Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

AMIGA NECESSITADA

Olá, meu nome é Kauã, tenho 46 anos e sou a casado a 20, mas mesmo com um casamento muito firme e cheio de paixão, sempre rola uma aventurazinha que gosto de relatar e compartilhar com as pessoas que, assim como eu, adoram ler contos excitantes e picantes, sendo realidade ou não.rnEssas aventuras acontecem com o consentimento de minha esposa, Tamara, uma bela loira de 1,75m no auge dos seus 40 anos, e que também tem lá seus atos prazerosos fora do casamento, sendo que alguns deles já relatei pros leitores tarados de plantão.rnE o que relato agora, foi um acontecimento que não esperávamos, estávamos num sábado final de tarde, nos preparando pra ter uma noite gostosa de amor, pois já tínhamos deixados as crianças na casa da vá com a desculpa que iríamos a um aniversário de amigos antigos, quando uma amiga de Tamara ligou desabafando com ela, dizendo que estava desesperada, já fazia 2 meses que terminara com seu namorado e que estava subindo literalmente pelas paredes. Minha esposa me olhou com um olhar safado e falou para amiga ir lá em casa, tomar uns drinks, papear, jogar conversa fora e coisa e tal, e a amiga dela topou e disse que estava saindo então. Tamara desligou o celular e me olhando descaradamente me perguntou se eu não queria um tira gosto antes do prato principal, sorri e disse que seria bom, e assim sua amiga tiraria também o atraso, bastava saber se ela iria topar.rnUm pouco antes da nossa amiga Tânia chegar, Tamara me disse que ia dar tudo certo, pois do jeito que Tânia estava pegando fogo não tinha como não rolar, e que para ela ficar mais segura, iria dizer que ia levar umas coisas que as meninas tinham esquecido em casa pra casa da mãe dela. Tudo combinado e depois de 40 min Tânia chegou, não é bonita como minha esposa, mas é uma loira alta de cabelos curtos, pernas grossas, bem gostosa, e pra meu deleite, veio de saia.rnTânia entrou, nos cumprimentou e sentamos no sofá na sala e começamos papear, fiz umas caipiroskas pras duas e fiquei na minha cervejinha, mas como ouvinte do que participante. Eu estava usando um short longo preto, com uma grande abertura nas pernas e sem cueca, e como estava sentado de frente pras duas, abria as pernas algumas vezes pois saia que daria pra ver meu pau, tanto que Tamara reparou e riu e acho que Tânia também viu pois tinha oras que ela dava uns suspiros que entregava que estava gostando. Mais 3 rodadas de caipiroska e já estavam soltinhas e o papo logo descambou pra sexo, e Tânia não parava de falar no falecido, e Tamara sentindo o momento, se levantou e disse que iria rapidinho na mãe dela que morava logo ali, umas ruas abaixo da nossa, levar umas coisas pras crianças e que voltava rápido. Tânia quis ir junto mas minha esposa pediu que ela ficasse e tomasse mais uma comigo que era bem rápido e saiu nos deixando a sás. Fui pegar outra caipiroska e voltei e me sentei agora ao lado dela, bem práximo, estava excitado e dava pra notar o volume no um short e Tânia reparou, peguei na mão dela, que suava frio, e disse que logo logo ela arrumaria uma pessoa legal, que ela era bonita, e com todo respeito muito gostosa, ela riu e nisso botei a mão dela bem em cima da minha coxa, práximo ao meu pau que ela não tirava os olhos, ela tremia e puxou a mão e disse que não era certo e quis ir embora, a segurei e disse que Tamara me contara tudo, o quanto ela estava doida sem sexo e que ela havia a chamado já pensando em eu a satisfazê-la. Ela riu e disse que não acreditava, e eu então disse pra ela passar uma mensagem pra Tamara que ela confirmaria, e nisso já puxei o short mais pra cima já deixando parte do meu pau a mostra, ela olhava e digitava ao mesmo tempo e mandou mensagem pra minha esposa perguntando se o que estava acontecendo era verdade, e enquanto esperávamos eu puxei sua mão de novo sá que agora pra cima do meu pau e ela segurou, botei então ele todo pra fora e ela ansiosa olhava pro celular e alisava meu pau, e quando a mensagem chegou dizendo: ?divirta-se?, ela não perdeu tempo e segurou meu pau e se ajoelhou no chão e colocou ele todo na boca, chupava com força e muito bem por sinal. Eu me deitei no sofá fazendo com que ela subisse também e ela deitou sobre mim, me beijando, gemendo, e pegando no meu pau e ai aproveitei pra tirar a roupa dela e quando tirei a calcinha, sua xana estava ensopada, muito melada mesmo e agora eu que fui pro chão e a deite no sofá e cai de boca naquela bucetinha gostosa, cada passada de língua em seu grelo ela gemia alto, eu chupei com mais força e ela me segurou forte pela cabeça empurrando contra sua buceta e gemendo mais alto e rápido gozou na minha boca, me levantei e beijei sua boca e botei ela de joelhos em cima do sofá de costas pra mim e encostei meu pau na sua bundinha e fiquei mordendo sua nuca e orelha, ela rebolava tentando encaixar sua xana no meu pau mas eu recuava, queria deixa-la bem maluca ela realmente estava ficando e colocando os braços no encosto do sofá e empinando a bunda pediu pra eu meter logo, que queria muito um pau dentro dela, e então coloquei a ponta do meu cacete na entrada e fiquei roçando, ela rebolava e vinha pra trás tentando enfiar logo, mas eu não deixava, colocava aos poucos e devagar, as vezes colocava tudo e ela suspirava, ai tirava e ficava roçando no seu grelinho, eu também já estava muito excitado e então coloquei tudo e fiquei todo dentro dela, ela esfregava, gemia e puxou minha mão até seu grelo e eu comecei a esfrega-lo, ela rebolava gostoso e ai comecei a tirar e por mais rápido sem parara de esfregar o seu grelo, ela estava em transe, comecei a acelerar o movimento e de repente ela ficou com o corpo mole, olhos fechados e respirando bem ofegante, então a deite no sofá e fiquei por cima e pus suas pernas em meus ombros e penetrei fundo, ela deu uma suspirada forte e disse que estava delicioso, que já gozara umas 4 vezes mais queria mais, eu não estava mais aguentando e disse que queria gozar dentro dela, ela disse que não e pediu pra eu gozar em sua boca, fiquei louco e aumentei o vai e vem e ela revirando os olhos gozou de novo e eu levantei pronto pra gozar e ela sentou e ficou com a boca aberta me olhando e me masturbando gostoso até que gozei, melei seu rosto, cabelo e boca e ela engoliu o que podia, e ainda ficou chupando meu pau até ele amolecer em sua boca. Tânia estava tarada e queria mais, disse pra ela dormir então com a gente, ela aceitou sorridente mas disse que ainda precisava saber se Tamara deixaria, e ai chegou uma mensagem no celular dela, era Tamara perguntando se já podia ir, e ela respondeu que sim e perguntou se ela emprestava uma roupa pra ela dormir aqui, e Tamara respondeu: ? Pra que roupa? ?, rimos e fomos pro chuveiro nos limpar e esperar Tamara, e o que rolou ? Conto depois pra vocês OK?rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos arrombando a gordacontos eróticos gay e casais rjContos eroticos arrombada por 35cmfodas de esposas q gostam de ser curradascontos de amassos com colegasvagabundinhas no seu primeiro poeno anal delatacao analcontos dupla no cuconto erotico com velho caralhudoconto erotico arrombei o travesti do baile funkSupositório Contos eroticos Jardin do Prazer marido chupa seios quando está nervosoconto erotico desconfiei de minha esposacontos eroticos vizinha chamou pra tomar banho com elaesposa na pescaria contosadina levano rola na bucetaSeduzida achupar sua amiga xvidiomae e filha sendo arrombadas contocontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos eroticos comendo a policialconto de quarentona a fuder com desconhecidode chei minha filha de cartigo e cumielaContos erótico de infânciadopei meu irmão de oito anos e comi ele incesto gayContos quero goza muito na minha filha quando ela nasceconto lesbico tia iniciando a sobrinhazoofilia a chapeuzinho vermelhoela me contou que estava toda assada de fuder a noite todacontos eróticos fudendo a puta da minha mulhercontos eróticos orgias biconto lekecontos eroticos arrombando a gordacontos eróticos comi minha tia e minha prima minha prima tinha um colchão e uma buceta molhadinha e apertadinha socando na minha irmã compressão sexedias e  contos eroticos de vizinho de rola grande e grossaContos mulher coloca silicone no peito e marido vira cornolevei minha prima pro mato na infanciaconto ganhando mamadeira de porracoroa da buceta amaciada contosMulher que gosta de ser curradascontos eroticos tia feiatransei com a sogra contosContos eroticos chantagiei minha irman casadadei a xana de graca contos eroticosporno com fascinaçao por irmacontos bdsm erposas escrava submissa martacontos sexo dividindo o casamento e a camao pito da minha sobrinha e o cu da cunhada contostomates conto heteroContos filhinhas calcinhacontos eroticos para sua rola ta arrebentando meu cuconto erotico cunhada doente mentalcontos quando eu era novinha fiquei brexando para ver meu tio comendo mia amigacontos erotico com primacontos erotico o assalto meu marido participouconto erotico dopei minha esposa pra ser cornoconto erotico mae se bronzeando a bunda pediu p filho passar bronseador no raboconto real espiando no buraco casal sexo chacaragordinho cagando na vara conto eroticoscontos enteadinha fofinhameus dois professores contos eróticosContos erotico.crente metroconto de incesto iniciando os filhos a arte do.incestocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteaquela pessoa pirocuda da salaele pega ela nos ombros pra chupar sua bucetaContos eroticos selvagenscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos fragei meu tio comendo minha tiacom minha mãe nem desconfia que eu dou para o meu namorado negãocontoseroticos mae sentada colo filhocontos eroticos viado