Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU PRIMO E SEUS AMIGOS ARROMBARAM MEU CUZINHO

MEU PRIMINHO E SEUS AMIGOS DEIXARAM MEU CUZINHO TODO ARROMBADOrnrnQuem já sabe a descrição do putinho aqui pode pular para o segundo parágrafo, que é onde inicia-se o conto. Sou mineiro, BISSEXUAL não assumido, loiro, alto, branco, pau de 16cm, rosado, grosso e cabeçudo, de onde sai muita porra cremosa. Não tenho nada de super, sou um cara normal, tenho barriguinha saliente, já que estou fora de forma. Porém, compenso tudo na cama, onde faço o que o tesão mandar, sendo bem safadinho e sem pudores. Fico e deixo o parceiro ou parceira louco de tesão. Estou sempre pronto pra arrombar um cuzinho ou uma bucetinha, nos quais meto forte e fundo, mas também com muito carinho, fazendo a putinha ou putinho gemerem, gritarem e gozarem bem gostoso. Meu rabo branco é muito volumoso, bem desenhado e afeminado, já que não tenho pêlos na bunda, que é bastante firme e com certeza o macho vai encher a mão com minha bunda gostosa e gulosa. Terei muito prazer em rebolar na cara do safado que quiser chupar meu cuzinho que é pequeno e apertado, visto que tenho estreitamento do esfíncter e portanto, apesar de meu cu já ter sido invadido, ele continua apertadinho, portanto o trate com carinho. Gosto de ser fodido bem de leve, com carinho, quero sentir a pica entrar e sair bem gostoso do meu cu. Quero sentir os pentelhos do macho roçarem meu rabo branco, sentir a barriga do safado bater contra meu bundão branco. Se me foder assim, vou gritar e gemer feito uma puta, como uma cadelinha no cio, como uma verdadeira vadiazinha, já que vou ser sua puta na cama.Meu cuzinho é muito guloso e anseia por recepcionar línguas ávidas, dedinhos exploradores e pirocas bem limpas, cheirosas, gostosas, com bastante leitinho pra jorrar no fundo do meu cu ou na minha garganta, já que tenho cede de leite-de-pau, o qual recebo entre meus lábios e engulo tudo, deixando o pau limpinho. Minha boca é bem desenhada, tenho lábios carnudos, volumosos e rosados, prontos para engolir cacete e chupar bucetinhas e cuzinhos. Mamo feito um bezerrinho, chupo os ovos, enfio o cacete todo na boca, até engasgar com a cabeça do pau batendo em minha garganta, amo fazer garganta profunda. Deixo o pau todo melado, pronto pra me fazer de fêmea, pronto pra entrar e sair do meu cuzinho, deixando-o arrombado, terei prazer em ser sua puta, sua cachorra vadia. A mesma boca que chupa pica chupa e lambe buceta. Enfio minha língua toda dentro de uma bucetinha, chupo o clitáris com força, até a vadia safada gozar na minha boca. Sorvo todo o gozo da putinha e deixo a xaninha pronta pra receber meu caralho. Também amo lamber cuzinhos e sentir o puto ou puta rebolando em minha cara, se contorcendo de tesão. Gosto de machos que gozam bastante, pois gosto de ficar meladinho de porra, senti-la escorrer por meu rosto. Gosto de sentir a porra encher minha boca e quando gozam no meu cu, gosto de senti-la escorrer pra fora, descendo por minhas pernas. Quero conhecer machos safados que queiram me foder bem gostoso e que me dêem seu leitinho quente em abundância. Quero conhecer fêmeas trepadeiras safadas que amem dar a bucetinha, na qual quero meter muito gostoso até a vadia gozar no meu pau e em minha boca. Quero conhecer casais safados pra foder a esposa ou a esposa e o marido e chupar a buceta da safada apás o maridão ter gozado nela. Quero chupar a bucetinha da esposa enquanto o marido fode meu cu. São várias fantasias a realizar e espero a cooperação dos safados e safadas de plantão. Quem se interessou é sá me adicionar no MSN ou mandar e-mail para [email protected] que terei o maior prazer em responder às mensagens e iniciar contato para, quem sabe, começar uma amizade bem gostosa. Meu pau está de pé e meu cu aberto a proposta de casais, machos e fêmeas safadas para amizade, curtição e prazer, sempre com sigilo, discrição, educação e muita putaria. Beijos do seu putinho - [email protected] pessoal! Quero informar aos meus leitores que deverei ficar um tempo sem publicar, a não ser que publique fatos do passado, porque tive que fazer uma cirurgia no ânus, devido a sangramentos que estava tendo por causa de uma fissura. Não sei se é o caso, mas talvez terei até que parar de dar o meu cuzinho, o que está me deixando maluco, se alguém que já tenha feito essa cirurgia puder me explicar como funciona iria gostar muito. Por outro lado, se puder voltar a dar meu rabão, quem for me foder terá uma cuzinho virgem, visto que com a cirurgia ocorre o estreitamento do reto, o qual eu terei muito prazer em deixar alguém arrombar, podem se candidatar a foder meu furico virgem pessoal. rs A última aventura que relatei foi da semana passada e eu fiz a cirurgia na quarta-feira desta semana, dia 16012013. Porém, antes de fazer mesma ocorreu essa aventura com meu priminho safado, a qual relato agora e espero que gostem.rnFui para Montes Claros no domingo, dia 13012013, pois precisaria me internar na terça-feira para fazer a cirurgia na quarta-feira. Ficaria na casa da minha tia, Ana, que mora com seu filho Fred. Minha tia é separada do marido que reside em São Paulo. Ela é uma coroa bonita, tem cara de periguete, anda sempre bem vestida, trabalha em um hospital na área administrativa, e é muito bem remunerada pelo trabalho que exerce, inclusive foi ela quem conseguiu a cirurgia pra mim. Frede, seu filho, é uma garotão de 19 aninhos, branco, alto, cabelos crespos e castanho-claros, corpinho definido, não é lindo, mas é muito simpático. Cheguei à casa da minha tia no domingo pela manhã e o Fred me recebeu com um sorriso, nos abraçamos e ele me convidou a entrar. Conversamos um pouco na sala e ele me disse que sua mãe havia viajado, mas que retornaria na terça-feira e que eu pudesse ocupar o quarto de háspedes e ficar á vontade. Eu entrei para o quarto e estava arrumando minhas coisas, tirei a roupa e fiquei apenas com uma cueca box branca, bem colada ao corpo e que realça ainda mais meu bundão. Estava inclinado de costas pra porta arrumando minha bolsa no chão quando olhos por entre minhas e vejo o Fred escondido atrás da a parede, olhando-me, olahndo minha bunda. O moleque é um safado desde criança, apaixonado por bunda, pois lembro que ele sempre agarrava a bunda de alguma tia quando ele encontrava alguma distraída bunduda de costas. Na família, tanto os homens como as mulheres têm um bumbum avantajado. Notei que o Fred me olhava e fazia movimentos com o braço, provavelmente alisando o pau sobre a bermuda. Fiquei naquela posição por um tempo, deixando ele com mais tesão e a mim também. Ninguém em minha família sabe que gosto de dar meu cuzinho, mas não me importaria que o Fred soubesse e me fodesse gostoso. Resolvi provocar mais ainda, endireitei o corpo e fui baixando a cueca, ainda de costas pra o Fred. Voltei à posição anterior, com o torax abaixado, inclinado, revirava minha bolsa, procurando sei lá o que, sá pra provocar o puto que, ao eu olhar por entre minhs pernas, havia aumentado o movimento de braço, portanto o safado batia uma punheta naquela hora. Abri um pouco mais as pernas, o que abriu mais meu rabão branco, volumoso, sem pêlos, deixando à mostra meu cuzinho, que já piscava de tesão. Depois que fiz isso, o Fred ficou um tempinho e saiu, ouvi fechar-se uma porta. Ergui o corpo e decidi que provocaria ainda mais aquele safadinho punheteiro. É um tesão saber que um macho está batendo punheta pensando em meu rabo. Fui nu até seu quarto, pois como temos intimidade, podia andar nu pela casa quando minha tia não estava. A intensão era inventar uma pergutna qualquer ao abrir a porta do quarto. Foi grande meu espanto quando o fiz. Abri a porta de uma vez e peguei meu priminho deitado em sua cama, ele estava na posição frango assado, masturbava seu pau enorme, era muito grande, porém fino, branco, cheio de veias, cabeça vermelhinha. Seu pau não tinha pêlos, o safado o depila. Seu saco é enorme. Havia ainda outro detalhe, ele se masturbava com uma mão alisando seu pau imenso, e com a outra ele socava um consolo no cu. Eu abri a porta bem devagar, sem fazer barulho. O Fred se masturbava de olhos fechados, fazia biquinho e gemia baixinho. Fiquei de pé, em frente sua cama. Ele levou um enorme susto quando abriu os olhos e me viu lá parado, olhando ele se masturbar e foder seu cuzinho. O safado arrancou o consolo do seu cu, era um consolo pequeno, vi seu cuzinho rosado arrombado, e endireitou seu corpo ficando sentado na cama. Ele estava de olhos arregalados, abaixou a cabeça como se estivesse com vergonha. Eu me sentei em sua cama e disse: "Fred, não fique assim, você quer falar sobre isso?" Ele levantou a cabeça, com lágrimas nos olhos e disse que não sabia por que ele é assim. Eu perguntei: "assim como?" Então ele começou a me contar sua histária. Acabei descobrindo que meu priminho de 19 aninhos, assim como eu, é bissexual. Contei ao Fred que eu sou como ele, gosto de meninos e meninas. Eu já estava sentado ao seu lado na cama. Comecei a alisar suas pernas e notei que seu pau dava sinal de vida. Passei a alisar seu enorme saco e lentamente me pus a bater uma punhetinha pro Fred, que de olhso fechados gemia baixo. Me abaixei e comecei a lamber a cabeça vermelhinha do seu enorme cacete. Enfiei a ponta da língua na entrada de sua uretra, de onde saía aquela babinha gostosa de lubrificação. Posicionei a cabeça do seu pau em meus lábios, dei um selinho e depois uma leve sugada naquela cabeça vermelha e lentamente fui enfiando aquele cacete em minha boca. Chupava lentamente aquele mastro, colocando, até onde cabia, e tirando de minha boca. Eu chupava, deixava babado. Baba escorria pelo meu queixo e pelo saco do Fred, seu lençol já estava molhado. A baba que escorria por seu saco também escorria até a entrada do seu cuzinho rosado. Posicionei meu dedo médio na porta do seu cuzinho e enquanto enterrava seu pau em minha boca, até chegar à garganta, ia introduzindo o dedo no cu do Fred que, de tanto tesão, já apertava minha cabeça contra seu pau, gemia alto, rebolava e piscava o cu com meu dedo dentro. O Fred agora segurava minha cabeça e fodia minha boca. O safadinho ficou tão louco que se pôs a arremeter o quadril pra cima na intensão de enfiar a rola na minha boca, fodendo minha boca. Ele jogava o quadril e a rola entrava, porém quando ele descia o quadril meu dedo entrava em seu cu. Seu pau estava ficando ainda mais babado, pois eu salivava muito e a baba descia, lubrificando ainda mais seu cu. Meti o segundo dedo no cu do safado, agora o indicador. Sentia todas as contrações do seu buraquinho rosado, ele rebolava ainda mais em meus dedos e agora já não jogava mais seu quadril pra cima, apenas ficou sentado enquanto eu o mamava e fodia seu cu com dois dedos. Tirei seu pau da boca e bati com ele em meu rosto, respingando baba pra todo lado. Seu pau estava muito duro, gostoso demais, enorme. Chupava seu saco, batia com seu pau em meu rosto e enfiava os dedos no cu do Fred. Enfiei o terceiro dedo no seu cu. Ele gritou "aaaiiii" e ficou paradinho enquanto eu introduzia o terceiro dedo no seu rabo. Lentamente ia introduzindo e tirando os dedos do seu cu. Pedi ao Fred pra ficar de 4 na cama e ele sem relutar o fez. Abri sua bunda e meti a língua em seu cu. Ele gemeu, se arrepiou e começou a rebolar em minha cara. Quanto mais ele rebolava e gemia, mais eu enfiava a língua em seu cu. Puxei meu putinho para a potna da cama, fiquei de pé, encostei meu pau na entradinha do seu furinho e fui empurrando. O Fred agarrou um travesseiro e enterrou seu rosto nele, ficando com o tronco reclinado e apenas com o rabo empinado. Empurrei firme e continuamente meu pau em seu cu, até não ficar nada de fora. Meu pau é grosso e tem a cabeça enorme, então fiquei parado alguns instantes até o cu do meu priminho puto se acostumar com o invasor em seu reto. Ele tirou o rosto do travesseiro, olhou pra trás e disse que estava doendo, que meu pau era grosso. Eu disse "calma putinha, vou te foder bem gostoso". Comecei a me movimentar lentamente e o Fred voltou a morder a fronha e gritar, porém como estava com o rosto no travesseiro, seu gritos eram abafados. Passados alguns minutos o Fred já pedia pra meter a rola nele, pra foder seu cu. Ele rebolava e piscava o cu (acho que isso é tradição de família kkkkkkk) e eu enterrava a pica nele. Me sentei na ponta da cama e falei pra o Fred sentar em meu colo, assim ele fez. Vei, encaixou o meu pau no seu cu e sentou,a té entrar tudo no seu rabo. Agora ele comandava a foda, subia e descia conforme sua vontade. Enquanto isso eu segurava seu pau e batia uma punhetinha pra ele. Não demorou muito e eu queria gozar. avisei ao Fred que aumentou o ritmo do sobe-desce. Segurei firme o Fred, fazendo-o se sentar em emu colo com o pau enterrado no seu cu. Ele ficou apradinho, sá sentindo meu pau inchar e explodir em gozo dentro do seu cuzinho, enchendo seu reto de porra. Meu pau pulsava naquele cuzinho e eu me contorcia de prazer. Ficamos encaixados por um tempo e porra já escorria do cu do Fred, visto que meu pau amolecia, deixando espaço pra minha gala sair. O Fred se levantou e eu falei rpa ele ficar de 4 na cama, pois queria ver a porra escorrer do seu cu. Ele assim o fez, seu cu estava aberto, vermelho de tanto levar pica e a porra escorria por suas pernas. Fred ainda estava de pau duro, pois não gozou. Eu me deitei na cama, ergui minhas pernas e as segurei, deixando meu cu escancarado e disse: "agora venha meter essa rolona no meu cuzinho seu puto, vem me dar leitinho!". Ele caiu de boca no meu cu, lambeu, cuspiu e meteu um dedo. Como ele era afobado, doía muito e eu pedi calma. Então ele foi mais carinhoso, lambia, beijava meu furico, meteu, 1, 2 dedos. Ele pegou meu pau ainda mole, sujo de porra e o colocou em sua boca e ia chupando enquanto dedilhava meu cuzinho. Fui à loucura. Rebolei, pisquei o cu, gemi, gritei, segurei sua cabeça e empurrei contra meu pau que ficou duro novamente. Mudamos de posição e fizemos um 69 incrível. Enquanto ele chupava meu pau e meu cu, eu tentava engolir aquela tora que latejava em minha boca. Falei pra o Fred se sentar à beira da cama e fui de costas pra ele, encaixei a cabeça do seu pau no meu cu e fui descendo. Seu pau não é grosso, mas é enorme. Coloquei o que pude no cu, ainda ficou uma parte de fora. Quando meu cuzinho se acostumou, subi e desci feito uma puta naquela jeba gostosa que estava me arrombando. Eu rebolava, gemia, quicava feito rapariga naquela rola. Como estava bom! Era delicioso sentir aquela piroca me invadir, tocar minha prástata. Apoiei minhas mãos em seus joelhos e inclinei meu corpo pra frente, de forma que eu subia e descia meu cu naquele pau e o Fred podia ver seu pau entrar e sair do meu cu. Eu gemia, gritava "vai safado, fode o cuzinho da sua puta! Está vendo seu pau foder meu rabo seu safado? Vai, me arrombe." Me levantei, tirando aquela pica maravilhosa de dentro do meu cuzinho, me deitei na cama e erqui minhas pernas, ficando de cabeça pra baixo naquel posição que parece que a gente vai dar uma cambalhota e, com o cu pra cima, chamei o Fred e disse: "vai safado, mete essa pica no meu cu!" Ele veio, ficou de pé na cama, encostou a pica na entrada do meu rabo e foi empurrando. Eu fechei os olhos e gemi, gritei de tesão. Aquela cobra foi entrando no meu cu, me rasgando. Quando ele viu que não entrava mais foi subindo e descendo, fazendo sua pica sumir no meu cuzinho. Ele me chamava de viado gostoso. Dizia que meu cu era a melhor coisa do mundo. Fodemos assim um bom tempo, meu cu já queimava, ardia. Então ele aumentou o ritmo das metidas, senti seu pau inchar e um jato de porra encher meu reto. O Fred, safado como é, tirou o pau do meu cu e outros jatos de porra saíram acertando meu rabo branco e meu rosto. Abri a boca e pequenas quantidades de porra caíam nela. O moleque goza como um cavalo, me deixou todo melado. Mamei seu pau pra deixar limpo e aquele caralho não amolecia, também, é um molqie de 19 anos! Enquanto limpava seu pau com a boca ele disse "quero mais primo", eu disse "é pra já" e fiquei de quatro na cama. A essa altura a porra que estava em meu reto já havia escorrido, deixando a entrada do meu cuzinho melada. Fiquei de 4 na cama e o Fred veio e enterrou a pica. Não doeu muito, visto que meu cuzinho já estava dilatado. Ele segurou minha cintura e foi metendo. Seu corpo batia em meu rabão branco e estavala, fazia um barulho alto porque o puto metia rápico e forte, fazendo meu corpo balançar e ser jogado pra frente. Ele dava tapas em meu rabo que ardiam, mas estava átimo. Eu gemia e peida pra ele meter mais, pra me foder, pra deixar meu cu arrombado. Eu rebolava e piscava o cu pedindo pica. Ele estava descontrolado, metia muito rápido e muito forte, tanto que meu corpo foi sendo jogado pra frente a ponto de eu ficar deitado na cama e ele por cima. Coloquei um travesseiro sob minha barriga e ele continuou metendo. Como aquela pica ia fundo em mim. O Fred foi metendo até começar a gritar "ai primo gostoso, vou gozar no seu cu seu puto safado, aaaaahhhhh!!!" arrancou o pau do meu cu e melou minhas costas de porra, forma 3 jatos que acertaram minhas costas e começaram a escorrer. Ele gozou, bateu o pau na minha bunda e empurrou a piroca pra dentro denovo, até me assustei. senti que seu pau estava meia-bomba depois da gozada, mas mesmo assim o safado o enterrou no meu cu e caiu sobre mim exausto. Ficou assim, com o pau enfiado em mim, descansando ate´o pau amolecer. Saímos da cama e fomos tomar um banho onde lavei seu corpo gostoso, inclusive seu pau e seu cuzinho e ele fez o mesmo comigo. Apás o banho fomos descansar. Horas depois eu acordo e estava morto de fome. Estava nu ainda e fui procurar o Fred que estava apagado em seu quarto, também nu. Me aproximei de sua cama coloquei seu pau mole em minha boca, dei uma chupadinha e o Fred acordou assustado. Sorri e ele também. Então o convidei pra ir ao shopping para comermos algo. Nos vestimos e fomos lá. Ao chegarmos à praça de serviço o Fred encontrou dois amigos seus, colegas de cursinho pré-vestibular. Nos sentamos à mesa deles e iniciamos um bom papo. Apesar da idade, os dois amigos do Fred têm 19 anos, o papo era agradável, um papo cabeça, sem infantilidades. Tanto o Fred como eles haviam tentado vestibular pra medicina e estavam ansiosos pelo resultado. Tomávamos um chopp e o Fred refri. Apás algum tempo o Ju e o Fa foram ao banheiro. O Fred me confidenciou que, apesar de não aprecer, eles são um casal de namorados e que os três brincavam de vez em quando. Fiquei excitado na hora, porque ele eram bem gatinhos. Branquinhos, cabelos pretos, corpinhos sarados e bundudinhos. rs Quando os dois voltaram do banheiro pedimos um grelhado. Apás comermos eu sugeri que comprássemos bebida e fôssemos à casa do Fred beber e ouvir música. Ele toparam na hora e foi isso que fizemos. Compramos cerveja, vinho e vodka, carvão e carne. Fizemos um churrasquinho e estávamos nos divertindo muito. Lá pelas 20:00 horas os dois ligaram pra seus pais e pediram pra dormir na cada do Fred. Como eram todos conhecidos, não houve problemas. O negácio começou a esquentar. Caía chuva e fomso todos rpa dentro de casa. Como tive que pegar o saco de carvão pra não molhar e tirar a carne que estava na churrasqueira, me molhei todo. Já com segunda intensões, entrei na casa e disse: "putz! me molhei todo. Vou trocar de roupa. Na sala mesmo eu fiquei peladão. Notei o olhar dos três putinhos safados pro meu pau, que estava duro. Olhei e sorri dizendo "que foi? nunca viram pica? kkkkkkkk" me virei de costas pra eles e disse "e bunda, já viram?" o Fred arregalou os olhos, como gosta de um rabão aquele puto. vendo que nenhum dos três disse nada, apenas olhavam e já notava-se o volume em seus shorts, fui em direção ao Fred, segurei sua mão, fiquei de costas e a passei em meu rabo. Ele apenas olhou pro lado, sorriu, levou as duas mãos ao meu rabo, o abriu e meteu a língua em meu cu, me deixando arrepiado, Eu empinei meu cu e rebolava na sua cara, gemendo feito uma égua. Coloquei uma mão pra trás, alcancei sua cabeça e a empurrava em direção ao meu cu que le lambia avidamente. Olhei pra o casalzinho e eles se beijavam, já estavam nus e com as picas duras. Me ajoelhei no chão ficando entre os dois e enquanto eles se beijavam eu mamava suas picas. O Fred se abaixou atrás de mim e lambia meu cu. Depois ele foi enfiando o dedo no meu cu e cuspindo, se posicionou atrás de mim e meteu a pica dentro. Eu dei um gritinho, ams não largava as rolas do casalzinho, que eu chupava uma e punhetava outra e ia invertendo. O Fred socava meu cu, ele fodia meu cu como se comesse uma buceta relaxada, doía muito, ams era gostoso. Me levantei e com isso o Fred tirou a pica do meu rabo. Me sentei de costas na pica do Ju e coloquei o Fa em minha frente pra poder mamá-lo. Enquanto subia e descia naquele caralho gostoso, menor que do Fred, mas muito gostoso, ia mamando a pica do Fa, que era pequena e fina, mas igualmente deliciosa. O Fred se posicionou atrá do Fa e enterrou-lhe a pica. o Fá gritava, pedia pro Fred ir devagar, mas o safado metia forte e rápido. O Fa quase chorava, fazia careta e gemia muito. Já o Ju batia na minha bunda e ajudava, empurrando a pica pra cima, a enterrar sua rola em meu rabo. Mudei a posição do Fa e do Ju e agora eu tinha a piroquinha do Fa no cu e a rola do Ju na boca. O Ju agora era enrabado pelo Fred, contudo, diferentemente do Fa, ele pedia pro Fred meter mais em seu cu. Fiquei impressionado com aquilo, pois o Fred tem uma senhora rola e uma vontade incrível de meter. O Ju inverteu com o Fred. Eu mamava seu caralhão e o Ju fodia seu cu. O Fred delirou. Não aguentou nem 5 minutos e gozou na minha boca. Eu segurei a porra em minha boca e assim que ele gozou me ajoelhei no chão, mostrei pra todos a porra e engoli tudo. Novamente agarrei a rola do Fred e mamei, deixei limpa. Fui em direção ao Fa e o coloquei de 4 no sofá. Meti meu pau em seu cu. Como é apertado! Deu trabalho rpa entrar e ele gemia muito, pois emu pau é grosso e cabeçudo. Estava com muito tesão e arrombei o cu do moleque que sá não gritava porque estava com a rola do Ju na boca. Puxei o Ju e o coloquei no lugar do Fa, enterrei minha pica em seu cu. Entrou fácil. O moleque é uma puta arrombada. Eu ia metendo e ele pedindo mais, ia metendo e ele pedindo mais. O Fa veio pra trás de mim e enfiou a pica no meu cu. Estávamos engatados os três. Eu comendo o Ju e o Fa me enrabando. O Fred não aguentou quando viu isso e começou a bater a rola na cara do Ju que mamou seu pau feito um bezerro. Como era gostoso foder com os novinhos. O Fa gritou que ia gozar. Parei de foder o Ju e me ajoelhei, chupei e bati punheta pro Fa e recebia sua porra na boca. Como anteriormente, mostrei pra todo mundo e engoli. Continuei de joelhos e o Ju se pôs a bater punheta em minha frente, agarrei seu pau e mamei muito, até receber seu leitinho, que também engoli. Depois disso, tomamos mais algumas cervejas e fomos dormir, os 4 na mesma cama. Na segunda os casal foi embora e ficamos eu e o Fred. Fodemos durante o dia, pois teria que descansar a noite pra me internar no dia seguinte. Tanto eu como o Fred ficamos com o cu ardendo de tanto levar pica. Na terça-feira eu internei e fiz a cirurgia quarta-feira. Fui liberado na quinta e estou de molho, na espectativa de poder dar meu rabinho de novo, tomara que possa fazê-lo. Saiu o resultado do vestibular e tanto o Fred, como o Fa e o Ju foram aprovados. Meu priminho puto está de viagem marcada pra Sampa, vai visitar o pai antes de as aulas começarem. Nos últimos dias sá estou mamando sua rola gostosa, ams queria mesmo era ela no meu cu. rs Quem sabe futuramente né!rnSequiserem contato, é sá adc MSN [email protected] queridos, seu putinho.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


gostei de ser abusada contos eroticosviciada no pau do meu cachorroContos eróticos mãe apavoradao tempo em que ele para e diz"essa buceta é minha"se masturbar antes de durrmi faz bemconto erotico ponhei o pau do meu marido na buceta da minha amiga e ela pois o pau do marido dela na minha bucetacontos comi minha tia mortacantos erótico comendo a mãe e a irmã juntocontos eroticos arrombando a gordaSexo contos visinhos virgindadecontos minha esposa me ensinou a ser cornoEstouraram meu cuzinho na viagem contosviadinho e o andarilho velho negro contos eroticoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos eróticos baixinha morenameu irmao cacula a puta conto de wallisocontos eroticos adoro ver ele dando leite pro meu negaocontos eróticos esposa gostosa de motorista de carretameu viadinho querido gostoso novinho doze anos contos eroticoscantos eroticos dando meu cuzao para meu filhoconto erotico facilitei para fuderem minha mulherconto erotico viado velho humilhado por macho dominadorconto gay fiquei bebado e dei o cucontos ex namoradachaves comendo o cu de chiquinha no banheiroCasa conto eroticos noiva deixou noivo por outra pica do negãopornô o homem que nuca viu uma boceta quando viu endoidoucontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteminha sobrinha pediu para mim gozar na calcinha dela contos eróticosconto ajudando meu filhoconto heroticominha mulhe tranzou com homem da pica grande no motel e filmou pra mim asistircontos de uma safada minha rosquinha começou a. se abrir e sentir aquela jeba no meu intestinoComtos casadas fodidas pelos empregados do marido18oras.porncontos de avo e pai q transavam.comcom.com filhas incestos Contos eroticos trai meu marido com travesti bem dotadosurba com um casal de amigo sem querer primera ves comtoscontos eroticos meu cunhado rasgou meu cucontos fiz tesoura na minha irmanzinha pequenininha e foi gostozocache:Ivt619KDxEcJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_4_7_incesto.html contos tia preferidacontos quando eu era pequeno meu colega me comeurabinho impinadinho em fio dental da irmavideo porno no cinema julio dantaskiko masturbando a chiquinhaAbrindo as pernas para o sobrinho contovi o pauzao do pedreiro e fiquei doidinhaconto lesbico tia iniciando a sobrinhameu tio me comeu meu cucontos pequei minha prima com o namorado dela e chantajiei elacontos eroticos meu amante arrombava eu e minha filha e meu marido descubriuContos eróticos com travestis e casais em campinas minha tia me convidou para jantarcontos de incesto de irmão viadinhoconto minha mae rabuda e eu meu paiContos eroticos com animaiscontos bdsm gosto de levar chutes na bucetacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteminha mulher enlouqueceu com a piroca enorme do negaocontos eróticos com o vizinho q mora sozinhobucetinha rozadinhaContos eróticos minha mãe velhascontos eroticos minha sogra de calcinha renda30cm conto erótico doeunifeta cor de jambo no vidio mobilicontos eroticos a.xasada dot trabalhoComi o cuzinho da mamae força contoBusca por contos de esposa reais, que vai para balada e deixa o marido transtornado quando ela demora no banheiro e pega ela transando no estacionamentoContos eroticos menino meu amigo comeu minha esposa ela deu para o meninodesenho pornos dos flinstones cornoa medica que gostava de zoofilia_contosContos eroticos te amo mana conto eróticos mana so de calcinhaContos eroticos minha mae e minha mamando no pauzao de oito negaos em um gang bang na academiaContos eroticos comi meu primo na frente da minha tia