Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

EXIBICIONISMO ORAL

EXIBICIONISMO ORAL



Escrevo este relato com a finalidade de registrar mais uma forma de se obter prazer que descobri com meu marido. Temos 40 anos e uma atividade sexual bastante intensa. Durante os vários anos de convivência nos esforçamos para que nosso relacionamento não caia na rotina e procuramos sempre inventar maneiras gostosas de se obter prazer, principalmente através do sexo. Na cama, entre nás dois, já fizemos de tudo, tudo mesmo. Gostamos muito de dizer obscenidades durante nossas transas, pois isso aumenta nosso tesão e nosso prazer. Recentemente, num passeio ao litoral descobrimos mais uma deliciosa maneira de sentir tesão. Como todos devem saber, litoral dá um tesão extra, a gente se sente mais disposta e acessível ao sexo. As roupas diminuem de tamanho e, em algumas situações, algumas peças são dispensadas. No meu caso quase nunca uso sutiã, mesmo quando saio para passear a noite e, também, durante o dia. Nas últimas vezes que fomos viajar, a pedido do meu marido, deixei de usar calcinha também. Acho uma delícia passear pelas calçadas, lojas, bares e restaurantes usando camiseta sobre os seios livres de sutiã e também sentir minha xotinha e minha bundinha desprotegidas de calcinha e recebendo o vento que entra sob a saia. Até já tiramos algumas fotos onde apareço dentro do carro vestindo saia e sem calcinha. Quando retorno para o apartamento nosso tesão é enorme e nos proporciona uma transa quente, cheia de tesão. É muito comum durante os passeios ele sussurrar no meu ouvido frases do tipo: - Tô doido pra chegar em cheirar essa sua bucetinha gostosa. E eu sempre procuro corresponder a altura: - Eu deixo você cheirar ela mas terá de enfiar a língua bem fundo e sentir meu sabor também. Numa ocasião, durante um final de semana, num sítio, ele terminava uma partida de baralho numa mesa com os amigos. Eu que havia passado boa parte da manhã na beira da piscina bronzeando meu corpo e imaginando situações eráticas, sentia um tesão enorme e uma vontade louca de transar. Fui ao quarto, vesti uma saia, uma camiseta e, me aproximando, o abracei por trás e, quando ninguém prestava atenção, sussurrei no ouvido dele para que somente ele ouvisse: - Tô com um tesão enorme, minha xotinha tá babando de vontade de ganhar um cacete duro, estou sem calcinha e vou agora pro quarto, vou ficar de 4 na beira da cama te esperando, quero sentir seu pau gozando dentro da minha buceta. E destas formas, entre muitas outras, vamos apimentando nosso relacionamento impedindo que ele caia na rotina. Bem, mas estou aqui para contar o que fizemos no último fim de semana que estivemos no litoral. Depois do almoço ele precisou levar o carro numa oficina para verificar um pequeno problema. Decidi ir passear pelas lojas em busca de alguma pechincha. Vesti uma roupa simples mas bastante ousada. Camiseta branca, cavada, sem sutiã, bem coladinha modelando meus seios médios e deixando transparecer os mamilos, uma saia que cobria até metade das coxas, sandálias de salto e, um detalhe, sem calcinha, absolutamente nada tapava minha xotinha ou, como meu marido costuma dizer, minha “perseguida”. Eu sentia tesão andando assim, principalmente quando pensava na possibilidade de alguém, seja homem ou mulher, me ver desprotegida por debaixo da saia. Eram seis horas, a noite já caia, eu caminhava pelo calçadão quando meu celular tocou. Era meu marido que dizia estar com saudades. Na hora percebi que ele tinha intenções maliciosas. Entrei no jogo e deixei a conversa correr. Ele me pediu, então, que eu me aproximasse de outra pessoa pois a conversa que teríamos poderia ser interessante para mais alguém. Escolhi uma pracinha onde tinha uma mesa de cimento e bancos ao redor dela. Sentei-me de costas para a mesa, de frente para o mar e de lado para uma mulher, acho que de uns 30 anos, práxima um metro de mim e que fazia palavras cruzadas. A partir daqui vou tentar reproduzir o diálogo que tive com meu marido, altamente excitante, e que foi ouvido, pelo menos o que eu falava, pela mulher ao meu lado. Como está minha gostosinha? ESTOU BEM E VOCÊ? Com saudades. SAUDADES? MAS Jà? NÃO FAZEM NEM DUAS HORAS QUE NOS VIMOS! É que aqui na oficina tem umas revistas eráticas e vendo todas essas mulheres peladas me lembrei de você. AHH... ENGRAÇADINHO, QUER DIZER ENTÃO QUE VOCÊ VÊ MULHERES NUAS EM REVISTAS E SENTE SAUDADES DE MIM? Sim, fico pensando nesses seus peitos gostosos... ALIÁS EU ESTOU VESTINDO UMA CAMISETA BRANCA, SEM SUTIÃ! Vi, com o canto dos olhos, que a mulher ao meu lado, ao ouvir minhas palavras, me lançou um olhar surpreso. Tá transparente, dá pra ver o bicos? CLARO QUE DÁ PARA VER OS BIQUINHOS, AINDA MAIS QUE TÁ ESFRIANDO... ELES FICAM DUROS NÈ!. Duros de tesão ou frio? BEM, ATÉ AGORA ESTÃO DURINHOS DE FRIO MAS SE VOCÊ CONTINUAR FALANDO ASSIM, LOGO, LOGO SERÁ DE TESÃO. O que você mais gosta que eu faço nesses peitos gostosos pra te dar tesão? GOSTO DE SENTIR VOCÊ BEIJANDO MEUS SEIOS... LAMBENDO OS BIQUINHOS... GOSTO TAMBÉM QUANDO VOCÊ MORDE ELES COM CARINHO... ME DÁ TESÃO SENTIR SEUS DENTES NOS MEUS BIQUINHOS! Forçando a vista pro lado percebi que a mulher tentava esconder um sorriso e que fingia continuar com as palavras cruzadas mas que toda sua atenção agora era para minha conversa com meu marido. Me deu tesão aquilo e resolvi apimentar a situação. TÔ FICANDO COM TESÃO SABIA!? SE CONTINUARMOS FALANDO ASSIM VOU FICAR MOLHADINHA.... Fale-me o que você tá sentindo. SINTO SAUDADES SUAS. O que você vai querer de mim quando eu voltar? VOU QUERER QUE VOCÊ ME CHUPE OS SEIOS... OS BIQUINHOS DUROS... E o quê mais? VOU QUERER VOCÊ ME LAMBENDO NO MEIO DAS PERNAS. Nos joelhos? NÃO SEU BOBO... NOS JOELHOS NÃO... VOU QUERER SUA LÍNGUA NA MINHA XOTINHA...(RS). Você tá usando calcinha? NÃO, NÃO ESTOU USANDO CALCINHA NÃO... VOCÊ ME ENSINOU A ANDAR SEM E AGORA EU GOSTEI....E VOCÊ SABE QUE EU NÃO GOSTO MAIS DE CALCINHA NÉ!? PREFIRO A XOTINHA BEM SOLTINHA, COM O VENTO FAZENDO UM CARINHO NELA! Como ela está agora? MINHA XOTINHA? Sim, fale-me dela. ELA TÁ FICANDO MOLHADINHA... SINTO UM VENTINHO ENTRANDO POR BAIXO DA SAIA... Delícia gata! Conte pra mim porque ela tá ficando molhadinha. AHHH... ELA SE MOLHA TODA DE TESÃO... DE VONTADE... Vontade do quê? VONTADE DE PAU... DO SEU PAU... Dentro dela? É, DENTRO DELA, ENTRANDO E SAINDO... DURO... GROSSO... ME TOCANDO LÁ NO FUNDO... Delícia! ELA QUER PAU... VOCÊ VAI DAR SEU PAU PRA ELA HOJE? Vou, vou meter bem gostoso nessa bucetinha que você tem no meio das pernas. DELÍCA... VOCÊ GOSTA DO QUE EU TENHO NO MEIO DAS PERNAS? Adoro! GOSTA DE CHEIRAR MINHA XOTINHA? Muito! GOSTA DO SABOR... DE MORDER OS LÁBIOS DELA? Demais gata! ENTÃO HOJE VOU DEITAR VOCÊ NA CAMA E APROVEITAR QUE NÃO TÔ USANDO CALCINHA E VOU SENTAR NO SEU ROSTO E OBRIGAR VOCÊ A ME LAMBER AQUI NO MEIO DAS PERNAS... VOU REBOLAR ATÉ GOZAR NA SUA BOCA GATO! Tô ficando de pau duro aqui... acho melhor pararmos. AGORA EU NÃO QUERO PARAR... MAIS TARDE, ENQUANTO VOCÊ ESTIVER CHUPANDO MINHA XOTINHA VOU CHUPAR SEU PAU ATÉ ELE GOZAR NA MINHA BOCA... VOU ENGOLIR TUDINHO... ESTOU COM A MAIOR SEDE DO SEU LEITE GATO...É melhor pararmos (rs)! Nisso percebi que a mulher ao meu lado estava tão atenta ao que eu falava que ela chegava até a entortar o corpo, percebi também que discretamente alisava, mesmo sobre a roupa, o bico do seio com a ponta da unha comprida. Aquilo foi um incentivo para que eu continuasse com minhas obscenidades. ADORO SEU PAU SABIA!? GOSTO DE PEGAR ELE MOLINHO, ENFIAR NA BOCA, SENTIR ELE CRESCER E FICAR DURO E GROSSO ENQUANTO EU CHUPO, GOSTO DE ARRANHAR A CABEÇA COM MEUS DENTES, CHEIRAR, LAMBER, CHUPAR... FICO LOUCA QUANDO VOCÊ METE ELE NA MINHA XOTINHA... Em que posição mais gosta? GOSTO DE TODAS AS POSIÇÕES... EM TODOS OS LUGARES... ADORO DAR PRA VOCÊ GATO! GOSTO DE TRANSAR NA CAMA, NO CHUVEIRO, NO SOFÁ... QUALQUER LUGAR... Meu pau tá babando gata! DELÍCIA... ADORO LAMBER ELE QUANTO FICA BABANDO DE TESÃO... SENTE TESÃO POR MIM? Claro... adoro esse seu corpo gostoso, esse seu jeito de puta! EU SOU SUA PUTINHA... GOSTA DA SUA PUTINHA? Adoro! GOSTA DOS MEUS PEITOS? Gosto! ELES ESTÃO DUROS DE TESÃO! Delícia! GOSTA DA MINHA XOTINHA? Muito! ELA TÁ DOIDINHA PRA SENTIR SEU PAU DENTRO DELA... Gosta no cuzinho também? ADORO NO CUZINHO... GOSTO QUANDO VOCÊ ME PEGA DE QUATRO, DE LADO, DE FRANGO-ASSADO E METE ESSA PICA GOSTOSA DENTRO DA MINHA BUNDINHA... Você sente dor? DÓI... NO COMEÇO DÓI SIM... MAS É A DOR MAIS GOSTOSA DO MUNDO... GOSTO QUANDO VOCÊ ME PEGA DE QUATRO... ME LAMBE O CUZINHO, ESFREGA A CABEÇA DO PAU NELE... AI EU ABRO COM AS MÃOS MINHA BUNDA PRA VOCÊ... PEÇO PARA VOCÊ ENFIAR NO MEU RABO... Gosta quando começa a entrar? GOSTO QUANDO A CABEÇA PASSA... A DOR SOME E O PAU VAI ENTRANDO... ME ABRINDO POR DENTRO... ENTRANDO FUNDO ATÉ EU SENTIR SEU SACO NA MINHA RACHA... Gosta quando enfio tudo? CLARO... GOSTO DELE TODINHO DENTRO DE MIM... SOU GULOSA... MINHA BUNDA É GULOSA... ADORO QUANDO VOCÊ MONTA EM MIM COMO SE EU FOSSE UMA ÉGUA E VOCÊ MEU CAVALO... AHHH... COMO É BOM GATO! Acho melhor pararmos... meu pau tá tão duro que faz minha calça parecer uma barraca. ENTÃO TRAZ ESSE PAUZÃO GOSTOSO PRA MIM... VEM ME DAR ELE... EU VOU TE DAR TUDO... A BOCA... A XOTINHA E ATÉ A BUNDINHA... TUDO QUE VOCÊ QUISER... VEM... Olhei pro lado e vi, agora claramente, o mulher do meu lado beliscando o bicos dos seios e esfregando as coxas. Aquilo me deu mais tesão ainda. Foi nessa hora que meu marido apareceu. Ele estava ali pertinho desde o início da conversa. Pra passar vontade na curiosa me levantei, abracei meu marido e, bem ao lado dela, esfreguei meu corpo descaradamente no dele. Amassei meios seios no peito dele, rocei meu umbigo no pau duro que fazia volume, tudo isso ao mesmo tempo em que a gente se chupava as línguas. Ao final e para deixá-la mais tesuda ainda falei de forma clara e em bom som para que ela não tivesse nenhuma dúvida: VAMOS PRO APARTAMENTO, MINHA BUCETINHA TÁ PINGANDO E MEU CUZINHO TÁ PISCANDO... TÔ COM FOME DE PICA... QUERO TREPAR ATÉ FICAR ESFOLADA...VAMOS! Vamos, vou te dar pica até você ficar acabada, quero te arreganhar... arregaçar seus buracos. Ri de tamanha obscenidade mas... adorei. Ao sairmos olhei para trás e dei um tchauzinho e um sorriso pra ela. Nossa, como adorei fazer aquilo. Nem esperamos chegar ao apartamento, no elevador mesmo a gente começou a sarrar. Levantei uma perna e, apoiando o pé no corrimão, puxei a cabeça dele pro meio das minhas pernas abertas e fiz ele me chupar a xota... Meu tesão era tanto que se o nosso quarto fosse mais alto e demorássemos mais trinta segundos eu teria gozado ali mesmo (rs). Bem, nem preciso comentar o que aconteceu depois né!? Chupei, fui chupada, gozei e fiz gozar na boca, fui trepada por mais de duas horas, dei a bucetinha e a bundinha. Quando terminamos quase não tivemos energia para o banho (rs). Espero poder repetir isso outra vez. Para quem gostou do que relatei deixo meu e.mail onde espero receber comentários: [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


bati muita punheta depois de casada. conto de mulher casadacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos fulerasesposa e amante volarao a filha drama pornoEm casa somo em número de 4, minha mãe (43), meu pai (47), meu irmão (22) e eu (15). Nós não temos muita grana, pois apenas papai trabalha. Meu irmão está fazendo cursinho para o vestibular (pela terceira vez) e isso aumenta as despesas da casa.chupando buceta soltando fumaçacontos eroticos de escrava de madamecontos gay menina loucascontos eroticos arrombando a gordaincesto contos filho se separa e volta a morar com mae coroacontos de putas casadas tramandaiContos eroticos poderoso negaopenis torture alargando a uretraestuprou dormindo contohomens rústicos fodendo com garoto que dorme na sua casaContos sempre incentivo meu marido a comer outra putinhadando a buceta na maquina e quase morrendoEu fui trabalhar numa empresa eu comi minha patroa japonesa no motel conto eroticoconto de botei a novinha pra chora com a pica grande no cuconto gemendo no pau do pone taradocontos minha mae deu pra travesticontos eroticos de travestis fudendo o tiocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteeu minha irma e minha prima contos lesbicoscontos sado lesbico de incestoporno uma casada no onibus fica excitada com outro na frente do cornocontos eu durmo de saia sem calcinhacontos eroticos de empregadazoofili a nimada travestivestindo de mulher e dando o cuzinho contocontosconto erotico: meu desejomeu tio velho ajudou eu e minha prima perder o cabaçoQuero transa com minha prima que estar gravidavideos porno meninas da buceta inchada dando para o cachorro emgatar o no na sua buceta inchadavi minha irmazinha de caucinha nu rabo ve contos eroticosconto porno rola grandeconto de corninhocontos de pau grandecache:fvTAICqerA8J:https://mozhaiskiy-mos.ru/m/conto_20666_aconteceu-comigo..html contos eroticos a calcinha da minha sogracontos lesbico eu a mulher do traficantethararam thararam gostoso mãozinha pelo corpoprimeiro abraço encostou o pau na bct puxou pela bunda encharcou a calcinhawww. brasileiras provocando com olharesde safadas pornominha esposa faz questao que eu veja ela com outro em nossa cama e depois chupe ela toda esporrada videoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteComendo a patroa na estrada conto eroticospelado amarrado contoscontos eroticos esposas adora pau grande e muita porra levei ela pra dar pum cavalocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos eróticos d homem com éguaminha sogra deu o cu para o cachorro contovoyeur de esposa conto eroticoesfreguei a minha pila na bunda da minha tiaconto primeira suruba com minha esposacontos coxei minha meninawww.finhinhas.porncontos empurrando no rabo tia martacontos eroticos de prima chupando sacocontos de coroa com novinho zoofilia com gozadas e enguatescontos eroticos gay hormoniosminha tia querida bota roupas curtas e eu fico com tesão doido pra comer ela mais tenho vergonha o q façoAbrindo as pernas para o sobrinho contoconto punheta da varandaa minha cunhada casada e saia justa contos com fotoscontos encoxando viado busaocontos eróticos gay taxista Santarém Paráhistoria dos k fizeram zoofila pela primeira vezcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos/comi a mae e tirei o cabaco da filhaele ela conto erotico japonesa casada e a reforma da casaeu confesso caso de incestocontos zoofila casada abandona marido e filhos por um cachorrosexe conto minha fia mideo o cu por 1.00 reau