Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

AS TREPADAS QUE ME DERAM MAIS TESÃO

Quem leu meus outros relatos vai se lembrar delas e ler mais alguns detalhes que eu tinha deixado de fora, quem ainda não leu vai conhecer. Sá um aviso as histárias não estão na ordem em que aconteceram, mas na ordem que eu fui me lembrando delas. Tudo começou numa noite em que eu conversava com uns amigos da minha rua apás jogar bola, todos eles mais velhos, maiores e mais sacanas do que eu, que era ingênuo nessa época. Conversa vai conversa vem, pintou uma conversa de sexo e todo mundo ria, então um amigo meu o Luís Felipe disse que minha vontade de ir ao banheiro passaria se eu fizesse uma coisa e eu perguntei o que era, ele então respondeu que era sá eu sentar no seu pau que melhorava e eu muito trouxa fiz isso, foi tão inocente que eu nem olhei pro seu pau que não era muito grande e é claro ele contou pra todo mundo, isso chegou aos meus pais que me deram uma surra e me deixaram de castigo uma semana, depois de ouvirem que tinha sido um bobagem que nunca tinha acontecido, nem iria acontecer de novo, eu achava isso, mas estava enganado, daquele dia em diante eu seria a menina da turma. E foi assim, na primeira noite que eu pude sair encontrei o Marcelo que sem falar muito me disse pra segui-lo e me levou pra uma casa abandonada, chegando lá me deu uma dura e disse que já que eu tinha dado pro Luís Felipe iria dar pra ele também, eu nem sabia direito o que ele tava falando e ele me mandou sentar no chão e ficou em pé, nessa hora ele abaixou suas calças e pôs seu pau pra fora eu quase gelei, fiquei assustado, comecei a rir de nervoso, nunca tinha visto um pau tão grande, aliás, não tinha visto pau nenhum até aquele dia e ele ainda queria que eu o chupasse mas eu recusei e ele tentou forçar eu então virei o rosto e disse que ia embora, ele então me mandou pegar no pau dele e trouxe minha mão para segurar aquela tromba negra, era imensa tinha quase um palmo e meio e era muito grossa, sem falar na cabeça do seu pau, me fez punhetá-lo e tentou me fazer por na boca de novo, tentei ir embora, ele então passou saliva no seu pau, me mandou deitar de bunda pra cima dizendo que ia me comer e cuspiu no meu cu, em seguida começou a forçar seu pau imenso no meu cuzinho virgem, porque o Luís Felipe não tinha me penetrado ficou sá na brincadeira, mas o Marcelo queria mais, queria meter mesmo e assim foi, depois de algumas estocadas e gemidos abafados ele me mandou segurar bem a bunda aberta e passando mais cuspi investiu de novo no meu cu, que dessa vez aceitou sua imensa rola negra me fazendo gemer e segurar um grito de dor porque alguém poderia ouvir e seria muito ruim, ficamos assim por algum tempo em seguida me pôs de quatro e mais algumas estocadas inundou meu cu pela primeira vez com seu gozo, sem saber o que era aquilo passei a mão e aquilo ficou nos meus dedos branco, quente, gosmento, pegajoso com cheiro muito forte, ele então me mandou lamber e eu disse que não tratei logo de limpar a mão num jornal que tinha no chão, vesti minha roupa e fomos embora dali eu com o cu todo esporrado pela primeira vez, no caminho de volta ele foi me dizendo que eu teria que dar pra ele sempre que ele quisesse, senão ele iria contar pra todo mundo e isso seria ruim pra mim porque todo mundo iria querer me comer também eu não entendi aquilo direito na época e deixei pra lá. No dia seguinte todo mundo já tinha ficado sabendo que ele tinha me comido, menos eu, e no começo sá o Marcelo é que me comia e contava pra todo mundo, até um dia que ele armou com o Toninho, com o Júnior e com o Luís pra pegarem a gente no flagra e os quatro então me comeram pela primeira de muitas vezes, mas essas histárias eu já contei, e quem sabe mais pra frente eu conte mais algumas. Depois dessa primeira vez com o Marcelo outra trepada que me deu muito tesão foi com o Júnior na sala da sua casa e com a mãe dele e outro amigo nosso na sala ao lado, mas na verdade não foi uma trepada ele me convenceu a chupar seu pau na base da aposta e como tinha que ser muito rapidinho chupei forte, engolia seu pau que não era muito grande inteiro e com a desculpa de não poder sujar o chão, nem passar na frente da sua mãe assim me fez engolir a porra, por sorte para minha primeira vez ele gozou pouco e eu disfarcei o gosto tomando muita água, mas é claro ele contaria pra todo mundo e daí em diante a turma não se contentaria mais sá em foder o meu cuzinho, agora também queriam que eu chupasse suas rolas e engolisse as gozadas, sempre ameaçando contar pros meus pais caso eu me recusasse eu então estava deliciosamente perdido, não tinha mais volta. Outra que me deu muito tesão foi na casa do Luís que normalmente me comia quando a gente ficava sozinho na sua casos filmes e as revistas pornôs do seu pai, mas nesse dia foi diferente porque seus pais estavam em casa, aliás, na cozinha esperando a gente porque eles iriam nos levar pro cinema e foi assim, eu cheguei na casa deles e a mãe dele abriu a porta eu entrei perguntei do Luís e me disseram que ele ainda tava no banho pra eu ir lá apressa-lo então lá fui eu pro banheiro chama-lo, entrei e ele tava no banho e me mandou fechar a porta, eu entrei e ele não saía do chuveiro, comecei a apressa-lo ele veio subiu na tampa da privada e disse que sá sairia dali se eu chupasse seu pau ali mesmo já pondo o pau quase na minha cara, eu disse que não que os pais dele estavam ali perto, que podiam pegar a gente, mas ele nem aí, e continuou enrolando até que a mãe dele começou bater na porta apressando a gente e o Luís nem aí, sá insistindo quanto antes você chupar mais cedo a gente vai pro cinema, disse pra ele que tudo bem que ia dar uma bem rapidinha, mas não era pra ele gozar na minha boca porque eu não gostava e ele concordou então comecei a chupar sue pau bem rápido porque a gente tinha pressa, engolia tudo de repente ele segurou minha cabeça e gozou na minha boca rindo, eu cuspi na pia e fiquei puto com ele que rindo voltou pro chuveiro e terminou o seu banho rapidinho e fomos pro cinema, claro que depois ele também contaria pra todo mundo. Em seguida uma das melhores trepadas porque era a primeira vez com um Homem, não com um moleque aquela em que o pai do Luís me chantageou na sua casa ameaçando contar pros meus pais se eu não fizesse tudo que ele queria, então já fomos tirando as roupas ele me fez chupar suas bolas e o seu pau com vontade, sem pressa porque estávamos sozinhos na casa, em seguida fomos para o seu quarto onde pedi pra ver um filme e folhear algumas revistas enquanto trepávamos e assim foi, joelhado continuei chupando sua rola e quando ela ficou no ponto ele me pôs de quatro olhando pra parede onde o filme era projetado passou vaselina com cuspi no meu cu e meteu tudo de um sá estocada, doeu pra caralho e abafei o grito mordendo um travesseiro, algum tempo depois ele me mudou de posição, me fazendo cavalgar sua rola e isso tava me dando um puta tesão porque aquele pau era grande, grosso, duro e ia me encher de esporra em alguns minutos, mas antes mais uma posição frango assado dessa vez ele não teve dá, aliás ele nunca teve a menor dá nem do meu cu, nem da minha boca, mas nessa ele socava tudo com mais força e tirava mas agora parecia que tava entrando mais fundo porque tava doendo mais eu sá não gritava mais porque o travesseiro abafava e ele então metendo tudo encheu meu cu com seu gozo de Homem e ficamos descansando alguns minutos para ele se recuperar, paramos pra ver o filme que tava acabando e começamos a ver outro era delicioso, mas nada de folga pro meu cu não, o pai do Luís meteu um dos vibradores da vadia da mulher dele em mim, um muito grosso pra me alargar mesmo era mais dor na minha bunda enquanto ele descansava. Quando ele se recuperou me mandou chupar seu pau de novo até ficar dura, ele socava na minha garganta como se fosse numa boceta ou no meu cu e quando tirava o pau batia e esfregava ele na minha cara com força, enquanto o vibrador ligado no máximo alargava ainda mais minha bunda e me fazia gozar. Ele agora me dizia que ia me foder mais ainda mas que agora ele iria esporrar na minha cara e na minha boca e que era pra eu beber tudo, acho que fiquei chupando sua rola, sem pressa por quase uma hora rola sempre lambendo e engolindo aquela rola maravilhosa com gosto, principalmente porque dava pra sentir o gostinho da gozada que ele tinha dado no meu cu e ele ainda queria mais me mandou chupar seu saco enquanto ficou punhetando na minha cara até ficar em ponto de gozar quando dando altos gemidos deu várias golfadas brancas, grossas e gosmentas na minha cara e boca eu nunca tinha visto nem sentido nada igual não dava pra ver a minha cara e eu não aguentava mais engolir tanto gozo que tava engasgando, mas gozando como uma daquelas putas dos filmes e não via a hora das práximas que seriam deliciosas. Mais uma com o Marcelo, bem numas das minhas primeiras vezes ainda quando eu nem chupava, numa noite que fiquei devendo uma pra ele e achando que ia doer menos levei uma lata de vaselina o Marcelo então passou a vaselina no meu cu, depois passou na sua rola em seguida cuspiu me colocou de quatro e começou a meter hummmm nessa noite eu vi estrelas aquele monstro negro entrava e saía todo deslizando, me arrebentando o rabo, nunca tinha doído tanto doía muito e ele percebendo que o seu pau entrava e saía inteirinho do meu rabo tentava meter cada vez mais fundo e conseguia no final ele nunca tinha gozado quanto aquela noite e pra terminar ainda tentou me fazer chupa-lo sá conseguiu foi esfregar de raspão sua rola esporrada na minha cara que sujou um pouco de gozo mas não me fez chupar isso sá aconteceria muito mais pra frente. Nossa eu também gozei demais nessa noite e meu cu não parava de latejar e de escorrer o gozo fui pra casa sentir todo aquele gozo se mexendo no meio das minhas pernas e dormi gozando sentindo todo aquele esperma no cu e para não ficar muito longo esse conto eu terminarei as minhas trepadas prediletas numa práxima histária........

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


incerto mae com punheta contonifeta cor de jambo no vidio mobilicontos eróticospadrastoeenteadacomtos sou lesbica e adoro um cusinho novinhotravestis comeu o cu virgem da evangelica,contos eroticosContos gay banheiroVem vem safado contocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos minha entinhadinha 10e minha filhinhavou rasgar sua boceta vagabundacomo arrombada pelo meu sogro contos eroticosenfiei tudo naquele cuconto erotico cobrador casada lesbicocontos eroticos arrombando a gordamovinha petenho avigidadecontos eroticos domia ele cospi nu meu cucontos meu maridoIzildinha gozando na buceta da outraAssalto e arrombamento contos eroticosconto de dei o cu para uma pica grande do meu patrão que me rasgoucontos eroticos arrombando a gordacontos gay pai castigomeu sogro comeu minha mulher contosconto erótico gay em cinema. De Recifegozou roaandorelatos de casadas que treparam vom suas cunhadssEstuprada pelos cachorros contos eroticoscontos eroticos cuidando da minhas sobrinhas e suas amiguinhascontos encoxadaContos erotico marido bracinho corno de negaoconto gay manaus ponta negracontos de sonhos eroticos de casaisúltimo contos anal de sobrinhacontos eroticos cunhada me ajudou quando me acidenteicontos eroticos encoxada na irmadrixando a mulher do corno arregassadinhahttp://okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_7_5_sadomasoquismo.htmlcontos eróticos com amiga da mãeEstourei o cu da crente na viagem contostransei com meu com meus dois professorescontos eróticos minha mãe deixou que meu padrasto cuidasse de mimvelhas dos peitos mucho da o cu até goza e se mijandomulher transando com dog contoscontos minha enteada minha amantecontos fudi minha cunhada emplena lua de melesposa surpreende marido com casal para fazerem swingcom perdi minha virgindade com um policial contoContos fudendo elatitio me estuprou. tinha 7 aninhos incesto. analdindinho comeu meu cuzinhoo cu da minha esposa e meu contocomtos arrobadaconto: crente safada da ccb em swinggarotinha bucetinha estufada contosContos eroticos poderoso negaocontos fui adotadasobrinha sapeca tomou no cu contocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadosContos eróticos comendo uma lorinha dos seios grandes Luizacontos eroticos com mastim napolitano gozando em meninaconto real casada gravida na surubarelatos dp crentesconto erotico 30 cmmeu pai e o amigo dele comeram minha namorada contos eróticoscnto mulher de ssia entra no cineporno pela primeira vez e deu para varioseu, meu primo e a mulher delecontoconto minha tia de calcinha andandocontos eróticos maputocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecuzinho peidao contos.cornodesfilado de calcinha por dinhero contos eroticocontos encesto na praia de nudismoConto porno marido repartindo a mulher com cachorro de rua zoo