Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMENDO A DONA DA LOCADORA





Essa historia aconteceu entre os anos de 199496, na época eu tinha 19 anos e como todo adolescente com os hormônios a flor da pele...

Como a maioria das crianças e adolescentes eu era fanático por vídeo-games,(até hoje eu ainda jogo bastante) aqui perto da minha casa não tinha nenhuma locadora de games todas eram em outras quadras até que um dia veio para cá o irmão de uma vizinha minha, que montou uma locadora no conjunto de baixo (aqui em Brasília e nas cidades satélites os endereços são divididos em: quadra, conjunto e casa. E não em bairros) da minha da minha casa. Entre a molecada foi aquele alvoroço, as tvs eram todas de 29 polegadas e com Playstation, o que não era normal nas outra locadoras mas o que chamava mais atenção era a esposa do dono, uma mulher com 25 anos, cabelos cacheados e castanhos, olhos verdes, seios médios, cintura fininha, um par de coxas grossas e bem torneadas e uma bunda bem redondinha e empinada, ela era aquele verdadeiro violão, resumindo linda. Ela gostava de andar com umas saias bem coladas no corpo o que realçava mais as suas curvas perfeitas, nem parecia que ela já era mãe (tinha uma filhinha de 3 anos).

Todos os homens da quadra ficavam doidos sá de ver ela passando na rua, tinha até alguns pais que iam levar os filhos pra jogar videogame sá pra dar uma olhada nela, na nossa galera tinha eu e mais três que éramos os melhores jogadores da quadra e que entendiam mais de jogos logo eu e um desses colegas fomos trabalhar na locadora, sempre que o dono saia e a esposa dele também agente que cuidava de tudo.

Depois de alguns meses que eu trabalhava lá em um sábado como todos os outros o Lucas (o dono) me pediu pra ir na casa dele trocar um dinheiro com a Cleide (a esposa gostosa), a locadora ficava em uma rua e a casa dele ficava na rua de cima quase de frente com a minha casa era sá da a volta no conjunto, chegando lá eu a chamei no portão umas três vezes e nada então eu abri o portão e fui entrando, bati na porta e nada ai eu verifiquei se estava aberta e como estava abri e fui entrando na casa foi ai que eu escutei o barulho do chuveiro ligado então eu a chamei de novo e a Cleide apareceu de toalha com os cabelos molhados e dava pra perceber que ela estava de sutien ai ela falou:

- ah!!!!! Nem escutei você chamando, estou dando banho na Larissa e o que você veio fazer aqui?

- é que o Lucas me pediu pra vir aqui trocar esse dinheiro...

Cleide pegou o dinheiro e foi pro quarto trocá-lo e eu fiquei na sala sá imaginando como ela seria nua e outras coisas mais, chega fiquei de pau duro na hora. Quando ela retornou com o dinheiro trocado e me viu com aquele volume no short chega eu fiquei sem graça.

- o que foi isso ai Luciano, nunca viu uma mulher de toalha não!!!?

Ai eu respondi na doida:

- já, mas nunca tão gostosa como você... Depois que eu fui pensar no que eu falei, caramba to ferrado, ela vai contar pro marido dela ai eu vou estar fudido. Pra minha surpresa ela tirou a toalha e ficou sá de calcinha e sutien e deu uma voltinha pra mim ver, quase que eu morri na hora. Era um sutien branco e estava molhado dando pra ver os bicos dos seios dela e uma calcinha socada na bunda e transparente na frente dando pra ver que a xaninha dela que era toda raspadinha, ai é que eu fiquei com o pau duro mesmo. Ai ela perguntou:

- gostou??!!!!!

Como eu não ou bobo disse que sim, e falei que ela era mais gostosa do que eu imaginava.

- e você não vai me mostrar nada não?

Na mesma hora eu já fui abrindo o zíper do meu short e tirando o meu pau pra fora e mostrando a ela como ele estava duro.

- nem parece que esse pinto todo é seu...Agora me deixa ver o seu pinto pra ver se já ta no ponto de aprender as coisas boas da vida.

Quando a Cleide disse isso logo de imediato eu fui segurando o meu pau e apontando pra ela nisso a Cleide foi se aproximando, segurou com uma das mãos e começou a bater uma punheta bem de leve, eu já estava vendo estrelas. A mulher mais desejada da quadra ali na minha frente semi nua segurando e batendo uma punheta pra mim!!!! Logo em seguida ela começou a dar uma lambidas dos ovos até a ponta do meu pênis ora colocava as bolas na boca ora dava uma chupada e colocava ele todo na boca.

Como eu era inexperiente não aguentei e gozei dentro da boquinha da Cleide, chega ela levou um susto com a quantidade de porra que saiu do meu pau, mas ela engoliu tudo e foi logo se levantando e dizendo:

- esse seu pinto ta aprovado, agora eu quero ver se você saber dar prazer pra uma mulher de verdade.

Ela sentou no sofá e levantou as pernas, afastou a calcinha e me disse:

- você já chupou alguma buceta na vida Luciano?

Como eu estava fascinado com aquela cena sá balancei a cabeça dizendo que não então fui se aproximando dela sem saber direito o que fazer, pois nunca tinha feito aquilo antes como a Cleide sabia da minha pouca experiência foi logo falando pra eu ir lambendo bem devagar e depois foi dizendo pra ir chupando de leve o seu grelhinho e ela já estava rebolando na minha cara e eu enfiando a língua o máximo que eu conseguia dentro daquela bucetinha cheirosa e a Cleide rebolava cada vez mais e pedindo pra chupá-la mais forte até que a filhinha dela a chamou lá do banheiro pra ela voltar pra brincar com ela no chuveiro, então a Cleide pediu pra se levantar e foi lá no banheiro e disse pra filha dela continuar brincando sozinha pois ela estava resolvendo uma coisa e já voltaria pra brincar com ela.

Quando a Cleide retornou eu estava sentado no sofá segurando o meu pau duro.

– já esta duro de novo!!!!Hum... Como você já aprendeu a chupar uma mulher de verdade, agora eu vou te ensinar como uma puta faz sumir pau dentro da buceta. Nisso ela já foi subindo em cima de mim segurando o meu cacete afastou a calcinha dela e foi descendo ate entrar tudo dentro da buceta dela, e começou a rebolar bem devagar e perguntando se eu estava gostando, eu sá balançava a cabeça afirmando que sim, ela subia e descia cada vez mais rápido nisso ela foi tirando o seu sutien e me ofertando aqueles melões com os biquinhos rosados. – tomo meu bezerrinho mama a sua vaca mama, chupa as minhas tetas. Logo em seguida eu gozei de novo então a Cleide me deu um beijo de língua bem gostoso e falou para eu ir embora logo se não o Lucas iria achar estranho a minha demora e falou se ele perguntasse porque eu demorei era pra falar que foi porque ela estava dando banho na Larissa e falou pra mim não contar pra ninguém pois esse seria o nosso segredinho e se eu a obedece ela me ensinaria muito mais coisas.

Quando fui embora estava nas nuvens, tinha acabado de tranzar com a mulher mais gostosa da quadra e ela ainda falou que teria mais!!!!!!

Chegando na locadora o Lucas foi logo perguntando porque eu tinha demorado tanto e eu respondi que foi porque a Cleide estava dando banho na Larissa e eu tive que esperar ela terminar, ele me olhou meio desconfiado, mas não disse nada. Eu fiquei o restante do dia sá lembrando daquela maravilha de mulher e de tudo que tinha acontecido.

Autor: uzumaki

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


mulher dando a buceta no salao da foliatenho maior tesão pela minha tia velha contos eróticoscoroa da buceta griluda espirando poro logecontos.putinhas do papai.d.oito.anoscontos eroticos comendo minha sogra na cozinhaconto gay lycraContos afeminado c shortinho socadoCasada narra conto dando o cuÇonto erotico coroa da bunda grandecontos de sexo comi minha sogra em quanto a minha esposa tomava banhocontos de comi o cuzinho da irmã na banheiracontos eroticos velha donzelacóntos eroticos eu e minha irmã chupa pau de traficantecontos eroticos me ferrei no chat tive de dar a forçamarido libera esposa para pagar o aluguel contorelatos hetero casado que deu o cucontos tia com fome de picaamigo hetero contocontos eróticos disneylandiagozano na outra caladacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemarido castrado conto eroticomulheres casadas com picudos/contos com fotoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos arrombando a gordaconto gozada encoxadaminha cunhada meu desejocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos arrombando a gordasexo na irman dopada contosler contos de jovens heteros iniciados por outro jovem no sexo gaymulher botando a x*** para o cachorro lambercontos eroticos marido mandando mulher saraflagrei meu pai cheirando minha calcinha nijadacomtos eroticos realidadeesposa caseiro contoscontos eróticos meu marido eu e meu alazãocontos eroticos arrombando a gordacontos de amassos com colegasContos vovô pegando peitinho da netaachei que era uma mulherao mas era um travecao que me enganou e socou no meu rabinhoHistorias eroticas Swingcontos eróticos cdzinha eu tinha corpo de menina e ele disse que eu teria que dar o cuzinho pra elecontos eroticos de professoras e alunos safadoscontos eróticos gays metrocontos eroticos homem casado dando para o primoconto sem calcinha a troco de docecontos eróticos de gay comi o amigo do meu filhoprofessor comendo minha esposa mulata no motelcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos erotocoa de alufando esposadar o cu para os pivetes fui arrobamda com prazer conto eróticosjato forte coroa vomitacontoseróticosdei de mamarconto senhora safadaconto porno paimenininha e novinha sendo e******** contos eróticosconto erótico dorme pelada com soniferocontos de coroa com novinhocomedo tudo que e tipo de putinhas e putinhoscontos eroticos comi minha espetoraContos eróticos primeira vez colégiohttp://okinawa-ufa.ru/conto_22456_ajudei-meu-amigo-comer-o-rabinho-da-minha-mulher.htmlcontos eroticos nem queria putaContos eroticos sadomasoquismos so com maridos e esposas submisasmamae papai me comeuconto eróticos calcinha pedreirosmae.e filha me chuparamMulherbrasileira ensinando a filha, meter contoscontos eroticos casada e comida por traficantesencoxadas socando com força reçenteconto erotico sobrinha inocentecontos eróticos de pequenininhos dando para grandõesContos tia de saia curta