Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A GRÁVIDA QUE CAGOU NO MEU PAU

Sou conhecido como o Jardineiro-Shameless. Sou de Sampa.

Adoro uma aventura com mulheres casadas, coroas, mães carentes, e, inclusive, com mulheres grávidas. Curto muito sexo anal, principalmente, com as cagonas e mijonas. Já fiz três mulheres cagarem no meu pau. Adoro ter no meu pau o cheiro da dona. Também curto chuva dourada.

Mas, vamos ao fato !!!

Em dezembro, minha vizinha Dona Dalva que estava grávida de 6 meses, me contratou para fazer o seu jardim.

Ela preferiu marcar para um sábado que estaria sázinha em casa, pois com o marido e seus filhos viajando, ninguém nos atrapalharia. Achei magnífico, pois eu tinha muito tesão por ela. A Dona Dalva, 35 anos, é loira, olhos verdes, linda !!! Eu fiquei sá fantasiando se rolaria alguma coisa. E, rolou !!! Assim que, cheguei lá, a Dona Dalva começou a conversar e foi bem direta no assunto. Disse-me que, há tempos, percebia o meu olhar de tarado pro lado dela. Perguntou-me se estava correta em suas conclusões. Mesmo arriscando a perder a sua amizade, e também, aquele serviço, resolví encarar a situação. Respondí que era apenas a uma fantasia. Aproveitei e me aproximei dela. Por impulso ao tesão da conversa, agarrei-a pela cintura e beijei-a na boca. A safada não sá permitiu, como enroscou a sua língua na minha. Em instante, estávamos pelados na sua cama de casal. Fizémos um torturante 69. Fiz a Dona Dalva gozar três vezes na minha boca. Depois, coloquei-a de joelhos na minha frente e falei que antes, iria gozar na boca dela, pois eu pretendia demorar o máximo possível no sexo anal. Estando um pouco aliviado, com certeza, eu conseguiria retardar a ejaculação e ficaria um tempão enrabando-a. A Dona Dalva entendeu o recado. Obediente, ela abocanhou o meu pau e mamou carinhosamente. Levando-me à loucura. Gozei intensamente, enchendo-lhe a boca de porra. Ela engoliu tudo, até a última gota. Sem dar tempo para relaxar, ainda de pau duro, coloquei ela de quatro em cima da cama. Cuspi em seu ânus e no meu pau. Assim que escostei a cabeçona roxa do meu pausão naquele orifício anal marron, a Dona Dalva chegou a peidar de tanto tesão. Fui forçando aos poucos, até enterrar a minha tora naquele cú piscante. Ela apertava o seu anelzinho em torno do meu pau. Apertava, soltava, apertava, soltava. Aquela grávida cagava o meu pau prá fora e eu tornava a enfiar. Enquanto enrabava ela, fui dedilhando a sua vagina. A Dona Dalva chegou a mijar na minha mão e eu começava a soltar aos poucos o meu esperma. Não aguentando mais, gozei fartamente dentro daquele rabo guloso. O meu pau saiu com fezes dela. Depois daquele dia, transamos outras vezes. Se alguma madame querer me contratar para fazer o jardim é sá me procurar. E-mail [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos relatos eróticos mamãe exibicionistacontos porbo cadela laikaContos eroticos- meu pai me xingando no sexocontos de engates gays maduroscontos eroticos comendo traficantemulheres peladas encostada no pe de cococontos sexo minha esposa nossa vizinha travesti novinhaporno amador em festinhasparticularescontos eroticos delicia de infancia com meus vizinhoscontos de coroa com novinhocheiro de pica contos gayconto erotico com padrastoEu Bêbado e Ela Se Aproveitou Contos Eróticossexo contos eriticos o amigo do meu marido me pasando bronseadordesenho pornos dos flinstones cornocontos eroticos na frente do cornocontos com fotos flagrei meu marido com a viúva do vizinhorabinho impinadinho em fio dental da irmaX.mobele munher perdeno virgidade com um home pistoludocontos mulher casada da o cu pro cãomeu irmão mim fudeu sem camisinha e eu fiquei gravidamarido corno nao ve mulher paasa a mao no pau d outroContos olhando a mãe dacontos de sexo depilei minha bucetaminha sogra viu eu tomar banho contosgatas angelicais a procura de um agarrao 4lalargado na bucetacontos bdsm pedi para que todos me mordessemrola de meu pai conto gaycontos eroticos cuspe punhetacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentea foder a policial na rua contoscontos com sogras acima de 50anos pornôcontos eroticos de como meu amigo me comendoultimos contos eroticos fazendo a festa da molecadacontos eróticos estupradacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteponen titando cabaso de mulherescontos eróticos da irmazinhacontos ninfeta lesbica fodde casada hereroafilhadacontoContos eróticos boca maciacontos com priminha safadinhas de dez aninhosconto porno peoes no cioCasada fodeno com sogro no sitio contomulher casada e evangelica dando o cu,contos sexembebedei minha irma e a comi conto eroticoconto tranzar com patraocontos comeu a amiga e o amigocontos eroticos tres homens uma mulhercontos eroticos garotas na escolacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentea namorada do meu enteado com minha.esposa e eu contoboquete mulher de 48 anos contoPULAVAAI XVIDEOContos eroticos tatuagem da esposacontos eroticos arrombando a gordacontos de sonhos eroticos de casaiscontos buceta assadaTirei o c***** da minha enteada Camila e Ela gozou muitocomto imcesto familia praiacontos minha mae fez minha primeira esperiencia de gayVer contos de mulheres no ciocontos titio comeu minha buceta[email protected]Encoxei.um crente no onibus contomulher sentada e retando calcinha para homen ver sua bucetaContos eroticos de asados fasemdo trocas com as esposasporno adivogada trepa com criericontos eroticos arrombando a gordacontos eroticoseu gostoo d ver meu marido comendo a empregadaContos eroticos teens gay no banho com meu paicache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html de chei minha filha de cartigo e cumiela