na rodoviária da cidade pela manhã, liguei pra minha tia para informa-la que já havia chegado também pra pegar o endereço da casa, colhi o endereço peguei um taxi, fui pra sua casa, ao chegar fiquei muito impressionado, nossa!!!, ela estava um tesão de mulher, apesar de o tempo e o marido te-la maltratado um pouco, estava maravilhosa, tinha 30 anos de idade, cor morena clara, cabelos compridos, lisos, quadril muito largo, cintura fina, não era fofinha nem magra demais, medindo em torno de 1,72 altura, algo que se destacava era o bumbum, nosssa!! era enorme, lindo. Estava vestida com uma saia jeans bem justa acima do joelho e uma camisa de um pano fino, branco, um detalhe eu não pude evitar de ver, ela estava sem sutie, os seios médios fitavam a camisa. Nos abraçamos, eu estava adorando estar alí, notei que ela também gostou muito de me ver, sorria a todo momento, falou: "nossa, que rapaz lindo vc se transformou, como vc está crescido, agora é um homem, nem parece aquele menino que corria pelado pela casa de sua mãe quando te vi pela ultima vêz", confesso que quando ela disse isso pensei "se ela me visse pelado hoje"...!!! Na casa tinham três quartos, deixei minhas malas em um deles que já estava bem arrumado pra mim, fui pra sala, sentamos no sofá e passamos a conversar, ela falou sobre sua vida, que agora sá vivia pro trabalho(era psicáloga) e pra filha, estava iniciando uma nova fase na vida, agora separada do marido, pois o flagrou com outra mulher, e isso foi o basta, já havia acontecido antes e não suportava mais aquilo..., também conversamos sobre familia, minha mãe etc..., eu escutei muito mais do que falei, apesar de não ser tímido sempre gostei muito da ideia de escutar mais do que falar, mais a verdade era que eu não estava conseguindo raciocinar muito pois ficava, disfarçadamente, olhando pra suas pernas grossas e pros seios querendo furar a camisa, que estavam bem na minha frente, talvês um metro de distancia, acredito que por ansiedade ela nem ligava quando me pegava olhando, eu tentando disfarçar a todo momento, mais tava muito dificil, continuamos a conversar, ela falou sobre a filha, minha prima, o quanto era inteligente, obediente e linda, fiz um comentário dizendo que se puxou a mãe realmente é linda maravilhosa!! ela sorriu com ar de satisfação e me agradeceu. Depois de algum tempo de conversa, fui durmir um pouco, acordando já por volta das 18:hs, logo em seguida minha priminha chega, era realmente uma princesinha, apesar da idade já bem formadinha, cinturinha fina, morena clara e já com traços da mãe uma bunda bem arrebitada e grande, não normal pra sua idade, cheinha mesmo!!! fiquei olhando pra ela, a abracei, ela soltou um sorriso lindo, conversamos um pouco e minha prima foi direto pro banho, eu fui ajudar minha tia na cozinha. Bem, como não queria perder tempo no dia seguinte fui logo a procura de emprego, aproveitando a deixa pra conhecer a cidade, que lindas praias, lugares histáricos, cidade grande, era alí que eu queria ficar, já havia decidido. Passei alguns dias procurando emprego, e graças a persistência acabei encontrando, iniciei logo, trabalhava das 8:00 as 19:hs com intervalo pra almoço no trabalho mesmo, era bem cansativo mais não estava ligando, queria mesmo trabalhar. Pela noite fui fazer cursinhos pre-vestibulares, eu chegava exausto. A convivencia com minha nova familia era átima, minha tia encontrou em mim um amigo e confidente, ela sempre teve o costume ficar acordada até tarde, e quando eu chegava do cursinho ela ainda estava acordada revendo coisas do trabalho ou algo no sentido, aproveitavamos pra conversar, ela vinha me falar do trabalho, algumas historinhas sobre pacientes... e eu sobre o trabalho, ideologias de vida, namoradinhas e etc. Enquanto minha prima, nos viamos com pouca frequencia, geralmente nos finais de semana, pois ela também tinha um dia cheio de coisas pra fazer, chegava cansadinha em casa por isso durmia muito cedo durante a semana. Certo dia ao sair do cursinho anoite fui tomar um chopp com os colegas, não demorei muito e voltei pra casa, estava bem cansado pois tinha tido um dia extressante no trabalho, fui direto pro banho e depois procurar comer algo, notei tudo muito calmo mais ao longe escutei uns murmurinhos como quem está chorando baixo, bati na porta da minha tia e ela veio abrir, estava chorando, totalmente desconsolada, chamei-a pra conversar e ela relutou em falar o que havia contecido, ensisti e ela então falou, foi o ex-marido!!! disse que foi procura-lo pra pedir de vêz o divorcio, eles tiveram uma briga feia, ele falou coisas orriveis e ela pra não ficar por baixo e responder a altura as ofensas, disse que também o traia com outro homem etc. Ela chorava muito, segundo ela, foi o primeiro e unico homem de sua vida e no fundo ainda gostava dele, apesar dos pesares!!!. Fiquei meio que sem saber o que dizer na hora, então a abracei carinhosamente!!, ela caiu de vêz em lagrimas, sentei no sofá, ela deitou a cabeça sobre meu colo, fiquei fazendo carinho em seus cabelos e ela falando sobre o assunto e chorando ao mesmo tempo, naquele momento senti a fragilidade dela, ela era extremamente calma, carinhosa e naquele momentoo estava muito frágil, não sei porque mais aquilo me deixava muito excitado, a questão é que naquele momento, não sei bem o que aconteceu comecei a ficar excitado, fiquei olhando para os seios dela, ela já estava com a roupa que gostava de durmir, um baby doll um pouco transparente e calcinha apenas, continuei passando as mãos em seus cabelos, mais não consegui controlar a ereção, prendia a respiração, ficava pensando em situações ruins, afinal eu não podeia ficar de pau duro naquele momento, naquela situação, o momento não era propicio, ainda mais sendo minha tia... mais era inútio, meu pau ficou duro igual uma pedra, parecia que ia estourar, ela percebeu e me olhou de um jeito diferente, com os olhos cheios de lagrimas, pra disfarçar passei a mão em seu rosto enchugando as lágrimas, naquela hora imaginei que ficaria zangada ou coisa parecida, fiquei muito sem jeito, mais continuei alí, eu estava sá com um calção de durmir, sem cueca e sem camisa, ela ainda com olhos cheios de lagrimas, virou um pouco a cabeça pro lado da minha barriga, encostou o nariz e a boca, me abraçou passando o braço entre o sofá e minhas costas, nessa hora quase tive um orgasmo, o que seria aquele gesto, me perguntei!!!, meio que por impulso empurrei um pouco mais a cabeça dela na minha barriga, ela suspirou, dobrou mais ainda a cabeça, dessa vez indo pro lado do meu pênis, eu fiquei louco de tesão, não conseguia controlar a ereção, ela então virou-se de bruços encostando rosto no calção, raspando um pouco no meu penis, que ficou totalmente ereto, era visivel meu descontrole, continuei tentando me controlar mais... nossa!!! que maravilhsa de visão, que bumbum, eu sempre tive e continuo tendo um grande tesão, tara mesmo por mulheres bundudas, e pela minha tia um tesão especial, ela era muito rabuda, bumbum grande e lisinho, comecei então a passar as mãos em suas costas de forma bem carinhosa, aquilo estava me excitando mais e mais, notei seus pelinhos do braço arripiados, fui descendo devagar, ela não demostrava nenhuma reação ruin, resolvi então arriscar, iria me aproveitar da situação, fui descendo mais e bem devagar até chegar em seu bumbum, olhei pra ela, não estava mais chorando, apenas com com lágrimas nos olhos, fiquei alisando aquela bunda por alguns segundos ela não esboçou qualquer reação então continuei, de repente ela levantou lijeiramente a cabeça, e apoiou com uma das mãos no meu colo, em cima do meu pênis, pronto minha excitação aumentou mais, ela sem dizer uma palavra, com a mesma mão começou a massagea-lo bem devagar, eu perdi a noção totalmente, não lembrava mais quem era aquela pessoa, e ela também não dizia nada, fiquei muito surpreso mais ao mesmo tempo um prazer enorme, a tristeza, o choro já não existiam mais, fiquei totalmente encorajado pra foder aquele rabão, comecei a apaupar e apertar de leve com as duas mãos os dois lados da bunda, enfiei a calcinha dela dentro do rego, isso fez realsar mais o tamanho do bumbum!!, ela deu uma gemidinha baixinho, inclinou-se pra tráz, apoiou-se com um dos braços no sofá e com a outra mão tirou meu penis pra fora do calção e caiu de boca, engoliu quase até a metade, começou a chupar com força, vi que naquele momento ela já estava entregue ao tesão que a corrompia por dentro, uma mistura de tesão, carência e pecado, pois fazer aquilo com o sobrinho, filho de sua irmã..., bem, eu nem estava ligando pra isso e fiz por onde continuarmos, ela continuou chupando em leves e deliciosos movimentos de vai-e-vem, repetiu durante uns 5 minutos, que maravilha, não estava conseguindo resistir, estava muito excitado pela situação, que boca deliciosa, ela aumentou a velocidade dos movimentos, tentei afastar pra evitar o gozo, pois não queria cessar alí, mais ela não deixou, apertou seu lábio na glande, ahhhh, que maravilha!! eu GOZEI!!!!, e que gozada, com certeza será dificil sentir da mesma forma, ela sabia como chupar um pau, engoliu toda minha PORRA!!, chupou, chupou tudo, até a ultima gota, ficou fazendo carinho durante alguns segundos, foi muito bom. Em seguida nos levantamos ela foi ao quarto de minha priminha certificar-se que estava durmindo e pediu pra eu ir pro quarto dela, obedeci prontamente seu pedido, eu queria gozar de novo, mais dessa vêz naquela buceta e no rabão enorme que eu tanto admirava, tava louco pra meter naquele cu, tirei logo o calção e me sentei na cama. Quando ela voltou, percebi que não estava mais de calcinha, apenas com o baby doll, ela confimou que a minha priminha dormia igual a um anjinho, me levantei e a abracei por traz, eu tinha que sentir aquele bundão, ela continuou sem falar muito, aparentava apreensiva, eu pra não deixar o clima acabar, tasquei-lhe um beijo na nuca, pescoço, fui decendo passando a lingua devagar pelas costas, senti seu arrepio, ela suspirava, continuei descendo todo desajeitado, mais bem devagar até o rego do bumbum, ela se desbruçou por sobre a cama, continuei beijando sua bunda, passando a língua, lambendo, chupando... ela abriu as pernas como que pedindo pra eu chupar aquele xana, quando ví fiquei louco, cai de boca naquela buceta raspadinha e cheirosinha que nesse momento já estava encharcada, nossa que cheirinho bom!! eu fazia movimentos com a lingua em toda sua xoxota, ora enfiava ora movimentava, abria bem a bunda e enfiava a lingua no cuzinho, ia do cu a xana, ela gemia muito, começou a soltar gemidos e gritinhos baixinho, eu tava adorando aquilo, ela elevou um pouco sua bunda deixando bem arrebitada na posição de quatro, fiquei estasiado com aquela visão, que rabo gostoso enorme!!!!!, e ela disse; "mete em mim meu gostosinho, mete vai, quero vc todinho dentro de mim, hummmmm, ahhhh!! me fode gostoso vai!!" ouvindo isso quase eu gozo antes mesmo de penetrar nela, tentei me controlar ao máximo e comecei a enfiar naquela xana gostosa, tava bem apertadinho, quando ela sentiu disse, "faz tempo que um homem não me chupa desse jeito, estou amando!!!, "o fulano"(ex-marido) sá queria sexo anal, terminava e sempre me deixava na mão..." eu fiquei mais louco ainda, também faria qualquer coisa pra comer aquele cu, fiquei calado e continuei a enfiar na xana, ela dizia "que delicia, vai meu gostosinho," aumentei a velocicade das estocadas, ela estava encharcada, molhada mesmo de tanto tesão!!, ela mordia o lábio pra não fazer barulho, alisava os seios, nossa!! eu queria ve-la gozar, sentir prazer, ela deitou-se de frente pra mim, ficando dessa vez na posição frango assado, tinha uma buceta linda... segurou nos meus braços e me puxou pra cima dela, continuei metendo, ela começou a gemer, sussurrar, me apertou com força, cravou suas unhas em minhas costa, ela estava gozando!!! gritou no meu ouvido baixinho, com a voz tremula, "vou gozaaaaaar!!! que deliciaaaa!!!". continuou me abraçando, fazendo movimentos com o quadril, me abraçou forte, fique alguns minutos por cima dela mais, olhando o extase o qual ficou, continuei os movimentos de vai e vem, em determinado momento, senti o gozo vindo, tirei o pau de dentro e fui em direção a sua boca, ela começou a chupar e colocar entre os seios, nossa!!! que maravilha, ela chupava, masturbava, ahhh!!! vou gozar tia!!! ahhhh!!! que maravilha, eu gozei!!!, sairam jatos que derramei tudo em cima dos peitões lindos dela, que gostoso!!!. nos beijamos demoradamente ela me olhou com ar de satisfação e ao mesmo tempo apreensão, fomos pro banheiro tomar uma ducha, ficamos abraçados debaixo do chuveiro, não falei muito, sabia que qualquer palavra errada poderia extragar tudo, continuei abraçado com ela. Eu ainda estava excitado, no banheiro fui novamente passando a mão, alizando seu bumbum, olhando..., "tia vc é deliciosa, que bunda gostosa vc tem", ela disse: ela me olhou nos olhos, segurou meu penis e disse: "vc quer meu gostosinho", eu: "quero sim, muito!!", comecei a passar a mão novamente, ela estava toda ensaboada, lisinha, tirei todo o sabonete passando a mão em seu corpo, me agaichei, segurei abrindo as bandas da bunda, ela enclinou-se novamente ficando bem arrebitado, nossa!!, comecei a passar a língua no seu cuzinho, deixando mais lubrificado ainda, lisinho, ela começou a piscar o cuzinho na minha lingua, fiquei movimentando lijeiramente ela se contorcia toda, já estava com o pau lateijando... me levantei e apontei cacete na direção do do orificio anal, encostei de leve, ela arrebitou mais ainda o bundão, fui enfiando bem devagar, ela gemia baixo, mesmo estando totalmente lubrificada tava dificil entrar, fui forçando, forçando até a glande começar a entrar, quando sentiu dentro soltou um gemidinho leve, eu adorava quando ela fazia aquilo, me dava mais tesão!!... fui forçando até que entrou até a metade, eu a segurava pela cintura e no bumbum, apertava forte, ela colocava as mãos pra traz, virava o rosto procurando minha boca, eu chupava sua lingua ao mesmo tempo que forçava no cuzinho dela, o cuzinho foi sedendo aos poucos, que gostoso meter, que sensação maravilhosa, ela começou a gemer e soltar urros, estava novamente em extase, e eu metendo sem dár naquele rabo!!! ela dizia "ai que delicia, mete vai, mete" falando com voz tremula bem sensual, fiquei louco de tesão, continuei bombando, aumentando e as vezes diminundo a velocidade, estava muito gostoso, o orificio anal começou a ficar bem lisinho, meu pênis deslisava pra dentro e pra fora, comecei a bombar com força, ela também começou a sentir um tesão diferente, estava sentindo prazer sendo emrabada por seu sobrinho!! ela rebolava, forçando o bumbum contra meu pênis, com uma das mãos eu batia siririca na sua xana, ela estava prestes a gozar novamente, começou a gemer, urrar, soltar gritinhos baixinho, eu também já estava prestes a gozar sentindo e vendo aquilo tudo, continuei batendo siririca, ela então jogou os braços pra traz, me puxou mais ainda a seu encontro, se contorceu toda, procurando minha boca me beijou sugando minha língua de tal forma que chegou a doer, dizia "ai que gostoso, que delicia, vou gozar, ahhhh!! shhhh!!!" diminui os movimentos mais continuei com pau dentro do seu cuzinho, depois de alguns segundos, recomecei os movimentos de vai e vem mais rápido, mais rápido, até que, ahh, estava gozando, gozei tudo que tinha dentro dela, nossa que maravilha, gozar dentro da minha titia gostosona, que bunda!! ficamos abraçados durante algum tempo quase adormecemos dentro do banheiro. Já era madrugada quando saimos do banheiro, o silêncio permaneceu, somente caricias aconteciam, seu olhar me disse tudo, o melhor seria não falar nada, fui pro meu quarto durmi o resto de noite que faltava, logo pela manhã, fui trabalhar meio sonolento, ela ainda estava durmindo. Passei o dia inteiro pensando na noite maravilhosa que tive, como foi bom comer minha tia rabuda, sem dizer que o pau ficava duro a todo momento, estava dolorido..., mais também estava receoso com sua reação ao me olhar de novo, com certeza ela iria refletir sobre o assunto. Bem, depois do cursinho fui pra casa como de prache, fiquei imaginando que ela nem conseguiria me olhar nos olhos ou coisa pior... chegando em casa me deparo com minha tia e minha prima acordadas, estavam sentadas na sala assistindo tv, encarei minha tia que soltou o sorriso lindo que sempre teve, aquilo me tranquilizou, depois ví que estavam assistindo um DVD que minha prima teria locado e queria muito assistir, tomei banho, comi algo e fui assistir junto com elas, logo que terminou o filme minha prima foi durmir, como disse antes ela tinha o costume de durmir cedo. Ficamos então eu minha tia na sala, estavamos cansados, com sono, mais fizemos o que sempre faziamos quando eu chegava em casa a noite, conversamos sobre nosso dia, depois de um pequeno papo sobre trabalho ela disse que na verdade não tinha conseguido trabalhar direito, que aquilo a deixou muito transtornada, falou o que eu já esperava, que era minha tia e que aquilo não era correto, poderia inclusive atrapalhar na carreira dela, bla,bla,bla... mais finalizou dizendo que aquela foi a melhor noite de amor de sua vida!!!. Bem, na mesma noite voltamos a tranzar novamente, mais dessa vêz fomos direto pro quarto dela, ela nem lembrava mais do ex-marido, nossas noites de muito sexo, continuaram até que arrumei uma namorada, ela depois de alguns meses arrumou um também(colega de trabalho que a tempos a cobiçava dando cantadinhas, psicologo também), ou melhor, até não, pois ficamos viciados, algumas vezes até rolava um ciume da parte dela, mas nada prejudicial. Entrei pra faculdade, fui morar sozinho e mesmo namorando sempre arrumava um jeito de tranzar com minha tia, adorava meter naquele cuzão e não iria deixar por nada, com certeza e sem sombra de dúvidas o melhor que já comi... hoje minha tia está casada com esse mesmo psicologo, até onde sei, além dela e eu, ninguém soube desse acontecimento.



Para quem sentiu tesão por esse conto e queira mandar menságem dando opinião, estou deixando meu e-mail: [email protected], espero que tenham gostado, pois foi algo inesquecível em minha vida.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos, eu, minha esposa puta e nossos vizinhosele pega ela nos ombros pra chupar sua bucetaconto lesbico tia iniciando a sobrinhaContos eroticos meu sogroesposa fode com doze homenscontos erotcos sonhos compapaitravestis estrupa novinha na academia pornotravesti linda barriga de tanquinho gostosa metendo vídeo liberado metendo gostoso peitudacontos comi a internadaContos eróticos /estrupandocontos porno eu amo caga na picavi outro gozar na boca de minha mulher contosMaes gostosas fudendo relatos recentescontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos erotico subrinha novinha mais muito safadinhcontos eróticos escravo da professoracache:R-bg7J8nF7YJ:https://mozhaiskiy-mos.ru/m/conto_14382_mamae-velha-mais-bucetuda.html contos eroticos mamando o peitao da patricinhacontos pornos fui estuprado na adolescência e gosteiconto erotico gay coroa dominador escraviza viado afeminadoconto gay despedida de solteiro com o meu primoconto erótico meu pai tirou meu c***** e sangrei muito na pica delea minha mulher Ela foi arrombada pelo negão como chega eu sentir coisa diferente dentro delaIncesto irmas safadas relatos atuaisconto incesto cunhadacontos eróticos sou casada e trai o marido com negão africanoainda vou comer esse seu cuzinho contochupando coroa empinadinha boa de f***Contos eroticos estrupei minha filha renata por ver filmes porno de pai e filha no meu computadornamoradalesbicacontos fiz tesoura na minha irmanzinha pequenininha e foi gostozocontos erotico o dia que comi a minha sogra sem camisinhaputinha adora ser arrombada no gangui bangui com muita porra na bocacontos mulher casada da o cu pro cãocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos de virgemtia rabuda deitada prerto de sobrinhocache:6FK7RI0T9TcJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_476_eu-e-2-travestis.html o home infinando a rola na bumda da moleninguém subiu para o meu primo escondido ele gozou na minha bocacontos eroticos meu amigo e minha mãecontos de olha que putinha tá gostando necantos eróticas adoro da o cuOi meu nome ê marta tenho uma amiga travesti e ela micomeusurpreendeu a esposa com consolo contoscutuquei a buceta da mamae contoscontos nao tinha camisinhamulheres da buceta cabeluda que dar e nao aguentou a rola grosa e pedia para parar videocontos eroticos ccb viuvas safadascontos comendo o cuzinho da fazendeiravem putinha vou te esfolar vadiazinha contocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentearrombada no rodeio comtoscomo o cheiro da maça contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto eróticos de mendigo arregaça bucetacontos minha irmãzinha tinha mania de sentar no meu colocontos eroticos venha ca sua puta safada,eu vou arrombar seu cu de cadelameu marido bebeu e meu cunhado me comeucontos de coroa com novinhocontoseroticos encochando minha irma onobisirmãos contos eroticoscontos porno de corno compartilha esposinha branquinha na viagem de onibus com negros hiper dotadosEncaixou a pica no meu cu pelo buraco cabinecontos cuidando da minha irma casadacontos eroticos, ele me humilha me bate me xingaNo motel minha sobrinha ela chupou meu pau eu chupei sua buceta e fudi ela contos eroticos masturbei meu melhor amigo contos gayConto erotico sobrinho fudeu gostoso com a tia coroacontos lésbicas amo minha cunhadasexo com a inpregada ea esposa prechanocontoseroticosviolentadaconto de sexo com sogra na praia de nudismoconto eroticos vendo a foder minha irma no papai betinhaconto erótico duas bucetas brigando mel esfregar tesouracontos usando plug o dia todo e anel no sacoeu conto sou casado meu cunhado fica passando um pau em mimconto erotico perdendo a virgidade com o porteiroContos eroticos de meninas estupradas.Contos eróticos na cozinha chuadas e ombadas