Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

EU, MINHA AMIGA E UM AMIGO DELA.

Eu minha amiga e um amigo dela.rnrnEstou novamente aqui para contar um mais novo acontecimento, uma coisa que eu nunca imaginei que um dia pudesse acontecer comigo, mais q foi uma experiência que vivi que as vezes eu penso e fico até de pau duro.rnTenho uma amiga chamada Fabiana, ela é uma morena de 25 anos, aproximadamente 1,70 de alt., uns 70 k, com os cabelos pretos e longos, uma bundinha que faz qualquer homem olhar e desejar.rnEu e Fabiana estávamos muito tempo sem nos ver, pois ela tinha ido estudar em uma cidade vizinha e agente sá nos falávamos pelo tel. ou pela MSN.rnPois bem.rnEla ficou fora uns 6 meses direto, quando foi no mês de janeiro 2013, ela retornou e juntamente com ela um amigo de faculdade, como agente esta um bom tempo sem se ver ela me ligou e combinamos de sair para tomar uma boa cerveja e contar os detalhes, cheguei no local e na hora marcada lá estava ela e seu amigo chamado Humberto, um cara moreno com 180 alt. aproximadamente e uns 80 k. até aítudo normal, ela como sempre com um vestidinho colado bem curto deixando aquela bundinha mais empinada e mais gostosa ainda e com um decote que as vezes quando eu levantava para ir ao banheiro dava pra ver bem seus peitinhos durinhos.rnFicamos aproximadamente 2 horas no bar, falamos de tudo, da Faculdade dela, da minha, foi quando o assunto chegou em saidinhas, ela começou a falar com Humberto que eu era maior pegador que eu já tinha saído com varias amigas dela etc. rnFoi então que eu na lata virei e falei que era verdade, mais que com a pessoa que eu mais queria eu não tinha saído e olhei para ela, todos demos risadas foi aí q percebi que seu amigo não parava de me olhar, achei meio estranho mais não falei nada.rnBebemos mais um pouco e eu comecei a bota pilha nela perguntando se era naquele dia que agente ia sair e ela também levando na zuação falou que era exatamente naquele dia e ficamos naquela, teve uma hora q eu fui ao banheiro, quando eu levantei ela teve q afastar um pouco para eu passar, mais deves dela sair um pouco para o lado e deixar eu passa, ela sá levantou foi aí q eu passei ralando na bunda dela, ela olhou para trás e perguntou se eu queria ajuda eu na hora falei que sim mias aí ela falou que não podia entrar no banheiro dos homens mais se eu quisesse o Humberto iria comigo, eu olhei para ele e ele ficou apenas me olhando e eu comecei a rir e fui ao banheiro.rnQuando eu retornei percebi que eles estavam cochichando, perguntei o que era mais eles se negaram a falar e foi aí que a Fabiana me perguntou se eu realmente queria ir para um lugar mais reservado, achei meio estranho e até achei q ela estava suando mais falei q era o que eu mais queria pedimos a conta, pagamos e saímos, eles estavam a pé e eu de carro, fomos todos para o meu carro ela sentou na frente e Humberto atrás e eu comecei a suar falando que eu ia levar ela para um motel e ela rindo falando que eu e o Humberto iria violenta ela, que ela iria gritar, tudo na suação e eu estava olhando pelo retrovisor central e vi que Humberto estava sentado do lado do carona e não tirava o olho da direção de meu pau, mesmo assim eu falei com ele que aquela iria ser a noite da sorte e ele falou tomara que sim e todos rimos.rnCheguei na porta do Motel eu já comecei a ficar com um volume na bermuda e ela falou com o Humberto, olha ele já está ficando de barraca armada e eu logo falei q estava imaginando as coisas, pedi uma suíte máster com Hidro, sinuca, sauna, cadeira eotica etc.rnNa garagem mesmo eu já peguei a Fabiana e comecei a beijar ela a passa a mão naquela bunda maravilhosa e Humberto foi logo entrando, meu pau estava muito duro, ela tirou minha camisa e entramos nos agarrando, percebi que Humberto estava com a TV ligada em um canal de pornô, tirei minha bermuda e fiquei sá de cueca e rapidamente tirei o vestido da Fabiana deixando aquela bundona de fora com uma calcinha de renda vermelinha, que delicia de mulher, comecei a lamber os peitos dela e ela apertando meu cacete e Humberto pegou e tirou também a roupa ficando sá de cueca, deitei a Fabiana na cama e comecei a beijar sua barriga e fui descendo até chegar naquela calcinha delirante, dei vários beijinhos na virilha dela e arredei a calcinha vendo aquela xaninha lizinha cai de língua nela que já estava toda meladinha e ela gemendo gostoso e falando que ela sempre quis me provar, aquela xana era muito gostosa, percebi que Humberto sentou em seu lado e ela começou a aperta o pau dele por cima da bermuda mais não estava duro, pensei comigo que era bom que eu ia ter aquela bucetinha sá para mim.rnFiquei lambendo ela uns 5 min., eu levantei com o meu pau quase rasgando a cueca, ela sentada na cama pegou e tirou meu pau para fora percebi q Humberto não tirava o olho e Fabiana abocanhou meu cacete com maestria, q boca gostosa, me chupava e me punhetava e com a outra mão apertando o pau do Humberto e eu acariciando os peitões dela, ficamos nisso uns 19 min, depois ela se levantou e falou q éramos para ir para a hidro, eu fou e coloquei a água e os dois ficaram no quarto conversando.rnQuando acabei de encher eu chamei eles, a Fabiana veio me beijando e Humberto foi em direção a banheira e descosta para mim arriou a cueca, mais Ives dele tira ela normal, ele abaixou ficando meio de 4, eu olhei e vi q ele tinha uma bundinha e um cuzinho lizinho, fiquei queto e comecei a lamber os peitos da Fabiana novamente e ela pediu para mim deitar do lado da banheira que ela queria chupar meu pau, ela então entrou e na hidro e eu fiquei deitado do lado de fora e ela abocanhou meu pau, eu delirava de prazer, vi que Humberto não tocava em Fabiana sá ficava olhando ela chupando, foi quando eu fechei o olho e senti uma outra mão acareciando minhas bolas, quando eu abri os olhos era Humberto segurando minhas bolas e logo em seguida abocanhou meu pau igual uma putinha, foi meio estranho, nunca tinha feito isso mais fiquei mais exitado ainda, Fabiana me olhou e me perguntou se eu estava gostando da boquinha do amigo dela e eu falei q estava uma delicia, logo os dois começaram a mamar na minha pica q delicia.rnDepois de um tempo coloquei Fabiana de 4 na banheira e comecei a lamber a xaninha e o cuzinho dela e o amiguinho dela continuou lambendo meu cacete, ele parou de lamber e falou q era pra mim enfiar na xaninha dela q depois se eu quisesse iria poder provar o cuzinho dele, comecei a enfiar bem devagar na xaninha de Fabiana e logo comecei um vai e vem bem rápido, Humberto ficou de 4 do lado dela e pegou minha mão e colocou na bunda dele falando para eu sentir como era lizinha, fiquei doido na hora e comecei a enfiar o dedo no cuzinho dele e Fabiana falando que era para mim arromba o cuzinho do amigo dela, q cuzinho apertado o dele, eu enfiando o dedo e ele gemendo igual uma putinha enquanto a Fabi falava para mim, isso safado, me fode e enfia o dedo no rabinho dele, ta gostando das suas 2 putinhas, eu cada vez mais metia nela e dedilhava o cuzinho de Humberto, ficamos uns 10minutos nessa meteção, saímos da hidro e fomos sauna, chegamos lá Humberto cheio de vontade de da o rabinho me falou:rn-Aíííí, como meu rabinho agora, estou doido para sentir seu pau em mim, e veio chupando meu cacete.rnA Fabiana ficou olhando e enfiando o dedinho na xaninha e eu cai de boca nos peitos dela, nisso Humberto virou de 4 e pediu para mim enfiar nele, Fabiana colocou a camisinha em mim com a boca e eu fui enfiando bem devagar naquele rabo guloso, ele gemendo e gritando, isso machão fode meu cuzinho aííííííííí que pau gostoso, eu estocava cada vês mais naquele cuzinho liso e lambia os peitões da Fabiana, senti que Humberto colocou a mão na minha barriga e começou a empurrar a bunda bem para trás, quando vi ele estava gozando, eu comecei a dar tapas na bunda dede e a chamar ele de safada, de putinha, ele adorava aquilo tudo, saímos dali e voltamos para cama onde eu deitei e Fabiana veio com a buceta na minha cara e eu fiquei chupando aquela xana gostosa enquanto alberto chupava minha pica, depois de uns minuto, coloquei a Fabiana de frango assado e comecei a bombar com força nela, ela falando comigo, issooooooo, fode sua putinha fode, eu bombando mais e mais e ela gritando, aíííííííí vou goza no seu pau, me fode gostosooooooooo, vou goza safado, ela me segurou forte sentir sua xana esquenta mais ainda, ela esta gosando bem gostoso no meu pau, q delicia, eu com aquilo tudo não aguentei tirei meu pau da xana dela Humberto começou a tocar uma punheta para mim com a boquinha aberta não aguentei e gozei jatos de porra na boca dele e na boquinha da Fabiana, que meteção mais gostosa, depois disso tomamos umas cerveja e saímos...rnEsse não teve jeito, tive que contar tudo, por isso ficou bem grande.rnAbraços.rnrnMSN ou EMAIL:[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Gay com mulher contocontos minha irma sem calçinhaconto erotico eu peguei meu pai comendo cu da nossa empregada na marraflagrei minha maé com socio de meu pai contoscontos erótico paizão enrabar filho gayContos moro no interios até que enfim cumi o cu da minha irmã gordaContos eroticos de asados fasemdo trocas com as esposaswww. brasileiras provocando com olharesde safadas pornoconto esposa ajudou dar banho no bebadofinalmente o telefone tocou conto erotico cornoContos homens comendo terneirascontos eroticos de padrinhos e afilhadas que engravidammeu cu no formato da contosviajei a noite com minha cunhada dei remedio pra ela dormir e comi ela contosVou contar como acustumei adar ocu para meu maridoContos eroticos fui a putinha desde pequeninhasexo em okinawa casada flagacontos eroticos gay dei minha bunda pro filho da vizinhacontos eróticos fragei meu tio comendo minha tiahetero batendo punheta conto gaycontos eroticos velho na praia de nudismoconto erotico o ponei e mulherCris devassa. contos eroticoshttp://okinawa-ufa.ru/conto_77_papai-me-pegou-de-surpresa.htmlrasguei a camisinha sem ela perce er e gozei dentro/contoscontos de sexo com novinhas trepando com advogadosbatendo uma punhenta para o marido sem calcinhaContos erotcos eu e meu marido num acampamento nudistacontos eroticos comi o cu da minha vizinha mendigaContos de mulheres que pegam marido com travestipau de jegue arrombando minha filhinha contoscontos eroticos de pai se faz de durmino pta faz sexo com filha novinhaConto de puta metendo com todos no posto de gasolinacontos eróticos novinha funkConto erotico levantaram minha microsaia e me comeram gostosocontos mães gosto de fuder com meu filhodepois da briga e mais gostoso contos eroticoscontos eroticos novinho sendo enrabado de surpresa pela primeira vezcontos esposa gozada para o maridoContoseroticoscomsogroconto erotico casada do cuzinho apertadocontos com teens sentando na ro do pri com doze anoscontos eróticos fudendo na frente do maridoconto minha tia fica pelada na minha frentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos de coroa com novinhoSobrinho da Academia tia gordinha conto eroticoContos pornos mendingosx video.com madrasta me mandou eu lamber o seu cuzinhocontos eroticos sexo com minha empregada de vestido curtinhocontos eróticos de comi a chata da clasequad erotico a apostacasa conto - eu minha namorada e sua amiga part 1contos minha mãe me seduziu usando mini saiaContos gay pau com pauviajando de calça leg contos eroticoscontos eroticos meninos pintinhoxvidiocu gostozoestuprada por quatro cachorros conto eroticomeu filho me estrupou eu me tornei sua fêmea sexo incesto contos vídeoswww.meucontoerotico.com delisiosocontos eróticos CCBcantos erotico brincando de baralho com sobrinhaconto eroticos.chupcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemae fode com filho contos eroticosporno agiota estouranda a buceta da mulher do devedocontoseroticosviolentadainseseto commforcacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos minha mae comeucontos tia batendo sirica para o sobrinhoFui estuprada com penis de borracha contoMeu cu virou buceta contos gayarreganha abuceta no fank muito gosofragrância zoofilia caseiro contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crente