Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

AGORA, ACHEI MEU CAFETÃO (2)



Milico disse "agora vc é minha putinha, minha fêmea e minha escrava"... e eu tenho uma bela surpresa para vc como prêmio por seu comportamento e sua entrega... Vá se lavar, ordenou..."



Pra mim o pequeno apê de Milico agora era meu palácio. De luxúria e prazer. Tomei banho calmamente, enquanto Milico falava pelo interfone - "podem,subir..." - e pressumi ser a surpresa que me prometera. Quando estava me enxugando, ouvi abrir a porta e ele cumprimentar alguém...me pareceu que era apenas uma pessoa...em seguida, ele me ordenou... "Minha putinha anda logo, nesse banho..." ainda não tinha chegado à sala, pois estava ajeitando a toalha em torno do corpo, quando ouvi meu garanhão falar para os amigos "a vadia se comportou muito bem... e pode ser um verdadeira cadela....no cio ela poderá pegar até dez cachorrões por dia..." estava chegando perto de Milico, quando ele colocou uma coleira no meu pescoço e foi logo ordenando "escrava minha tem que andar de quatro e cumprimentar meus amigos carinhosamente...como qualquer cadela faria, entendeu sua vagabunda?!" fiquei imediatamente de quatro e ele me direcionou de maneira que eu chegasse perto das visitas – eram dois lindos machos, um moreno extramente bonito e um mulato descomunalmente sarado, provavelmente ambos pelo tipo militares e amigos de Milico... estavam sentados e já com os caralhos expostos aguardando minhas boas vindas...



Senti meu bumbum ficar todo alegre, e intecionalmente mexi o rabo como faz uma cadelinha quando vê seu dono, e imediatamente comecei a lamber o caralho do moreno, que se chamava Abner... quando seu pau começou a se assanhar...passei a lamber o caralho de Binho, o mulato, e esperei sua reação... enquanto massageava com minha pequena e delicada mão o tarugo de Abner, que rapidamente endureceu... Logo abocalhei melhor o caralho de Binho, enquanto ele se volumava dentro da minha boca, até ficar mais da metade para fora de tão grande e majestoso que era... também era grosso e dificilmente haveria alguém que pudesse tê-lo inteirinho na boca... O caralho de Abner, comparando com o de Binho, não era dos maiores, mas certamente ninguém aguentaria com facilidade...



Quando o pau de Abner ficou duro que nem uma tora, vendo que Binho não deixaria eu abandonar seu caralho enquanto não gozasse, ele tomou a iniciativa de comer meu cuzinho... Milico soltou a correia da coleira e me deixou sob a sanha dos instintos bestiais daqueles dois varões fudedores... Abner expressou seu desejo de arrombar um cuzinho bareback, sem borracha, sem ky, sem cuspe, para entrar friccionando e rasgando as paredes do meu cuzinho... eram 22cm de tora, grossa e duraça... ajoelhou-se atrás de mim, enquanto Binho me sufocava com seu pirocão enfiado na minha boca, cutucando com força minha garganta e pedindo passagem para entrar mais...pressionava minha cabeça, mas era um caralho muito grande (provavelmente 24cm de pica) e grossa... minha boca tem pouca profundidade, eu mal conseguia abocalhar menos da metade do seu pau...mas Binho pressionava minha cara contra sua pelvis, para tentar enfiar mais... abri bem a boca e dei um jeito com a cabeça de maneira que a cabeçorra do seu pau pudesse ultrapassar o sininho da garganta... me engasguei mas como estava com a cabeça presa pela maozona do Binho de nada adiantou... Abner preparou-se para realizar seu intento... me segurou pelos quadris, encostou seu caralho na entradinha do meu cuzinho e carcou com violenta força que abri tanto a boca que Binho conseguiu meter mais um pouco do seu caralho nela... A dor foi lancinante... mas eu estava completamente imobilizada... Binho segurou meu maxilar para não machucá-lo...e elogiou a pegada de Abner... "é assim que se fode uma cadela, vagabunda dessas..." Mas, Abner tinha apenas enterrado a cabeça do seu magnífico pau...Meu cuzinho doía de felicidade... Binho fazia hora para gozar junto com Abner, pelo que percebi....esperou que o amigo socasse mais meu bumbum...Abner era muito violento nas estocadas...queria arrombar mesmo meu cu...e estava estimulado por Milico que lhe dissera que eu queria somente macho arrombadores... não sou adepto de sadomasoquismo, mas adoro machos decididos que botar mesmo pra fuder, que enfiam para valer, e Abner se mostrava um dos meus.... "Vc quer que arrombe seu cuzinho, sua cadelinha vadia, quer...deixa comigo que esse cu vai ficar arregaçado para vc pode fuder até com um cavalo....dizia Abner... Suas sucessivas estocadas me fizeram ter um súbito desfalecimento...fiquei com o corpo mole e não mamava direito o pau de Binho...este irritado começou a me dar fortes tapas na cara para eu despertar... 'Anda cadela, mama direito, se não eu tiro o pau da sua boca"... Milico também tinha dado a dica...que se ameaçassem me deixar sem pau eu reagiria favoravelmente aos seus instintos sexuais de macho fudedor deles... A ameaça de Binho foi como se tivesse jogado um balde de água fria... fiquei esperta e comecei a sugar aquele pau como uma verdadeira puta... suguei com amor e com afeto...sugei com desejo e tesão... suguei sem parar até Binho dar sinal de que iria gozar... Montado no meu bumbum, Abner aproveitava que eu estava acesa, ligadíssima que empinava o bumbum contra seu pau, que ele estocava meu cuzinho com seu enorme caralho com mais intensividade e violência, que, do jeito que ele socava, o pau dele acabou por se aconchegar quase todinho no meu bumbum... com uma das mãos eu acariciava o pau de Binho, segurando a metade que estava fora da minha boca, e com a outra mão procurei os cabelos de Abner e puxava ele mais pra dentro de mim... comecei a mexer o bumbum para que Abner pudesse atolar até o talo...e tratei de fuder o pau de Binho com a boca para que ele pudesse gozar com mais prazer... em alguns minutos os dois inundaram minha boca e meu cu de porra... o leitinho de Binho tinha um sabor de mel... Milico realmente estava premiando sua escrava com uma leitada gostosa... e Abner segurou firme meu quadril e antes da última golfada deu dois trancos no meu cuzinho que vi estrelas de revirar os olhos e morrer de prazer... Binho tirou seu caralho da minha boca lentamente e passou pelo meu rosto com carinho, mas eu cuidei de deixar seu caralho bem limpinho... e Abner desmontou do meu bumbum e vez eu sentir um vazio de desejo...as paredes do meu reto procuravam por aquele pau que ia saindo lentamente... senti um filete escorrer pela minha coxa...Abner comentou "a cadelinha ainda tinha umas preguinhas..." seu caralho estava vermelho e ele esperou eu acabar de limpar o pau de Binho para que eu fizesse o mesmo com o seu... senti o doce do sangue do meu cuzinho e o leite do pau de Abner, um verdadeiro coquetel de sexo e delícia... Binho relaxou o corpo no sofá e Abner também se sentou... Milico que bebia uma cerveja, pegou a correia da coleira e me puxou para seu lado e falou... "Tá se saindo muito bem...parece que meus amigos estão gostando de vc..., mas este é sá o começo... Eles ainda não estão satisfeitos... além deles, tenhos muitos amigos que gostam de fuder um cuzinho até o pau ficar esfolado... apertou meu rosto com as pernas e disse ... "e o papai também não está satisfeito... quanto mais vc fode com eles mais aumenta meu tesão..." cada vez eu tinha mais certeza de que aquele era o meu palácio de prazer e luxúria... tudo que pedi para meu bumbum insaciável e minha boca gulosa...Milico era o cafetão que qualquer putinha, cadela e escrava sonha...e eu não estava mais sonhando.... (continua)

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


fazenda de nudismoVideo insesto filho empnotiza a mae e tranza com elacontos de lesbicas babascristine putinha desde novinha contos eroticoscontos eróticos de vizinhas negras virgem e homes negrosboquete gozada boca contocontos eroticos minha priminhacontos o dia que eu seduzi minha mae rabudahomem gritado de dor porno abertando suas bolasHistória porno me comeu doeu muitoFábio chupou o pau de Sáviocontos erot co dando a buceta pro cavalo e p ca grandefui passear nas férias e trai meu corninhocontos eroticos comendo mae do amicontos eroticos de travestis fudendo o tiocasal menage experiencias sexuais contadastias coroas em festa despedida de solteiracontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteRelato de esposas putas dando pra fumcionarios naconto evangelica.cabacinhocomendo 5 casadas na festa de confraternizacai casa dos contosxvedeo porno cuadinha tava triste cuanhado animou fedendo elaContos eroticos dor no sacocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteConto transa rabudae******** a sapequinha na prima novinha inocente contos eróticosmorema gostosa na balada so esperando uma trepadarabudas contosconto eroticos.chupeu com minha pica machucada e ainda comi minha namorada contos eróticosconto erotico vizinha casada e velho pirocudocontos bebendo porrsCasa conto eroticos noiva deixou noivo por outra pica do negãocontos eroticos de incesto: viajando com a mamaecontos eronticos tia brincando com sobrinhoconto etotico dopei e comi o cu da minha sogra sem ela sabercontos bebe safadacontos eroticos meu priminho gordinhoMinha irma adolecente taradinha em conto eroticover travesti dano o cu pra sincaras r chupano pimtoContos eroticos... Minha sogra ouviu os gemidos da filhaEstourei o cu da crente na viagem contosconto erotico arrombei o travesti do baile funkcontos minha garotinhaencaixei o cacete do amigo de meu marido q tava ao lado e nem percebeu contoscontos eróticos tia chegando da festa bebadacdzinha passiva. viciada em sexo contocontos ajudando a sogracontos minha cadela virgemwww.fiquei louca quando vi a cueca do meu filho mrlada de gala contominha mae adora um negao contos eroticos gratisme fode me arromba seu velho safadosexo com muito expormos pornodoidovanessa traindo hoje com leo cunhado do corno spcache:6FK7RI0T9TcJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_476_eu-e-2-travestis.html lesbica conto professora fisicacontos eróticos eu e minha mãe na praiaContos reais de esposas fodendo com marido eo sobrinho deleconto erótico sentada melchupei a bucetinha carnuda dela contosa gostosa d aobrinha pertubando o tio kovem no quarto cheio d teaaocontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos arrombando a gordacontos minha esposa virgem na bundinhamasturbei meu melhor amigo contos gayru e a amiga da minha esposa contomulher poe seu cachorro dormir com ela e acaba deixando ele lember sua bucetaComi minhas primas novinha e safadinha contocontos de estupro pelo caseiroconto erotico negão fudendo a madrasta 2017conto erotico mulher fodendo com varios vizinhosvídeo de sexo de duas mulher gulosa beijo gosmentoconto com prima casadacontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos real de professora casada que trai o marido com velho pirocudoconto flagrado com a calcinha enrolada no paucontos erótico de casada bi certinhacontos quando novinha transei com porco na Fazenda