Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ENGANEI A CUNHADINHA E COMI SUA BOCETINHA

Esse é meu 1° relato nesse site, mas não será o único, vou contar como comi minha cunhadinha de 23 anos no mês de abril de 2006.

A muito que eu nutria um tesão danado pela minha cunhada Carina, a uns 5 anos atráz eu consegui dar uns beijos, encoxadas e passadas de mão nela, mas ela sempre ficava com um pé atráz e dizia que tinha pena da irmã (mal sabe ela que somos liberais e que um dos sonhos de minha esposa é que sua irmã participasse de menage conosco).

Resumindo, eu já estava desistindo de comer minha cunhada, afinal tava difícil conseguir essa proeza, quando um belo dia ela me aparece em casa pedindo dinheiro emprestado para pagar umas contas e brincando disse que daria pra mim se eu arrumasse, na hora meu pau deu sinal de vida nas calças mas como ela é brincalhona levei na esportiva e deixei pra lá. passados alguns dias ela me ligou e novamente me perguntou se não emprestaria o dinheiro, ai resolvi levar a sério e pegar pesado, disse que emprestaria sim mas ela teria que cumprir o que prometeu, minha cunhada ficou doida da vida e disse que estava sá brincando, então eu disse a ela que com coisa séria não se brinca, pois ela sabia do meu tesão por ela de longa data e coisa e tal. Minha cunhada mesmo a contra gosto resolveu vir falar comigo pessoalmente, novamente eu a intimei e disse que poderia sim fazer o empréstimo pra ela mas queria uma noite de amor com tudo que tinha direito, muito brava minha cunhada dizia que não podia fazer aquilo com a irmã e que se eu não fosse seu cunhado ela daria pra mim com o maior prazer, aquilo me deixava mais doido ainda saber que ela sentia tesão por mim e não ia dar por causa da irmã, uma puta liberada que já sentiu vários cacetes na buça inclusive do cunhado dela. Estavámos na saida do meu serviço e nesse dia minha esposa estava trabalhando em campinas, então abri o jogo com ela e contei da condição de liberais entre eu e sua irmã, mas minha cunhadinha não quiz acreditar. Então disse a ela vc precisa do dinheiro e eu posso te arrumar, em troca eu quero algo que sá vc pode me dar é pegar ou largar, então sai e deixei ela chorando baixinho por causa da minha cafajestice, fui pra minha casa almoçar e carina sabendo que sua irmã não estava lá resolveu me seguir e chegou junto comigo em casa.

Tomei um banho e disse a ela, que não adiantava insistir que se não a tivesse em meus braços não emprestaria o dinheiro, carina entrou no meu quarto eu estava acabando de colocar a bermuda ela chegou me ver sá de cueca, mas não saiu do quarto, me aproximei dela e pedi um beijo, ela tentou se esquivar e eu disse: tá vendo você quer que eu te ajude mas foge de mim, ela sempre repetindo as mesmas palavras disse que me beijaria mas não iria transar comigo pois não poderia fazer isso com sua irmã, então envolvi minha cunhadinha gostosa em meus braços e ao mesmo tempo em que a beijava já fui passando a mão em todo seu corpo, principalmente nos seios e na bunda que é redondinha uma verdadeira delicia, ela se afastou e eu me aproximei e beijei-lhe novamente que boca gostosa, que saliva doce, eu não acreditava que aquilo estivesse acontecendo eram mais de 19 anos de tesão nessa mulher maravilhosa, então enlacei-a pela cintura e deitei-a na minha cama, ela ficou apavorada com medo de que alguém chegasse mas a acalmei, novamente comecei a beijar o rosto a boca o pescoço de minha cunhada, então prendi suas duas mãos no colchão e puxei um de seus seios pra fora, gente que teta maravilhosa de média pra grande, branquinha e com auréulas rosadas, xupei como um desesperado enquanto esfregava meu pau duro na boceta dela sem tirar-mos a roupa. Desesperada ela pedia que parasse pois não podia fazer aquilo, então a soltei e enquanto me levantava ouvi ela dizer : você tem o pau muito grande, me lembrei que ela já tinha visto meu pau duro e que sua preferência era por paus de no máximo 14cm como já havia dito pra minha esposa. Então segurei meu cacete duro por sobre o short`s e falei, olha como fico quando estou perto de você, você me deixa doido carina, eu preciso meter com você se não vou ficar louco, ela sempre repetindo as mesmas palavras dizia que não podia fazer aquilo com a irmã, fiquei em pé ao lado da cama, ela também se levantou e foi até a cozinha ver se vinha alguém, quando voltou pedi mais um beijo e fui correspondido, ela também estava louca por aquilo tanto quanto eu, mas por causa da irmã não conseguia se entregar, então puxei meu pau pra fora e pedi pra ela pegar um pouquinho, carina segurou meu pau e começou a punhetar gostoso, meu tesão foi a mil, meu coração disparava, eu não acrediva naquilo, que estava prestes a comer aquela que pra mim é a mulher mais gostosa do planeta. Pedi a carina que me deixasse ver seus seios ela tirou um dos seios pra fora e eu cai de boca nos bicos e lambusei toda a teta dela com minha boca beijando cada milimetro, ela guardou e eu disse que queria ver as duas tetas dela, carina soltou do meu cacete e ergueu a blusa, enquanto eu mamava naquelas maravilhas de bico rosado, pequei sua mão e levei novamente em direção ao meu pau, carina agora já pedia meio que sem forças pra que eu parasse com aquilo que estava errado, então ela abaixou a bluza e eu imediatamente pedi pra ver sua bunda sá um pouquinho, ela disse que não e novamente foi até a cozinha pra ver se sua irmã não chegava, voltou e comecei a beija-la de novo, pedi pra ver seu rabo e antes dela me mostrar me perguntou se realmente eu ia emprestar o dinheiro pra ela, confirmei que sim e minha cunhada se virou mostrando-me a bunda mais linda que já vi em toda a minha vida e olha que não foram poucas. Imediatamente me ajoelhei e passei a lamber suas nádegas redondas e gostosas com aquela calcinha minuscula enfiada no rego, quando eu fiz menção de enfiar minha lingua em seu cú ela disse chega, eu preciso ir embora vai que minha irma chega e pega a gente aqui, mas eu já tinha ido longe demais pra voltar atráz, então pedi a ela calma que estavamos seguros, mais uma vez carina foi até a cozinha e voltou, sentou-se na cama e eu fiquei de pé apás dar-lhe mais um delicioso beijo pedi a ela com cara de piedade que desse uma xupadinha no meu pau, ela antes de xupar voltou a afirmar que não ia dar pra mim, mas a essa altura do campionato eu já não sentia tanta firmeza em suas palavras, amigos o que aconteceu em seguida me levou a loucura, minha cunhada segurou meu cacete pela base e começou a xupar com uma vontade tão grande que tive certeza que a comeria naquele dia, ela xupa muito gostoso, vai xupando e punhetando o pau ao mesmo tempo como se quizesse em questão de segundos arrancar toda a porra acumulado no meu saco, diferente de minha esposa, minha cunhada tentava enfiar todo meu cacete na boca e por duas vezes se engasgou e quase vomitou, embora meu pau não seja tão grande assim são 18x7 cm mas pra quem tava acostumada com o pau do namorado que não passa de 13cm já era um exagero, minha cunhadinha xupou meu pau por muito tempo, quando parou pedi que xupasse mais um pouquinho e ela fazia misérias como que querendo que eu gosasse em sua boca.

Depois que parou de xupar disse agora chega, eu com a maior cara de piedade do mundo pedia pra que ela me deixasse xupar sua bocetinha sá um pouco, carina dessa vez já não fez tanto doce, baixou a bermuda jeans que usava e em segundos eu estava novamente ajoelhado ao seua pés sá que agora minha lingua furava sua bocetinha xeirosa e acariciava seu grelinho gostoso, todo cor de rosa, ela não se conteve e com dois dedos abriu sua bocetinha pra mim expondo aquele grelo rosado e pequeno, maravilhoso, em poucos minutos carina começou a dizer que não estava aguentando e que iria gozar, pra não acabar o clima parei de xupar sua xana e comecei beijando suas coxas roliças e gostosas, que pra mim sá perde pras coxas de minha esposa. Carina então novamente parecia ter caido na real e disse chega ta bom já, colocou a roupa novamente, e mais uma vez foi ver se a irmã estava chegando, ao voltar dei-lhe mais um gostoso beijo e com cara de criança pidão pedi a ela que deixasse eu colocar sá um pouquinho na boceta dela, sá a cabecinha(essa todos conhecem né?)que pra mim já seria suficiente e eu seria o homem mais feliz da face da terra, se bem que isso é verdade. Carina disse que não podia fazer aquilo com a irmã e eu disse que ninguém precisava ficar sabendo, então ela me perguntou mais uma vez se eu iria arrumar o dinheiro pra ela e eu confirmei que sim, ela saiu foi a cozinha olhou pra rua pra ver se a irmã não estava vindo e quando voltou, virou de costas e abaixou a bermuda até o pé, cara eu não acreditei naquilo, minha cunhadinha tão recatada perto de mim agora com a calça arriada e a bunda de fora pedindo que eu metesse logo pois poderia chegar alguém dá pra acreditar nisso, meu coração disparou minha mão suava de tanta alegria, eu queria ter filmado aquilo, seria, assim como é minha recordação eterna, então abaixei minha bermuda até os pés tbém e passei um pouco de saliva no pau com medo de machuca-lá, qual não foi minha surpresa, minha cunhada estava com a boceta tão melada que meu pau entrou escorregando, eu coloquei a cabeça na portinha e ela tratou de empurrar a bundinha de encontro ao meu pau, fazendo meu cacete desaparecer todo dentro dela, quem diria uma bocetinha tão pequena engolindo um pau desse porte sem fazer força, minhas bolas encostaram em suas deliciosas coxas e eu comecei a estocar devagar, até chegar um momento de loucura em que tirei suas tetas pra fora e segurando minha cunhadinha pelas tetas comecei a foder sua bocetinha como uma gata gostosa merece, ela dizia vai mete gostoso, cunhado tarado, filho da puta que eu tô quase gosando também, pouco antes de sentir vontade gosar eu disse a ela, ai carina não tô aguentando mais eu vou gosar daqui a pouco, minha cunhada me pediu que não gosasse dentro dela pensei que ela queria minha porra na boca, mas pra mim era uma questão de honra despejar toda minha porra dentro daquela bceta que eu não sabia se seria minha outra vez, ou não, então depois de meter por uns 19 minutos acariciando suas coxas, grudei novamente nos peitos gostosos dela e comecei estocar mais forte sentindo sua bundinha gostosa bater em minha virilha e sem avisar comecei a gosar quando ela percebeu tentou tirar mas eu segurava firme nas tetas dela e não deixei ela se mexer até que a ultima gota de porra saisse, depois tirei o pau com calma e ela me olhava assustada querendo por a roupa e ir embora, medo da irmã chegar, mas eu disse que não, disse que ela não sairia dali sem gosar na minha boca, minha cunhada que á essas horas tbém ja estava possuida pelo tesão concordou e ficou de pé na minha frente, abriu novamente a bocetinha com os dedos e comecei a lamber seu grelo, sua boceta agora já xeirava mais forte devido a mistura de secreções e porra, mas em dois minutos ela gosou forte prendendo minha cabeça em sua xana semi depilada, nos trocamos rapidamente e fomos para a cozinha começamos a conversar e sobe que seu medo de eu gosar dentro é que ela não estava tomando remédio, mas ainda bem que não ficou grávida, em menos de 19 minutos minha esposa chegou, sei que ela ficou desconfiada de alguma coisa mas não disse nada, me troquei e com meia hora de atrazo voltei radiante pro meu serviço e ao mesmo tempo preocupado, poi na realidade não tinha o dinheiro pra arrumar pra ela, e não sabia o que ia dizer, mais tarde ela me ligou pedindo sigilo e perguntando se eu iria arrumar o dinheiro pra ela, confirmei que sim, e fui pensando num jeito de enrolar, por fim os dias se passaram e disse a ela que o banco não pode me arrumar o empréstimo porque havia voltado um cheque que emprestei a um amigo e ele não tinha o dinheiro pra pagar agora, enfim se ela deu pra mim sá por causa do empréstimo não importa o que importa é que ela sentiu tesão e eu vou ter a eterna recordação da minha cunhada xupando meu pau, sendo xupado por ela e fodendo gostoso a boceta que sempre foi motivo de punheta na minha vida. Se vc me perguntar se tem chance de acontecer de novo eu não sei responder, mas espectativa não falta, pois nunca mais tocamos no assunto, há, se vc quizer votar no meu conto pode votar, se não quizer o importante é que consegui finalmente contar isso pra alguém e partilhar minha alegria, pois esse fato é veridico, mas se vcs votarem tenho muitos outros com minha esposa e o marido da irmã dela.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos medicoler conto erótico f****** a minha tia numa festa fantasiacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos arrombando a gordaConto esposa de tampa sexodepilei a buceta,e fiz de cornoEliana vai almoçar com Maísa fode fode vai fode fode fode meu c*contos eroticos de homem chupando a buceta esperadacontos sadomasoquista vendida pelo maridofilme com historia de erotico de tiozinho taradaoContos moro no interios até que enfim cumi o cu da minha irmã gordacontos erotico, dei pro dois amigos do meu filhoContos eroticos mais absurdosconto comeram minha mulher bebadaContos de Cornos magoado com esposa porque ela fudeu com outro sem sem ele sabercontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos cunhada e sogrAeu i a neguingo do pornoconto punhetinha gostosacontos minha mae fez minha primeira esperiencia de gayconto patricia traindoComtos namorada fodida por homems casadosrelatos nossa que cdzinhalindacontos eróticos surpresa travesticontos eróticos minha esposa ficou encurraladaconto erotico mendiga cusites porno contos eroticos de incesto mae com brincadeiras maliciosas com o filho fica de pau duro ela fica com tesaomulher saFada deixa cachorro chupa sua xNaa minha cunhada casada e saia justa contos com fotoscontos eroticos de velhoschupo por dinheiro contoscontos eroticos marido mandando mulher saraconto banho com a namorada na academiacontos erodicos toma no cu tomaconto dopei minha sogra pra meterContos eroticos da esposa safada com o marido deficienteencoxando rabuda no trem casa dos contoscontos eróticos gravou tia dando pra doisManinho me arrombou gostosomulher chupando o pau do Felipe e as outras olhandorelatos eroticos verdadeiros anal com a mulher que cagou no pauvoyeur de esposa conto erotico"contos eroticos" filha massagemminha novinha tarada contotrasando com asogra derrepetecontos eroticos violação anal a força gayconto eróticos c novinhatio come sobrinha e irmã conto eróticoscheirei o fundinho da calcinha usada da minha tia safada contosconheci a vara do meu padrasto muito novinha contos eroticoscavalo dado duas trepada na égua de uma vezcontos eroticos no consultorio medico tomando injeçãocontos erroticos de incertos filha amante do meu tio me comeu meu cuwww.contopadrinho.comcasada recebe proposta indecente contosContos eroticos de incesto putaria entre familias em gang bang so de homens pauzudos no sitioconto erotico corno puta e paimeu corninho deixou fuder com outro ainda me ajudou chupar a picona do meu macholevou a esposa inocente pro swing. na casa de um. amigo. contocaso eróticos meu sogro estrupava minha mulhercontos erotico casal e amiga uolmamei até os bicoes dela incharem contoscontos eróticos trai com consentimento do meu maridoconto escrito ese ano cavalono nuaconto erotico meu compadrer e minha esposacontos gay com estupros por policiaisviadinho japones dei pro negao do caminhão contos eróticosContos de sexo en onibusempinoi o cu e levou rrolas