Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FLAGRANDO A IRMÃZINHA

Flagrando a Irmãzinha

Meu nome é Alex, tenho 19 anos e uma histária incrível para contar. Aconteceu num dia em que, chegando do colégio, entrei em casa, indo para meu quarto. Parei ao ouvir sons vindo do quarto de minha irmã Vanessa, uma deliciosa ninfeta de apenas treze aninhos. Eram risadinhas e cochichos nervosos. Curioso, grudei o ouvido na porta, tentando entender o que se passava. Logo identifiquei a voz de um garoto da vizinhança, um pirralho de não mais do que onze anos. Imaginando que o que se passava lá não eram inocentes brincadeiras, abri a porta bruscamente, flagrando Vanessa sem blusa, com a saia levantada e a calcinha arriada, exibindo para o garoto os peitinhos ainda incipientes e a xaninha quase nua. Ainda pude percebê-la tirando a mão do pau dele. “Ah! Mamãe e papai vão adorar saber disso...”, disse eu. “Não, por favor Alex, não conte nada...”, implorou minha irmãzinha quase chorando. Congelado de medo, o garoto permanecia imável, sequer recolocando o calção arriado. Lancei-lhe um olhar fulminante, dizendo, ameaçador: “E você, seu pirralho, o que espera para sumir ?”. Ele não disse absolutamente nada, saiu correndo apavorado ainda recolocando o calção. Eu, então, voltei a atenção para Vanessa. Para minha surpresa, minha irmãzinha exibia um sorriso cínico. Deitando-se de costas, apoiada nos cotovelos, tinha as pernas abertas. “Se não contar, posso ser boazinha com você...”. Não acreditei em ver minha prápria irmã que, até pouco tempo antes brincava de bonecas, oferecendo-se a mim como uma vadia. Pensei em xingá-la, mas a visão de sua xoxotinha me fez hesitar. Cheio de culpa, porém, muito excitado, abri o zíper da calça expondo meu cacete duro, agarrei-a pelos longos cabelos negros e a puxei para junto de mim, obrigando-a a abocanhar-me. A habilidade de sua linguinha me fez delirar. “Para quantos você já deu, putinha ?”, perguntei, louco de prazer. Tirando meu pau da boca, ela respondeu com o mesmo sorriso cínico: “Para todos os garotos da vizinhança... O que você acha ?”. “Ah, é ?”, devolvi no mesmo tom, “Pois agora chegou a vez do teu irmão !”. Puxando-a pelos cabelos, fiz Vanessa ajoelhar-se e ficar de quatro. Meti a mão em sua bunda lisinha e acariciei o cuzinho com os dedos. “Não! Assim não!”, protestou ela. Â“É o seu cuzinho ou papai e mamãe sabendo de você e aquele pirralho ...”. “Seu tarado desgraçado!”, gritou ela, mas sem resistir. Não respondi, apenas coloquei meu pau na deliciosa bundinha de Vanessa e tentei enrabá-la. Porém, por mais força que fizesse, não conseguia meter em seu cuzinho ainda virgem. Cheio de tesão, estiquei o braço e apanhei de cima da mesa de cabeceira um pote de creme para espinhas que minha irmã putinha usava. Abri o pote, lambuzei os dedos e besuntei meu pau com o creme. Limpei os dedos entre as nádegas de Vanessa, ajustei meu pau em seu cu e forcei a cabeça da pica contra as preguinhas ásperas. Não precisei mais do que duas estocadas para mergulhar o pau na bundinha deliciosa. Vanessa gritou, contorcendo-se de dor enquanto meu pau entrava todo em seu cu. Comecei então a bombar contra suas coxas. Não demorou muito e o que eram gritos de dor viraram gemidos de prazer. Vanessa começou a rebolar a bundinha, tomada pelo prazer do primeiro sexo anal de sua vida. Quando gozei, enchendo sua bunda de porra, ela gritou para que eu não parasse. Aquilo me deu forças para prosseguir. Quando senti a ponto de gozar novamente, retirei o pau de seu cuzinho e o enfiei na xoxota, completando ali o delírio. Acabamos por cair os dois sobre a cama, exaustos. Para minha surpresa, minha irmã, depois de alguns instantes ergueu-se e me beijou na boca. “Você foi incrível !”, ela disse. E daquele dia em diante nos tornamos amantes. Bastava nossos pais se ausentarem e lá estava Vanessa em meu quarto com o pote de creme para espinhas... QUEM SE INTERESSAR POR CONTOS ENVOLVENDO NINFETAS E INCESTO, ENTRE EM CONTATO COM [email protected] TENHO VÁRIOS OUTROS DE MINHA AUTORIA E GOSTARIA DE LER DE OUTROS AUTORES.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos novinha de 12an chantageadative que dar contos eróticosContos eroticos trans cunhadaconto na festa aqui em casa meu primo comeu minha maeContos eroticos o professor de quimica me comeu varias vesses e tirou minha virgidadeeu quero ver mulher ficando engatada fique transando com poodle cachorro poodleokinawa.ufa.ru conto erotico orgiasexperimentando a bundinha da garotinha conto gratispapai me ensinou chupar buceta conto eroticowww.contos eroticos madrinha virgem da cu cagandoprimeira vez que trai meu marido fiquei toda arrombadaconto erotico minha prima malvadacontos eroticos rex meu donocontos de incesto dando de mamarconto primeira peitinhoesposa tomou um susto quando tirou a venda comtosContos erroticos com fotos o porteiro parte 2Travessa gostosa lavando a b***** em casa com cama escondidaEstupro gay conto gay pedreiroContos meninas d doze anos x negros dotadosminha esposa estava raspada contosContoseroticos minha mulher na passagem no anocontos ganhei uma massagem e fiz um boquetever coroas no baile de Carnaval chupando pau passando a língua no sacocontos eróticos infânciaconto eróticos dei pra meu pai depois de casadacontos eroticos minha namorada virgemvirei puto dos segurancas sadomasoquismo conto gaycontos d zoof de ferias na fazenda com meu maridocontos eróticos rola babonaconto de sexo sobrinha galinha parte 2esfregando na irma caçula contoscontos eroticos de pijaminha provocandocontos eroticos gays gabriel o gatinho da outra salacontos eroticos adoro ver ele dando leite pro meu negaoContos eróticos meu papai me comeucunhadinha dando o cu apoiando na mesavi minha irmazinha de caucinha nu rabo ve contos eroticoscasa dos contos o jegue de bigodesvou começar com Vanessa bucetaConto pauzudacontos mulher da p o sobrinho do pau grande e marido vecontos eroticos de pais esposa e filhas em praia de floripafilme com historia de erotico de tiozinho taradaomeu irmão me viciou em chupar pau conto gayconto viadinho branquinhoquero ser corno contosconto erotico irma estrupada pelos pedreirosconto erótico currada pelo fazendeirofui arombada marido adoroucontos eróticos perdi minha virgindade com um pau grande e grossoa minha cunhada casada e saia justa contos com fotoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecalcinha pendurada no banheiro contos eróticoscumi a prostituta na esquina contos eroticosos pedreiros me estupraram contos eroticoscontos homem chupa rola ricardaominha mulher explorando meu cu contoxvideis 2017comi a minha tiasempre que saio com uma mulher levo a calcinha dela de lembrança contos eroticoso caminhoneiro me fudeu a força contos eroticoscontos erotico comi minha namorada sei camizinhacontos eroticos meu vizinho mim estrupo eu era pequena tinha oito anosContos e vidios eroticos marido tenta convese mulher a fazelo de cornocontos crossdresser o velho me comeu no matinhorelatos eroticos de lesbicas minha mulher e outraesfreguei a minha pila na bunda da minha tiacontos eróticos menino pintinhocontos eroticos sou casada peguei carona com camioneiroconto herotico o diretor da escola tava comendo minha filha e a maicontos eroticos esposa do tiocomi o a cunhadinha na minha casa sozinhos contoconto erótico. eu minha esposa morando perferiachupando buceta soltando fumaça