Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA PRIMEIRA SURUBA ANIMAL

Olá, meu nome é Karla, tenho 24 anos 1,68, 63kg e toda sarada. Sou casada mas meu marido andou me ignorando durante um tempinho e como adoro sexo,quando estou no cio fico completamente descontrolada até satisfazer os meus instintos. E por causa disso acabei tendo vários casos fora do casamento. Casos mas loucos e inimagináveis, mas um em especial ficará marcado pra sempre.rnA cerca de 1 ano atras meu marido chegou em casa dizendo que um amigo do trabalho havia nos oferecido a chave de sua casa na Região serrana do Rio ( Petrápolis). O lugar se chamava Nogueira. A princípio eu não queria pois meu marido me falara que tinha-mos uma semana, mas se derrepente por alguma emergência em seu serviço teria-mos que voltar. Mas acabei sendo convencida por ele que seria bom e acabamos indo.rnChegamos numa terça -feira o dia estava lindo e o lugar era simplesmente maravilhoso. A casa era linda e bem aconchegante. Ficava quase no topo de uma montanha. A área em volta era bem grande cercada de um muro de pedras. Atrás num lugar bem reservado havia a piscina e a sauna. E atrás dessa área havia o canil com dois labradores, Rufos( negro) e Zeus ( amarelado). E um pequeno curral com um jumentinho que puxava a carrocinha das crianças( filhos do amigo de meu marido).rnTudo estava bem limpo.O amigo de meu marido havia nos dito que todos os dias na parte da manhã tinha um senhor (Amilton) que fazia a limpeza de toda a área externa e que uma senhora vinha 1 vez por semana geralmente na sexta e mantinha a casa limpa no seu interior.rn Eu simplesmente amei o lugar e já começava a imaginar ser comida por meu maridinho em lugar como aquele. Meu marido acabou por ficar feliz por eu ter gostado do lugar e acabou dizendo que poderíamos estar sempre ali, pois o amigo quase não vinha sá em ocasiões especiais como feriados prolongados e carnaval e que ele quando nos ofereceu disse que quando quisecemos fora essas datas a casa estava a nossa disposição.rn Meu marido e eu adoramos vinho e não deu pra deixar de trazer algumas garrafas. Ele sabe que quando bebo um pouquinho a mais eu fico completamente soltinha pra ele me usar completamente. Sá que naquele dia mesmo eu fiquei furiosa. Logo apás almoçarmos tocou o celular de meu marido que meio contrariado apás atende-lo veio me comunicar que teria que descer pois havia uma emergência na firma e sá ele poderia resolver. Mas pedindo que eu ficasse, pois no máximo em 48 horas ele estaria de volta. Como não tinha nada pra fazer em casa, havia desmarcado todos meus compromissos, resolvi ficar. Meu marido ficou um pouco preocupado em me deixar sozinha mas eu o tranquilizei dizendo que soltaria os cães durante a noite e ao sinal de qualquer problema telefonaria a polícia. Mesmo assim meu marido ligou para o amigo que logo o tranquilizou e passou o telefone do caseiro pra qualquer coisa que eu precisasse.rnNaquela tarde mesmo meu marido desceu me deixando sá e cheia de tesão.rnEram mas ou menos 18hrs quando o Amilton apareceu na casa se apresentando e perguntando se estava tudo bem. Ele era já um senhor dos seus quase 60 anos mas bem forte, não pude deixar de notar e sem que ele percebesse dei uma olhadinha na direção de seu pau, que também pelo volume da calça meio larga, parecia ser bem grandinho, rssss. Seu Amilton que também não era bobo me comeu com os olhos, e olha que eu estava de moletom, ha se ele me visse de biquíni, rssrnDisse ele, vim aqui hoje a essa hora por que meu patrão disse que seu marido teve que descer e que se eu pudesse era pra dar uma passadinha pra saber se a senhora estava precisando de alguma coisa. seu Amilton, disse, não precisava se incomodar, fiquei sabendo que o senhor vem aqui todas as manhãs e se precisasse de alguma coisa eu falaria com o senhor de manhã. Não tem problema senhora já que estou aqui vou soltar os cães e seria bom se a senhora viesse comigo pra eles acostumarem com a senhora. fui acompanhado ele e assim que eles o ouviram começaram a latir, umas graças. seu Amilton pegou um de cada vez e me chamou pra perto do Rufos re pediu que eu o acariciasse. Ele era muito fofo mas derrepente o danado agarrou em minha perna e começou um vai e vem socando se parar. Seu Amilton o puxou logo em seguida e pra minha surpresa pude ver a ponta avermelhada de seu pau pra fora. Nossa senti uma quinturinha na barriga que era o meu sinal de quando o tesão esta vindo e quando ele vem meu descontrole é total. Seu Amilton ficou meio sem graça e me pediu desculpas. Que nada seu Amilton, é apenas o extinto animal né? E dei uma risadinha. Logo depois foi o Zeus, que seu Amilton dessa vez ficou bem perto e me pediu que eu o acariciace também. Ele não pulou mas tentou colocar seu focinho entre as minhas pernas. Arrepiei na hora e mas uma vez o caseiro e pediu desculpas e disse que não se preocupasse, era sá eu ficar dentro da casa que na manhã ele estaria na casa e os prenderia. Não tem problemas seu Amilton, disse, eles são umas gracinhas. Bem vou entrar. A senhora precisa de mas alguma coisa? Respondi que não que amanhã nos veria-mos e entrei. Assim que fechei a porta fui direto pro quarto e lembrei de uma vez que vi um filme de zoofilia que uma amiga de faculdade me mostrou pois eu nunca havia visto e não acreditava que alguma mulher poderia transar com cães. Lembro que era uma mulher com uma peruca verde, ela ficava em pé mas meio curvada e um dog Alemão pulava e a agarrava pela cintura e começava a socar até seu pau entrar e sua buceta. Fiquei maluca na hora de vontade de trazer um dos cães pra dentro de casa e ser dele, sentir aquela pica vermelha me rasgar todinha. Pronto! Eu já estava toda melada, sá faltava um pouco de coragem pra tentar. Primeiro teria que dar banho em um deles mas já era noite e o lugar já estava ficando bem frio, se eu desse banho nele ele teria que ficar dentro de casa no aquecedor até a manhã seguinte.rnTomei meu banho e ia me depilar pois estava bem peluda, tenho muitos pelos e se ficar sem me depilar por duas semanas ente minhas pernas parece uma floresta. Mas pensei melhor e deixei como estava pelo menos até meu marido chegar. Assim derrepente se eu tomasse coragem com os cães seria melhor ter os pelos, pois ficaria mais animalesca.rsss rnLá fora Zeus e Rufos estavam deitados na varanda eu os olhava e ficava cada vez mais com vontade de te-los dentro de mim Abri um vinho e depois da segunda taça eu já tinha tomado a coragem que precisava e fui na área e peguei uma toalha de banho e a levei pro banheiro de serviço que ficava numa área fechada nos fundos da casa. Agora qual eu escolheria pra ser meu macho? Decidi na sorte, fui sá de roupão até a porta e abri bem devagar os dois estavam deitados de costas pra porta e não perceberam a minha chegada. Apesar do frio que fazia eu estava bem quente pelo tesão e pelo vinho que já havia tomado. Abri o roupão e passei meu dedo na boeta já toda melada. Rufos virou logo, acho que pelo cheiro de fêmea no cio e veio rápido em minha direção. Eu entrei logo deixando-o entrar pra em seguida trancar a porta, Zeus também se levantara, mas assim que Rufos atravessou a porta eu fechei. rnFui logo para os fundos sendo seguida pelo Rufos até o banheiro e assim que ele entrou eu tranquei a porta e o acariciei, o safado já queria pular em mim mas fui enérgica e pedi que ficasse quieto. Não sei como pude fazer isso mas deu certo. E abri o chuveiro e pra minha surpresa não tive dificuldade o safado foi direto pra baixo da água que estava quentinha. peguei o shampoo e comecei a esfrega-lo. Meu tesão estava ficando incontrolável, a vontade era de ficar de quatro ali mesmo e deixa-lo me devorar com seu pau vermelho mas me contive teria que dar o banho e fui aproveitando e tomando coragem toquei no seu pau que ainda estava escondido e comecei a aperta-lo e fazendo o movimento de vai e vem começou a sair a ponta bem avermelhada, não me contive e levei minha mão entre as pernas e comecei a me tocar também. Seu pau não parava de sair, eu ficava cada vez mais maravilhada. O pau estava quase roxo e com muitas veias ele virava a cabeça em direção a ele e tentava lamber seu pau e eu não tirava os olhos e num impulso sem pensar virei seu pau pro lado me abaixei e coloquei na boca com os olhos fechados. Rufos ficou paradinho a água batia encima dele e respingava em mim. com o pau na boca comecei a lambe-lo. Era diferente, melado, eu lambia e a cada sugada ele abaixava o quadril como se quisesse fuder minha boca. Derrepente sinto sua porra jorrar em minha boca, pensei que ficaria com nojo, pelo contrário, tomei tudinho e era muita coisa ela não parava de escorrer pelo canto de minha boca. Parei, queria mais e tive uma ideia mas louca ainda, eu queria os dois, queria ser feita de cadela quando no cio, tendo aquele monte de cachorro atrás dela doidos pra come-la.rnPeguei o secador e sequei bem o Rufos e depois fui levando ele até a um quanto de empregada que tinha ao lado da área e o tranquei lá, ele uivava querendo sair achando que eu o deixaria ali, tadinho, mal sabia ele o que o esperava. rnFui novamente lá na varanda e abri a porta, Zeus veio direto com as duas patas sobre mim, ele me rodeava mas fui andando em direção ao banheiro e fiz o mesmo, dei-lhe um belo banho e aproveitei para experimentar seu pausão delicioso, sá que dessa vez não o deixei gozar, queria seu leitinho em outro lugar.rn Pronto banho tomado e sequinho, agora é que eu queria ver. Tomei mas duas taças de vinho, estava muito a vontade me sentindo a mas devassa de todas as mulheres. Coragem tomada, agora era encarar as feras e fui o que fiz. abri a porta e Rufos saiu e veio direto pra mim. Fiquei toda nua e comecei a andar perto deles. Zeus deitado me observava, Rufos vinha atrás de mim e logo foi enfiando o focinho por de trás entre minhas pernas. Coloquei as mãos na parece e empinei minha bunda, que é bem grandinha( toda malhada) Rufos não perdeu tempo e enfiou a língua. Aiii, gemi, que delicia, sua linguá parecia que queria fuder minha xana toda melada. Coloquei a cara na parede e com as duas mãos abri bem minha bunda. Ele lambia muito, sua língua áspera ia do meu cuzinho até minha xana eu rebolava sem parar e pedia mais. Vem meu gostoso, vem, lambe sua cadelinha vem. desci fui de quatro até o Zeus que estava deitado, separei suas patas e comecei a tocar no seu pau que começava a crescer. Não aguentei e caí de boca. Seu pau crescia em minha boca sem parar eu lambia engolia ele que começava a jorrar jatos de porra em minha boca e rosto. Eu estava de quatro agachada com o pau e Zeus na boca quando Rufos trepou em mim.. Ele começou um vai e vem rápido tentando achar minha racha e derrepente senti seu pau invadir minha boceta melada eu estava tonta de tanto tesão. Seu pau crescia dentro de minha boceta que parecia que estouraria toda por dentro. Senti um pouco de dor mas o tesão era muito grande e deixei. Suas patas colaram em minha cintura com muita força e a cada estocada eu sugava com mais força o pau de Zeus. Que delicia eu ali sendo devorada e feita de cachorra por dois labradores. Eu já não estava mais aguentando eu iria gozar, Rufos socava com muita força e rapidez. Seu pausão todo dentro de mim, minha boca inundaa de porra do Zeus era demais gozei feito louca, tirei o pau de zeus da boca e gritei feito louca, pra em seguida ficar agarrada a Rufos pelo ná do seu pau. Sá não caí pois estava agarrada a ele. Zeus se levanta e começa a lamber o pau de rufos e minha xana colada a ele. Mias pernas tremiam, eu tremia tod, nunca havia gozado assim com tanta intensidade. depois de uns minutos ali colada fiz um esforço e Rufos descolou de mim que caí pro lado sentindo sua porra escorrer por minas pernas. Zeus mais uma vez pôs a lamber me deixando limpinha. Fiquei ali no chão deitada feito um animal e adormeci. Acordei ainda meio atordoada com a língua de Zeus em minha xana. Estava muito exausta mas não resisti e comecei a mecher meu quadril com o focinho de Zeus no meio de minhas pernas. Fiquei melada novamente levantei um pouco mais e sua língua ia do meu cuzinho até minha racha toda melada. Rufos sá olhava, parecia bem cansado depois de me comer feito uma cachorra.Dessa vez eu queria ver o pau de Zeus me comer e levantei fui até o sofá e deitei de costas com as duas pernas pra fora do acento. Fiquei toda arreganhada sentindo sua língua áspera mas uma vez. Num movimento rápido ele ficou em pé com as duas patas sobre minha barriga. Peguei nelas com cuidado e as coloquei uma de cada lado do meu corpo e joguei meu quadril em direção ao pau de Zeus. O safado parecia saber o que fazer e começou a socar sem parar. Seu pau entrou de uma vez e como da outra vez começou a inchar dentro de minha boceta. Eu rebolava abraçando-o e trazendo ele cada vez mais pra dentro de mim. Ai bom demais vem meu cachorrão mete forte esse pauzão dentro de sua cadelinha. Eu falava, gemia minhas pernas começavam a bambear novamente estava a ponto de gozar e não aguentando gozei muito junto com Zeus. Senti sua porra inundar minha boceta. Mas uma vez fiquei colada por um tempinho e num esforço consegui tirar o pau de Zeus fazendo jorrar sua porra no chão. Rufos repetindo o Zeus lambia minha boceta deixando-a limpinha. Me joguei no sofá e apaguei. Acordei novamente já eram 3:30 hrs da madrugada. Zeus e Rufos estavam deitados ao lado do sofá totalmente exaustos também. Consegui me levantar e fui direto pro banheiro tomar um banho. Fiquei na banheira quase 1 hr. tocava minha boceta que estava toda larga e dolorida. depois de bem relaxada coloquei meu roupão e fui colocar o Zeus e Rufos pra fora de casa, pois fiquei com medo de acordar muito tarde e seu Amilton chegar e ve-los dentro de casa. Fui pra cama e apaguei sá acordando as 12:00hrs, toda dolorida mas feliz da vida.rnFelizmente pra minha felicidade meu marido teve que ficar mas dois dias por causa do trabalho me dando a chance de experimentar mas uma coisinha aqui em Nogueiras. Mas essa eu relato depois.rnBeijosssrnKarla. ([email protected])

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos erotico enganada mae e filhaconto erótico minha empregadinha novinharelatos de comadre dando a buceta pro compAdreconto flagei meu pai marturbandocontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travestivi o pauzao do pedreiro e fiquei doidinhaMaicon tá doida ela me pediu pra comer sua esposa na frente delecontos de sexo no bus primeira vezcontos erotico os mininos comerao meu cu guando ajente brincavaporno doido sumindo um emorme prinquedo na pusetacontos eroticos arrombando a gordacontos servente de pedreirocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecomo chupar o pau do meu marido e fazer ele gozar lejeiro e gemer mais que tudocontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travestipai e filinha pequen q deixa pai come ela contosporno gay com operador de tratorContos erotico com equilina da minha patroacontos eroticos surpreendeu a esposapapai me come contoscontos de corno perdi minha namorada virgemcontos eroticos bebadamolestei minha filhinha contos eroticosContos eróticos de incesto filinha mimada do papaicurra gordinha contocontos eroticos querendo uma rapidinhavideo porno os peões da minha fazendo me foderamcontos e relatos real de peitudasgreludinha na praia contocontos eroticos arrombando a gordaconto erotico seduzindo meu vovonamoradinha virgem do amigo contos eroticostia gozou no meu pau ao lado do primo contomadrasta e seu consolocontos Minha esposa rabuda provocando de shortinho contos swingmarido fas esposa virar puta e comer bota contos eroticoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentetive que comer ela /contocontos eróticos aposta q terminou em surubaconto erotico viado velho humilhado por macho dominadorcontos eroticos esposas na praiafui encoxada a forçapai da sonifero pra filhinha e a estupra com amigos contos eroticosHistorias eroticas Swingcontos enrabada no trabalhadofoto dabundona da tiaConto erotico comi a coroa negra amiga da minha maemulher escanxa no cachorro e goza gostosocontos eroticos com subrinhascasado chupa travesti contocontos eroticos entre avo e neta gratisminha esposa com dois negros dotados contos e relatos eroticos com fotoscontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travesticonto de encesto filho vetido de noivinhacontos eróticos de irmão comendo a irmã pequenininha novinhacontoseroticoscomi o cu do mei paicontos de sexo de ladinho com com a irma dormindo ao ladocontos eróticos de pai fudendo filha no carrothararam thararam gostoso mãozinha pelo corpocontos genroContos erotico de exibi a bunda muito grande de fio dentalele era cheirosinho conto gaytocu de proposito pornodoudocontos eroticos minha mulher gosta de apertar minhas bolasdesce com a x*** no pauso um pouquinho contos eroticosContos eróticos minha mãe velhashistória de zoofilia no interior com cachorro vira latafilha apaixonada pelo pai contos eroticisconto erotico enrabadowww.cabaco loirinha e negao contoszoofilia umcacete enorme pra pequena putaCONTO COMI O CUZINHO DA VOVÓZINHA