Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ENQUANTO MIHA MÃE FINGIA ESTAR DORMINDO

Tudo começou a já faz algum tempo eu de férias da faculdade comecei a passar um pouco mais de tempo na casa, por um lado foi bom comecei a passar mais tempo com minha mãe que depois de meu padrasto, não se interessou por outro homem. Já fazia muito tempo eu sentado ao lado da minha mãe em seu quarto (ela deitada) assistindo o jornal e conversando sobre coisas banais, certas vezes eu ficava até mais tarde, via a novela (que saco mais não tinha outra coisa para ver) e raras vezes quando era um filme bom assistíamos juntos.

Eu tenho um pequeno problema de saúde, as vezes pela manhã acordo com muita dor de ouvido, coisa que passa ligeiro é sá eu ir no banheiro e passar o remédio e tudo se resolve, e foi em um dia desses que eu levantei meio com pressa, apenas de cueca (o pau duro) e fui para o banheiro pensando que não tinha ninguém na cozinha, mas ela estava abrindo a geladeira era umas 6 da manhã não imaginava que tinha acordado tão cedo não é de seu costume. Na hora que eu estava passando vi seus olhos me olhando de um jeito que eu nunca tinha visto antes, me secando (o conteúdo da minha cueca) passei rápido e fui para o banheiro.

Pela tarde estava sozinho o dia tia transcorrido normalmente mas aquela imagem não saia de minha mente, fui tomar um banho para aliviar a tensão (ou tesão como seja), pensando nela ela sá com suas roupas intimas, me olhando, (esqueci de mencionar ela também tinha acabado de levantar e também não me esperava naquele lugar naquela hora), eu tirando o que lhe restava de roupa, possuindo seu corpo, nossa ... Foi um sentimento estranho mas não ruim.

Certo dia fazia um frio não um frio mais muito frio e eu cheio de blusa assistindo ela me perguntou porque eu não se cobria e deixava as blusas um pouco de lado, foi o que eu fiz. Eu com 1,80 de altura, meio forte, (gosto um pouco de musculação mas não sou nem um armário) fiquei assistindo com ela ao meu lado, ela sá com roupas intimas, por baixo da coberta eu com uma forte ereção novamente, em certo ponto do filme tinha uma cena em que rolava um sexo, a cena era um pouco forte, notei que ela deu um suspiro fundo, deu vontade de lhe abraçar ali mesmo e lhe dar o que ela queria. Ela estava deitada de lada e eu com as costas inteiras na cama. Mas como estávamos com muita coberta não pude identificar aonde estavam suas mãos, no momento que eu pensei isso, pensei na possibilidade de ela estar se masturbando, naquele momento, ao meu lado, como eu estava com o pau duro e fazendo certo volume nas cobertas aquela cena do filme, e masturbação para um pessoa que já está a certo tempo sozinha não é novidade, mas eu não podia arriscar, não dessa maneira, e se tudo não fosse apenas produto da minha imaginação, precisava esperar o momento certo.

No outro dia um pouco antes do jornal da noite estranhamente ela me ofereceu um pouco de vinho, coisa que eu aceitei de imediato, não fazia tanto frio mas ela me convidou a se deitar ao seu lado novamente, as coisas estavam ocorrendo como eu queria, o tempo vai o tempo vem ela me pergunta se eu não quero dormir ali com ela por causa do frio.

Lá estava eu na cama com minha mãe sá de calcinha e sutiã, eu com um calção que eu uso para dormir (não estava usando cueca, cheio de segundas intenções hehe) a tv já avia desligado há algum tempo ela de costas para mim, pelo tempo que se passara ela já deveria estar dormindo, resolvi passar a mão de leve em seu corpo, fiz isso em suas costas (se ela não estivesse dormindo não teria problema) esperei um pouco fui descendo, meu coração batendo mais forte o tesão me dominando, passei a mão em suas pernas, bem de leve, não nem uma reação, repousei a mão em sua coxa, nossa que vontade de come-la ali naquele momento, subi um pouco e comecei a apalpar a sua bunda, que bunda gostosa.

Eu já queria algo mais foi então que resolvi abraça-la e ver no que iria dar ela ali de costas eu passei meu braço por ela e encostei somente meu peito nas costas dela e deixei meu pau a uns poucos centímetros da onde eu queria que ele fosse, foi então que eu tive uma surpresa ela fingiu estar dormindo fez um movimento para frente com se estivesse sonolenta e outro para traz encaixando bem certinho, nossa... arrumei meu pau que até aquele momento estava de lado e o coloquei bem entre suas nádegas e a encaixei novamente, ela fingiu estar dormindo e fez um movimento com os quadris impinado a bunda de uma maneira eu quase sentia sua buceta, comecei lentamente bem lentamente um movimento de vai-e-vem com meu corpo, que em pouco tempo começou a ser correspondido, passei minha mão por baixo de seu braço e comecei a pegar em seu ceio, já estava quase gozando quando.

Me retirei um pouco meu corpo do dela coloquei minha mão na sua calcinha bem na sua bucetinha estava totalmente encharcada, puxei sua calcinha para o lado ela movimentou uma de suas pernas mais para a frente, eu comecei a brincar com ela coloquei a cabeça do meu pau bem na portinha da sua boceta e enfiava um pouquinho e puxava, e quando eu coloquei a cabeça inteira ela jogou os quadris para traz e encaixou tudo, não iria aguentar muita já iria gozar, mas ela não estava em situação muito diferente, dei algumas estocadas e ela se retorceu na cama, segurando minha mão em seu seio apertando ela mais forte, e contraindo a vagina em um orgasmo profundo.

Virei ela de frente para mim, com as costas para a cama, foi nesse momento nosso beijo, já estava descendo para seus seios sugando cada vez mais forte e ela gemendo de tesão segurando atrás da minha cabeça, coloquei uma de suas mãos em meu pênis ela começou a brincar com ela que já estava duro naquele momento, depois de um tempo naquele jeito ela me virou na cama e fez o que eu queria mas não sabia se ela seria capaz, me jogou de cima dela, ao seu lado começou a beijar meu pescoço e me chamar de safado, perguntando se gostou de comer a mamãezinha beijando e descendo mais e mais seus peitos encostando em mim quase fazendo uma “espanhola” ela falou que “queria sentir aquele pinto gostoso do filhinho da sua boca” e começou uma chupeta que eu nunca tinha sentido na vida fui ao delírio ela chupava e segurava meu pinto com força depois batia no seu rosto com ele, estava a ponto de gozar, ela olhou bem fundo nos meus olhos novamente com aquele olhar que eu vi naquela manhã sá que dessa vez, com muito mais tesão e percebendo o que iria acontecer egoliu o meu pau quase todo fez um movimento e gozei como nunca ela sugando cada gota de esperma sugando profundamente, me deu mais um beijo.

Deitou de costas na cama com seus olhos fechados e uma mão na boceta e a outra no seio, se masturbando ali pra mim aquela cena... não esperei muito, fui em cima dela, suguei seus seios e fui descendo, mais e mais passando pela sua barriga beijando ela e agora era a minha vez perguntei “se gostou do pinto do filhinho na sua boca?” ela respondeu “seu pinto é muito gostoso, eu já o queria fazia tempo, agora chupa a mamãe chupa gostoso isso...” Eu estava mordendo suas coxas bem devagar beijando e lambendo ao redor da seu clitáris, quando eu comecei a suga-lo ela ficou louca de tesão, gemia como uma louca me puxava pelos cabelos, e quando ela estava quase chegando ao orgasmo coloquei ela de costas com uma das mãos masturbando ela beijando e mordendo seu pescoço comecei a forçar no seu cuzinho, e que cuzinho gostoso, forcei mais um pouco ela louca de desejo empinou mais o corpo eu dei uma estocada e cabeça entrou ela gritou mas não recuou pelo contrario se empinou mais e coloquei devagar até a metade e retirei de novo e soquei até o final ela começou a rebolar e já tendo outro orgasmo pois eu a deixei bem louca ainda a pouco. Mas seu tesão não diminuiu ela gritava e rebolava pedindo “mais forte” e estávamos completamente entregues ao tesão, gozamos juntos mais uma vez, e outra e outra e outra e outra ...e nos outros dias não foi muito diferente, é claro que teve a sala... na cozinha..., no banheiro...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


relato de gêmeos que acabou torando sua sogralesbicas se vingando de garota da escolacontos de sexo depilei minha bucetarelatos eroticosde portuguesas de noVinhas contos eroticos arrombando a gordaContos eróticos transando perto dar famíliacontos eroticos gay lutas entre primosContos fudendo a bucetinha apertadacontos eroticos de meninas que ja perdram a virgindadecontos eroticos mae e filha fodendo o papaicontos eroticos acordar minha filhacontos eróticos forçada a fudderamanda boquete contoscontos eróticos pai dotadotive dar para um dotadocontos eroticos empregada pegando no pau do menino novinhoContos eroticos humilhado seioscontos eróticos da quarta-feira de Cinzascontos pesados de arrombamento anal de evangelicass a forcaconto de noiva putinha do papaicontos eroticos cu de esposa vermelho cheio de porra com fotoconto erotico cavalo enfiou tudo na minha mulherconto porno de cachorroanita mijando no copocontos eróticos corno leva muhger BA mo suco grupalconto erotico encoxando e estuprandoa velhaconto erótico comi minha esposa e minha cunhadameu ex tem ficou duro eroticos contostanga contos eróticosume homeme chopano uma buseta da mulhe ate ela gozacontos eroticos de velho mamando em ninfetacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentepeitinho solto embaixo da blusavelhos cafetao fudendo casadaloira cris casada fode com negao contos eroticosconto erótico de zoofilia vários filhotes xupando minha bucetatitia coroa aliviando sobrinhocontos eroticos coroa estelafamily sex 2 - contos eroticosrelato fui trocar o gaz e arrombei o cu da crenteConto erotico sou morena clara evangelicacontos eroticos coroa 57 anos amiga da minha mãecontos eroticos arrombando a gordaconto comendo a mulher casadaVer casadas falado de conto eroticos que corneo o marido com homem do pau bem grandeviadinho japones dei pro negao do caminhão contos eróticosenquanto eu dormia ele botava o cao pra me chupar incesto e zoofiluaBuceta virgem contoscontos forçada a virar cadelaFui penetrado com violêncianem peitinho teen grita na pau do vominha mulher enlouqueceu com a piroca enorme do negaovanessa traindo hoje com leo cunhado do corno spcontos de sexo casado trocando cucontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadosmenino taradinho conto éroticocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteo massagista mete de surpresa na cliente que se espantanovinho bundudo me chupou gostoso_ contosdias e  Contos.eroticos traindo marido na.sala ao ladodei a buceta para o amigo do meu filho contos eroticos gratiseu e minha mulher fudemos com nosso caseiro e suas filhas juntos contoscontos tia vai foder gostoso isso delicia vai issocontos de coroa com novinhocontos maninha adora meu pauMeu sogro dividiu minha sogra comigo contos eroticosCornos by contospiercing no mamilo da priminhaconto erotico de garoto pelado com primo com primo .como mato dando o cu pra o amigo mais velhocontos eroticos de maridos brochasanã puta contocasa dos contos roubei a calcinha da minha cunhada pra bater uma punhetadando o cu vigem e nao aguenta tica no cuzinho contos eroticos arrombando a gorda