Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PERDENDO A VIRGINDADE

Tudo começou em um dia de quinta-feira de tarde, tinha acabado de sair de casa quando encontrei um colega da mesma rua sentado em sua porta conversando com um outro colega. Resolvi ir lá bater um papo, ao chegar lá vi que estavam falando sobre filmes pornôs, e então entrei no assunto e disse que eu tinha alguns filmes muito bons em minha casa. Logo depois a mãe do Antônio o chamou, e então ficou eu e o Rafael conversando. O Rafael é meio puxado pro lado homossexual, mas nunca tive curiosidade a respeito disso, ouvi boatos sobre ele com envolvimentos com outros rapazes, mas na idade que eu estava (15 anos) não tinha me interessado sobre esse tipo de coisa. Mas voltamos à histária, ficamos sá nos dois conversando, e ele me pediu emprestado um filme pornô, o melhor que eu tinha, falei com ele que eu não sabia qual era o melhor, propus então que nos fossemos a minha casa para ele escolher o que ele achasse mais interessante a ele, minha mãe tinha ido ao mercado e ia voltar sá algumas horas depois. Ele topou e fomos lá para ver os filmes, coloquei partes de um para vermos, depois tirei e coloquei mais uns dois, no ultimo ficamos vendo, percebi então que ele estava meio inquieto, ele estava sentado em um sofá e eu em outro. Levantei-me para beber água e ele me pediu para que adiantasse um pouco o filme, sentei no mesmo sofá que ele e adiantei ate aonde ele queria assistir, sem me preocupar permaneci ao lado dele. Passando-se uns 19 minutos ele começou a passar a mão em seu pau por dentro da bermuda, disse a ele que se ele quisesse podia se masturbar ali, me afastei um pouco do lado dele, ele olhou pra mim meio sem graça, mas não falou nada.

Derrepente não se conteve, tirou o pau pra fora e começou a bater punheta, algum tempo depois já comecei a me masturbar também. Ele começou a me olhar, olhava para meu pau toda hora sempre com aquela inquietação, mal sabia eu que era puro fogo por prazer. Olhei pra ele e perguntei se ele estava bem, ele disse que sim, momentos depois olhou pra mim com o rosto vermelho e perguntou se eu não queria que ele me masturbasse, no mesmo momento neguei, ele então se fechou. No auge do momento pensei bem e comecei a provocá-lo, me masturbava bem devagarzinho expondo bem meu pau a vista dos olhos dele. Disse-lhe então que se ele queria mesmo me masturbar que podia começar, ele então se sentou ao meu lado, bem colado e começou a tocar em mim, nunca tinha sentido aquele tesão antes, foi muito bom sentir ele me tocando, passou-se um tempo e senti vontade e curiosidade em toca-lo, e ele viu isso em meus olhos. Levei a mão levemente ao pau dele, era grosso, não muito grande (uns 16cm), senti então um tesão incontrolável me deixei levar pela situação, comecei a masturbar ele então, tava tão gostoso.

Percebi então que nos não íamos ficar sá nisso, perguntei-lhe se ele não queria chupar, a resposta foi imediata, abaixou-se em meu colo e senti a boca dele tocar em mim, a língua dele percorrer todo meu pau, me arrepiei na mesma hora. Ele ficou ali me chupando por uns 5 minutos, levantou e me perguntou se tava gostoso, disse que sim. Não me contive e perguntei se era bom, ele disse que adorava, perguntou se eu não queria provar, na hora não respondi, ele parou de me tocar, achei que fosse acabar naquela hora, mas eu queria continuar e então peguei o pau dele abaixei bem devagar, olhei bem de perto, ele estava meio molhado parecia que tava babado, senti o cheiro, um cheiro gostoso, deduzi então que o gosto seria bom também. Toquei levemente meus lábios na cabeça, toquei a língua então, senti aquela carne avermelhada quente na minha boca, coloquei a cabeça toda na boca, vi que era gostoso, então senti o pênis dele latejando de tanto prazer em minha boca. Comecei a chupar, aquele movimento de vai e vem com a boca, tão gostoso. Ele pediu então para que nos tirássemos à roupa, atendi ao pedido e ficamos sem roupa alguma, corri em meu quarto e peguei um colchão que estava embaixo da minha cama, coloquei no meio da sala e então deitamos um do lado do outro, peguei no pau dele e comecei a masturbar e ele me masturbando também, me chupou mais um pouco, mas eu queria chupa-lo, comecei então a chupar novamente dessa vez com mais tesão, babava no pau dele de tanto que eu estava deliciado com aquilo, mudei de posição e fiquei deitado entre as pernas dele, dali dava pra ver tudo, olhei para as bolas, não tinha muitos pelos, não resisti e chupei as bolas, ele então gemeu, passei para o pau dele de novo, ele então colocou a mão em meus cabelos e começo a puxar minha cabeça para baixo, ele tava comandando, tava maravilhoso, eu ali chupando sem parar, matando minha curiosidade tão gostosa, coloquei o pau dele quase todo na boca, ate sentir ele tocar em minha garganta, fazia isso toda hora. Resolvi então botar um dedo no cuzinho dele, foi então que ele sentiu mais prazer, pedi então pra ele me dar o cuzinho dele, ele não exitou e logo ficou de quatro, ele me pediu para ir devagar, passei um pouco de saliva no cuzinho dele o no meu pau e logo fui botando a cabeça bem devagar, quando vi já estava com um bom pedaço dentro dele, comecei com o movimento de vai e vem devagar, ele gemia de prazer. Pediu pra ir mais depressa, dava estocada atrás de estocada naquele cuzinho quente e saboroso de comer. Estava quase gozando quando ele me interrompeu e disse que eu iria provar daquilo também, logo mudei de posição, o coloquei então deitado e agachei em cima dele, estava com medo de doer se ele me comesse de quatro, tornei a chupar o pau dele e deixei ele bem molhado, agachei de novo em cima daquele pau gostoso, apontei a cabeça dele pra entrada do meu cuzinho virgem e fui descendo bem devagar, senti que tinha entrado a cabeça, continuei a abaixar. Logo vi que aquele pau grosso estava todo dentro de mim, resolvi subir e senti uma leve dor, mas logo passou diante da tesão que eu estava. Comecei a subir e descer mais rápido, ele começou a me masturbar dizendo que meu cuzinho era muito gostoso de comer, e eu ali pedindo mais. Saí de cima dele e fiquei de quatro, vi que meu cuzinho tava totalmente aberto, ele veio pra cima de mim com aquele pau maravilhoso, e então eu pedi pra ele me fuder bem gostoso, pra botar tudo dentro do meu cuzinho, ele logo atendeu, e começou a estocar dentro de mim cada vez mais rápido, tava maravilhoso, nunca tinha sentido aquilo, eu ali gemendo igual a mulher do filme pedindo pra ele me fuder mais e mais, logo veio a vontade de gozar dele, disse que não ia aguentar e gozou dentro da minha bundinha, nossa como foi bom. Ele então sentou-se ao meu lado e perguntou se eu tinha gostado, eu disse que adorei ser a putinha dele, com o cuzinho ali todo aberto e melado da goza dele, agachei e começou a sair um pouco de goza, peguei no pau dele e logo tava duro. Pedi então pra ele me fazer gozar, ele então ficou de quatro e comecei a comer aquele cuzinho suculento dele, logo bateu a vontade de gozar, avisei pra ele que eu ia gozar, ele se afastou de mim, virou-se e disse que queria na boca, e começou a me masturbar bem rápido com a boca na cabeça do meu pau. Não aguentei e gozei, lambuzei a boca dele e ele tomando meu gozo todinho, perguntei qual era o gosto, ele então pediu pra mim provar. Falei que queria provar então o dele. Para minha incrível felicidade ele deixou eu chupar ele novamente.

Comecei então a chupar rápido, a masturba-lo, botar o dedo no cuzinho dele, e com um tempo e ele gemendo disse que ia gozar, diminui um pouco o rítimo e ele então gemeu bem alto e disse que gozou, logo senti aquela porra na minha boca toda, um jato de gozo, quente gostoso quase na minha garganta, logo vieram vários jatos de porra bem quentinha e gostosa sá pra mim, não parei de chupar, logo engoli tudinho bem devagar saboreando aquele liquido pegajoso e maravilhoso em minha boca. Olhei pra ele e com um sorriso perguntei se tinha sido bom, ele disse que eu era um chupador maravilhoso. Desse dia em diante me encontrei com ele algumas vezes, mas infelizmente ele se mudou para minas, hoje tenho 19 anos, namoro com uma garota linda, mas to com saudade de chupar, dar meu cuzinho apertadinho e sentir o gostinho delicioso de porra na boca.

Gostaram pessoal, esse foi meu primeiro conto de minhas aventuras sexuais.

Quem quiser falar comigo me mande um e-mail, adoro uma transa casual. Abraço a todos e ate o práximo conto

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


embaixada angolana contos eroticospornô grátis boa f***.com só contos sogra comendo genrofotos de buceta sendo lambinda e gritandoChuoada com gossdascomendo a mae contosvarios me comero s calsinha contos gayfotoxvideopornoassistir porno comendo gostosa dopando mulher na casa delcontos eroticos da infância incestoswing tio com sobrinhas flagrante historias contoscontos eroticos arrombando a gordacontos transex fudendo com entregador de pizzaContos eroticos gosto de estupro seioscontos de rabos sendo dilaceradosrelatos reais ciumento casado corno aconteceu na praiacontos eroticos empregada pegando no pau do menino novinhorelatos eróticos sexo com aluno especialcontos excitantes comendo minha amante no motel com a namorada dela do ladocontos erticos/meus doi primos revesaran em minela me contou que estava toda assada de fuder a noite todacontos dominou minhaconto erótico enteada querendo dar po padrastocontos eroticos descobri que era gay e não sabia parte5homens com pau instigantecontos eroticos comi o cuzinho da minha colega de trabalho no estoque realvi minha tia nua contoscontos eróticos meu errocontos meu comedor de cucontoseroticoscomendo a baba e minha sogracazal gay fudedo gostoso ao vivocontos de coroa com novinhoSonifero contosMamadas no pau do papai contoseroticosMuleques aprendedo a bate puheita na ruacontos eroticos engravidanConto minha mae deu o cu na frente do meu paicontos dou a bunda desde cedoconto erótico f****** gostoso a b******** da minha filhinha n******Contos reais de marido corno arependido em deixar esposa trepar.contos excitantes comendo minha amante no motel com a namorada dela do ladocontos minha enteada minha amantecalcinha usada contos eroticoscontos eroticos fiz amor c minha mae na primeira vez que fui pra cama c elacontos eroticos taradinhasestorei o cu dela contoso rendudo socando ni bundao enormecocando a xerecona cabeludona por baixo da saia sem calcinhaseu meu caseiro e minha filha e suas amigas contoscontos eróticos de experiência bi de ninfetasporn contos eroticos escrava sexual no barrelatos transei na chantagemcontos eroticos brincando de cavalinho com padrinhosempre fui safadinha contos de santinha a putinha e um pulo contos eroticosporno cunhada seio duro violadacontos cris super dotadocontos gay o menino que era um femea escondidonovinha transando pela primeira vez e goza muito de queixoescrava contos eroticoscontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentechupando coroa empinadinha boa de f***conto erótico com foto titio me rasgoucomto gay mecamico perfeitopai com filha muito novinha contoschantagem zofilia e insesto conto eroticocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteincesto com homens bem velhos e bem dotados com meninas novinhas novos relatosconto gay iniciado parente sozinho cuzinho leiteContos eroticos meu avô e minha mãeconto erótico de padrasto tirapaguei para fuder minha tia contoscontos sadomasoquismo extremoconto erotico bebado estranho me comeu no becocontos eróticos come a irmazinha no ônibus lotadocontos de coroas carentes traindo seus maridos com jovens