Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

EU E SIL, SUA MÃE ASSISTE TUDINHO.

rnrnOlá, meu nome é Paulo, sou morador da Bahia, interior, em uma cidade pequena, sou casado com Silvana, uma mulher morena com corpo bem definido, de mulherão, bunda bem definida volumosa, seios médios, uma mulher especial a quem conheci ainda na juventude, eu um homem sem experiências sexuais, logo me apaixonei, sou um Homem alto forte cabelos castanhos, me cuido, não sou nenhuma pessoa possessiva, mas gosto de cuidar do que é meu. Silvana já possuía um filho, prefiro não colocar nome aqui.rnO que irei contar hoje, já ocorreu a um bom tempo, aconteceu mais ou menos há uns cinco meses apás meu casamento com Silvana, foi algo que me deixou muito surpreso e ao mesmo tempo trouxe nova sensação, algo que não esperava um dia ver ou ao menos pensei ocorrer.rnAqui na Bahia o clima é bem quente, como já contei em contos anteriores. Em um sábado dia em que não trabalho e que posso passar dia com minha família, hoje minha esposa e o filho dela, às vezes vou à casa de seus pais que fica a poucos quilômetros de onde moro com Silvana, mas neste sábado decidi que iria passar o dia todo com Silvana e seu filho, isso logo muda, porque seu pai havia levado o filho de Silvana para sua casa, segundo Silvana ele veio cedo e disse que levaria o moleque para passar o dia na casa dele, disse que estaria com a piscina cheia, não cheguei a falar com seu pai, pois estava dormindo, trabalho na sexta até tarde da noite, Silvana também me disse que o seu pai havia nos chamado também, mas que ela tinha dito que não iria, pois eu já tinha dito que passaríamos o sábado em casa.rnEntão neste Sábado seria sá eu e Silvana, planejei muito sexo, iria aproveitar aquele dia, Silvana que também era muito safada já estava toda feliz, tomei meu café lá pelas 10h00min, consegui dormir bem a noite, esta bem descansado Silvana estava com um pequeno shorts azul, mal tampava aquela bunda, fiquei já aceso, ali na cozinha mesmo já rolava um amaço, Silvana disse que era para eu esperar, ela iria tomar uma ducha e nás então continuaríamos oque tínhamos começado, assim que ela entrou no banheiro ouvi a campainha, logo pensei quem já estava querendo atrapalhar minha foda, fui até a porta e vi que era sua mãe, imediatamente fui até o portão e a pedi para entrar, nos cumprimentamos e ela disse que tinha vindo pegar roupa para o filho de Silvana, disse que meu pai não tinha pego.rnSua mãe veio buscar roupa para o seu filho Silvana que estava na casa dela para passar o dia e tomar banho de piscina, Silvana acabara de entrar no banheiro para tomar um banho, falei alto para Silvana escutar que sua mãe havia chegado e que veio buscar roupa para o filho dela, Silvana pediu para que a pedisse para sua mãe vir até nosso quarto que ela logo sairia para pegar roupa para o garoto, ao passar pelo corredor com sua mãe em direção ao quarto nos deparamos com a porta do banheiro aberta, e Silvana se despia para tomar o banho, tudo bem que sua mãe era uma mulher, mas Silvana poderia ter fechado a porta, ao se aproximar do banheiro, sua mãe olhou e viu Silvana, ela estava apenas com a parte de baixo do lingerie, estava com seios à mostra, Silvana viu a sua mãe e disse: rn-Oi mãe já ajudo a encontrar a roupa do meu filho. rnsua mãe disse que tudo bem, achei meio estranho a sensação de ficar ali, diante das duas, minha sogra vendo Silvana agora nua a tomar banho, as duas conversavam como se nada tivesse ocorrendo, claro que as duas não tinham o que esconder, mas para mim ficou uma situação constrangedora, as duas conversavam muito, ambas gostam de conversar, minha sogra então na conversa elogia Silvana: rn- Vejo que seu marido Paulo escolheu um mulherão para se casar. rnAs duas riram, eu ali meio sem jeito, Silvana me olha e diz: rn- Tá vendo amor tua sogra disse que sou bonita. rnminha sogra diz: rn- Bonita e tem um corpão muito bonito. rnEu sem saber oque falar sá sorria. Não esperava ocorrer aquilo que estava ocorrendo, fiquei meio sem oque falar com a situação que estava presenciando, minha esposa nua na frente da sua mãe e fazendo como se nada tivesse ocorrendo, pior é eu estar ali diante das duas, era uma mistura de excitação e vergonha, quando Silvana terminava seu banho comecei a ficar mais calmo, imaginei que ela colocaria uma roupa e iria ajudar sua mãe a pegar roupas para o filho dela, mas isso não ocorreu, mesmo já tendo visto antes como Silvana é safada, aquilo que acontecia era diferente, Silvana se seca e sai do banheiro nuazinha, bucetinha toda depilada, seios a mostra, vem até sua mãe e a cumprimenta com beijinhos, as duas vão até o quarto eu ameaço ir para a sala, Silvana logo não deixa e me diz: rn- Amor me ajuda a encontrar as roupas do meu filho para minha mãe levar. rnEu falo: rn- Claro amor, irei ajudar sim. rnComeçamos a procurar as roupas, eu olhava nas gavetas procurando sunga, e Silvana olhava na parte de cima procurando shorts e camisa, sua mãe se senta em nossa cama e assiste aquela sena, Silvana com aquela bundona toda a mostra, não tinha como não chamar atenção, eu ali agachado via aquela bucetinha maravilhosa, nem conseguia me concentrar, sua mãe percebeu e falou brincando: rn- Olha Silvana deste jeito o Paulo não encontrará nada!!. rnSilvana me olha e fala: rn- Amor depois você pode brincar agora temos que encontrar as roupas, minha mãe deve estar com pressa. rnsua mãe fala: rn- Não estou não Silvana, seu filho sá vai para a piscina na parte da tarde. rnSilvana então me olha e brinca: rn- Então pode olhar amor, minha mãe não está com pressa. rnSem perder tempo eu olho mesmo, vejo que sua mãe sá observa, falei então: rn-Silvana, você esta ficando doida. rnSilvana retruca: rn- Amor, você sabe que eu sou doidinha. rnTodos sorriram minha sogra então ainda fala: rn- Estou atrapalhando vocês né? rnSilvana fala: rn- Não mãe a senhora não atrapalha não, é sempre bem vinda. rnsua mãe então fala: rn- Então podem fazer o que querem fazer e depois procuramos a roupa. rnEu então olhei para minha sogra e para Silvana, mas não disse nada, nisto Silvana fala: rn- Esta vendo amor, minha mãe é liberal, mostra para ela como o genrinho dela é bom de cama. rnsua mãe então fala: rn- Isso meu genro mostra para Silvana como se faz. rnFiquei meio desconsertado, mas deixei rolar, ali mesmo comecei a beijar a bucetinha de Silvana, e passar a língua nos lábios daquela buceta, enquanto fazia isso pensava ? a que ponto cheguei, esta mulher que me casei é muito safada, nunca imaginei transar com ela e minha sogra assistir tudo?, mas tenho que dizer que estava adorando a sensação, Silvana delirava de tesão puxava minha cabeça contra a buceta, gemia e olhava para sua mãe, mal eu conseguia respirar, mas ali poderia até ficar sufocado que não teria problema, subi então até os seios de Silvana e comecei a chupar o bico de um deles, Silvana puxava meus cabelos, ela se deita na cama, ao lado de onde minha sogra estava sentada, me leva junto e abre as pernas para que eu a chupe, vi então que minha sogra segurou uma das pernas foi ai que vi que minha sogra estava adorando tudo aquilo, sem perder tempo chupava aquela buceta maravilhosa, já não tinha nenhum pudor, fique ali vários minutos, levei Silvana ao delírio, ali mesmo senti que ela gozou pela primeira vez, Silvana se levantou me puxou em pé e abaixou meu shorts, e a cueca também, fiquei nesta hora com meu pau a mostra, imediatamente olhei para minha sogra ao meu lado, ela sorriu, Silvana abocanhou meu pau e chupou como uma vadia, eu senti muito prazer naquela chupada, nisto Silvana me empurrou de costas na cama e novamente me chupou, subia e descia a língua em meu pau, já estava quase gozando ali mesmo, tamanho tesão que sentia, mas não queria isso, queria penetrar Silvana, a puxei sobre mim, assim que ela chegou na altura de meu rosto, nos beijamos, ela então sobe sobre mim, e coloca meu pau na entrada de sua Bucetinha, vi que minha sogra de levantou, foi atrás de Silvana e olhava aquela penetração bem de perto, nunca esperei que minha sogra gostaria de algo assim, pensei comigo mesmo ?Acho que Silvana tem um dom para despertar os desejos nas pessoas?, Silvana então começa a subir e descer sobre meu pau aos poucos aumenta o ritmo, logo estava bombando bem rápido, isso era uma maravilha, minha sogra não perdia nada parecia nem piscar, Silvana me olhava e sorria de maneira safada, vi que ela estava começando a gozar, aumentei mais ainda o ritmo e vi que também ia gozar, assim que Silvana gozou tirei meu pau, nisto algo muito louco ocorreu, minha sogra colocou a boca no meu pau, bem na hora que comecei a gozar, ela chupou tudo, lambia tudinho, Silvana se deita ao meu lado e junto comigo assiste aquela sena inesperada, minha sogra chupando meu pau de olhos fechados e sá subindo e descendo, assim que ela abriu os olhos nos viu olhando, parou de chupar, ficou sem falar nada, Silvana é claro soltou: rn-Viu mae seu genro é muito bom de cama. rnMinha sogra me olhou e sorriu, disse então ainda com a boca melada: rn- Meu genro arrumou uma esposa muito safadinha. rnBrinquei falando: rn-É outros me falaram isso antes.rnMinha sogra então pergunta: rn-Quem falou isso?? rnDisfarcei: rn-Ninguém não sogra estava brincado.rnTerminamos de procurar a roupa do filho de Silvana e colocamos em uma bolsa, fomos até a sala, ainda nus, minha sogra se despediu de Silvana com beijinhos e me deu um beijo no rosto também, pediu para não contar nada para meu sogro, eu disse que ela não precisava se preocupar com isso, abri a porta e ela saiu, assim que fechou o portão e saiu e também fechei a porta, eu e Silvana fomos para o quarto, brinquei com Silvana dizendo que por aquilo não esperava, ela me perguntou se eu gostei, claro que eu adorei, ela então disse que se minha sogra querer nás repetimos, nás dois rimos muito, sá brinquei então dizendo que ela estava me saindo melhor que eu esperava.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteporra minha secretária tem a bunda deliciadia dos namorados incesto contofotos de morena cabelo cacheado do cu apertadoContos eróticos gay Comido pelo Amigo do meu paicontos eroticos ccb viuvas safadascontos de sexo no bus primeira vezfudendo a sobrinha rapidiho no quintalso gotosonna sexos eputariaconto erotico gata no meu colocontos verídicos com garotas teenscontos de filho comendo a mae no carro do pai pra lerguais sao as deusas da punhetacontos namorada deu o cu paracoroas homens velhos nojentos sexo relatocontos esposa fodendocontos eroticos Sofrendo com o pauzaocontos erótico com enfermeiracontos dominou minhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentezoofilia tesouracomi a familia toda contos eróticoswww.contopadrinho.comcontos eroticoseu gostoo d ver meu marido comendo a empregadaconto erotico praia esposa garotosorgia entre cdzinhas contos eroticoso cu mais largo do mundo contosa minha cunhada casada e saia justa contos com fotoscontos eróticos minha tia com calça suplexcontos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cãocontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadosContos eroticos de meninas estupradas.Foto picudo estotando a bucetinha da casadacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos flagraela me chamou de puta e me bateu conto empregada negrameu pai chupou minha bucetinhacontos erotico a minha nutricionistaConto de sexoEnfiando a cabeça da pica na buceta virgem filhacontos reais com fotos porno o rabao da minha tiacomedor de cu de secretarias casadas casa dos contosContos eroticos sadomasoquismos so com maridos e esposas submisasContos eroticos briguei com o marido dei pra outrocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos com vovoporn contos eroticos casada escravizadaConto erotico comi minha aluna virgemContos picantes incontrolável desejocontos eroticos sexo com minha empregada de vestido curtinhoMinha esposa saiu de shortinho socado no rabo contosmeu cu e meu genrocontos eróticos minha tia de baby dolla cunhada mais nova pede para o seu cunhado gozar em sua boca tem RNA tomar galavideo porno gay de homem que botou camisinha para comer seu parceiro apos gozar ele tira a camisinha e da para o amigo chupar seu pauchupou pau de flanelinha dentro do carrocontos eroticos gays meninos cuidando do amigo bebadocontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travesticabritiha deliciacasa dos contos eroticos de coroascontos eróticos minha servacontos eroticos de mulheres tendo suas tetas mamadas por animais e eles metendo nelasconto gay colocontos eroticos coroa casada executiva viaja sozinha a trabalho e trai com funcionario do hotelcontos eroticos cadelamuie pega a manguera do amigo do cornaorelatos arrombei a amiga da minha irmacontos de incestos na madrugada ele se encaixou em mimestiquei os peitos da gostosa contoscontos dormindo com a tiaContos eroticos o marido gostoso da primasurra vaginal amordaçada contovídeo pornô com travesti travesti transando com a outra por amor todinho raiva da outraContos eroticos9aninhoscontos eróticos de traição de casadas testemunhas de Jeováconto erotico incesto dominando irma e maecontoerotico padrinhos e afilhadinhascontos eróticos meu padrasto lambia minha buceta como loucocontos eroticos cadela