Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CENOURAS. SUSANA.

Hoje venho aqui contar uma das minhas experiências de há uns anos atrás. Venho contar como era a minha vida nos bons tempos em que não havia responsabilidades. Sou Mafalda, hoje com idade de gente, 1,60m, peitos 36B, 48kg bem distribuídos. Morena e de cabelos em cascata de caracáis e olhos da cor do chocolate.

Nos meus tempos de estudante de liceu, trocava muitas ideias com as minhas colegas, inclusive, chegávamos a juntar-nos e ter ali umas boas experiências a grupinhos de 3 ou 4 gajas (não vale a pena chamarem fufa!!! E aviso que mais para a frente chegaram a entrar alguns gajos...). Era tão bom... Ainda me lembro duma colega, aí no 8ª ou 9ª ano, a Susana, que era mais avantajada que nás... Ai que toque! Adorava as mãos dela... Mas chegava a casa e queria mais... E mais... E lá tive de inventar. As mãos já enjoavam e queria era pau! Até que comecei a experimentar legumes tipo cenouras e pepinos... (a banana também funciona mas às tantas derrete =S) E até iam pelas traseiras, oh se não iam! Eu devia ter aí 19 anos... A Su era um bocado mais velha, alguns meses.

Era um dia de férias de verão que fui para casa dela... Deu-nos para brincar com bonecas, ela disse que ia buscar qualquer coisa para comer-mos. Eu estava de cu para o ar (com mini-saia...) e de repente sinto qualquer coisa a tocar-me pelos sítios debaixo... Reparei que era ela com a cabeça de uma boneca. às tantas já eu também metia cabeças de bonecas nela e meu deus... Foi áptimo! Éramos grandes javardas... Ela entornou-me sumo de laranja por cima, já ia com a língua... Parámos e ela foi à cozinha buscar cenouras... Eu também a lambia, era áptimo! E não venham cá com histárias que isto é fufice porque não é! Fomos para o quintal (estava calor... E como o quintal era nas traseiras ninguém nos via) e ela enfiou-me a mangueira no cu ai que booom! a água corria eu puxava-lhe os cabelos e enfiava a lígua na cona dela... Sabia bem... Sabia a maçã... Tivemos de trocar de lugar, ela tentava meter a mão no meu cu. às tantas, tanto forçou que conseguiu... O meu cu doía, mas o prazer compensava! Enfiou-me a mangueira na cona, com um jacto de água forte, e meteu-me uma cenoura no cu (não sem antes me enxer o cu por fora e por dentro de creme de por no cu dos putos, fique entendido que ela tinha uma irmã pequena). Era tão booom! Depois passou a pepinos... Foi no cu e na cona... Aquela gaja alargou-me...

Mas eu também a alarguei! Tinha mãos de anjo ela... E dava-me palmadas... cuspia-me na cona... Depois Eu disse que estava aflita para ir à casa de banho... Esta parte deu-me algum nojo, Mas... Ela disse-me para não sair dali. Disse-me para lhe mijar em cima. Eu fiz-lhe a vontade. Ainda me limpou o buraquinho... Hmm... Não tardou quis mijar-me para o cu e para cona, eu lá deixei, tinha de retribuir não é??? Era quente aquele mijo... ainda me mijou um bocado na boca, mas digo-vos que o sabor nem era desagradável de todo. Apeteceu-nos cagar, juntámos os cus e cagámos no canteiro. Depois foi enfiar mangueira... Ai que fresca aquela água... Fomos colher uns pêssegos... Ela meteu-me 2 pela cona acima e um no cu... Eu fui um bocado egoísta e pus-lhe apenas 1 na cona... Mas era grande, não houve espiga. Foi-me com os dentes à cona e arrancou um bocado do pêssego ai que booom! Fomos para o quarto dela, e cheguei a descobrir que ela tinha o seu práprio arsenal de brinquedos... Tinha 1 vibrador, umas fantasias, umas coisitas desse género. Não sei onde as arranjou... Vestiu-me uma mini mini-saia cor-de-rosa, e maquilhou-me de uma maneira estranha. Prendeu-me virada para a parede com umas cordas... Fiquei com as mãos presas às grades da cama dela... Eu fiquei com um bocado de medo dela...

Ela vestiu um corpete azul e pôs umas luvas de látex besuntadas em creme. Disse-me que se falasse me batia... Deu-me um prazer... Começou a lamber-me o cu e, com os dentes, foi comendo o pêssego. Eu gritei de prazer, logo ela não se demorou a dar-me com uma raquete na cona. Eu queria gritar... Mas sá conseguia gemer... meteu uma mão no cu e tirou o caroço de pêssego. Lá dentro, enfiou o vibrador. Ai meu deus eu pensei que naquele dia ia explodir de tanto prazer... Punha e tirava o vibrador... Punha tirava... Tirou e ficou ali a chupar o olho do cu... e cuspia... Pegou num spray de chantilly e enfiou lá dentro... despejou boa parte daquilo lá dentro... e meteu a língua... Ela não me deixava fazer nada... Lá parou ali... E meteu um pepino dos grossos... Ai mãe que eu via que morria... Muito gostava ela do meu cu. E passou à cona. Tirou os pêssegos com as mãos, comeu-os e pegou em presunto. Molhava-o com o meu mel e comia... depois, meteu a mão... Punha e tirava... E meteu outro pepino... e passou a lamber-me as mamas... E dava-me grandes línguados... Chegou a uma altura que me soltou e disse que era a minha vez. Eu lambi-a toda. Eu já estava quase sem forças. Tirei os pepinos de dentro de mim. Comi o pêssego dela. Apertei-lhe o clítoris... Ela gemia, mas eu não me fui de modas e dei-lhe com a raquete. Vi que ela queria era o cu ocupado e botei-lhe com o pepino dentro. O cu dela latejava... Eu lambia por trás... Ela disse que não conseguia ficar ali parada, eu compreendi e soltei-a. Pegou num acessário que eu nunca tinha visto antes, uma espécie de pénis grosso, mas com duas cabeças. Sentou-se na cama e mandou-me deitar de barriga para baixo no colo dela. Empinei o cu e ela meteu uma das cabeças no cu e a outra na cona. Punha e tirava aquilo era booom! Por esta altura eu já devia ter tido 4 ou 5 orgasmos... Sem exagero! Tirou do cu, mandou-me sentar, meteu uma das cabeças na cona dela e ficámos ali as duas em vai vem... Estoirámos as duas, a família dela devias estar quase a chegar, o irmão vinha da escola daí a pouco tempo e fomos as duas tomar duche. Ela esfregava-me a cona sem se cansar...

Acabei por dormir em casa dela (com autorização dos meus pais). à noite, aconteceu o que posso chamar de o meu primeiro bacanal a sério... Estava lá o irmão mais velho da Susana, o Bruno, que tinha 19 anos... Era lindo! Todo bom... E tinha ali uma ferramenta... Foi 1 dia inesquecível... Ainda lá voltei, eu e a Susana tínhamos cada loucura... Espero que tenham gostado. E pensem o que quiserem, mas, isto é tudo verdade. Eu tinha lá por volta dos 19 anos. Já não sei o que é feito da Susana, com grande pena minha... A família dela foi viver para o estrangeiro e, hoje, aos 23 anos, gostava de a ter aqui comigo... Continuarmos com as nossas experiências... Bem... Beijo No cu para todos.



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos,peguei minha filha e sua amiga transandoPeguei minha tia veridicoloira cris casada fode com negao contos eroticossua amiga eu vou pegar de tras pra frenreconto incesto minha linda maeziharelatos de comadre dando a buceta pro compAdrevídeo pornô pica da cabeça enrolada redondadaeu vi uma pica toda arregaçadaconto errotico apostando a esposacontos de meninos putinhosconto comendo viuvapapai me usa sempre que quer contos eróticoscontos eroticos estrupadascontos eroticos dormi e dei rola primahumilhado travesti contoscomo virei escravinha gayconto enfiei a cueca no cuContos de mulheres que ganhao a vida dando o cucontos gays meu pai gozou na minha bocaMinha sobrinha ligia conto eroticoConto eróticos de novinhas 2006buceta carnuda comtos de sexo lesbicascontos realizei o sonho do corno engravidei de outro[email protected]comtos de fodas com travetis e mai e pai e filhosmalhadas e traidoras contosflaguei minha esposa varias veses se masturbanocontos eroticos de gordo dando o cu pela primeira vezX.mobele munher perdeno virgidade com um home pistoludofetiche mulher atola cueca no rabo do caramulheres violadas contos eroticoscontos eroticos dando aulas ao sobrinhoCONTOSPORNO.sapecacontos eroticos tia tucarelato erotico chupei a calcinha da minha tiaContos a mendiga da buceta largaa primeira vez que transei com dois homenscontos eróticos eu inocente meu vizinho me pegou no flagra transandocontos eroticos com sogro e sogracontos eroticos mulher castiga o homem emagando o saco e dando soco no saco meu primo rasgou meu cu gaycontos eroticos de onibus lotado com maeQuero o pau do meu filho no meu cucontos eroticos afilhadacontos e videos verdadeiros de cunhado transando com a cunhada e a filha delacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecache:hNEcBAkab0YJ:okinawa-ufa.ru/home.php?pag=127 contos eroticos meto ate as bolas no meu fiho viadihocontos mulher casada da o cu pro cãotenho maior tesão pela minha tia velha contos eróticosconto: crente safada da ccb em swingcontos eróticos enteadosconto erótico escondidocontos namorada deu o cu paraconvenci meu primo a me fuder bem novinha contoscontoporno punheta mão amiga dormindo juntosconto comendo a mulher casadacontos safados purezaContos eroticos comadrecontos eroticos cadtigando o cupegando amiguinha da filha no banho e gozando na bundinha delaconto com sete anos dei gostoso pro meu tio caralhudosobrinho do meu marido mais nao queria 3 contos eroticos.contos-gays fui arrombado por um bombeiro no motelpapai traindo mamae comigo contos eroticoscache:CR2s6nKZoKEJ:mozhaiskiy-mos.ru/conto_17928_iniciacao-bi-sexual-em-familia.html casais safados de itacoatiara -Amazonasporno efiando o dedo na esposa e chupa a buceta dela gostosaConto erótico namorada mestiçaminha mulher me comeucontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos minha irmãzinha tinha mania de sentar no meu colocontos eroticos tio e sobrinhaminha cunhadinha e virgens peguei a forcavideo deixando ninfetinha toda arrepiada