Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O ENCONTRO (PARTE 2)

As tetas duras e jovens de Marta convidavam mesmo a uns beliscões fortes. A boca do estranho estava a deixá-la toda marcada de chupões, o que ainda a excitava mais, ser marcada assim pelo seu senhor! A sua cona transbordava de tão molhada, e o cheiro a sexo naquele quarto de pensão formava um miasma quase visível. Uma palmada nas nádegas faz com que Marta abra os olhos e veja o seu amante que lhe exige que se mexa, que rebole, que o aperte com a sua cona jovem e encharcada até que o faça gozar. Então, surge o pedido tímido "podias gozar sem preservativo?" O amante, sabendo bem o que ela quer, decide humilhá-la um pouco mais. "Queres ir ter com o corninho do João com a cona suja da minha porra? É isso, minha puta? Queres mostrar ao teu corno o sabor da minha porra?". Ela, timidamente, envergonhada, e ainda mais excitada, faz que sim com a cabeça, enquando que com a cona lhe aperta o caralho duro.

"Minha puta suja, e achas que vou colocar o meu caralho desprotegido nessa cona porca?"

Ela abranda, e enrubescendo ainda mais, retira um envelope da sua mala de mão.

"O que é isto, então sua grande vaca, sua porca, fizeste exames para me sossegares? E o corno, fodeu contigo depois dos exames, ou tem feito como vos mandei?"

A voz quase não sai "não voltámos a foder desde as fotos, os exames foi para estares à vontade e me poderes foder sem preservativo", mas a cona não pára e o rabo de Marta rebola em cima daquele caralho. "És uma bela puta, e o João um corno submisso... Ok, tira-me a camisa, e se me conseguires engolir todo encho-te a cona com a minha porra. Pelo menos tomas a pílula, não?"

Marta desmonta a custo daquele caralho que a preenche de forma tão completa. Toda a aparente frieza e os insultos do seu amante estavam a fazer com que ela entrasse num mundo sá seu, se sentisse mais fêmea e mais sensual que alguma vez tinha sentido. João ia adorar a descrição do encontro, isso ela também tinha a certeza. Será que o seu dono deixaria que fodessem de novo, ou ia continuar a exigir que não se tocassem?

O caralho encostado à sua boca fez com que ela voltasse à situação actual. Assumindo o desafio, abriu a boca ao máximo e sentiu aquele caralho duro entrando até à garganta. Era extremamente excitante ver a cara de Marta, submissamente engolindo aquele caralho grosso, começando a ter náuseas. Nada que o fizesse parar, antes pelo contrário, já conhecia a sua necessidade de ser forçada e humilhada. Segurando-a pelas orelhas, conseguiu enfiar o seu caralho todo naquela garganta obediente. As poucas náuseas que ela ainda sentia faziam que a sua garganta fizesse maravilhas no caralho do seu amante. Antes que gozasse, ele resolveu cumprir o prometido. Tirou-lhe o caralho da boca, colocou-a de quatro na cama, e admirou um pouco aquela cona molhada e aquele cuzinho rosado. A excitação de Marta era tanta que tinha as coxas completamente molhadas pelos seus sucos, e até o cuzinho brilhava de tão húmido. Ele não podia resistir a provar aquele sabor, e com a ponta da língua recolheu algum do seu mel. Ela estava tão excitada, que sá sentir a lingua a lamber do seu cuzinho até ao clitáris fez com que gozasse de novo, mordendo a almofada para abafar os gritos. Quando recuperou, já estava de novo preenchida por aquele pau duro e saboroso, que a enchia como o caralhinho do João nunca tinha conseguido. Sentindo-se a mais baixa das rameiras, ela pediu que a fodesse mais forte, que lhe espancasse as nádegas brancas, que a fizesse sua propriedade. As palmadas não se fizeram esperar, deixando marcas vermelhas e aquecendo ainda mais aquela fêmea no cio, que gozou mais uma vez e ainda mais forte quando finalmente sentiu outro caralho despejando porra na sua cona sedenta. Aquela mangueira que lhe lavava o útero parecia que nunca mais acabava, até que finalmente o seu amante a largou em cima da cama. Mal Marta teve tempo de respirar e já estava o seu dono a apresentar-lhe o caralho temporariamente mole aos seus lábios, para que ela o endurecesse de novo. "Vá, mostra que essa boca de puta serve para algo mais que para gemer e pedir! Sabes onde este caralho vai entrar a seguir."

(continua)

[email protected]com

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos eróticos entre parentesgostosao aguenta doi pipinos no cúcontos eroticos casou comigo so para comer minhas filhinhas bem novissimasmulheres xorte mostrando vaginacontos de cunhadas tesudascontos eroticos chatagiada a beber espermasputinha desde de novinha cristine contos eroticoscumi minha cunhada afossa contos roticoscontos eróticos da quarta-feira de Cinzascontos com teens sentando na ro do pri com doze anosConto erotico sozinho na casa com minha cunhada gordinha gostosameu filho me comeucontos eróticos novinha funkcontos eróticos pastor compadre d*********** a virgemassistir vídeo pornô travesti da rola Gabs cabeça de graçacontos negao limpando quintal da casadaadotado pela sogra contoscontos eróticos infância gay com gari heterocontos.de.velha.crente.taradacontos eroticos tomou toda porra da linda travestinoiva fabiana cu pra 5contos safados purezatenns gemeno e gritanox vidio comtos eroticos mães inocentecontos sexuais de jessica no carroContos eroticos/dp com a ninfetinhametendo na irmã dormindo boa f***contoseróticoamigasesposa e amigos na cervejada em casa contoContos vovô pegando peitinho da netacontos pornôs vingança marido transformar esposa em putasexo contos mendiga estuproconto eroticos vendo a foder minha irma no papai betinhahomem colocou sua picA ENORME NA XOTA DA CABRITA ENFIO TUDOcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto gang bang com crenteestou comendo a donacasado chupa travesti contocontos eroticos infanciacontos eroticos, venerava meus mamiloscache:http://okinawa-ufa.ru/conto_20940_assalto-no-condominio.htmlContos eroticos sexo gozada desejos traicao e mortemeu sogro comeu minha mulher contosjaponesas babys fazendo zoofilacache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html conto erotico comendo sogra no veloriosexo gemidossscontos eróticos da irmazinhacontos sexo meu filho meu homem como dopar uma mulher e fazer sexo contoo tio ceduzino adolecente metendo odedo priguitinhaContos eroticos: Fui forcada por meu pai ohohhcontos eróticos dívidi minha mulhercontos eroticos a dona da lanchoneteComendo a tiA PROXIMA CONTOSconto meu marido acha que sou santa mais ja dei o cucontos: safadezas de um velhoCasa conto eroticos noiva deixou noivo por outra pica do negãoistorias de mulheres fudeno com dogycontos a cunhada da primaIncesto do cu desde pequenobuceta grandes na pica dormindo contosmunher ce mastuo eu fiContos sempre incentivo meu marido a comer outra putinhacomo enfiar caralho na conacontos erotico - a cunhadinhaconto erptico ajudamdo a filha aperder o cabaçocontos de coroa com novinhocontos eroticos/pauzudos casadastiro saiu pela culatra contos eroticosconto. a sugadora de. porracontos torei a vizinha de treze aninhos e pagueicontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crente