Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU VISINHO DE 19 ANOS

Deco tenho 24anos sou do centro do Rio de Janeiro. Mas morei no suburbio por muitos anos. Morava em Marechal Hermes. Sozinho já tinha 22 anos. Morava em uma kitinet e tinha átimos vizinhos. Um prédio so de kitinets. Morava no ultimo andar, um prédio de 4 andares. Uma galera humilde mas muito educados, realmente bons visinhos. Fui ver o imável pra alugar. De cara vi que a área era boa, cheio de lekes, garotos, adolescentes sabe? Fazia muito sol, era de tarde horario de verão um sol a pino. Dei uma olhada nos movimentos dos lekes e entrei no prédio. Estava acompanhado pelo proprietário. Resumindo essa parte, aluguei e já conheci alguns visinhos mães e pais de família. Se espantaram um pouco já que aparento bem menos idade que tenho. Conversamos um pouco e já me ofereceram ajuda caso eu precisasse pra mudança. Fui pra casa da minha mãe super Feliz e pois tinha dado sorte de encontrar um lugar so pra mim e com pessoas muito família ao meu lado, pelo menos o que parecia. No dia seguinte sai do trabalho e fui direto pra la. Tinha que dar minha cara ao lugar. Tratei de pintar do jeito que queria era minha independência, minha casa gente. Meu apezinho era no fim do corredor, escolhi pra não ter pessoas passando pela minha janela e porta. Levei um radio e tratei de pintar. Ouvindo Ana Carolina bem alto e cantando, muito feliz estava trabalhando. Levei um susto quando na janela estava um carinha (Leandro esse é o nome do cara), porra que susto cara, eu disse aele descendo da escada. Se apresentou, disse que morava ao lado e tinha 19 anos e estava disposto a me ajudar. Gente que galera solicita. Um calor, eu estava so de short sem camisa e ele de bermuda. Com um garoto de bermuda mexe comigo. Ele loirinho, pele sem marcas, uns lábios rosados e carnudos, olhos esverdeados. Ele caiu do cel. Leandro mexeu com minhas fantasias, mas tinha que ir bem devagar, era meu visinho e não queria que já soubessem. Conversamos muito e ele acabou me ajudando, pedi pra ele comprar cerveja, bebemos pra refrescar. No dia da mudança alguns amigos me ajudaram e fiquei esperando o que tinha comprado chegar. Minha casa tava ficando do jeito que queria. Leandro todos os dia chegava do colégio passava la em casa. Viramos amigos e eu cheio de tesão nesse meu novo amigo, ele tinha 19 anos mas ñ parecia ter mais, cara de homem jeito de homem, muito simples a família a muito educados. Ele tinha uma namorada Juliana, ficamos amigos e ela teve a coragem de perguntar o que todos no predio queria saber. Sou sim, sou gay ju, respondi a ela com um sorriso e alivio, alguém me perguntou. Ninguém mudou comigo, pois Juliana tratou de contar a todos. Entendo uma adolescente né? Fiquei com medo de Leandro se afastar, sei la com medo do que os visinho e amigos dele poderia dizer. Pra minha surpresa, ele veio conversar comigo. Pode deixar que não vou me afastar so porque vc curte caras meu amigo. Ele disse isso me abraçando. Me deu um alivio. Ufa! Menos uma né?

O tempo foi passando me meu tesão por Leandro foi virando algo que não era so sexo. Sentia falta quando ele deixava de passar um dia se quer na minha casa. Ele adorava meu pudin de leite condensado. Sempre que podia fazia pra ele. Ate que um dia tomei coragem e passei uma msg pelo cel. Tava no meu trabalho. E o medo quando chegar em casa. Quando ele saísse do colégio. Sera que passaria la em casa? Tive que jogar com a sorte. Cheguei e com todos os dias a mãe dele tava na porta trocamos algumas palavras e ela disse que fazia muito gosto de minha amizade com seu filho. Sorri e pensei. Ótimo a sogra já conquistei! Aproveitei e perguntei por ele e ela me disse que ele tava meio estranho desde que recebeu uma msg no cel, saio e sem avisar aonde ia, nem pro colégio ele foi. Fiquei muito assustado e dei uma desculpe e entrei. Estava tomando banho quando ouço e lê me chamar. Mande entrar e gritei: to no banheiro muleke, marca um dez que já to saindo! Um silencio tomou conta depois que gritei. Acabei o banho e sai perguntado, chamando por ele. Nada de resposta, pensei: sera que foi embora, geralmente me espera quando isso acontece. Ele tava na cozinha encostado na geladeira, sem camisa, so de bermuda de surf. Bronzeado, os pelos loirinho natural e os olhos a essa altura do bronze mais verde do que nunca, estavam vermelhos e pequenos, parecia ter chorado. Ele ñ disse nada, so me olhava. Fui chegando perto e nossos olhos se encaravam sem piscar. Gente ver Leandro daquele jeito na minha cosinha eu te toalha. Já tinha feito mesmo a besteira agora queria ir em frente. Cheguei bem perto e disse: Meu amor, não fique assim. Leandro não sei que esta pensando mas é verdade, eu te amo. Aprendi a te amar. Quando vc não aparece fico louco. Ele sem dizer uma palavra me deu um beijo que ate eu me surpriendi. Mas é claro que oi esquentando, ele tirou minha toalha, abria a bermuda dele. Ele segurou a minha mão e disse: temos que fechar a porta. Ele mesmo fechou. Eu parado no mesmo lugar. Ele me pegou pela mão e me levou pra nossa cama, essas alturas tudo que era meu era dele. Ele fez comigo tudo que queria fazer a muito tempo com ele. Ele explodia te tesão, os músculos tensos, uma fome, desejava realmente meu corpo. Tudo que fazia com a boca depois me beijava. Lambeu meus mamilos e foi descendo sempre me olhando, meu pau duro muito duro(22cm já que sou negro), ele me olhou e com o pau na mão deu uma lambida e depois quase se engasgou, chupava com força, com fome, desejo. Estava louco e cada gemido meu ele se empenhara mais. Ele queria me satisfazer, ficou muito claro aquilo. Ele voltou a beijar e virei ele de costa. Lambi suas costas e cheguei a bunda. Porra que bunda, brankinha aquele Marcão de sunga. Fui com calma pra não assustar minha criança, ele foi relaxando e achei seu cu. Rosado, apertado, muito apertado, senti isso com a língua, cada linguada sentia seu corpo arrepiar. Peguei o gel e comecei a tentar meter nele. Ele pediu pra ir devagar seria a 1ª vez. Comi meu gatinho, soquei muito akele rabinho loirinho. Ele disse que queria fazer tudo a 1ª comigo e pediu pra eu gozar na sua boca. Claro que fiz, muito tesão, tirei minha vara do rabinho dele e gozei muito na boca, ele no inicio achou meio estranho o gosto mas engoliu tudo. Depois disso fomos tomar banho e rolou de novo.

Fomos pra cozinha, fui fazer janta pra gente. Conversamos muito e ele me disseq eu era louco por mim desdo dia que me viu pintado o apezinho. Namoramos um tempo e com o consentimento de sua mãe. Mas tive que me mudar e nossa relação não tava muito boa. Então resolvemos terminar. Hj não tenho mais contatos, quando voltei a marechal Hermes não encontrei mais, eles já tinham se mudado também. Muitas saudades dele. Meu anjo loiro hj ele tem 19 anos mas não o paradeiro dele. Que saudade. Sinto falta de um amor assim, sensível, másculo, inocenete e maduro ao mesmo tempo. Há é lindo.



Esta historia é real. Obrigado. [email protected]



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos de mulheres que ganhao a vida dando o cucontos decoroas gayContos her¨¦ticos incesto comi minha m 0Š0edei a Bundinha gostosa Contostia tchuca faz o movimento no pirucache:tCqBSJiMNvAJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_6_13_orgias.html contos eroticos com sobrinhafotos porno de meu amigo fudendo minha maecontos de menina nova perdendo o cabacozoofilia conto cadelaconto minha tia de calcinha andandoconto erotico de mae nao aguentei nem a pau o casete do coroa meu amigoPega minha xerequinha tio contos eroticosmae fode com filho contos erticosa minha cunhada casada e saia justa contos com fotosprofessor comendo minha esposa mulata no motelminha irma seu cu cheiroso contoscontos eroticos um negro me arrombandoconto erotico casada trai com cunhado omenina abrindo a buceta saindo gosocontos eróticos tio e sobrinhacontos transei com meu filho enquanto fingia dormirconto gay descabacei meu empregadocheguei da escola vi minha p*** s***** dando para o meu tio minha prima piranha s*****contos eroticosirmazinhafui chupada igual uva contoso que acontece se ficar com penis infiando 30hora parado dentro da bucetaNegras malhadinhas com muinta vantade de dar a bucetameu tio me arronbouContos eroticos de pai engravidou a filha peitudacontos eróticos leite incestochantageada e humilhada pela empregada negraconto erotici gay dano cu no dia da greves dos motoristo de onibus gay casadocontos eroticos minha sogra de calcinha rendameu carçereiro gostosowww.punheta de calcinha fio dental contosso mulheres escravas de seus maridos contos eroticoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteviciada em porra caninaContos eróticos jogo de seduçãocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto enterrando a ate o talo no cu da mamaedei pro meu genro contocontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadosmedica ver garoto pelado e assusta/contoseroticoscontos flagrei meu pai comendo cu do meu irmaoConto loira 20 aninhos casada e amigo de maridãocontos eróticos minha buceta aregacada entregou que traicontos esposa sentiu uma rola giganteeu dechei meu cunhado meter 4 vezes na minha xaninha yahoogorda lendo jornal e der repente e fuda por dois caras um na buceta peluda e outro no cuComi minha mãe no meu colo contos eróticoscontos eroticos arrombando a gordaEscravo de minhas cruéis donas (conto )contos eroticos comendo o bucetao cabeludobuceta abertassa muito aberta gozadaDuas lesbicas se chupando delicioaamentecoleção de pôneis gozando dentro do cu e buceta de putabuceta inchada da cunhada...contosconto eles gozaram na minha mulheremprestei dinheiro a casada contomamadas seios contos coroasContos eroticos tente fujir 28cmcontos comiminha primaContos eroticoshospitalContos erótico Encojando minha Irmaconto erotico amigas chupei cunhadacontos erotica de estrupamento de ninfetoscontos esposa olhos vendados fudendocnto mulher de ssia entra no cineporno pela primeira vez e deu para varioscontos.veridicos erabando uma,.pretinhacontos de primeira vez com meu cunhadotroca casais no acampamentos contos erótico